Indomável: Tempestade de gelo.

Indomável: Tempestade de gelo.PT

SOSdrica123  En proceso
goodnovel16goodnovel
0.0
Reseñas insuficientes
29Capítulos
1.2Kleídos
Leer
Añadido
Denunciar
Resumen
Índice

Ice Witmore era uma garota extremamente feliz com sua mãe, mas após a morte dela, Ice ganha poderes estranhos e um companheiro de quatro patas bastante inusitado. Ao se mudar para a pacata cidade de forks se vê presa em um mundo totalmente desconhecido e em um amor para lá de bizarro. Ice vê sua vida mudar da água para o vinho da noite para o dia e não poderia se importar menos, já que conseguiu o que sempre queria. Um amor e uma nova família.

Leer más

También te gustarán

Comentarios Deje su reseña en la aplicación
No hay comentarios
29 chapters
Capítulo 1
As vezes a vida sempre da um geito de pregar uma peça na gente, seja ela como um crime, uma tortura, um amor.....ou uma morte.Minha mãe era a pessoa mais feliz e amável que eu conhecia, sempre sorrindo e cantarolando pela casa.Há dois anos, eu e minha mãe estávamos na nossa casa de praia, curtindo o verão quando um grupo de pessoas entrou na casa e nos  prendeu.Eles torturaram minha mãe e depois a mataram, bem na minha frente. Logo depois, eu pirei. Não sei como mas eu consegui sair da cadeira em que estava presa e matei cada uma daquelas pessoas.Vendo hoje, o que eu fiz foi muito errado, mas também me deu alívio! O que aconteceu com a minha mãe, jamais aconteceria com outras.Hoje, dia 21 de junho, faz exatamente dois anos que ela morreu, dois anos que o meu pilar se foi.Depois da morte dela, meus poderes apareceram. Meu tio por parte de pai, falou que o choque e
Leer más
Capítulo 2
No dia seguinte quando meu despertador tocou, eu me arrumei com uma roupa de frio, pois senti a neve chegando e fui tomar meu café.Comi uma fatia de pão e um pacote de biscoitos, peguei minha mochila de unicórnio e fui até meu carro.Antes de entrar, olhei para a floresta vendo a neve começar a cair e sorri.Eu nunca erro!Rindo voltei até meu quarto e peguei meu gorro de polvo, vocês podem achar meu estilo um tanto quanto infantil, mas fazer o quê se eu gosto?!Entro no carro e dou partida, começando a dirigir até a escola. O caminho inteiro eu só via árvores e neve, o que de certa forma é bom.Suspiro vendo a fumaça branca sair e mexo minhas mãos, batucando os dedos no volante. Eu estou muito ansiosa para ver como é a escola e as pessoas.Será que vão gostar de mim? Será que vão ficar comentando sobre o meu estilo?

