A Procura da Felicidade

A Procura da Felicidade PT

Aquino  Em andamento
goodnovel18goodnovel
0.0
Avaliações insuficientes
105Capítulos
3.3Kleituras
Ler
Adicionado
Denunciar
Resumo
Índice

Michael um renomeado advogado que desistiu do amor quando sua primeira paixão ame o traiu. Desde então ele vive uma vida de luxúria e depravação, cercada de mulheres sempre em busca de sexo sem compromisso. Briana uma dedicada dona de casa quer ver sua vida desmoronar quando seu marido e filho morre em um atraso acidente de carro, fazendo com que ela entre em uma tristeza sem fim Lina a menina inocente que desde cedo teve que aprender a se virar. Sem chance de estudo, abandonada pela mãe viciada, ela cai nas Garras de um homem violento grávida, ela foge em busca de algo melhor Rodrigo, um delegado que vive para cuidar da irmã que está passando por um momento difícil. Abandonado pela noiva insensível que não compreende o quanto sua família é importante para ele Quatro Vidas... Mundos completamente diferente ponto Porém para o destino nada disso importa. Entre as novas descobertas paixões e aflorar provando que sim. Os opostos se atraem

Ler mais

Você também vai gostar de

Comentários Deixe sua avaliação no aplicativo
Não há comentários
105 chapters
Capítulo 1
Michael Sou um homem muito bonito e chamo a atenção por onde passo, sou loiro, alto, musculoso, sou pegador, acredito que alguns já me conhecem...Vou contar o que aconteceu comigo há oito anos atrás... Eu era praticamente um adolescente e ainda namorava Amy, uma jovem linda, maravilhosa e muito gostosa! Eu simplesmente amava aquela mulher...Vou começar contando como conheci a primeira mulher que eu amei. Devia ter uns dezesseis anos, estávamos no colégio Victor, Nathan e eu e como sempre o pegador Nathan não aguentava ver um rabo de saia que já queria entrar no meio das suas pernas. Como as coisas mudam... Voltando a minha amada, certo dia vejo a garota mais linda do mundo, ela tinha pernas grossas, bunda perfeita, seios do tamanho da minha mão, branquinha, cabelo e olhos negros...O Branca de Neve gostosa! — Seu príncipe está aqui princesa! — falei isso olhando para os meus amigos.— Príncipe? Você? Sei não viu. Michael, você não aguenta ver uma mulher gostosa . — falo
Ler mais
Capítulo 2
Brianna Me lembro como se fosse hoje o dia em que ainda era feliz e me sentia viva...Estava em casa com meu marido e filho curtindo o fim de semana, estávamos felizes e meus homens estavam fazendo planos para assistir à partida de futebol no domingo à tarde, segundo meu pequeno príncipe Richard iriam fazer um programa de meninos, mesmo vendo a felicidade do meu menino, eu não sei porque me sentia angustiada... Acredito que é porque meu príncipe vai passar um dia longe de mim...Eu sei que meu querido marido falou que eu tenho que parar de protegê-lo tanto e deixá-lo se divertir, ainda mais que ele não estará sozinho e sim acompanhado do meu marido.— Amor você tem que parar com isso e deixar nosso filho fazer as coisas sozinho.— Amor eu sei... Ele é meu bebê, só tem nove anos e eu sou uma mãe coruja, o que você quer que eu faça? — ele não me deixou falar mais nada. — Venha aqui, eu estou doido para que você pare de falar, de arrumar essas coisas e vir para a cama. Quero namorar
Ler mais
Capítulo 3
Lina Me lembro da minha vida como se fosse um filme e repasso na minha mente tudo o que aconteceu até esse momento...Cheguei em casa depois de mais um dia de faxina que dona Lourdes arrumou para mim, eu precisava comprar comida ou morreria de fome, pois minha mãe, aquela que deveria cuidar de mim, só sabia se drogar. Tinha apenas quatorze anos e enquanto todos estavam estudando eu estava trabalhando para obter o meu sustento. Eu até estudei um pouco, mas não cheguei nem terminar o ensino fundamental por ter que ser a adulta da casa, eu me tornei a mãe da minha mãe, até porque ela não conseguia sequer cuidar de si mesma. Minha mãe já saiu de muitos trabalhos por causa do vício e agora tem tempo que não trabalha e não sei como mesmo assim ela consegue drogas, só pode ser transando com os homens que encontro aqui em casa quando chego do dia de faxina. Deve ser o monte de bandido que usa o seu corpo em troca de alimentar o seu vício. Não aguento mais isso... Eu queria que minha
