Joseph - Série Hensel II

Joseph - Série Hensel IIPT

Bia Almeida  Completo
goodnovel16goodnovel
0.0
Reseñas insuficientes
39Capítulos
518leídos
Leer
Añadido
Denunciar
Resumen
Índice

Joseph é o irmão mais velho do doutor Klaus, completamente diferente do irmão, doutor Joseph é um devasso convicto, e tem seu ego elevado por saber o efeito que causa nas mulheres. Seu corpo perfeito, seus olhos azuis e seus cabelos sempre presos no estilo samurai, são arrebatadores. Sócio de um clube de sexo, Joseph passa seus dias se perdendo dentro das pernas de mulheres aleatórias, tanto no clube, como em seu escritório no hospital onde ele exerce a função de administrador, a qual foi obrigado a exercer por causa das circunstâncias da vida. O doutor gostoso, como ele é conhecido, adora uma vadia e uma mulher que seja tão devassa como ele. Como Klaus ele teve seus momentos difíceis depois do assassinato de sua mãe, ainda muito jovem assumiu junto com seu pai o hospital da família e consequentemente abdicou de sua profissão como pediatra. Aos trinta e cinco anos o sexo com mulheres aleatórias não o atraí mais. Joseph pela primeira quer se aventurar em uma relação, basta saber se ele vai aposentar seu lado devasso.

Leer más
Comentarios Deje su reseña en la aplicación
No hay comentarios
39 chapters
PRÓLOGO
Meu nome é Joseph Hensel Hoffman, minha família é dona de uns dos maiores hospitais da Europa. Sou apaixonado por crianças, por isso me formei em pediatria. Meu passatempo predileto é fazer sexo, sou devasso confesso e adoro me perder entre as pernas de uma mulher, principalmente se ela for devassa como eu. Aos trinta e cinco anos, nunca me envolvi amorosamente com ninguém, nunca me vi em um relacionamento duradouro porque amo a possibilidade de desfrutar diversas essências de prazer. Sexo é como um combustível para mim, além de me satisfazer, alivia o meu estresse do dia a dia.Mulheres disponíveis para me darem prazer não faltam, sou um, cara sexy e muito bonito, na verdade, sou lindo, minha presença é notada e cobiçada em qualquer lugar que eu vá, tanto por mulheres como por homens, porém, sinto muito não poder satisfazer a todos, pois, par
Leer más
CAPÍTULO 1
JOSEPH Administrar o hospital, exige muito de mim, têm dias que não consigo sair para almoçar, tamanha as responsabilidades.— Doutor Joseph — a enfermeira Jéssica entra na minha sala, quando ela fala assim toda manhosa, ela quer o devasso júnior.— Fale logo Jéssica o que você quer, estou muito ocupado — Tem certeza de que você não pode fazer uma pequena pausa? — Ela fala abrindo os botões do seu jaleco.Levanto-me e vou em sua direção, Jéssica é uma vadia, sempre vem em busca de um pouco de prazer. Não vou reclamar, pois, ela chegou em boa hora, sexo me relaxa, uma rapidinha é tudo que eu preciso. Coloco o júnior para fora da minha, calças, ela entende meu recado, Jéssica se ajoelha e engole o devasso júnior que estava meia bomba, mas logo fica na ativa. Dou umas estocadas em
Leer más
CAPÍTULO 2
DIAS ATUAIS – JOSEPH Faz muito tempo que não venho ao clube, o hospital tem ocupado bastante meus dias, e muitas coisas aconteceram nesse período em que me afastei. Meu tio Muller marcou uma reunião com a família fazendo questão que Klaus, que atualmente reside no Brasil participasse, o que ele não imaginava e muito menos eu que nossas vidas mudariam com a chegada do meu irmão.Klaus é meu irmão mais novo, sou cinco anos mais, velho do que ele, nós sempre nos demos muito bem apesar de sermos completamente diferente um do outro, meu irmão é um homem de uma alma pura, uma pessoa sensível e gentil, quem não o conhece intimamente não imagina o, cara, gente boa que ele é. Sua aparência séria, seu jeito calado e observador, fazem com que as pessoas tenham uma ideia errada ao seu respeito. Klaus como minha mãe se entrega de co
Leer más
CAPÍTULO 3
JOSEPH  Passei a noite revirando na cama, meus pensamentos perturbando meu sono. Hoje deveria estar completamente satisfeito, pois, ontem fodi praticamente a noite toda com aquelas mulheres, mas algo em mim, está diferente, me sinto assim desde que convivi alguns dias com meu irmão e o Adam, ambos estão tão felizes com suas mulheres. C
Leer más
CAPÍTULO 4
MAYLA Têm uma semana que não paro, parece que os pacientes mais graves ficaram me esperando retornar para se consultarem. Ontem falei com minha prima Anelise, ela está muito feliz, acho linda a relação de amor e companheirismo dela e do Klaus, o jeito que ele a olha me faz questionar se um dia alguém irá olhar para mim assim, não apenas desejando o meu corpo, mas com sentimentos, e se isso acontecer, será que vou estar no mesmo ponto?  Será que vou estar preparada para um relacionamento? Creio que não.Sou uma devassa, uma mulher que transa a hora que quer, com quem quer. A única modalidade de sexo que não curto é o BDSM, consequentemente o sadomasoquismo, não sinto prazer na dor, para mim sexo tem que ser confortável. Geralmente vou a clubes onde se é permitido de tudo, com o consentimento do parceiro, é claro. Amo frequentar
Leer más
CAPÍTULO 5
JOSEPH — Bom dia doutor Joseph, seu consultório está pronto, o senhor deseja mais alguma coisa? — Não dona Norma, está ótimo, muito obrigado.Depois de uma semana entrevistando pessoas para o cargo de administrador, chego à conclusão de que  tenho alguém debaixo do meu nariz, alguém que confio. Converso com meu pai e ele concorda em colocarmos meu amigo e nosso contador Barin em meu lugar, com Barin na administração do hospital fico mais tranquilo. Essa semana, passei todas as tardes na pediatria para que pudesse voltar ao ritmo, e hoje será o primeiro dia que vou começar a tratar dos pequeninos, depois de tanto tempo. Algumas vezes, precisei ajudar na emergência, mas nada se compara a rotina diária do hospital. — Bom dia garotão tudo bem? — Entra um meni
Leer más
CAPÍTULO 6
MAYLA  Hoje o Joseph está diferente dos outros dias, em nenhum momento fez das suas gracinhas para me irritar, durante o jantar fiquei sabendo o motivo que acabou me surpreendendo. 

