Apenas Ryan

Apenas RyanPT

Lunny's  Completo
goodnovel18goodnovel
0.0
Reseñas insuficientes
22Capítulos
497leídos
Leer
Añadido
Denunciar
Resumen
Índice

Uma vida e um último ano tranquilo era tudo o que Ryan desejava, atormentado pelas mesmas pessoas desde o quinto ano do ensino fundamental, Ryan se isola e se torna um garoto bastante deprimido, mas o que ele não esperava é que se apaixonaria novamente por ela, Emilly Harrison. Essa paixão despertaria os piores medos de Ryan, e a morte misteriosa de um aluno e o coma do seu amigo fará eles se juntarem ainda mais, ele estará preparado para tudo o que acontecer com ele? Será que o sentimento será recíproco?

Leer más
Comentarios Deje su reseña en la aplicación
No hay comentarios
22 chapters
Epígrafe e Súmario
Epígrafe Diga-me que precisa de mim porque eu te amo muitoDiga-me que você me ama pois eu preciso muito de vocêDiga-me que precisa de mim porque eu te amo muitoDiga que nunca vai me deixar pois eu preciso tanto de vocêBring me the horizon  Sumário PrólogoCapítulo 1. Começo do infernoCapítulo 2. DorCapítulo 3. AjudaCapítulo 4. Um hematomaCapítulo 5. Trabalh
Leer más
Prólogo
O sol queimava de uma maneira gostosa a minha pele, eu sempre preferi os dias frios e úmidos porque neles eu podia liberar toda a minha tristeza sem que ninguém percebesse, e para mim, os dias melancólicos eram os melhores porque eu podia ser quem verdadeiramente sou. Me levantei da cama ainda cambaleando por causa do sono e me permiti dar uma olhada na janela 一 e lá estava ela, Emilly Harrison com toda a sua glória parada de frente ao seu espelho.Eu não era um pervertido em olhá-la, até porque essa não foi a minha intenção. Me levantei da cama ignorando a preguiça que insistia em permanecer no meu corpo e ao passar pelo espelho percebi o quão acabado eu estava logo no início das aulas depois do recesso. Meu nome é Ryan Travis, eu tenho dezessete anos e sou o homem mais infeliz do mundo.
Leer más
Capítulo 1. Começo do inferno
Para a minha infelicidade a manhã estava ensolarada e um calor de 23° graus marcava presença no lugar, caso fosse o contrário, eu inventaria alguma desculpa para a minha mãe para faltar a aula hoje, o primeiro dia de aula pós férias não era tão importante como o restante, mas minha mãe insistia em me fazer ir e assim conhecer pessoas novas, o que para mim não era uma boa ideia já que eu tinha um alguém que eu me importava mais que tudo, e esse alguém era o meu melhor amigo Brendon, como também ninguém entrava no meio do semestre. O sol queimava de uma maneira gostosa a minha pele, eu sempre preferi os dias frios e úmidos porque neles eu podia liberar toda a minha tristeza sem que ninguém percebesse, e para mim, os dias melancólicos eram os melhores porque eu podia ser quem
Leer más
Capítulo 2. Dor
一 Filho, se acorde.Eu sentia um leve balanço no meu corpo, a voz da minha mãe tinha preocupação, será que já tinha passado a hora da escola e ela tava me chamando por isso? Abrir meus olhos com dificuldade pelo sono em que eu estava e quando olhei ao redor estava escuro, o dia não tinha acabado e nem amanhecido, só se passaram algumas horas desde que larguei da escola, fazer esforço com o pulso cortado foi a pior coisa, ele doía como se eu tivesse acertado numa veia, mas de todo modo eu ignorei a dor e me sentei olhando incrédulo para a minha mãe e o meu pai que estava na porta do meu quarto.一 Mãe, o que foi? 一 Minhas palavras saíram quase num sussurro.一 Você está queimando em febre filho 一 Ela me tocou
Leer más
Capítulo 3. Ajuda
