Uma Mulher para o Sheik

Uma Mulher para o SheikPT

Kim  Em andamento
goodnovel16goodnovel
9.9
Avaliações insuficientes
74Capítulos
30.0Kleituras
Ler
Adicionado
Denunciar
Resumo
Índice

O príncipe e Sheik de Abu-Dhabi, Hassan, se encontrava com problemas políticos em seu reinado, em sua vida amorosa e familiar. Ao completar 27 anos lhe é aconselhado casar-se, entretanto ele não poderia desposar a mulher com quem tinha um romance, uma modelo conhecida mundialmente pelos escândalos, dado aos seus princípios. Em meio à crise política, encontra uma forma de evitar o fracasso de seu reinado e ainda despreocupar-se das pressões recebidas: decide se casar com uma coreana para estreitar os laços com o oriente e conseqüentemente aumentar a sua influencia. A escolhida é Yoon Hee, uma jovem coreana de 22 anos. A sua família, anteriormente, fora muito influente, mas depois do pedido de falência se vê sem amigos e tendo que lutar por tudo. Ela não entende o motivo de ser escolhida pelo príncipe Hassan, mas enxerga uma oportunidade para melhorar de vida e, por isso, aceita, e logo na primeira semana casada arrepende-se. Descobre que seu marido tem um caso com outra mulher e vê em Mahir, irmão de Hassan, alguém em quem confiar em meio a um país estranho, onde não conhece nada e muito menos entende o que eles falam. Pode o amor surgir quando menos se espera e pela pessoa menos improvável, mas o que fazer quando uma paixão ultrapassa os limites da moral de um país?

Ler mais

Você também vai gostar de

Comentários Deixe sua avaliação no aplicativo
Não há comentários
74 chapters
Duas Vidas
        Os Emirados Árabes, cuja capital é Abu-Dhabi, é formado por sete emirados localizados na costa ocidental do Golfo Pérsico. Cada um deles tem o mesmo nome de sua capital e é governado por um Sheik com total controle sobre os assuntos internos. O território é desértico e pontilhado de oásis, com regiões montanhosas e praias. Nesse cenário com belíssimas paisagens encontramos o Sheik Hassan, o filho mais velho do Sheik Hajib. Ele fora o escolhido para governar Abu-Dhabi, seu irmão mais novo, Mahir, tinha papel fundamental em sua vida: a de trazer-lhe confusões. Mahir era conhecido pelo mundo como o playboy das arábias. Seus escândalos eram sempre acobertados por seu irmão.Sheik Hassan possuía, apenas, 27 anos, mas suas responsabilidades co
Ler mais
Escolhendo uma noiva
Hassan andava de um lado para o outro, impaciente. Ele encontrava-se em seu escritório em casa. Olhou para a porta sendo aberta e foi de encontro ao secretario Jahid.–Então o que conseguiu?–As noticias não são nada agradáveis – falou mostrando um relatório a ele – Os outros governantes querem tirar Abu-Dhabi de seu domínio. Temos que conseguir o apoio dos vizinhos Dubai, Sharjah e Ajman, mas o senhor sabe que para eles o único governante capaz de governar o seu reino, de forma sensata, é aquele que tem uma mulher ao seu lado.–Eu sei – falou sério.–O senhor tem que se casar o mais rápido possível.

Ler mais

A Proposta
Sheik Hassan foi recebido por uma aglomeração de fotógrafos no aeroporto. Tentou se desvencilhar sem sucesso, precisou da ajuda dos seguranças para ir embora. A mídia encontrava-se curiosa em saber o motivo da ida do Príncipe Sheik árabe Hassan al-Rashid a Coréia. Assim que saiu do aeroporto entrou no carro preto que o esperava. Sentou-se no banco de trás e respirou aliviado.–Odeio visitar países diferentes. Os repórteres não me deixam em paz – confessou.–Cuidarei para que isso não aconteça – secretario Jahid disse olhando pelo retrovisor do banco do passageiro – devemos ir vê-la agora ou ir para o hotel?–Ao hotel. Quero tomar um banho e dormir
Ler mais
Aceitação
Yoon Hee ficou parada com os cartões em sua mão, mas ao ver a sua irmã parada a olhando, tentou sorrir.–O que o príncipe de Abu-Dhabi estava fazendo aqui? – So-Yeon perguntou a sua irmã.–Como sabe que ele era o príncipe?–Eu vi uma matéria dele na internet. Todo mundo quer saber o motivo da vinda dele a Coréia. Há muita especulação na mídia e juntando isso com o jeito calado dele cria-se um alvoroço.–Quando descobriu que ele era ele?–Quando ele disse o nome dele e logo depois o lugar de onde tinha vindo, foi fácil – disse dando de ombros &nda
Ler mais
Conversa com o Príncipe
O secretario Jihad olhava sem jeito para a mulher a sua frente. Yoon Hee não se parecia com a pessoa que ele imaginava. Ela estava demonstrando estar triste quase deprimida com o casamento. Eles estavam sentados em um café próximo ao trabalho dela. Em cima da mesa havia uma agenda, onde Jihad anotava tudo que achava pertinente, e duas xícaras de café, sendo que a dela estava intocada.–Tem algo errado senhorita Park? – Jihad perguntou ao vê-la pálida sem expressão.–Não.–Certo. Você tem alguma duvida antes de começarmos a falar sobre o casamento?–O Príncipe Hassan é um homem... Bom?