Ler mais
Capítulo 4
Rodrigo Querem saber o que me fez mudar, pois então contarei as mudanças que minha vida “perfeita” sofreu.Eu estava sentado na minha delegacia, quando alguém me ligou avisando que havia acontecido alguma coisa com o meu sobrinho e cunhado. Fiquei apavorado com a ligação. Será que alguma coisa grave aconteceu com eles?Sai correndo para o local que haviam me informado, chegando lá vi o estado do carro e me preparei para o pior. Se o carro estava assim imagina o corpo do meu sobrinho que eu amo tanto, sobrinho que amo como se fosse meu filho.Não aguentei e caí de joelhos ali mesmo chorando muito.Não estava nem aí para ninguém! Pensava na minha irmã e como ela iria suportar isso? Os seus dois amores da vida morreram em um maldito acidente de carro!Deus, o que eu vou fazer? Meu amigo da delegacia veio até mim e me falou umas palavras para me dar força, não quis ver os bombeiros tirarem os corpos dos destroços, sequei minhas lagrimas, escondi o meu desespero e fui dar a pior
Ler mais
Capítulo 5
Michael Faz alguns meses que vi aquela linda mulher, a irmã do meu amigo Rodrigo e não consigo tirar a tristeza daqueles lindos olhos cor de mel da minha mente, mesmo que ela não tenha olhado para mim. Pobrezinha... Perder as pessoas que mais amava no mundo deve ser algo horrível.Enquanto estou metendo gostoso em uma morena de parar o trânsito, fico pensando em outra, a diferença é que não estou pensando em nada sexual com ela, apenas na sua tristeza.Jamais pensaria em algo sexual com ela, uma mulher problema, uma viúva que deve amar o falecido até hoje e isso é triste porque ela é linda e jovem que ainda por cima perdeu o filho... Pelo amor de Deus! Aquela mulher se casou com quantos anos? Ela tem um rosto tão jovem, deve ter seus vinte e poucos anos. A morena que nem sei o nome falou: — Você está muito longe, não quer transar?— Desculpe princesa, onde estávamos? *****Beijei a sua boca, fui chupando e beijando seu corpo até chegar na sua entrada úmida e rosadinha,
Ler mais
Capítulo 6
Brianna Estou implorando para meu irmão me dar meus cartões de crédito e débito de volta.Caralho, meu irmão é um chato da porra! Já falei que não vou tentar mais nada contra a minha vida, três anos e nunca passou e nem vai passar a dor que sinto, mas estou aqui fingindo que tudo passou, que vou mudar e refazer a minha vida.Eu sei que já está na hora, mas eu não tenho forças para isso, só sinto dor e tristeza. Já ser passou todo esse tempo e nunca amenizou a dor que sinto, todos dizem que com o tempo a dor se transforma em saudade e eu espero por isso, mas não acontece. Só posso dizer que o pior dia da minha vida foi aquele maldito domingo. Eu odeio esse dia! Não é uma coisa que posso controlar, não está nas minhas mãos como todos dizem. Finjo que sorrio, mas só sinto dor e dor, uma dor que rasga a minha alma...Rodrigo diz que tenho que trabalhar mais do que nunca, sair do meu casulo e conviver com outras pessoas, ou seja, ocupar a minha mente. Nunca trabalhei, não terminei
Ler mais
Capítulo 7
