O modelo dos meus pecados - Série Profissões Pecaminosas

O modelo dos meus pecados - Série Profissões Pecaminosas PT

Nikole Santos  Em andamento
goodnovel16goodnovel
0.0
Avaliações insuficientes
21Capítulos
876leituras
Ler
Adicionado
Denunciar
Resumo
Índice

Eva é uma garota rica, inteligente e inconsequente que terminou o ensino médio e não sabe o que quer da vida porque ela é boa em tudo. Então seus pais a expulsaram de casa em busca dela encontrar um rumo pra vida. Ela foi morar com Elliot, seu irmão mais velho. Elliot tem dois amigos. Jordan Cameron Blake, um modelo lindíssimo que só tem olhos pra sua namorada, Jenna. E William, o cara com mais cara de safado que você vai ver hoje. Tudo ficaria bem se ela não tivesse ido a uma festa na qual não lembra do que aconteceu. Só lembra que Willian e Jordan estavam lá. Será que uma noite pode mudar o resto de uma vida?

Ler mais

Você também vai gostar de

Comentários Deixe sua avaliação no aplicativo
Não há comentários
21 chapters
1 - Eva Grayson - Parte I
DEDICATÓRIA Dedico a todos que mesmo sabendo o que vai acontecer nos clichês ainda sim os amam. A galera que sonha em viver um clichê e que já viveu ou até vive. Ao pessoal que ama ver um amor impossível acontecer e mesmo com muitas lágrimas e sorrisos ainda esperam o próximo capítulo. Prontos pra mais uma aventura romântica? CAPÍTULO 1 — Eu sei que 18 anos é uma idade decisiva. A gente termina o ensino médio, presta vestibular e decide o que quer ser pelo resto da vida. Mas aí que tá o problema pra mim. Eu não sei o que quero pra minha vida. Eu nunca parei pra pensar nisso. Meus pais são ricos, então pra quê eu quero trabalhar? Eu sou a caçula, a herdeira. Acho que isso já diz tudo. Tenho certeza que Elliot não vai me matar pra ficar com toda a fortuna da nossa família, e a minha parte vai ser o suficiente pra mim e pra meus filhos e netos. — Me acomodo mais um pouco no divã e cruzo meus pés olhando o lustre pendurado encima da minha cabeça. Não acredito que aceitei essa babo
Ler mais
2 - Eva Grayson - parte II
Uma notícia dessas não precisa de severidade. Pra mim é ótimo! Acho que se eu tenho um sonho é de ter meu próprio apartamento, e com 18 anos posso morar sozinha, e se vier com um carro melhor ainda. — Amei! — Salto de alegria. Já imagino as festas que vou dar lá. Vou decorar do meu jeito e vou dormir até 10 da manhã. Não vai ter minha mãe me acordando, não tem mais escola, não tem ninguém. Que vida perfeita! — Não. Não vamos dar mais nada a você! — Papai fala friamente acabando com minha felicidade — A partir de hoje você vai se virar sozinha. E digo mais... — Apontou o dedo pra mim se inclinando pra frente. Só vi meu pai assim no dia que o Elliot bateu o carro dele. — ... só vai ter direito a nossa herança se você se tornar uma mulher decidida e que sabe o que quer da vida. Sua postura rígida me assusta. Parece que a qualquer momento ele vai me nocautear. — Não passei 45 anos da minha vida trabalhando duro pra jogar meu dinheiro na mão de alguém que não sabe dar valor ao suor q
Ler mais
3 - J.C. Blake - Parte I
Sessão de fotos - Cameron Blake— Muito bem Camerom, as fotos ficaram ótimas. — Freddie as passa rapidamente enquanto visto meu moletom. Realmente ficaram boas, mas acho que não é por minha causa não, mas a câmera do Freddie faz mágica.— Gostei. — Pego minha mala e dou um cumprimento de amigo nele e um rápido abraço de despedida. — Tenho que ir agora. Meu assistente se despediu e enquanto não arranjar outro tenho que anotar meus próprios recados. — Saio da Agência e dou a mão pra um táxi assim que piso na calçada.Um dia vou comprar um carro, mas estou iniciando a vida de modelo agora e a prioridade é uma casa, porque logo o Elliot vai inventar de casar com a minha irmã e eu vou ficar no olho da rua morando de aluguel.Um táxi logo para na minha frente e eu entro dando o endereço do meu apê.Meu celular começa a vibrar no bolso da calça e eu o arrasto com dificuldades por causa do óleo que passaram no meu corpo e ficou nas minhas mãos.— Alô? Amor?— Oi meu amor! Advinha onde eu tô?!
