Mestiço da noite. Filhos da lua

Mestiço da noite. Filhos da luaPT

J.P Andrade  Completo
goodnovel16goodnovel
0.0
Reseñas insuficientes
47Capítulos
1.1Kleídos
Leer
Añadido
Denunciar
Resumen
Índice

Um país com províncias muradas, guerreiros escolhidos por uma força superior. A lua de sangue. Um guerreiro com inúmeros segredos, e um mal que está se levantando, amor, medo, honra e coragem são sentimentos que estarão em conflito nessa história, Akira luta para reustarar seu clã que caiu em dívidas se tornando servo, após ser escolhido pela lua de sangue segue com seu leal amigo Carson também escolhido pela lua de sangue para o forte Águia, criaturas das trevas estão prestes a se levantar, e Akira precisa decidir o que fazer para se tornar mais forte e proteger sua única família, Emi. No meio de disso tudo Sayuri, uma aprendiz de curandeira surge causando inúmeras perguntas em Akira, seria ela confiável após descobrir o segredo que ele tanto guardou? Ou ele deveria mata-la?

Leer más

También te gustarán

Comentarios Deje su reseña en la aplicación
No hay comentarios
47 chapters
Capitulo 1 Lua de sangue
"Triunfam aqueles que sabem quando lutar e quando esperar."(Sun Tzu)Era cedo, apesar disso o sol batia forte.Cinco anos de treinamento haviam se passado desde a cerimônia da lua de sangue.Eu tinha 15 anos na época.A cada cinco anos o poderoso deus Tsukuyomi, deus lunar surgia no céu como uma lua de sangue e reivindicava seus samurais de sangue, todas as pessoas de todas as províncias do Império iam para as ruas esperarem, até mesmo o imperador Takezo o poderoso e seus herdeiros.Esperavam para comtemplar a escolha de Tsukuyomi.No instante que a lua de sangue surgia ao céu todos os samurais de sangue eram cobertos por uma aura luminosa e intensa, naquele momento tudo mudava, ficávamos mais fortes, resistentes...Toda nossa vida mudava, uma nova vida começava.Naquele momento um juramento era feito a Tsukuyomi, aquela dádiva de poder era para ser utilizada no combate aos Youkais malignos que atormentavam os humanos
Leer más
Capitulo 2 castelo
Quem, em prol da sua boa reputação, não se sacrificou já uma vez - a si próprio?Friedrich Nietzsche- Não precisava me segurar daquela forma. - reclamou Carson enquanto nos misturávamos as fileiras organizadas no pátio do Castelo.- Você estava surtado, o ancião só queria abençoar você. - me justifiquei.- Abençoar? Aquele velho sinistro devia estar em casa! Eu vi como você ficou ao deixar ele tocar em você, e não minta para mim- retrucou ele.Ao nosso lado Takeo Hiroshi surgiu e Carson o cumprimentou.Este não respondeu.- Ei estou falando com você! - reclamou Carson. Hiroshi permanecia sério com seu olhar azul gelado.- Esqueceram do voto de silêncio dele?- Takeo Iori , irmão gêmeo idêntico (exceto pela cor dos olhos Iori exibia olhos Verdes brilhantes)responde
Leer más
Capítulo 3 Tsukuyomi
Não é preciso ter olhos abertos para ver o sol, nem é preciso ter ouvidos afiados para ouvir o trovão. Para ser vitorioso você precisa ver o que não está visível.Sun TzuDias depois às cinco da manhã.Estávamos todos reunidos na sala de estratégias do castelo.Éramos cinco guerreiros novatos,os melhores dos treinos, sendo assim ganhamos o privilégio de observar o conselho de estratégias, claro e dez guerreiros experientes contando com o daymio do forte Takeshi.Uma enorme mesa exibia o mapa de toda a província de Nara.Takeshi e os demais experientes estavam debruçados sobre ele discutindo fervorosamente sobre como iríamos atrair os lobisomens onde era mais propício e vantajoso para nós.- Vamos  fazer o que sempre fazemos todos os anos em que eles acordam! - gritava Katsuo, era um famoso guerreiro e braço direito de Takeda Takeshi, esse que o havia treinado.Todos comentavam
Leer más
Capítulo 4 Enganados
"Quem pensa pouco, erra muito."(Leonardo da Vinci)Tudo parecia se passar lento demais o, barulho de espadas sendo afiadas, escudos sendo carregados, lâminas batendo uma contra a outra em treinamentos de última hora. Tudo isso ressoava em meus ouvidos de forma muito lenta.Eu observava rostos suados de antecipação, medrosos, expressões prepotentes.Eu observava garotos da minha idade escrevendo na maioria suas últimas cartas, ..despedidas ao portão..- Vamos carreguem esse baú de flechas! - Ordenava Katsuo.Seu olhar pairou sobre mim enquanto eu afiava calmamente minha katana, feita pelo meu sensei Kinoshita.- Vamos garoto! o que faz sentado ai, alisando essa katana que nunca usou?!- exclamou impaciente.Me coloquei de pé e guardei rapidamente a katana, e me dirigi para um dos baús de flechas de prata carregando-o sozinho até a carroça que aguardava no pátio.- Akira!Carson me
Leer más
Capítulo 5 Um amigo cai
