Meu Vizinho Pervertido

Meu Vizinho PervertidoPT

Turquoise Grace  concluído
goodnovel18goodnovel
9.9
Avaliações insuficientes
121Capítulos
193.6Kleituras
Ler
Adicionado
Denunciar
Resumo
Índice

Não há ninguém em sua vida que Kate Grayson despreze mais do que Colton James. Ele é imprudente, rude, irresponsável e pervertido, e ainda assim tem um efeito sobre ela que Kate não sabe nem explicar. Determinada a não se apaixonar pelo bad boy, ela cai em um ciclo vicioso de ser atraída por seu charme e depois se forçar a ficar longe. De sua parte, Colton acha Kate intrigante, e quando ele avisa seu amigo para se afastar dela, percebe que talvez a resistência dela aos seus encantos apenas aumente o desejo dele por ela.

Ler mais

Você também vai gostar de

Comentários Deixe sua avaliação no aplicativo
Não há comentários
121 chapters
Capítulo 1
Os gemidos perfuraram a parede fina, forçando Kate a acordar. A última coisa que ela precisava era outra noite sem dormir. O trabalho vinha se tornando cada vez mais difícil, com uma carga cada vez maior, e agora ela estava perdendo as oito horas cruciais de sono que precisava para funcionar. Ela resmungou, rolando para fora da cama e vagando para a cozinha. Pegou um copo d’água, tomando pequenos goles na esperança de que seu vizinho já tivesse terminado quando ela voltasse. Ao esvaziar o copo, o colocou na pia e voltou para seu quarto, agora silencioso. Ela murmurou um agradecimento para o ar e fechou os olhos, na esperança de que o sono a encontrasse rapidamente.Qualquer chance disso acontecer desapareceu quando ela ouviu a cabeceira da cama batendo na parede, a cama rangendo, e os gritos perturbadores da mulher no outro quarto. Ela tentou ignorá-los, usando seu travesseiro para abafar os sons, mas foi em vão.Ela bateu na parede de punho cerrado.“Calem a boca.”Kate sentiu a r
Ler mais
Capítulo 2
Vozes murmuravam do outro lado da parede fina, as molas da cama rangendo sob o peso dos corpos. Kate preparou seu travesseiro para ser seu protetor de ouvido em mais uma noite. Depois da briga do dia anterior, a última coisa que Kate queria fazer era dar a Colton outra razão para visitá-la. Uma risadinha feminina irrompeu, rapidamente se transformando em gemidos e mais gemidos. Kate contorceu o rosto em repulsa quando a mulher insistiu em dizer a Colton repetidas vezes o quão grande ele era.Enquanto os gritos lentamente se transformavam em gemidos baixinhos, Kate sentiu sua paciência se esgotar. Virando-se para checar o relógio, ela cerrou os dentes. Eles já estavam naquilo há vinte minutos. Decerto ele estava fazendo de propósito para irritá-la. Colton devia ter encontrado a mulher mais escandalosa da balada e a levado para casa. Kate se repreendeu por seus pensamentos antes que pudesse barrá-los. Isso era exatamente o tipo de coisa que Colton faria. Ele era um babaca.Bem quando K
Ler mais
Capítulo 3
O fim de semana se aproximava rapidamente, e Kate sentia-se grata, embora não estivesse tão exausta como de costume. Colton vinha mantendo suas companheiras de cama quietas, e Kate tinha conseguido dormir oito horas bem-dormidas na maioria das noites. Tinha visto Austin aqui e ali, mas suas conversas eram curtas. Ela não queria se envolver com ninguém que fosse minimamente relacionado a Colton, e, apesar de Austin ser bem gato, ela não podia deixar de questionar por que um cara legal seria amigo de um idiota como Colton James. Tinha que haver algo de errado com ele, e ela não queria se envolver antes de descobrir.“Vai, Kate. Toma mais um”, gritou Paloma, pousando o copo à sua frente. “Você tem trabalhado muito. Hora de viver um pouco.”Kate riu, bebendo a dose e estremecendo quando o líquido desceu queimando sua garganta. “Já bebi mais que suficiente. Vamos jogar sinuca. Aqueles caras acabaram de vagar uma mesa.”Ela deslizou para fora do sofá booth, puxando Paloma pela mão até a m
