Deixe Ir

Deixe IrPT

Chelsia  concluído
goodnovel16goodnovel
0.0
Avaliações insuficientes
90Capítulos
4.5Kleituras
Ler
Adicionado
Denunciar
Resumo
Índice

Theoany e Chace têm o relacionamento mais normal do mundo, com seus altos e baixos e tudo bem por aí. Mas uma conversa que o Chace ouve por engano no dia errado e no momento errado pode mudar gradativamente o rumo daquele relacionamento perfeito. A Theo fez uma escolha e achou que talvez tivesse superado todas as diversidades que a assombravam, mas se apercebe que não é bem assim quando um segredo do passado que o Chace a muito escondeu, choca diretamente com a vida dela.

Ler mais

Você também vai gostar de

Comentários Deixe sua avaliação no aplicativo
Não há comentários
90 chapters
Capítulo 1
Quando você tenta o seu melhor, mas não tem sucessoQuando você consegue o que quer, mas não o que precisaQuando você se sente cansado, mas não consegue dormirPreso em marcha ré E as lágrimas começam a rolar pelo seu rostoQuando você perde algo que não pode substituirQuando você ama alguém, mas é desperdiçadoPode ser pior? Luzes te guiarão até em casaE aquecerão seus ossosE eu tentarei consertar você Bem no alto ou bem lá em baixoQuando você está muito apaixonado para esquecerMas se você nunca tentar, você n
Ler mais
Capítulo 2
— Sério? Esse era o barzinho? - perguntei quando entramos no tal dito bar que a minha querida amiga recomendou, isso tá mais pra uma boate isso sim.— Weza! - Exclamei perto da orelha dela, com a música assim era impossível falar baixo.— Olha, avistei o Damon, vamos.Atravessamos a multidão e paramos numa área calma. Não era a VIP, mas era muito melhor do que ficar perto daqueles corpos suados.— Olá amorzinho - a Weza saudou o Damon com um Beijo e um abraço caloroso.— Vocês atrasaram um pouco, olha como a boate está cheia.— Coisinhas de mulher meu amor.

