Rompendo o preconceito

Rompendo o preconceitoPT

Vania Grah  concluído
goodnovel16goodnovel
0.0
Avaliações insuficientes
31Capítulos
753leituras
Ler
Adicionado
Denunciar
Resumo
Índice

Luara Arantes apesar das dificuldades da vida, nunca deixou que as dificuldades tirarem o sorriso do seu rosto, nem mesmo o preconceito estúpido que sua família alimentava durante anos, fez ela mudar sua essência de fazer o bem. O amor familiar é realmente forte como dizem? Para ela existiam muitas incertezas quando o assunto envolvia sua família. Ela não sabia como contar sobre o pequeno Lucas a família, durante cinco anos guardou esse segredo, por medo da reação deles. Ele era seu filho adotivo, graças a ele, diariamente tinha forças de encarar a vida com leveza. O destino entrelaçou sua vida bagunçada ao de Josué Monteiro, um homem capaz de tudo para chegar no seu objetivo. O que os dois têm em comum? Talvez muito mais do que pensaram ter!

Ler mais

Você também vai gostar de

Comentários Deixe sua avaliação no aplicativo
Não há comentários
31 chapters
Capítulo 01
Luara Arantes  Deixei de lado meu medo e retornei para cidade que jurei nunca mais voltar. O tempo não apagou tudo que havia sofrido por ser ingênua. Do que estou falando? Estou falando de ter assumido a culpa de um incêndio local para defender o babaca por quem era cegamente apaixonada. Meu avô infartou com toda a confusão que saiu até na televisão. O sobrenome Arantes era bem conhecido pela cidade, porque nossa família foi uma das primeiras na fundação dela. Eu não sabia o que me aguardava, pois não tinha avisado a ninguém da minha chegada, muito menos comentei sobre o pequeno Lucas, meu filho de coração. Ele foi um presente de Deus e acreditava que eu era seu anjo por ter cruzado seu caminho. Minha família não sabia do meu filho de cinco anos. Não era um dos melhores momen
Ler mais
Capítulo 02
Não sabia ao certo que horas eram quando comecei a ouvir gritaria cada vez mais próxima. Lucas dormia na minha cama e parecia em um sono profundo. Levantei cuidadosamente para não acordá-lo. Meu pai Osvaldo poderia ter um treco caso eu não aparecesse logo em sua frente. Eu tinha que enfrentar a fera e ser forte porque ele era um pai muito controlador. Saí do quarto tombando por onde passava. No momento em que cheguei na sala de estar com os cabelos desgrenhados e ofegante, fui recebida com um tapa que me fez ficar tonta.— Por que desonrou nossa família desse jeito? Um filho Luara? E branco? O que vão pensar da nossa família? Eu deveria te colocar pra fora daqui junto com esse menino, mas não vou, sabe por quê? Porque ao contrário de você eu tenho honra!