Ler mais
4 - J.C. Blake - parte II
— Já tô acostumado com doido. Olha eu aqui morando com você esse tempo todo. — O desgrudo de mim rindo e ele sai andando de um lado pro outro com telefone.— Você tá todo sujo de óleo. — Limpa as mãos na roupa. — Vou avisar a Eva.— Quem é Eva? — Pergunto curioso. Agora pode ser a amante dele.— Minha irmã, doido! — Revirou os olhos com o telefone no ouvido. Ata. Eva, tipo do Adão e Eva. Gostei. — Ele aceitou.Elliot coloca o telefone no viva voz e entra no banheiro.— Ah, que bom! Diga a ele que já o amo! — a fala do viva-voz e eu rio. — Elliot você tá mijando enquanto fala comigo?!— Deu vontade.Eca!— Eca! Seu nojento. Daqui a pouco chego viu.— Boston é suas horas da nossa casa. — Ele sai do banheiro.— Sim, mas eu peguei estrada antes de receber a resposta. Tava rezando pra esse Jordan ter bom coração.Que doida.— E eu tenho! — Digo em voz alta rindo da fala dela.— Tá no viva-voz?— Tá. Você vem com quem? — Elliot também ri. Eles parecem se dar bem. Vai ser interessante mais a
Ler mais
5 - Elliot Grayson - parte I
Deixar minha irmã com o Jordan é garantia de bagunça. Do jeito que a Eva é, é capaz de fazer o Jordan de gato e sapato nessa casa. Ou vice-versa. Queira Deus que eles se dêem bem.Saí de casa com o coração na mão, mas preciso encontrar a Sierra. Só ela pra me dar inspiração. Faltam 2 meses pra minha prévia de exposição e depois disso não tem volta. O pior de tudo é que eu nem peguei no pincel direito. Não sei o que pintar, não sei o que eu quero dizer nessa exposição.Depois de um tempão contando sobre minha falta de inspiração...— Fica tranquilo, você vai encontrar um tema. Você sempre encontra. — Sierra me beija sentada em meu colo.— Seus pais não estão aqui? Eles vão querer me matar se te ver sentada no meu colo. — Passo meus braços por sua cintura e ela sorri me fitando enquanto segura meu rosto.— Você é tão lindo com medo. — Me beijou. — Relaxa, eles não vão descer pra te ver. Você não é tão importante como o Jordan.Ata. Os pais dela só faltam me colocar num pedestal.— Falan
Ler mais
6 - Elliot Grayson - parte II
Encontrar a Sierra foi maravilhoso, só que não encontrei ainda a minha inspiração.Abro a porta do apartamento esperando a Eva e o Jordan já estarem dormindo. Mas o que encontro em plenas 23:34 da noite? Dou papagaios sentados no sofá conversando e dando altas gargalhadas.— Vocês dois não dormem não?! — Tranco a porta cansado.— A gente tá sem sono. — Jordan responde rindo de algo que a Eva falou.— Então riam baixo ou a polícia vai bater aqui por causa dos vizinhos. — passo direto pro banheiro e depois de escovar os dentes, entro no meu quarto e troco de roupas pra dormir.— Sério, dava pra ele dividir com a Rose, a porta era gigante! Mas não, ele morreu! E tipo, se não desse pra os dois eles revezavam, a Rose foi muito egoísta! — Eva conta pro Jordan aborrecida.— Concordo plenamente. Mesma coisa em Eu sou a lenda. Dava muito bem pro Will Smith ter sobrevivido. Era só ele ter tirado a trava da granada, colocava delicadamente perto do vidro, corria e entrava no abrigo junto com a mu
Ler mais
7 - Emma Holland
