Acordo de Honra

Acordo de HonraPT

QiShuang  En proceso
goodnovel16goodnovel
0.0
Reseñas insuficientes
18Capítulos
2.1Kleídos
Leer
Añadido
Denunciar
Resumen
Índice

Dallas e Siegfired são prometidos para se casarem e acabar com a guerra entre as famílias, porém, ambos possuem segundas intenções: a de se vingarem!

Leer más
Comentarios Deje su reseña en la aplicación
No hay comentarios
18 chapters
01
(Siegfried) Descarregar o cartucho 9mm parabellum de uma pistola é tão delicioso e relaxante como ter um orgasmo, mas existem algumas coisas antes do grand finale que podem ser consideradas igualmente prazerosas.O som dos gritos se perde no barulho da tempestade, no estacionamento em plena madrugada, aquele homem sabia que morreria cedo ou tarde. Para o azar d
Leer más
02
(Dallas) As irritantes e potentes batidas na porta não dão um sossego, viro para o lado e cubro a cabeça no travesseiro. Ele não desiste? Persistência. Anotem aí, mais um traço de personalidade de Siegfried Turgard que eu não sei dizer se é uma qualidade ou defeito. Ele também é bruto, egocêntrico, barulhento e beberrão, aliás todos esses vikingsLeer más
03
(Siegfried) O celular vibrou na minha mão, olhei o visor, vendo o número da Sra. Dagmar Turgard, minha mãe. Ela provavelmente estava irada com o meu atraso. O sol já se escondia detrás das montanhas, pintando o céu de nuvens douradas. Nessa época do ano as estradas ficam cheias de turistas em suas motorhomes alugadas para ver as luzes da aurora boreal.Leer más
04
(Dallas) — E minha irmã? — Seguro o copo de papelão branco aquecido pelo café em seu interior.A cafeteria fica na beira da cidade e é bem frequentado. O local está movimentado com moradores entrando e saindo, muitos aproveitam para comer alguma coisa. Com paredes pintadas com um cor de rosa escuro estranho, criando uma dec
Leer más
05
(Dallas) — Pare com isso, sei que você adorou quando o seu viking chegou em seu cavalo branco para te salvar. — Pandora atira a almofada do sofá no meu rosto, me fazendo dar risada, me jogando mais despojada contra a poltrona branca. — Ou no caso, uma moto preta!—
Leer más
06
(Siegfried) (Siegfried) A cerveja está sendo servida em canecas feitas de chifres. Uma fogueira crepita no centro de um círculo de pedras, o fogo alto e abundante quase querendo tocar o céu apenas hesita contra o vento cortante e frio que sopra dos montes. As crianças brincam de cabo de guerra. Tudo está perfeito.O som se põe ao suave tocar do
Leer más
07
(Siegfried)Ao fim da cerimônia seguimos para o salão de festas ao lado da casa de campo, todo feito de madeira com telhados triangulares, onde seria servido o jantar e festejaríamos nossa união.— Quando vão soltar a gente? — Dallas pergunta erguendo o braço que está amarrado com o meu.— Não vão, só podemos tirar quando as fitas caírem. — Lanço um sorriso, enquanto sigo pelo salão ao som da música que cresce animada, para me sentar em uma grande mesa de banquete ao lado dela, na ponta. Os outros convidados mais íntimos tomam seus lugares.Há uma cornucópia no centro da mesa, com muitas bandejas de assados, legumes e fruta, a cerveja e o vinho são servidos em abundância, mas pra nós, eles trarão uma bebida dos deuses, o kvasir, ou algo parecido com o hidromel moderno, que teremos que tomar
Leer más
08
(Siegfried) — Ui, toda essa raiva é ciúmes? — Brinco, seguindo seus passos e subindo atrás dela, quase me desequilibro e uso as mãos para segurar na parede cheia de quadros familiares, com fotos inclusive dos meus avôs e primos. — Estou lisonjeado!Dallas sobe até o terceiro andar e passa para o corredor, virando para o lado onde é o nosso quarto. As portas estão abertas, com flores no chão, as luzes dos abajures estão acesas em tons baixos e a cama está arrumada, com dois pares de travesseiros, manta, e almofadas decoradas.— Melhor, vou dormir em outro quarto essa noite. — Ela hesita, parando diante das portas do quarto master e gira, voltando o caminho. É o momento em que eu a bloqueio ali no corredor, me impulsionando para o alto da escada e impedindo a passagem com um sorriso de vitória. — Saia da minha frente. — Seus
Leer más
09
(Dallas) A beleza do campo se ergue em picos íngremes. O céu está imensamente azul, límpido, sem nenhuma nuvem, passando uma imagem calma e tranquila das montanhas de neve, o extremo oposto de como estou me sentindo. Enrolo alguns fios de cabelo castanho em meus dedos como uma corda e puxo para o lado, sentindo a dor no couro cabeludo se formar. Uma pena que não era uma corda enforcando aquele pescoço maldito.Leer más
10
(Dallas)   — Tenho que admitir. Esse lugar é mesmo inspirador. — Inspiro o ar fresco da natureza que nos engole. Horas depois estamos abraçados. Siegfried recostado na moto e eu em sua frente, com o braço apoiado em sua perna dobrada. Diante de nós há um lago sem o ondulações e de água azul cristalina cercado por montanhas. O vapor que sai do lago se desprende criando uma névoa branca contornando a floresta. É uma visão extremamente bela, uma que eu ainda não tinha visto da cidade. — Leer más