Ler mais

Capítulo 03
Estar em casa sem o conforto de um lar feliz era desconcertante. O caminhão de mudança quando chegou, precisou colocar todas as minhas coisas no aperto da garagem. No dia anterior minha conversa com Andressa no seu local de trabalho, fez com que pudéssemos recomeçar outra vez. Merecíamos, certo? Uma nova chance, a chance de reatar nossa amizade de infância, não tínhamos nada a perder.Eram quase onze da manhã quando decidi abandonar o quarto. Foi estranho adentrar a sala de estar e ver meu filho conversando com o bisavô. Não esperava que vovô Alfredo fosse dar atenção ao bisneto. Fiquei ali parada observando os dois, sem que eles percebessem minha presença.— Perna dói, vovô? — Lucas, perguntou, inocentemente, e
Ler mais
Capítulo 04
Quinze dias desde minha chegada na cidade e algumas coisas pareciam caminhar bem. Meu filho havia finalmente começado a estudar na minha antiga escola. Alguma coisa tinha que dar certo, não é mesmo? Mesmo com os dias, minha família continuava rejeitando Lucas. Era difícil nossa convivência, Dona Regina costumava passar na minha cara todas as manhãs de que eu tinha acabado com nossa família. Isabela sempre ficava com suas provocações até me tirar do sério. Infelizmente, o que mais me entristecia era não sentir mais vontade alguma de chamar meus pais, de pais.Era sábado à noite quando decidi levar meu menino travesso para se divertir com outras crianças na praça. Ver todas aquelas crianças juntas, despertava um sentimento eufórico em mim. Onde meu filho era b
Ler mais
Capítulo 05
Josué MonteiroDeixei tudo para buscar meu filho após localizá-lo, entretanto, não consegui nem sequer me aproximar. Ele era feliz aparentemente com sua mãe adotiva. Eu não era um monstro para separar a mãe de um filho, ela o amava muito. Quase um mês observando de longe os dois. Senti que era o momento de um contato direto, mas não queria assustá-los. A mãe biológica do meu filho fez questão de se livrar dele no momento em que terminei nosso noivado. Me arrependi de não ter terminado só depois do nascimento do bebê, por causa dessa escolha ruim ela sumiu grávida e quando apareceu não estava mais com o bebê. Foram cinco longos anos sofrendo sem saber onde estava meu filho.Precisei da ajuda de Alexandra para poder me ausentar do escritório. Minha prima era responsável e muito competente, sabia que tinha deixado
Ler mais
Capítulo 06
Luara Arantes Eu queria esquecer, esquecer o quanto foi extremamente constrangedor meu suposto encontro na sorveteria. Andressa talvez tivesse razão o tempo inteiro, o senhor esquisitão deixou claro suas intenções comigo. Mas algo no meu coração dizia que não era apenas isso, existia algo a mais. Meu pequeno Lucas era quem realmente chamava atenção dele. Depois de fugir da sorveteria não quis saber de mais nada que não fosse retornar para casa e ficar com meu filho.No dia seguinte acordei com uma dor de cabeça intensa, mesmo assim levantei logo cedo e deixei meu garotinho na escola. Enquanto voltava pra casa caminhando, algo inusitado aconteceu. Vi aquele homem novamente, ele colocou-se na minha frente, impedindo que eu passasse. O sorriso dele talvez fosse um dos seus ponto
Ler mais
Capítulo 07
Como o esperado em menos de duas horas, todos da minha família já sabiam tudo que tinha acontecido, envolvendo Yago, eu e Josué. Dona Regina entrou no meu quarto feito um relâmpago e trazia com ela um dos seus sapatos de salto baixo em mãos. Eu não fiquei nenhum pouco surpresa com sua atitude. Guardei o livro que lia e respirei fundo até que ela soltasse seu veneno.— Você quer envergonhar mais ainda nossa família? — questionou, sacolejando meu braço esquerdo. — Todos estão falando na rua inteira que você causou uma confusão em público! Por que envolveu o filho de Marieta nisso? Ele é um bom rapaz, agora todos estão falando dele! Não pode esconder seu gosto péssimo pra homens? Tem que esfregar um branco na cara de todos? As pessoas estão fala
Ler mais
Capítulo 08
Josué MonteiroPrecisei retornar para a capital durante uma semana inteira para resolver negócios pendentes. Alexandra insistiu que o melhor era levar Luara Arantes ao tribunal pra tentar recuperar meu filho, mas não era simplesmente tirar o filho dela que resolveria tudo. Ela o amava tanto. Decidido a continuar com o plano anterior, retornei depois de uma semana. Para minha surpresa, algumas coisas mudaram, a moça era realmente determinada, pois tinha conseguido um trabalho em um restaurante, como garçonete. Esperava que aquele homem que tentou agredi-la fisicamente não estivesse importunando sua vida. Quando recordava que ele quase a espancou no meio da rua, sentia vontade de espancá-lo até perder a consciência. Ele era um homem covarde que agredia mulheres indefesas, contudo, naquele dia ele não contava com minha presença, muito menos qu
Ler mais
Capítulo 09
Luara ArantesEm casa comecei a pensar em Josué, não pensei que ele fosse fugir da forma como fugiu do restaurante. Sempre soube que tinha algo de errado nele e ter desmascara-o, talvez ele me deixasse em paz. Eu não era nenhuma ingênua mais, muito menos, acreditava em qualquer desculpa esfarrapada. Aproveitei que vovô Alfredo estava na sala de estar, decidi dar uma organizada em seu quarto. O quarto dele era como sua fortaleza, todos eram proibidos de adentrar, mas, eu não seguia essa regra.— Como ele vive assim? — perguntei-me, fitando a pilha de caixas de papelão ao lado da cama.O cheiro forte de mofo me fez começar a tossir. Primeiro fui até o guarda-roupas antigo dele e peguei tudo que precisava para trocar as cobertas da cama. Puxei
Ler mais
Capítulo 10
Não suportando mais o clima pesado em casa decidi me divertir um pouco. Lucas e eu fomos ao parque. A bomba familiar sobre a bisavó de pele clara, causou muitas discussões. Ninguém fora eu e o meu filho, ficavam perto do vovô Alfredo. Eu não queria a separação familiar, pensei que todos ficaríamos mais unidos do que nunca, foi uma ilusão. Talvez fosse possível esquecer todos os problemas, por, pelo menos, aquela noite. O vento frio deixou meus pelos eriçados. Usava um vestido de alças finas.— Boa noite, Luara! — aquela voz me fez dar uma volta ao mundo em segundos. Engoli em seco. Não esperava vê-lo, Josué nos encarava descaradamente.Apertei a mão do meu pequeno. Ele estava nos seguindo? Me questionei. Josu&
Ler mais