Leer más

Capítulo 3
Encaro a sala que ri de mim e dou de ombros, indo me sentar. Coloco minha mochila sobre a cadeira e me sento, abrindo caderno na matéria de agora.O professor começa a explicar o lugar de cada órgão do corpo humano e eu anoto, vai saber quando eu vou precisar né!Vejo as pessoas comentando sobre mim e sorrio, falem bem ou falem mal, mas falem de mim.O primeiro horário acaba e a próxima aula começa, nessa a professora explica como é feita a cura de cada machucado e o tempo do processo.A turma é bem comunicativa e não teve problema nenhum comigo, tirando o fato de terem me olhado estranho, mas também ter mechas brancas na parte da frente do cabelo não é normal!Na hora do Recreio, eu chamo assim, não sei como vocês chamam, ando até o refeitório e começo a procurar Luiz.O acho pegando comida e vou também, pego um pedaço de pizza e um refrigerante de laranja.Me s
Leer más
Capítulo 4
Depois do refeitório, eu, Luiz e Pamela fomos até a sala de aula e assistimos mais 3 aulas sobre o ser humano.Na hora da saída, as pessoas ainda me olhavam e comentavam sobre o que eu fiz na mesa dos Cullen. Revirei os olhos e ande até meu carro.Me sento no capô do mesmo e fico observando as pessoas rindo e se beijando.Aí que vontade de beijar na boca.Eu: Luiz- chamo meu amigo que já estava se agarrando com Pâmela - credo só eu que estou sozinha, que vida injusta!Vejo um carro se aproximar rapidamente e parar ao lado dos do Cullen.Um homem loiro e de aparência  jovem sai do carro e eu agarro as costas de Luiz, interrompendo o seu beijo.Eu: Luiz, Pâmela - chamo sorrindo doce - aquele lá o papai Cullen?Luiz: é sim porquê?Eu: porque meu  filho eu tô tendo um infarto - começo colocando a mão no coração - gente a temp
Leer más
Capítulo 5
Escuto o toque do despertador e me viro, resmungando algo incoerente.Tento me lembrar do porque dele estar despertando mas nem preciso me esforçar já que uma certa bola de pelos brancos pula em cima da minha barriga.Eu: HAJAAAAA - grito me sentando com a mão na barriga - seu tigre desgraçado.Congelo minha mão e coloco em cima do machucado, quem precisa de inimigos quando se tem um tigre que nem o Haja!Volto minha ao ao normal e vou até o banheiro tomar um banho, ao terminar escovo meus dentes e cabelo e ando até o closet.Pego uma blusa rodada tomara que caia, junto com uma jaqueta preta e uma calça jeans também preta, calço uma botinha preta de salto e sorrio com o resultado.Por mais frio que esteja para as outras pessoas para mim é como se estivesse calor já que eu não sinto frio.Desço para a cozinha e c
Leer más
Capítulo 6
Depois de terminar de estudar, fui fazer um macarrão para almoçar, já que estava com preguiça de fazer algo mais elaborado e gostoso.Termino de comer e dou o almoço do meu filhote, uma galinha picada, já que ele não come ela inteira.Pego um pacote de chocolate e começo a comer, escutando os rosnados de Haja.Depois de comer minha sobremes, lavo a louça e tiro meus saltos, colocando um tênis.Desde o dia em que eu cheguei eu morro de vontade de entrar na floresta e ver os animais que há nela.Começo a caminhar por uma trilha meio apagada e vou deixando pedaços de gelo pelo chão, assim não irei me perder e dar uma de chapeuzinho vermelho.Vai que o lobo mal aparece e me come né! Mas se esse lobo fosse um certo Cullen eu não iria reclamar não, iria logo correndo pegar uma lingerie vermelha.Afinal de contas, a ca
Leer más
Capítulo 7
No dia seguinte, fazia sol, o que é muito raro aqui! Mas mesmo com o sol, a neve ainda permanecia grudada no chão.Me levantei da cama e fui fazer minhas higienes, depois de tomar banho e me arrumar fui comer, peguei um pão e passei manteiga. Esquentei um pouco de leite e coloquei bastante chocolate no mesmo, comi apressadamente já que estava atrasada e fui para o carro depois de pegar minha mochila.Sai dirigindo feito uma louca pelas ruas, quase atropelou um esquilo e um passarinho mas isso a gente releva!Cheguei na escola faltando cinco minutos para o sinal bater, corri até a mesa onde meus amigos estavam e me sentei.Eu: olá pragas - digo sorrindo - quando nós vamos começar a montar a barraca? Pâmela: acho que amanhã, já que a feira vai acontecer nesse sábado. - falou terminando de tomar seu suco.Luiz: estávamos pensando em pedir para voc&ec
Leer más
Capítulo 8
Depois do nosso lanche, meus amigos e a familia delicia foram para as suas respectivas aulas e eu fui ate a sala do diretor para conversar com ele e fazer a feira ser na campina perto da minha casa.Devo ter passado o restante das aulas tentando convence-lo a aceitar, mas no final deu tudo certo e eu saí feliz da vida, saltitando até meu carro.Dou um tchalsinho para meus amigos e a família delícia e vou embora. Estou muito ansiosa para fazer a barraca, ainda mais porque sou eu que vou beijar! E eu não posso beijar em um local feio.Chegando em casa coloco um frango para cozinhar e faço um estrogonofe. Como em tempo recorde e troco de roupa, colocando um short Jeans e uma regata preta. Coloco um pedaço de carne para Haja e suspiro.Vejo o tempo no termostato e vejo que está 10°. Dou um sorriso e saio para fora sentindo meu corpo se fortalecer com o frio, isso vai me ajudar muito a fazer a barraca.

Leer más

Capítulo 9
Ao chegar na escola, no dia seguinte, muitos alunos discutiam sobre a mudança de lugar e a decoração de suas barracas.Vou até Luiz e me sento ao seu lado, comendo uma barrinha de chocolate.Eu: já decidiram o que vai fazer? - pergunto ansiosa - a decoração tem que estar perfeita! Dei o meu suor  para montar a barraca.Luiz: Pâmela e as meninas Cullen já decidiram - murmura - eu e os garotos ficamos encarregados de carregar as coisas pesadas.Dou risada e pego minha mochila, indo para a minha aula de biologia das células.Me sento em uma cadeira perto da porta e fico pensando na morte da Bezerra até a professora chegar.As inscrições da barraca do beijo andam a todo vapor, já temos 10 meninas e 7 meninos.Estou muito ansiosa para descobrir o que as outras turmas estão fazendo, já descobri que a turma de engenharia montou uma montanha russa eletromagnética. A turma de direito fez uma piscina de vinho, você entrava lá e tentava achar
Leer más
Capítulo 10
Ao acordar na manhã seguinte à ansiedade me consumia, hoje a noite seria o tal esperado evento que conseguiria a verba para a viagem.Me levantei e fui ate o banheiro, fazer minhas necessidades e tomar um bom e gelado banho.Saio do banheiro enrolada na toalha e começo a passar creme em meu corpo, tiro a toalha do corpo e espero o creme secar.Vou para a frente do espelho e começo a admirar minhas tatuagens, tenho ao todo 40 tatuagens pelo corpo. A maioria são em meus braços, só uma ou outra que são em outras partes do corpo.A que eu mais gosto é tatuagem em baixo dos seios, a primeira que eu fiz.Vou até o closet e visto uma regata e um short branco de pano.Vejo Haja deitado em cima da mesa e sorrio, meu filhote é tudo para mim.Dou um tapinha em sua bunda e ele desce, coloco dois pedaços de carne em sua vasilha e começo a fazer um café preto.Enquanto
Leer más