A Esquecida

A EsquecidaPT

Eder B. Jr.  Completo
goodnovel16goodnovel
0.0
Reseñas insuficientes
40Capítulos
440leídos
Leer
Añadido
Denunciar
Resumen
Índice

A Esquecida conta a saga de uma mulher que se descobre uma elfa ao despertar sem memórias em um mundo desconhecido, de intensa magia. Agora só resta à Esquecida seguir seus instintos para descobrir de onde veio e porque encontra-se ali.

Leer más
Comentarios Deje su reseña en la aplicación
No hay comentarios
40 chapters
Capítulo 1
Abriu os olhos. Algo calmante, úmido e maravilhoso caía com gotículas etéreas em sua face. Fitou a copa das árvores, e logo acima o azul profundo do término da noite dissipando-se no colorido da luz do dia, haviam três luas ou planetas um ao lado do outro, além de pequenas estrelas que aos poucos iam sumindo. Sentiu-se estranha, entorpecida, como se tivesse dormido um longo período de tempo. Havia dormido tanto assim? E porque estaria ali, naquele local? Baixando o olhar viu que estava em uma pequena clareira em uma floresta! Será que havia ido acampar e sofrido algum acidente? Olhou ao redor, estava em meio a uns arbustos multicoloridos, com flores desconhecidas, pelo menos pareciam flores, não tinha certeza. Nada estava certo, pensou alarmada. Tentou sentar-se e ficou aliviada por conseguir sem problemas. Mas estava um pouco dolorida, apoiou com as mãos no chão e empurrou para ficar de pé. O cheiro daquele lugar, era maravilhoso, e a terra aos seus pés era colorida, de um verde e
Leer más
Capítulo 2
Resolveu que precisava comer. Sentou e se alimentou com frutas, legumes e um caldo fumegante e muito saboroso que restaurou sua energia. Bebeu um líquido vermelho e refrescante. Em seguida usou o banheiro, despiu-se e entrou na pequena cachoeira aquecida, imaginou que poderia estar mais quente e percebeu que ela se aquecia como se tivesse mexido em algum botão.- Que estranho! - Falou consigo mesma. Ficou por algum tempo deitada, apreciando a água tépida na pele. Ao lado viu que havia uma barra arredondada e pegou, era um sabão que usou para se lavar. Quando decidiu sair percebeu que não tinha outras roupas, olhando pelo aposento viu algumas peças de roupas na cama. Levantou, se enxugou e foi se vestir. As roupas eram de um tecido macio e bem aconchegante. Deitou e para sua surpresa teve muito sono e rapidamente dormiu. Esquecida sentiu uma carícia suave no rosto, se assustou e ao mesmo tempo suas mãos aqueceram, o que a fez acordar subitamente . Havia um pequeno animalzinho salt
Leer más
Capítulo 3
Kaeidh se despediu de todos e entrou em seu quarto, precisava pensar, tentar entender ao menos uma parte de tudo que estava acontecendo, a vinda de uma elfa, uma prometida? Uma coincidência, mero acaso? Justamente ao mesmo tempo em que ele pensava que estava pronto para receber sua âme sœur. Sua raça não sentia nada como o amor, emoções que um parceiro deveria sentir para que não se confundissem e se unissem com pessoas erradas. As uniões eram completas, corpo e alma e o chamado era sutil e conforme convivesse iam aumentando até a conexão, que seria alcançada juntos. Kaeidh havia tido o âme sœur antes, mas sua companheira estava doente e morreu sem nem ao menos saber sobre o que ele sentia. Portanto ele nunca teve a chance de ver o sentimento crescer, mas agora, ele havia sentido o interesse pela Esquecida e estava muito preocupado pois não sabia se ela se interessaria do mesmo jeito por ele, não eram da mesma espécie, achava. Não sabia se isso seria um problema, dado que nunca
Leer más
Capítulo 4
Kaeidh mostrou o quarto e o local de banho e higiene pessoal. Saiu e foi até a cozinha ver o que havia para comerem. Separou pães, frutas, queijos, o caldo maravilhoso de leguminosas e folhas típico do vilarejo. Arrumou tudo em uma bandeja e bateu a porta, esperou um pouco, não ouviu nada e voltou a cozinha, depositou a bandeja na mesa e esperou . Ouviu ela o chamar e foi rapidamente levando a bandeja, bateu à porta novamente, ela respondeu. - Entre. - Kaeidh entrou e ficou surpreso. Ela estava enrolada em uma toalha gigante, apenas os braços de fora e o cabelo molhado, solto, caindo pelas costas. A pele ainda um pouco úmida do vapor da água, ela disse envergonhada. - Não sei onde encontrar roupas e as minhas estão manchadas de sangue. Fiquei na dúvida, procurei mas não achei. Só pensei em te chamar . Desculpe. Não trouxe nada comigo, achei que voltaríamos para o castelo ainda hoje. Kaeidh respirou forte, havia prendido a respiração e esquecido de voltar a respirar. Abri
Leer más
Capítulo 5
Zoltark havia ido até a entrada do complexo após perceber mais conversas. Voltou com outro de sua mesma espécie.-Kae, Caleb veio do vilarejo da ponte de Sayra, ela tem outra pessoa com ela, uma que também veio das florestas, também não se lembra de muito, mas procura alguém chamada Saphyre. Seu nome é Ambhar -Ambhar, sim, minha irmã.-olhou Kaeidh, seus olhos repletos de lágrimas- Eu me lembro disso.- Kaeidh segurou suas mãos.- Eu estou me lembrando dela. Deuses! - O abraçou- Onde ela está Caleb? - perguntou Kaeidh - Está com Sayra, está segura.- disse Caleb- Poderia preparar tudo para que ela venha para cá ou prefere que a leve ao palácio? - Você decide Saphyre. -disse Kae a chamando pelo nome pela primeira vez. - Temos que encontrar ela e, temos que ir a cidade de Nárë, a terra dos dragões, para que você aprenda a controlar seu poder. Ou, podemos ir direto para Nárë e a enviar junto com Caleb até lá. Demoraremos 1 dia mesmo com a carruagem, para chegar em Sa
