Meu Sogro ✓

Meu Sogro ✓PT

KiolaFritiz  Completo
goodnovel18goodnovel
10
Reseñas insuficientes
100Capítulos
31.9Kleídos
Leer
Añadido
Denunciar
Resumen
Índice

Quando tudo leva a crer que a vida já me levou ao fundo do poço, a própria, me apresenta um apoio e uma luz. Nunca sonhei em viver uma vida livre, cheia de conquistas e paixões, na primeira oportunidade que tive de ser amada, fui obrigada a ter amor-próprio.

Leer más

También te gustarán

Comentarios Deje su reseña en la aplicación
No hay comentarios
100 chapters
Sinopse
    Como em um piscar de olhos Berriere se depara com um grande conflito quando percebe que o conceito de casamento sólido que acreditava ter conquistado, na verdade, nunca existiu de fato e viu tudo se desfazendo rapidamente como fumaça. Após a perda do seu marido descobriu que a vida que teve ao seu lado durante nove anos não passava de uma mentira, ainda em seu período de luto teve a venda dos seus olhos arrancada de uma maneira tão dolorosa que se sentiu um lixo de mulher e quando seu sogro surge do nada com seu jeito sincero de ser a deixa ainda mais confusa porque não tinha contato ou conhecimento de sua existência e a situação começou a piorar fazendo-a se sentir ainda mais humilhada.  Estava tão acostumada com o mínimo que quando descobriu ter a atenção e total admiração de um dos homens mais poderosos de Seattle somente para si, acreditou estar em um circo onde era o palhaço principal e que seu modo ingênuo mesmo aos 31 anos fosse moti
Leer más
- 01 | Sufocada
"O ruim das decepções é que elas vêm de quem você menos espera."05:00 - Londres...Abrindo os olhos encara o rosto do seu marido Kamael, dormindo como um deus grego. Sorri e senta na beira da cama.— Mais um dia! — Declara levantando e caminhando para o banheiro. Faz sua higiene matinal.— Adianto tudo. — Sussurra para seu reflexo no espelho embaçado, como sua mente nos últimos dias. Desanimada, caminha para a cozinha.— Preparo o café do Kamael, deixo tudo pronto. — Fez seus afazeres rotineiros, com sua mente gritando para tomar uma atitude. Quer a todo custo ajudar seu marido e sabe que toda vez que toca nesse assunto, se transfor
Leer más
- 02 | Quero você dentro de mim
☬ - 02 | Quero você dentro de mim "Você pode até querer provocar um redemoinho, mas não espere receber uma brisa como resposta. Provoca quem sabe, resiste quem consegue." — Autor desconhecido ...ᘛ... Horas antes - Seattle... A música estava alta, Bronck olhava para Ana dançando na sua frente, era uma das muitas que saíam com ele desse ponto de encontro, o sorriso era nítido, sabia que sairia acompanhado do PÚBIS. Ana caminha em sua direção com seus drinks na mão, com uma cara que já conhecia, o convidaria para sair dali. — Bronck, quero um banho de banheira, com essas mãos macias em meus pés, vamos sair dessa zona. — Gritava em seu ouvido alisando seu corpo, indo ao encontro do seu membro. — Ana, Ana o que faço com você mulher!? Sabe que não gosto dessa demonstração toda em público. — Murmura ao seu ouvido, segurando seus cabelos na base da sua nuca. Sua respiração fazia cócegas em seu ouvido. — Desculpa. — Res
Leer más
- 03 | Eu não acredito nisso
☬ - 03 | Eu não acredito nisso "A pior de todas as perdas é a perda do tempo." — Autor desconhecido ...ᘛ... Seattle - 10:00... Despertando com um sorriso no rosto, Bronck percebe que ainda está acompanhado. Lembrando da noite maravilhosa e torturante que teve com a Ana. Resolve acordá-la. — Ana! — Acorda no susto olhando tudo à sua volta. — Bom dia! — Responde todo animado. Ela o olha com aquela cara: onde estou?! O que eu fiz?! Segurando um sorriso a encara. Levanta-se procurando suas roupas. — Que horas são Bronck? — Responde que são 10:04. Arregala os olhos. Sabendo bem o que vai acontecer, sai da frente. — Merda! — Coloca o vestido com uma rapidez surpreendente, cata suas coisas e sai correndo. — Tchau! — Diz sabendo que nem o ouviu. — Me senti usado, nem um tchau querido. É! Tenho que arrumar uma namorada que aceite me dividir com outras mulheres. — Impossível! — Ele mesmo responde sorridente. — Vou me arru
Leer más
- 04 | Meu amor se foi