Leer más

CAPÍTULO 7
JOSEPH  Depois de uma semana intensa de trabalho, vou para o clube, preciso de uma boa sessão de sexo para aliviar toda a tensão que tenho acumulada. Antes do meu amigo Barin conhecer Amélie e se casar com ela, ele era meu companheiro de sacanagem, aprontamos muito juntos, tivemos bons momentos no Porn.Tomo um banho caprichado, lavo meus cabelos e me arrumo para ir ao clube, coloco uma calça cargo, preta e uma blusa cinza dobrada em meus cotovelos, prendo meus cabelos no estilo samurai, pego minha carteira e minhas chaves, saio de casa com um sentimento que está noite será especial. No clube entro direto, como sócio tenho acesso livre, o frequento a tantos anos que conheço todos os funcionários fixos, já transei com a maioria das mulheres que frequentam esse lugar. Assim que entrei, como de costume algumas mulheres vieram ao meu encontro, seus corp
Leer más
CAPÍTULO 8
JOSEPH Passei um final de semana de merda, desde sexta-feira não consegui tirar Mayla dos meus pensamentos, ontem algumas mulheres me ligaram me convidando para sair, mas não tinha cabeça para isso, meu corpo pede o dela, nunca desejei tanto uma mulher a ponto de dispensar outras. Mayla desperta em mim sentimentos estranhos, a desejo desde a primeira vez que a vi, mas a forma com que ela sempre me tratou fez com que esse desejo ficasse adormecido, mas depois que provei um pouquinho do seu corpo junto ao meu, esse desejo reacendeu, e com força total, porém, não posso me entregar a ele, e isso é foda.Acordei cedo, fiz minha corrida matinal, agora irei almoçar em algum restaurante, meu coroa saiu desde ontem com o Kleber e ainda não chegou, esses dois estão saindo pior que a encomenda, eles devem ter ido a alguma orgia que provavelmente rendeu a noite toda.No restaurante sou atend
Leer más
CAPÍTULO 9
No caminho Martha se mostrou bem à vontade, conversamos sobre diversas coisas, ela me disse que trabalha no restaurante e no bar para pagar sua faculdade e seu aluguel, e que mora sozinha. Saiu de casa assim que fez dezoito anos porque seus pais não a deixavam fazer suas próprias escolhas e não via a hora de sair do lugar onde morava, perguntei o motivo, ela apenas me disse que não é um bom lugar para ela. Visita seus pais mensalmente, mas vive a sua própria vida. Chegamos no meu apartamento, que é uma cobertura, ela fica impressionada com o tamanho.— Me diz que você não é um traficante de drogas — ri alto com a sua indagação.— Não Martha, eu já te disse que sou médico.— Caramba! Irei mudar minha faculdade de design para medicina — ela disse rodando em minha sala, sorrio com sua naturalidade. — Caminho até a
Leer más