O dia amanheceu nublado e finalmente eu podia deixar toda a minha melancolia sair, me olhei com desgosto no espelho do quarto pela última vez e então, peguei a minha mochila e fui para a cozinha onde os meus pais estavam me esperando juntamente com o Brendon. Brendon, às vezes eu sentia um pouco de inveja dele, nada o abalava por mais que a situação não fosse favorável. O seu pai morreu de uma parada cardíaca quando nos trazia de volta para casa, quando tínhamos sete anos de idade, lembro-me da cena até hoje e em como aquilo me traumatizou. Vê-lo chamar pelo pai dizendo que ele podia descansar em casa quando chegasse doeu no meu peito, Brendon balançava o seu pai freneticamente numa tentativa de acordá-lo não é algo que eu desejo para ningué
Leer más
Capítulo 4. Um hematoma
Como habitual, acompanhei os meus pais no café da manhã e hoje o Brendon não nos fez companhia, o que deixou o nosso café um pouco silencioso, já que a atração principal não tinha vindo, mas se acontecesse algo é claro que ele me falaria.一 Terei folga hoje e ficarei com você 一 Minha mãe me falou enquanto me olhava terminar de escovar os dentes no banheiro. 一 Não tem nada para fazer na clínica hoje? 一 Perguntei logo após enxaguar minha boca e deixar a água corrente cair na escova.一 Troquei de dia para descansar hoje 一 Deu de ombros e se retirou.Minha mãe trabalhava numa clínica na cidade como auxiliar de odontologia, era um salário bom para
Leer más
Capítulo 5. Trabalho
Diferente dos dias que passei indo acompanhado de Brendon e Emilly, hoje decidi ir só e depois de um dia, finalmente tomei coragem para voltar à escola. O meu dia ontem tinha sido bastante ‘’cansativo’’ digamos assim, meu pai me encheu de perguntas assim como o Brendon e a Emilly que não paravam de me mandar mensagem, acabei ignorando todas as mensagens, eu não estava com coragem e nem com vontade de responder eles. 一 Já estou indo 一 Avisei a minha mãe assim que cheguei na porta de casa. 一 Não vai com os meninos?一 Não, avisei que não ia para a escola hoje.一 Então você mentiu para eles? 一 De certa forma sim.
Leer más
Capítulo 6. Casa de Mark
一 Qual é a programação de hoje? 一 Minha mãe me perguntou às sete horas e quarenta e três da manhã.一 Morrer de tédio e ir a uma festa a noite 一 Dei de ombros.一 Festa de adolescente? 一 Estranhou a mulher.一 Sim mãe, festa de adolescente. 一 Para mim isso é novidade 一 Disse enquanto ia lavar o seu copo.A maioria das festas que eu ia era das crianças da vizinhança com a minha mãe, eu já tinha ido em algumas festas do Mark, mas não era com a mesma frequência das festas infantis, eu não era o cara mais sociável do mundo e eu entendia o motivo da desconfiança da minha mãe. 
Leer más
Capítulo 7. Café da manhã
Minha cabeça doía com a claridade do lugar assim como o meu braço que tinha uma agulha e que estava ligada ao soro, no começo, quando eu abri os olhos, não entendia o que estava acontecendo até ver que eu estava em um hospital e que a Emilly, juntamente com os meus pais, o Brendon e a Helena também estavam lá, era provável que eu estivesse por causa da bebida no meu corpo. 一 Ainda bem que você acordou! 一 Emilly pulou em meus braços com cuidado para não encostar no soro que estava conectado a um deles.一 E a quanto tempo estou desacordado? 一 A três horas, a Emilly me ligou desesperada, sabia que essa festa não seria uma boa para você 一 Minha mãe disse suspirando. Leer más
Capítulo 8. Passeio Escolar
Quando chegamos à escola, o pátio estava lotado com os alunos dos três anos do ensino médio. Ninguém sabia o porquê de todos estarem reunidos no local, mas aparentemente era algo bastante importante. 一 Já descobriram o que é isso? 一 Helena nos perguntou assim que nos achou no meio da multidão. 一 Ainda não, só iremos descobrir quando a diretora  anunciar 一 Emilly respondeu. Apenas os professores de biologia e a coordenação da escola, a diretora ainda não estava presente e os anúncios só eram dados quando ela estava presente assim como todo o restante da direção escolar. A essa altura, já éramos para estar no começo da primeira aula, eu não estav
Leer más