Brianna— Oi meu anjo, como você está?— Estou melhorando, ainda dói, mas eu juro para você que vou superar. Vou tentar ser como eu era antes, eu prometo e queria te agradecer por estar sempre ao meu lado, mesmo eu sendo grossa e tentado te afastar. Eu te amo muito meu irmão! — Graças a Deus minha irmã está voltando, nestes três anos você nunca mais falou que amava seu irmão aqui. Eu te entendia, sabia a dor que você estava enfrentando, pois eu sentia a mesma dor. Não vamos falar nisso agora não, fala o que você queria falar comigo, você falou que era urgente.— Queria primeiramente te agradecer por me suportar meu .irmão, porém eu te chamei para perguntar se na sua delegacia não tem nenhum cargo para mim, preciso ocupar minha mente. — Lá na delegacia não tem nada para você, mas eu tenho um amigo que está precisando de alguém. Ele é advogado e precisa de alguém, só não sei para que cargo. Vai ser ótimo! É em um escritório de advocacia, você aceita? Ele vai te aceitar, eu ligo para e
Ler mais
Capítulo 8
Lina Após minha fuga consegui arrumar um trabalho em uma casa de família, tinha que deixar meu filho com uma vizinha para poder trabalhar e conseguir nos sustentar. Meu bebê vai fazer três anos e é a coisa mais linda da minha vida! Meu filho é quem me dá forças para lutar todos os dias. Eu trabalho há mais de dois anos na casa de uma madame chata por sinal, mas está ótimo é melhor do que não ter nada. Ganho o suficiente para o sustento do meu filho e o meu, mas não gosto nem um pouco da patroa e a situação só piora quando o assunto é o patrão. A patroa me trata como escrava e o patrão me olha como se quisesse me comer, ele olha para o meu corpo e ainda passa a língua nos seus lábios, sinto nojo de olhá-lo e me dá vontade de bater na cara desse velho tarado. Só ainda não sair de lá porque não achei outro emprego e como não conheço ninguém tenho que aguentar esses dois até arrumar outro emprego. Queria tanto um emprego que aceitasse criança, seria tão bom! Ai não ficaria long
Ler mais
Capítulo 9
Lina Acordei por volta das cinco da manhã, me levantei, fui tomar um banho, fiz um café puro e bem forte do jeito que eu gosto e tomei. Já tinha me trocado, tranquei a porta com meu filho nos braços colo e fui para o ponto de ônibus. Logo o ônibus passou e seguimos para o nosso destino.Assim que cheguei ao ponto indicado, saí procurando o endereço. Encontrei o lugar poucos metros depois, um muro enorme, com grandes portões e o número fixado na parede, olhei o papel com o endereço, interfonei e me identifiquei.O grande portão foi aberto mostrando uma enorme mansão! Aí meu Deus! Não vou dar conta de tudo isso não... Para de pensar nisso Lina. Entrei e a senhora do ônibus se encontrava na porta, ela me viu, sorriu e arregalou seus olhos quando viu meu bebê. Jesus ela vai falar para sumir da casa dela! Eu gostei tanto dela, ela parece ser uma senhora muito boa... Será que é ela a minha nova patroa? Saio dos meus devaneios com a senhora falando...— Seja bem vinda querida,
Ler mais
Capítulo 10
Brianna Claire já está comigo novamente, ela não me deixa só um minuto sequer, eu sei que ela também sente falta deles. Estou pensando seriamente em me mudar, vender essa casa e ir para uma menor. Aqui eu tenho muitas lembranças dos dois o que só piora a minha vida, pois quando me lembro dá vontade de morrer.Não sei por que não fiz isso antes! Semana que vem já procuro outro apartamento, se tiver um onde meu irmão mora vai ser perfeito, exceto por vê-lo todos os dias com uma mulher diferente, se bem que não vou ver nada, pois vou estar no meu apartamento. Estou querendo mudar tudo até meu visual para ver se melhoro um pouco...Impossível! Porém vamos tentar, mesmo com essa tristeza que não me abandona e só faz o buraco no meu peito aumentar. Meu amor gostava do meu cabelo comprido, ele gostava de enrolar meu cabelo nas suas mãos enquanto fazíamos amor. Que falta sinto do seu toque no meu corpo, ele era tão carinhoso, acho que nunca mais vou amar outra vez, ele era meu único
Ler mais