Droga, acho que dei um chute muito alto. — Encaro a janela do prédio quebrada. Mas que merda. Agora vou ter que subir e me desculpar. A bola nem minha é. Eu tenho que devolver pro meu irmãozinho senão ele me mata. Saio do campo e contorno o parque pra entrar no prédio. E o pior de tudo é que vou ter que sair tocando as campainhas todas do 7° andar. Dia de sorte Emma... Dia de sorte... Isso tudo porque eu peguei a bola escondida. — Bom dia Emma! — O porteiro sorri me dando passagem. — Bom dia. — Sorrio e encosto no balcão do saguão. — Deseja alguma coisa Emma? — A Senhora Roberts pergunta. — Vocês por acaso receberam alguma reclamação de uma janela quebrada... — Dou um sorriso congelado e ela ergue as sobrancelhas. — Sim. Sim. Nesse exato momento. Apartamento 7B. — ela me encara severamente — E por favor, mais cuidado com seus jogos. Seu pai vai odiar saber disso. — Ele não precisa saber né! — Pego o elevador até o sétimo andar. Meu pai é dono desse prédio e o que
Ler mais
8 - Eva Grayson
Minha vinda para Boston está sendo muito legal. E se eu soubesse que o Elliot tinha uma vida tão boa, já teria mudado pra cá fazer tempo. Principalmente sabendo que ele tem um amigo lindo como o Jordan. Quando ouvi sua voz no telefone no caminho pra cá fiquei muito curiosa quanto a ele. Sua voz é linda e eu passei o resto da viagem imaginando como ele seria pessoalmente. Daí eu me virei na sala e lá estava ele de braços cruzados, sorrindo pra mim. Porra!!!! Que homem é esse?! Todo gentil comigo e ainda sabe cozinhar alguma coisa. É só tapioca, mas pra mim foi a melhor tapioca que já comi. Eu ficaria a noite toda conversando com ele se não fosse o chato do Elliot, que ficou reclamando da gente. Irmãos adoram fazer a gente passar vergonha. Parece que tem prazer! Fez questão de me arrastar pela casa puxando meu pé bem na frente do Jordan! Naquela hora eu quis entrar no vaso do banheiro e dar descarga em mim mesma. Ou socar o Elliot. Mas isso significaria que apartir dali eu era morad
Ler mais
9 - Eva Grayson
Quando o William disse que andaria muito na casa do Elliot, ele não tava brincado. Não sei pelos outros dias, mas hoje ele apareceu bem cedo.— Bom dia Willian. — dou um sorriso simpático e ele sorri de volta se aproximando de mim e depositando um beijo em meu rosto. Não sei como ele consegue ser tão gostoso. Porra, já me conformei com o Jordan ter namorada só por ter essa presença babando em mim.William tem um jeito confiante de ser que dá pra sentir de longe. Ele olha como quem sabe o que quer e não se importa com o que os outros pensam. Gosto disso nele, é um pouco do que sou.— Meu cunhado tá por aqui? — Ele vasculha os cantos da casa com os olhos enquanto eu seguro um sorriso fingindo que a namorada do Elliot é irmã dele e esse papo de cunhado não se refere à mim. O jeito que ele falou foi como se fosse algo normal, sabe? O que potencializa a cara de pau que ele tem.— Como ele é rápido. — Jordan sai do quarto terminando de vestir uma camiseta branca e eu viro meu rosto pra ele,
Ler mais
10 - Eva Grayson
Medo.Mas, meu pai passou 3 dias pra perceber que peguei o carro dele? Credo.— Sim. Eu não tinha dinheiro pra viajar. — dou um sorriso reto.— Você não tem jeito né?! Se esse carro chegar aqui com um arranhão vou te mandar pra Venezuela ouviu?!— Sim, sim. Vou cuidar dele como a minha vida.— Mais do que isso por favor. — sua voz ainda soa rígida.— Mais do que a minha vida. — dou uma risadinha.— Humm. Semana que vem quero vocês aqui no sábado. É aniversário de casamento meu e da sua mãe.— Ok. Estaremos lá. — assinto quando a Emma entra no quarto e me oferece a bandeja. Pego um copo de suco e um dos pratos com pizza enquanto prendo o celular entre minha orelha e o pescoço.— Como vão as coisas com seu irmão?— Ele não me deixa domir até 10.— choramingo e a Emma ri sentada na cama dela.— Nada mais justo. Tá ajudando ele? Já arranjou emprego?— Sim. Estou ajudando ele. Estou procurando emprego também. — mordo a pizza.Mentira da porra. Não movi um dedo atrás de emprego. Também são
Ler mais