☬ - 04 | Meu amor se foi"Não tenha medo de não ter ninguém. Tenha medo de ter alguém e, ainda assim, se sentir sozinha." — Autor desconhecido...ᘛ...Horas antes...Já passava das 18:00 quando alguém bate insistentemente na porta da casa do Kamael. Berriere estava dormindo quando escutou os murros na porta da frente. Se levantando assustada, corre para ver quem é.— Meu Deus! Quem será uma hora dessa? — Reclamou abrindo a porta. Na sua frente havia um policial alto com uma aparência de cansado. O encarando sem entender observa o jeito cauteloso que a abordava, pedindo para que respire devagar e que tenha calma. Naquele momento sua vida viraria do avesso.— Sinto muito pelo incômodo Sra. Mondova, não trago boas notícias. Infelizmente seu marido Kamael Mondova sofreu um terrível acidente e veio a óbito. — Cautelosament
Leer más
- 05 | Não vou dormir no sofá
☬ - 05 | Não vou dormir no sofá"Não há nenhuma dor que se compare à perda de um ente querido. Não há nada que repare o sofrimento de ver alguém que amamos partir. Para quem fica, resta a saudade, a tristeza e a inconformidade..." — Autor desconhecido...ᘛ...Bronck volta para a sala e admira a casa do seu filho. Não esperava menos dele já que desde muito novo gostou da vida de luxo.Pega sua mala e vai para um dos quartos.— Merda! Está vazio. — Murmura assustado. Entrando nos outros dois quartos que tinha no segundo andar, estão da mesma forma. — Que porra essa? Onde irei dormir? — Não acredito não vou dormir no sofá. Ah! Não vou mesmo!Entrando no quarto do seu filho a encontra já adormecida. Tenta acordá-la.— Menina. — Sussurro. — Droga! — Espragueja pe
Leer más
- 06 | Velório
☬ - 06 | Velório"O silêncio... nem sempre é sinal de falta de palavras e sim o excesso delas." — Lara Kastro...ᘛ...10:00 - Londres...— Meu Deus! O que esse homem faz abraçado comigo? — Balbuciou.Deitada de conchinha com seu sogro não morto, Berriere puxa pela memória, há quanto tempo não acordava abraçada com Kamael.— Não me recordo de um dia específico. — Em sua cabeça, os questionamentos não paravam. Meu casamento acabou, estou sozinha.— Será que devo me arriscar em ir para Seattle com meu sogro e iniciar um novo ciclo em outro país? — Tudo isso a estava consumindo, como quem quer mudar o rumo do conflito em sua mente pensa: Irei a empresa amanhã. Tentarei organizar algumas coisas.Bronck desperta com Berriere falando alto e percebe que está agarrado a ela. Aind
Leer más
- 07 | Luto
 "A dor é tão necessária quanto a morte!" — Autor desconhecido...ᘛ...Chegando em casa, Bronck não aguenta mais segurar o choro. Retira seu paletó e caminha para o sofá. Percebendo seu desespero tenta acalmá-lo, mas é afastada.— Por favor, eu preciso de privacidade. — Virando de costas para ela que fica sem jeito e se afasta.— Eu quero ficar perto de você. — Caminhando em sua direção tenta colocar a mão em seu rosto, ele se afasta novamente.Preciso sentir meu luto. Por favor, me deixe sozinho menina. Conversamos depois.Sobe as escadas para lhe dar um pouco de privacidade.— Precisa desse momento a sós. — Já em seu quarto, escuta os gritos em seguida as coisas se quebrando.Entra em pânico com a situação e contra sua vontade, desce correndo e a cena que v
Leer más
- 08 | Empresa.
 "Descubra-se. Há tantas coisas que não sabe sobre você." — Autor desconhecido...ᘛ...04:00 - Londres...A noite foi um apagão, ambos dormiram a noite toda. Bronck começa a despertar. Ainda sem entender o que está acontecendo se pressiona ainda mais contra o corpo em seus braços, quando sente o cheiro do cabelo de Berriere.— Merda! — Balbucia.Mais uma vez acordou agarrado a sua nora. Envergonhado se solta com pressa a acordando.— Oi! — Berriere acorda assustada.— Hã! — Sem graça se afasta. — Desculpa eu... estava te abraçando menina. Eu sinto muito! — Pede já levantando e indo em direção ao banheiro.— Ok. Bom dia! — Se espreguiçando encara o teto. — Oficialmente viúva. — Suspira fechando os olhos.— Precisamos ir para
Leer más
- 09 | A reunião
 "O sucesso não acontece por acaso. É trabalho duro, perseverança, aprendizado, estudo, sacrifício e, acima de tudo amor pelo que você está fazendo ou aprendendo a fazer." — Autor desconhecido...ᘛ...As portas se abrem na recepção da cobertura olham a sua volta, Berriere observa seu sogro que parece procurar por algo.Segurando sua mão caminha olhando para todos os lados, quando um dos irmãos vai de encontro a eles.— Não sabia que viriam. — Nervoso, Bruno caminha apressado até os dois. Bronck parece encontrar o que tanto procura.O encarando respira devagar, Berriere o olha curiosa com o que iria dizer, tinha certeza que sairia alguma coisa de sua boca. Sendo pai de quem é, não era difícil imaginar alguma arrogância saindo de seus lábios— Caso você não saiba, somos os donos,
Leer más