O ser capaz mora perto da necessidade.Pitágoras- O que você está fazendo? - Carson perguntou enquanto assistia Akira golpear a parede violentamente.- Encontrando uma saída!- exclamei e continuei golpeando as paredes, meu  braço quebrado ainda tentava se curar, mas o outro estava bom o suficiente para que eu esmurrasse a pedra.- O que você pensa que vai conseguir esmurrando a parede?! - perguntou Kane incrédulo.Eram para estarem procurando uma saída dali, e não delirando.- Você está delirando pela dor do seu braço. - murmurou Carson para mim.Continuei fazendo buracos na paredes e tentando subir por eles em direção ao alçapão.Carson me observava incrédulo,eu me sentia em um tipo de frenesi louco, tentando a todo custo fugir, me segurei nos buracos tentando subir, mas caindo logo em seguida.O teto onde estava a única saída começava a tremer e a soltar pequenos lascas de pedras para o desespero de Carson.- Pare você v
Leer más
Capítulo 6 Lutando juntos
Seja rápido como um trovão que retumba antes que se tenha podido tapar os ouvidos e veloz como o relâmpago que brilha antes de ter podido piscar.Sun Tzu-Morra!- Akira berrou e o decapitou, sua cabeça voando no céu escuro.Akira girou sua espada em direção a outro monstro que avançava com olhos vermelhos vidrados, o decapitou e ofereceu sua mão erguendo Carson.Correram para longe do óleo quente se deparando com Takeshi girando sua katana e outra lâmina menor juntas se chamavam daisho e cortavam com precisão os membros de quem se atrevia a subir, era muito ágil e rápido, quase imperceptível, era como um fantasma..Se abaixaram quando uma das daisho passou sibilando por suas cabeças.Raiden lutava de forma preocupante, muito no meio deles sozinho e os estocava com uma lâmina curta e outra longa, daishô lutava sorrindo.- Jogue o óleo!! - berrava Takeshi a Katsuo mas este seguia correndo para fora
Leer más
Capítulo 7 Resistindo
O líder é o sustentáculo do grupo: se for forte em todos os aspectos, o grupo será forte; se está defeituoso, o grupo será fraco.Sun TzuNa muralha - Parede de escudos! - ordenou Takeshi na amurada próxima a torre norte de vigilância, onde Katsuo comandava os arqueiros.- Abram! - comandou Takeshi Já sabiam o que seguiria Treinaram aquilo a vida toda em academias e durante os dias no forte Águia.O treinamento não era como na realidade, Corpos não caíam sangrando.A parede foi aberta só o suficiente para que todos da fileira de frente estocassem suas katanas em carne.As espadas voltaram escorrendo sangue negro.Corpos caíram no chão, não só de lobisomens, com aberturas garras afiadas também passaram.A parede foi fechada rapidamente e recuaram alguns passos deixando os corpos para trás.Os lobisomens empurravam com uma força impressionante.Era um inferno está em uma parede de escudos, é o que mais os guerreiros se lembram ao fina
Leer más
Capítulo 8 Enfermaria
"Oque não provoca minha morte faz com que eu fique mais forte"Friedrich Nietzsche.Engraçado como acordamos com fome depois de dormir por quatro dias.Acordar na enfermaria com o ferimento da flecha latejando me fez lembrar que era para eu estar morto.mas contra todas as probabilidades não estava.- Akira? - Emi entrou cautelosa na enfermaria, sentou - se ao lado da cama segurando as mãos nervosamente.Não disse nada durante um tempo.- O que você tem Emi? - perguntei suavemente.- Pensei... que você não iria acordar mais. - sua voz saiu embargada pelo choro que se formou em sua garganta.Colocou as mãos no rosto e chorou.Não a consolei, não poderia fazer isso, afinal o que eu poderia dizer? Que nunca a deixaria? Seria uma mentira. Eu havia me tornado um samurai de sangue e como tal viveria daquela forma até o fim de meus dias. Não se devolvia a dádiva de Tsuku
Leer más
Capítulo 9 Lembranças
Todo mundo é capaz de dominar uma dor, exceto quem a sente.William ShakespeareEnquanto isso na cozinha..- Mas que torta maravilhosa Emi, será que poderia me conceder mais um pedaço? - Raiden pediu educadamente sentado à mesa. Eu estava debruçada no balcão já partindo outro pedaço quando Carson se exaltou.- ela não é sua serva! - esbravejou.- Carson pare! Eu sou uma serva. - eu o lembrei e depositei o pedaço da torta á frente de Raiden- muito mais do que uma simples serva você é . - Raiden pôs sua mão em cima da minha, era quente e áspera.Aqueles olhos negros me fitavam como se me vissem de outra forma que não a minha atual. Me perdi naquela escuridão de seus olhosE por um segundo achei ter visto algo quando senti seu toque, parecia eu em uma colina á noite.Pude sentir o cheiro da grama molhada, havia acabado de chover nessa colina.Quando voltei a ve-lo foi só um segundo antes de presenciar Carson preparar-se para um so
Leer más
Capítulo 10 Muitas piras
As feridas causadas pela amizade são as mais profundas e dolorosas.(William Shakespeare)As piras só seriam acesas ao nascer do sol, mas todos vieram muito antes do amanhecer...Estava frio...- São tantas piras para queimar hoje. - Sayuri comentou com tristeza, desde que deixei a enfermaria vem mantendo uma distância compreensível de mim.- Muitos amigos a queimar.. - simplifiquei.Ela me olhou de soslaio, e eu mais uma vez notei as marcas em seu pescoço, e me odiei por isso.- Carson, você o viu? - ela perguntou rapidamente desviando os olhos para Emi parada um pouco à frente.Carson havia saído bem antes de mim do castelo, e eu não o via em meio aos outros.Antes que pudesse responder os gêmeos Takeo se aproximaram.- Akira.- cumprimentou Iori, enquanto Hiroshi acenava levemente com a cabeça.Estávamos todos na clareira da lua.Todos os filhos
Leer más