Leer más
Capítulo 6
Kae andou com ela até as ondas baterem em seu torso. Ela pulou e o abraçou pelo pescoço, beijaram-se apaixonadamente. Suas línguas se entrelaçaram enquanto o mar morno os balançava de um lado ao outro. Abriu os olhos e a viu iluminada pelo brilho fraco das estrelas e molhada pela água quente, seus longos cílios com pingos de água, sua face dourada com gotículas escorrendo, seus lábios generosos e seus olhos amendoados apertados de prazer, dos beijos, do abraço. Seus lábios roçaram seu pescoço. Suspirou tentando se conter. As pernas fortes dela roçaram os lados de seus quadris e logo em seguida as sentiu enrolando em sua cintura. Seu calor abrasador roçando em sua barriga.- Ah, meus deuses! Tarine, vai me matar assim! - Não morra, eu quero você Kae.Ele andou apressadamente, na velocidade de elfo. Ela deu um gritinho, surpresa pela velocidade. Logo, estavam ambos nas grandes almofadas da sala, ela ainda enroscada em seus quadris. Ambos completamente molhados, as roupas
Leer más
Capítulo 7
Já estavam há duas horas tendo como paisagem, apenas mar, por todos os lados e a perder de vista, o mar se estendia, azul profundo. Vez ou outra apareciam milhares de animais marítimos pulando alegremente e alguns tão grandes que nem conseguia dimensionar. Algumas sereias de sexo diferente e pele azul tomavam sol, boiando na superfície da água, extremamente belos e atrativos. Acenaram quando nos viram passar e acenamos de volta. - Um dia voltaremos aqui e levarei você para conhecer a cidade deles.- Seria maravilhoso! - fiz um monte de perguntas, ávida por saber tudo sobre aquele lugar embaixo d'água. E como já havia sido informada, poderia respirar tranquilamente pois meu corpo se adaptava às condições de vida do lugar e eu criaria guelras e barbatanas para nadar e respirar. Kae me explicou que o rei era um dos que estavam tomando sol e que todos ali eram companheiros dele, os homens e as mulheres. Eles se relacionavam com harmonia e tinham uma união perfeita entre eles.
Leer más
Capítulo 8
- Então está decidido, vamos fazer novamente uma armada e procurar sobrevoando a floresta. Precisaremos de toda ajuda alada que obtivemos.- Kae disse.- Acha que devemos contatar o rei Sírius? Voce sabe que desde que a família dele foi atacada e morta ele se isolou de todos e se tornou um guerreiro.- Dizem que ele já matou tantos têntri que perdeu a conta. Solano,o rei fae, nos disse que o seus guardas o viram numa varredura e ele vagando na floresta. Disse que estava quase nu e seu corpo estava ainda mais musculoso que antes. Talvez buscasse têntris? Para matar? -falou Àsgar- Ele está vivendo fora do muro de proteção então? Como sobreviveu aos têntris até hoje Àsgar? -Perguntou Zenit. - Não sabemos Zen. O único que sabemos é que ele jamais voltou ao castelo novamente. Isso fazem três séculos já. É muito tempo co
Leer más
Capítulo 9
As ondas gigantescas de luz e fogo azuis flutuaram no abismo abaixo da ilha. Saphyre caiu de joelhos nas gramíneas verdes e desmaiou, exausta com a intensidade de seus poderes. As pessoas correram, alguns gritando ordens. Outros pegando baldes de água para tentar apagar o fogo que pegou em alguns locais da ilha, antes do castelo.Kaeidh estava se vestindo quando a sensação da existência dela saiu de sua mente, como um apagão. Ficou desesperado e correu rapidamente fazendo o mesmo caminho que ela quando viu ao sair todos apressados apagando fogos azuis aqui e ali e vários pontos de incêndio, o avisaram onde ela estava e ele foi pro lado dela, chegando perto de uma desesperada mbhar, enquanto ela apagava o fogo de Saphyre com panos úmidos. Seus olhos preocupados e vermelhos de chorar.- Saphyre! - Kaeidh abaixou do lado dela colocando sua cabeça em seu peito para saber se estava respirando.- ela est&aa
Leer más
Capítulo 10
Em algum lugar da floresta, Borag cavalgava em seu têntri Alazôr. Feliz porque seu experimento havia sido um sucesso desta vez! Após encerrar três cativos em sua cela nas profundezas da montanha que havia tomado para si, conseguiu retirar da fêmea mais velha o sangue necessário para mesclar ao seu e a sua magia para criar em um century o seu cavalo têntri alado. Alazôr era o nome do jovem century, havia pensado em lhe dar outro mas achou que teria mais poder ainda sobre ele o chamando continuamente pelo nome que seus bondosos e honrados pais mortos o haviam batizado. Riu alto, sentiu quase como se escarnecesse deles. Lembrou com carinho como o olhou surpreso quando completou a transfusão e o transfomou na montaria ideal. Jovem, forte, obstinado e voluntarioso, além de que quebrado pelo seu punho até se curvar aos seus desejos. Poder era realmente bom! E Borag tinha sede de poder. Aproveitara as notícias de
Leer más