A mulher da parede

A mulher da paredePT

Srta. Arthemis  Completo
goodnovel16goodnovel
0.0
Reseñas insuficientes
54Capítulos
2.1Kleídos
Leer
Añadido
Resumen
Índice

Mudanças sempre acarretam sensações estranhas, encaixar-se em um novo ambiente tende a ser difícil, especialmente quando se encontra algo que não deveria existir em seu novo quarto. Era exatamente isso que atormentava a jovem Sarah ao depara-se com um espectro sombrio fitando-a com intensidade, e depois de ser taxada de esquizofrênica acaba por buscar respostas por conta própria. Porém, sua procura desencadeará uma série de problemas a sua vida pois, os segredos enterrados de toda aquela comunidade começaram a vir à tona. E comunidades isoladas podem ter muitos segredos sombrios...

Leer más

También te gustarán

Comentarios Deje su reseña en la aplicación
No hay comentarios
54 chapters
A mulher da parede...
Os últimos raios solares despontavam no horizonte, lentamente, dando lugar a escuridão da noite que trazia consigo meus maiores temores. Respirei fundo enquanto minha mão empurrava a pesada porta de mogno, antiga e imponente como tudo naquela grande casa, e a vi abrindo com um rangido tão sombrio que arrepiou todos os pelos dos meus braços, aquele lugar era naturalmente assustador devido ao clima pesado em volta dele. Tranquei a porta, acendi as luzes florescentes, e caminhei lentamente pelos corredores que rangiam a cada passo incert
Leer más
Marcas no âmago...
Gritei de puro horror e comecei a me arrastar pelo chão para longe daquela coisa, tateei o chão, procurando o maldito celular que caiu com a tela virada para baixo e mal iluminava um palmo a minha frente de onde estava caído. Todos os meus pelos se arrepiavam por causa do medo, nem se quer cogitei a ideia de aquele espectro ser fruto da minha imaginação pois, sua presença era tão densa que chegava a quase ser palpável.A silhueta sombria se aproximou, erguendo a mão longa e deformada em direção ao meu rosto, deixando-me ainda mais desesperada, não esperei seu toque e cambaleando, corri em dire&cced
Leer más
Um rapaz, mãe estranha e duras verdades...
              Os dois dias em que fiquei internada no hospital passaram lentamente, tomando soro e dormindo a maior parte do tempo, captando algumas informações nos momentos de consciência. Acordei na manhã do terceiro dia, ainda meio grogue e bocejei, sentando na cama. Quando meus sentidos retornaram, notei que minha mãe estava de pé aparentemente me esperando acordar, em uma de suas mãos havia uma bolsa de cor acinzentada que parecia ter roupas dentro, e me fitava com anima&cce
Leer más
Pronunciamento da polícia...
No dia seguinte, depois de uma noite em claro repleta de dores e pesadelos com cenas do ataque, acordei com o barulho estridente do celular alarmando, tateei o criado mudo procurando-o e ao encontra-lo, esfreguei os olhos tentando enxergar o horário, ainda um tanto sonolenta. Estava confusa por causa dos medicamentos, mas ao perceber que passava das 7h, levantei-me em um salto, quase gritando de dor pelo esforço repentino em minhas costelas fraturadas.Apesar de tecnicamente ainda estar em período de repouso com atestado até a segunda-feira, depois de muito implorar aos meus pais que permitissem a minha volta as aulas, finalmente deixei um pouco o repouso e tentei retomar a minha vida dentr
Leer más
Descanso merecido...
Planejamos sair cedo na manhã do sábado, assim poderíamos aproveitar boa porte do dia, porém, uma série de contratempos fez com que conseguíssemos sair apenas depois do almoço e precisaríamos ficar para dormir, não perderíamos aula na segunda-feira. Fiz uma pequena mala com uma muda de roupas para o caso de uma pequena emergência, coloquei medicamentos e alguns produtos de higiene e sai do quarto, encontrando meus pais de pé na sala fitando-me com seriedade. – No máximo uma cerveja para não cortar o efeito dos remédios! Meu pai começou, sua voz engrossando em alguns tons. – A dona da pousada foi avisada sobre isso...

Leer más

Uma notícia calorosa, mas problemática...
Depois do jantar maravilhoso que tivemos, nos reunimos ao redor da fogueira com algumas latinhas de refrigerante e começamos a contar algumas histórias de terror incentivados pelos uivos causados pelo vento. Como nenhum dos nativos da pequena ilha parecia estar por perto, logo as histórias enveredaram para um caminho mais polêmicos, falando dos antigos sacrifícios feitos em agradecimento a fertilidade do ano. – Ouvi dizer que em noites como esta, de lua cheia, os espíritos dos sacrificados podiam ser ouvidos chorando... – Mark comentava surgindo com um fato novo de repente, o que não era nenhuma novidade em vista de que já demonstrara ser um amante do terror e não era incomum vê-lo carregando algum livro do gênero.

Leer más

Uma boa ação inesperada...
Quando finalmente nossos pensamentos voltaram a funcionar normalmente e lembramos que estávamos praticamente no relento, deitados na área colocando em resto a recente gestante e eu, que ainda não havia me recuperado por completo, decidimos entrar na pousada que para a nossa sorte, ainda estava com as portas da entrada abertas, mas o senhor Matos que também parecia ser o segurança, nos olhava torto, então entramos quietinho e subimos para nossos quartos correspondentes. Como não estávamos com sono, tomamos um banho e ficamos alguns minutos sentadas na minha cama conversando sobre os novos planos da futura mamãe. Karen ainda parecia um tanto confusa em relação a isso, mas me explicou que começ
Leer más
Uma notícia preocupante...
 Provavelmente fiquei impressionada com as histórias antigas sobre sacrifícios humanos que conversávamos na praia, e durante o sono, tive sonhos perturbadores. Não era incomum ter pesadelos quando estava com meu emocional tão conturbado, porém, em nenhum momento da minha vida, havia sonhado com cenas tão aterrorizantes como aquelas.No último deles, Karen e eu, participávamos de um tipo de celebração, éramos expectadoras silenciosas, sentadas sobre nossos calcanhares e olhando curiosamente ao nosso redor onde grupos de pessoas formavam um circulo no chão de areia suja
Leer más
Descobertas de um passado sombrio...
Fui acordada no dia seguinte com uma ligação da minha melhor amiga, sentei-me na cama ainda um pouco atordoada e tentei entender do que se tratava, me surpreendendo ao descobri que a conversa teve um resultado ainda pior do que imaginávamos. Karen fora expulsa de casa assim que explicou a mãe que planejava continuar com a gravidez, e depois disso, fizera uma pequena mala e se mudara para a casa da sogra que para a surpresa dos dois, amou a ideia de ser avó. Eu apenas ouvia todas aquelas informações, ficando impressionada, e no final, só pude suspirar de alivio com aquele desfecho.Assim que a ligação foi encerrada, levantei-me para fazer minha higie
Leer más
A dor que a consumia...
Sendo honesta, não estava pronta para as informações que encontraria naquele diário, meu emocional ainda estava um pouco debilitado e depois de ler aqueles trechos, senti um forte aperto no peito, ergui meus olhos, fitando ao redor do quarto e pude imaginar vividamente todos os horrores que aquela moça havia passado dentro daquelas paredes. As descobertas eram chocantes, mas encaixavam-se lentamente dentro de um padrão compreensível. A mulher da parede, se chamava Elise e realmente viera do interior para trabalhar como babá daquelas duas crianças, dois meninos gêmeos de seis anos de idade que pareciam a a
Leer más