Ler mais

Capítulo 3
Acordei com a maior dor de cabeça da minha vida, eu não pretendia beber, nunca mais.Era mentira isso.Pisquei várias vezes e sinceramente não reconheci aquele lugar, eu não estava no meu quarto, eu, de certeza não estava no meu quarto, nem de longe, esse quarto era grande muito grande e cheira a brisa marítima, os tons da decoração são cinza quando no meu quarto é um castanho leve.Eu estava na cama e quando levantei me apercebi que ela ficava no meio do quarto, tinham duas portas aqui, uma do lado esquerdo e outra do direito, penso que são, a casa de banho e um armário possivelmente.Levantei da cama e vi um analgésico e um copo de água, na banca perto da cama, não hesitei em beber para que aquela dor agu
Ler mais
Capítulo 4
— Então, como é que vocês se conhecem? - Perguntou o Edward com um olhar brincalhão ao Bruno e aí me apercebi de que eles provavelmente já sabiam o que eu vou dizer a seguir. — Nos conhecemos ontem... Numa boate- falei quando tirei a chávena de leite dos lábios. — Nunca tinham se visto antes é? - o Dakota Perguntou enquanto mastigava. — Não que eu me lembre. Mano se eu já tivesse visto o Bruno definitivamente não esqueceria, tem como esquecer? — E mesmo assim você subiu no carro de um estranho. Não devias fazer isso Theo, é perigoso. - O Edward falou. Eu aquiesci. Eu tenho que sair do país imediatamente. — Quantos anos você tem Theoany? - perguntou o Dakota, e por uns breves segundos olhei pro Bruno e vi uma certa curiosidade também. Por um certo segundo uma questão pairava sobre mim. O nome dos dois irmãos do Bruno é Stuart, mas o Edward também é irmão do Bruno e o último nome
Ler mais
Capítulo 5
— Calminha boy, qual é a pressa? Perguntou a beldade número 5. — Nós estávamos de saída já, falou o Bruno quando me arrastava para o fim das escadas. — Vocês? Vocês se conhecem? Perguntou agora a beldade número 6. — Sim, está é a Theoany uma amiga "MINHA" olhei pra ele que falou a palavra minha num tom mais alto do que as anteriores. — Theoany, prazer eu sou Ian Lawrence, irmão do touro perto de ti - falou e apertou a minha mão. — Prazer - falei e sorri pra ele, que fez a mesma coisa só que de uma maneira maliciosa. — E eu sou o Tyler Stuart, o irmão mais velho da princesa atrás de ti- falou e me deu beijinhos na bochecha e eu lógico sou humana corei. — Muito prazer - falei timidamente. Mais velho? — Quantos anos vocês têm? - Perguntei curiosa. — Eu tenho 24 - o Ian falou. — Eu 27. - O Tyler falou sorrindo. — E você? — 20. - falei — Tão pequena, tão bonita. - O Ian falou malicioso
Ler mais
Capítulo 6
— O que foi meu bem? - Perguntou entre o beijo. — Não sentiu saudades? - ele fez uma cara confusa. — Porquê você está aqui? - Perguntei enquanto ele continuava me apertando. — Já era hora de voltar. Voltei ontem e decidi te fazer uma surpresa, mas pro meu desgosto você não estava em casa, então eu fui pra minha casa, deixei a hora passar tentei ligar, mas não estava disponível, deixei amanhecer, mas não voltei a ligar pra você, liguei pra Lia primeiro e ela disse que não dormiste em casa e que provavelmente estavas com a Weza, então eu pensei pode ser isso... Vamos tentar solucionar isso. Olhou pensativo pra Weza. — Liguei pra Weza e olha só... você não estava com ela também, deves imaginar o quão preocupado eu fiquei - falou enquanto caminhava pelo quarto com as mãos nos bolsos. — Eu não vi o seu carro lá fora. — Pensei em te fazer uma surpresa novamente, mas pro meu maldito e fodido azar - riu de desgosto. — Você ainda não estava aqu
Ler mais
Capítulo 7
Então me diga como viver neste mundoDiga-me como respirar e não sentir dorDiga-me, porque eu acredito em algoEu acredito em nós Diga-me, quando a luz apagarQue mesmo no escuro podemos encontrar uma saídaDiga-me agora, porque eu acredito em algoEu acredito em nós Eu acredito em algoEu acredito em nós E cá estou eu novamente, na cama as duas da manhã a ouvir música porque eu não consigo dormir. Não com ele na minha cabeça, não com ele a comandar os meus pensamentos, não com ele a tirar a minha concentração.Desde que o Chace saiu eu não saí do quarto, não fui almoçar com os amigos do namorado da minha irmã, ela veio aqui saber se eu estava bem e eu menti, disse que era apenas
Ler mais
Capítulo 8
Flashback off Sem me aperceber eu adormeci. — Theo! - falou uma voz no meu pescoço enquanto roçava o nariz. — Theo! - falou novamente a voz que eu agora sabia que era do meu namorado, mas agora na minha orelha com uma mordida. — Chace vai embora- falei e puxei a manta mais pra cima pra cobrir a cabeça toda. — Não minha princesa, eu combinei de passar o dia contigo - falou quando tirou a manta da minha cara expondo toda luz. — Não tenho vontade, quem deixou você entrar aqui? - Perguntei quando voltei a puxar a manta. — Você está dormindo demais são 11h30. Sério? — E por favor nós vamos fazer dois anos de namoro eu acho que posso ver a minha namorada quando me apetecer. - falou e puxou toda manta de mim e atirou no chão. — Chace vai embora, eu não estou bem - menti. — Mas eu estou, é só juntar o útil ao agradável, vai Any. —Você está sendo completamente desagradável. - Res
Ler mais
Capítulo 9
Eu continuava afundada no sofá quando o Chace puxou uma cadeira e a colocou bem afrente de mim. Olhei pra ele durante muito tempo e senti que eu tinha que o fazer, agora, naquele momento, senti os meus olhos marejados só de pensar. — Você quer me dizer alguma coisa Theo, algo que te inquieta, eu posso ver isso, me diz o que é. — Sabe eu só... Eu só... Parei por alguns segundos, eu tinha que me controlar eu não podia desmoronar, ainda não. — Eu só... gostaria de não te amar tanto...Gostaria de não ter você tão profundamente dentro de mim, de não fazer de você prioridade na minha vida... Porque agora...agora vai ser muito difícil pra mim, agora eu vou chorar durante dias...agora eu vou ficar triste porque eu tenho um monte de sentimentos inexplicáveis por você, agora...depois de quase dois anos eu fiquei viciada em você e eu sei que é errado, mas não no que você é agora...no que você era, naquele Chace que eu falava sem medo de errar que me ama.
Ler mais
Capítulo 10
Hoje era dia de universidade, e embora eu não quisesse ir a lugar nenhum hoje, não podia ficar deitada na minha cama a pensar em acabar com o Chace porque eu já o fiz, inacreditavelmente, mas eu o fiz. E nem sei se foi realmente a coisa certa. Não deixei de o amar, nem de longe, quem me dera até que fosse assim, mas não é. As aulas foram péssimas, eu estava de muito mau humor, eu quis ficar em casa e fingir que estava doente, mas infelizmente isso não aconteceu, a minha maravilhosa irmã praticamente me arrastou até ao carro. Normalmente o Chris me dava boleia, mas logo hoje a Lia decidiu fazer isso. Quando andava em direção a saída vi a Weza e quando ela me viu não hesitou em me dar um abraço caloroso. — Como você está? - perguntou e me apercebi que ela já sabia do desfecho. — Quem contou a você? — O Chace ligou ao Dame e não estava nem um pouco feliz, eles brigaram por celular durante tecnicamente uma hora, ele ficou bem chateado
Ler mais