Ler mais
Capítulo 4
Enquanto tomava fôlego, seus olhos castanhos fitaram os olhos negros dele. Por um momento, ele pareceu tão surpreso quanto ela, mas logo o sorriso convencido voltou, e Kate percebeu exatamente o que estava fazendo.Ela deslizou para baixo de seu alcance, empurrando os músculos firmes do peito de Colton. Não queria se envolver mais com ele. Não confiava em si mesma. A sensação que ele causava e aquela saliência dura contra ela a deixavam mais excitada do que ela gostaria de admitir. Ela não queria pensar até onde teria chegado se a postura convencida dele não a tivesse trazido de volta à realidade.De volta ao interior do bar, Kate passou pela multidão, encontrando Paloma montada em Heath em um sofá nos fundos. Respirou fundo, torcendo para que sua amiga tivesse um momento de lucidez, embora duvidasse disso. Alguns copos de shot estavam espalhados pela mesa, e Kate sabia que Paloma estava mais do que bêbada.“Paloma”, ela gritou sobre o barulho da música, puxando o braço da amiga. “V
Ler mais
Capítulo 5
Kate se revirou na cama. De dentro do apartamento de Colton, ela podia ouvir os gemidos ofegantes de Paloma e Heath e esperava que eles estivessem mantendo Colton bem acordado. Mesmo depois de um banho quente, ainda não tinha conseguido aliviar a sensação dele pressionando-se contra ela; a sensação da boca dele na dela. Naquele instante, entendeu por quê as mulheres ficavam viciadas. Ele era capaz de fazê-la sentir coisas que ela não sentia há muito tempo. O problema era que ele sabia disso, e era um babaca por causa disso.Kate resmungou, rolando na cama em direção à sua mesa de cabeceira. Vasculhou a gaveta, puxando seu vibrador e então deitou-se de volta na cama. Odiava que Colton tivesse aquele efeito sobre ela, que ela quisesse senti-lo dentro dela. Ligou o vibrador, abafando a vibração sob os cobertores enquanto o deixava deslizar ao longo de sua entrada. Ela já estava completamente excitada. A sensação do toque de Colton a havia deixado super molhada; o piercing de língua dele
Ler mais
Capítulo 6
Evitar Colton desde o incidente deles tinha sido mais fácil do que Kate esperava. Ele tinha voltado a levar mulheres para casa, e, embora a mulher gritasse, gemesse e a cabeceira da cama batesse violentamente contra a parede fina, Kate permanecia calada. Ela não queria chamar a atenção dele e, para ser justa, depois de terem passado um tempo juntos, ela compreendia. Também não tinha visto muito Austin e era grata por isso.Mas ela sabia que aquilo não duraria para sempre.Voltando para casa após sua corrida, Kate subiu a escada, enxugando o suor da testa. Ela congelou ao ver Colton sem camisa, as costas mais uma vez cobertas por arranhões, o cabelo bagunçado e úmido. Ele deu uma longa tragada em seu cigarro e se virou.O estômago de Kate se revolveu. Ela não sabia o que esperar, mas achou que seria no mínimo algum comentário malicioso. Repreendendo-se por desejar a atenção dele, ela saltou os degraus restantes e destrancou a porta da frente.“Você não deveria fumar no corredor. Dev
Ler mais
Capítulo 7