Ler mais

Marido e Mulher
Seis dias haviam se passado desde o encontro de Yoon Hee com o príncipe Hassan. O casamento aconteceria no dia seguinte. Yoon Hee estava em seu quarto, arrumando a ultima mala quando So-Yeon entrou no quarto, sentando-se na cama.–Vou ficar com saudades – So-Yeon disse olhando para sua irmã – prometa que vai me ligar sempre.–Pode ficar tranqüila. Você não ficará livre de mim – disse sorrindo.As duas irmãs ficaram se olhando como se soubesse que não se veriam tão cedo. No olhar de ambas era possível ver a angustia e a saudade.–Precisa de ajuda, filha? – a mãe delas disse entrando no quarto – que clima é es
Ler mais
Abu-Dhabi
Após o casamento, Hassan e Yoon Hee dirigiram-se para o carro, o qual esperava por eles em frente ao hotel. Ao passar pela recepção, Yoon Hee percebeu os olhares curiosos que as pessoas lhe lançavam, afinal ela estava parecendo uma noiva, ao lado do príncipe e ao redor deles alguns seguranças os acompanhavam. Entrou no carro assim que saiu do hotel, concentrando a sua atenção na paisagem, enquanto Hassan encontrava-se sentado ao seu lado, em silencio.E agora? O que vai acontecer depois que ficarmos a sós? Não quero ir para a cama com alguém que não amo. Yoon Hee se perguntava em pensamento ao olhar pela janela do carro.–Yoon Hee? – Hassan a chamou com a sobrancelha erguida.–Hã
Ler mais
Consumando o Casamento
Yoon Hee ficou estática ao sentir os lábios de Hassan sobre os seus lábios. Os seus olhos demonstravam o que sentia naquele momento: perplexidade. Ela sentia Hassan apertá-la mais contra si, a língua dele passeava entre seus lábios, como se pedissem permissão para adentrar em sua boca. Seu corpo não sabia como reagir a aquela caricia.–Então será pelo modo difícil – Hassan disse com um sorriso no rosto, afastando-se dela – Sem problemas, adoro um desafio. – Ele sorriu, afastou o cabelo do pescoço dela e começou a beijá-lo. Passando a mão pela nuca dela enquanto mordiscava o seu pescoço, sorriu discretamente ao escutar um, tímido, gemido vindo dela – Você não poderá dizer que não está gostando depois disso.Ler mais
Dia Seguinte
Yoon Hee acordou sentindo o seu corpo dolorido. Abriu os seus olhos, lembrando-se da noite passada e logo seu rosto avermelhou-se. Ela virou-se e constatou estar sozinha em sua cama, procurou por algum vestígio da presença de Hassan e não encontrou nada. A única prova que a noite passada não havia sido o sonho, estava nos lençóis da cama. Uma pequena mancha avermelhada. Quando ia se levantar da cama, Kalima adentrou em seu quarto, com um sorriso no rosto.–Majestade – falou sorrindo – vim preparar o vosso banho.–Não precisa – Yoon Hee disse tentando se cobrir – é melhor você ir, qualquer coisa lhe chamo.–Não posso. Foi ordem direta do vosso esposo – falou indo e
Ler mais
Mahir
Yoon Hee abriu os olhos e sorriu ao ver Hassan deitado ao seu lado. Levantou-se da cama com cuidado e foi para o banheiro. Tomou um banho rápido, mas ao voltar não o encontrou mais em seu quarto. Olhou para a porta de comunicação e a viu aberta. Deduziu que ele havia voltado para o seu quarto, suspirou. Vestiu-se com uma calça jeans, uma regata e saiu do quarto. Andou pelos corredores sem prestar atenção e quando percebeu havia se perdido. Olhou ao redor com o intuito de se lembrar de algo, mas sem sucesso. Viu uma porta entre aberta, andou ate ela e a abriu, vagarosamente. Entrou, sem fazer barulho e foi surpreendida por um homem usando, apenas, uma toalha enrolada em sua cintura.Ela gritou, assustada e virou-se, dando-lhe as costas. Escutou-o falando algo em árabe.–Eu n&a
Ler mais