O LADRÃO DO SOL

O LADRÃO DO SOLPT

Cristinna Gusmão  Completo
goodnovel16goodnovel
0.0
Reseñas insuficientes
22Capítulos
424leídos
Leer
Añadido
Denunciar
Resumen
Índice

“Precisava algo mais forte. Precisava algo que entorpecesse sua alma. Precisava da pedra”. O Ladrão do Sol conta a emocionante história Nico, um jovem que fugiu sua cida e foi parar no Rio Janeiro, on acabou se envolvendo o tráfico drogas. Apaixonado por Débora, Nico tenta escapar do crime para ficar seu gran e único amor, mas, é envolvido em uma trama morte e struição. Para ele, o crack é a única coisa que po fazê-lo esquecer da dor e do vazio em que se transformou sua vida. Agora, modificar seu stino, “tirar essa pedra do seu caminho”, só penrá sua força vonta. Este livro é um instrumento prevenção e conscientização jovens e adultos sobre os ds que a pendência química causa nas famílias e na socieda. Além ser um alerta sobre o por do amor, da família e da motivação no tratamento do usuário. Para Júlio César, Guillherme, Vitória Regina e Isabella. E para Camilly, meu raio sol.

Leer más

También te gustarán

Comentarios Deje su reseña en la aplicación
No hay comentarios
22 chapters
Prólogo
Ser feliz é reconhecer que vale a pena viverApesar de todos os desafios,Incompreensões e períodos de crise.Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemasE se tornar um autor da própria história.É atravessar desertos fora de si,Mas ser capaz de encontrar um oásisNo recôndito da sua alma.É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida.Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos.É saber falar de si mesmo.É ter coragem para ouvir um “não”.Leer más
Capítulo 1
"Nascemos todos os dias, quando nasce o Sol.Começa hoje mesmo a vida que te resta." Lygia Fagundes Telles              ― Provavelmente foi infarto ― informou o legista ao oficial do corpo de bombeiros.             O corpo de D. Anita estava inerte sobre a cama. Sentado no chão do quarto, Nico abraçava as pernas. Músculos tensos, olhar fixo no corpo da avó. O menino era altíssimo e magro, tinha os cabelos lisos e escuros. Seus olhos eram como duas safiras azuis. Azuis como os de sua avó. Olhos de menino, acostumados a contemplar o céu e correr atrás das pipas. Repletos de vida, transbordando alegria. Agora eram olhos tristes, cheios de dor, estarrecidos diante d
Leer más
Capítulo 2
“Os nossos maiores problemas não estão nos obstáculos do caminho, mas na escolha da direção errada.” Augusto Cury                        ― Ponto final rapaz. Como você conseguiu entrar aqui?            Nico acordou assustado com a voz rouca do motorista.            ― Sai rápido antes que eu chame a polícia. Assim eu perco meu emprego. Anda! Sai logo.            Nico, ainda tonto, levantou-se da poltrona de sobressalto, saiu correndo pelo ônibus esbarrando nas pe
Leer más
Capítulo 3
“Só um e apertado é o caminho da virtude.” Plauto               Na manhã seguinte, Nico acordou, mas não abriu os olhos. Desejou de todo o coração que ao abri-los estivesse em Redenção, em sua casa amarela de janelas de madeira, em sua cama de lençóis perfumados lavados com amaciante floral. Mas a buzina de um carro interrompeu bruscamente seus pensamentos, obrigando-o a abrir os olhos e encarar a realidade lancinante. Levantou com sacrifício, estava com uma terrível dor no corpo. Seus ossos pareciam moídos. Esfregou os olhos, procurou em volta e não encontrou Deco nem os outros garotos. Sua barriga doía e revi
Leer más
Capítulo 4
“No meio do caminho tinha uma pedra tinha uma pedra no meio do caminho...”  Carlos Drummond de Andrade                  ― Acorda, acorda, madame!            Nico acordou assustado com uma voz forte e sarcástica. Abriu os olhos e viu três homens em cima de Deco. Um deles era negro, alto, gordo, de cabeça raspada e com duas tatuagens enormes, uma em cada braço. Nico fingiu que estava dormindo, mas conseguiu ver quando Deco se levantou e apertou a mão do homem.            ― E aí Deco! Faz uma sem
Leer más
Capítulo 5
“Se estiveres no caminho certo, avança;se estiveres no errado, recua.” Lao-Tsé                  ― Muito bem Nico. Vendeu tudo em um só dia. Eu sabia que tu era dos bons. Meu faro não se engana nunca ― elogiou Carlão.            Nico sentiu uma alegria estranha, a mesma alegria que sentia quando Voinha o elogiava pelas boas notas. Mas logo se lembrou de onde estava e a alegria rapidamente se transformou em angústia.            ― Dessa vez tu vai levar o cara na fonte lá da faculdade. Explica pra
Leer más
Capítulo 6
“Não há uma pegada do meu caminho que não passe pelo caminho do outro.” Simone de Beauvoir                  Deco deu um passo em direção à rua e Nico o puxou para trás.            ― Espera. Olha lá!Viram Maneco sendo empurrado para dentro da viatura.― Droga Nico! Eu tenho que ir até lá ― gritou Deco.― Espera. Deixa que eu vou lá saber o que houve. Fica aí com a mochila ― ordenou Nico, atravessando a rua e se aproximando de um homem que observava tudo.           
Leer más
Capítulo 7
“Sempre somos capazes de dar algo mais; mesmo nas pedras germinam as flores.” Bérgson               No dia seguinte Nico e Deco estavam na porta do colégio de Débora. Era noite de sexta-feira e a rua estava bastante movimentada. Quando ela o viu tentou fugir, mas Nico logo se aproximou.            ― Oi Débora, oi Lia.            ― Não esqueceu nossos nomes hein? ― brincou Lia.            ― Imagina se eu ia esquecer os nomes das garotas mais lindas dessa escola.       &
Leer más
Capítulo 8
"O amor é tudo que temos,o único caminho pelo qualum pode ajudar o outro..."Eurípedes                Chegaram à porta do colégio de Débora e esperaram escondidos atrás de um carro. Deco estava curioso.                    ― Por que a gente tá se escondendo, Nico?            ― Calma. Paciência.            Depois de alguns minutos, Débora e Lia saíram do prédio e pararam em frente ao portão. Lia conversava animad
Leer más
Capítulo 9
“Cada um faz o seu caminho, às vezes os caminhos se cruzam para que novos caminhos possam surgir.”  Marlene Mendonça                Na noite do dia seguinte Nico procurou Carlão e contou sobre a ideia de seu aniversário. Carlão aprovou e disse que o morro estava mesmo precisando de uma grande festa para animar os moradores.            ― Pode deixar que eu falo com o Chefe. Tenho certeza que ele vai prestigiar o teu aniversário.            ― Valeu Carlão.          &
Leer más