O dia passou voando e logo chegou a hora de Kate encontrar Austin. Ela ajeitou o vestido, um modelo floral branco e rosa de manga comprida que terminava no meio da coxa, e jogou os cabelos ondulados sobre os ombros. Deslizou os pés para dentro dos saltos e retocou a maquiagem enquanto aguardava a chegada de Austin. Um momento depois, ouviu uma batida suave na porta. Kate a abriu e apreciou enquanto os olhos cor de safira de Austin escureceram ao varrê-la com os olhos."Kate, você está...", ele parou, deu um passo à frente e lhe depositou um beijo na bochecha. "Incrível."“Obrigada”, ela murmurou, pegando sua bolsa e saindo para o corredor. “Você também não está nada mal.”A porta do apartamento de Colton se abriu quando eles estavam começando a descer as escadas, a mão de Austin deslizando nas costas de Kate, baixo demais para o gosto de Colton. Ela tentou se afastar sob os braços dele, mas sua mão permaneceu firmemente no lugar. Kate franziu as sobrancelhas, observando o sorriso de
Ler mais
Capítulo 8
Ele parou quando a mulher riu do outro lado. “Estou feliz que você tenha me ligado, Colt. Eu estava torcendo para você ignorar o meu irmão mais cedo ou mais tarde.”Parando por completo o que estava fazendo, Austin se afastou de Kate e puxou de volta sua calça jeans, com um brilho vingativo no azul-safira de seus olhos.Kate agarrou a mão dele, as feições delicadas marcadas pela confusão. "Onde você está indo?"Por um segundo, o olhar dele se suavizou, observando as bochechas coradas dela e seu semblante de preocupação. “Sinto muito, Kate. Eu só tenho que..."Um gemido áspero interrompeu as palavras de Austin, a voz rouca de Colton dizendo: "Fode comigo, Aria."Austin desvencilhou-se da mão de Kate, correndo pelo apartamento dela. Ela o seguiu, tentando desesperadamente arrumar suas roupas enquanto corria. Quando Austin invadiu a porta do quarto de Colton, Kate não pôde deixar de tapar os olhos. Colton estava sentado na cama, seu corpo levemente reclinado, com uma loira aninhada e
Ler mais
Capítulo 9
“Então, como estão as coisas com o Heath?”, Kate murmurou, ignorando o olhar severo da instrutora de ioga enquanto se alongava em seu tapete rosa, levantando os quadris no ar e saboreando a liberação de seus músculos doloridos.Paloma abriu um sorriso malicioso: “Somos apenas amigos de foda, mas é tudo tão bom. Nada parecido com o que era com o Dylan. A gente estava junto há tanto tempo que eu tinha esquecido como era ser comida com paixão e desejo, sabe? Com o Dylan, a gente tinha que fazer quando dava, por causa da Florence, mas a gente nunca estava realmente no clima. Mas agora, Heath vem e me joga na cama. É uma delícia."A instrutora de ioga soltou um “shh”, seus olhos se estreitando com a linguagem vulgar de Paloma."É bom ver você assim de novo", Kate sussurrou. “Você me deixou preocupada por um tempo, quando não saía de casa, toda coberta de pó de Cheetos.”Paloma riu baixinho: “E agora fico toda coberta de chantilly.” Ela ignorou o revirar de olhos de Kate, continuando: “D
Ler mais
Capítulo 10
“Desculpa”, ela murmurou, tentando evitar o olhar dele. "Eu... eu estava indo pegar minhas coisas."Erguendo as sobrancelhas, com descrença gravada em suas feições severas, Colton balançou a cabeça. “Você parece assustada. O que está acontecendo, Kate?”"Nada.""Eu pareço idiota para você?", ele retrucou, demonstrando irritação em cada palavra. “Você é tão frustrante. Estou me oferecendo para te ajudar e, em vez de aceitar, você continua testando todos os meus limites”.Passando os dedos pelos cabelos, Kate exalou um suspiro trêmulo. “O bilhete. Isso me assustou, só. E se ele estiver...”, ela se interrompeu, olhando para trás, para a porta entreaberta: “E se tiver alguém lá?”"Eu posso checar."A sinceridade de seu tom forçou Kate a dar um passo para trás. Nos três meses em que havia tido o desprazer de ser vizinha de Colton, a única pessoa que ele considerara era ele mesmo. Ela não conseguia conciliar a ajuda honesta que ele estava oferecendo com o idiota que sabia que ele era.
Ler mais