Por Todas as Estrelas no Céu, Amarei Você

Por Todas as Estrelas no Céu, Amarei VocêPT

Melros  En proceso
goodnovel16goodnovel
0.0
Reseñas insuficientes
31Capítulos
575leídos
Leer
Añadido
Denunciar
Resumen
Índice

Na tentativa de ter uma vida longe do seu ex, Hayden, uma professora de artes, aceita um trabalho de tempo integral como cuidadora e companheira de um ex-fuzileiro naval em Harlley, uma cidadezinha no interior da Inglaterra. Lá ela encontra muitos desafios, o maior deles, Elijah Allen, seu paciente. Eli sofre muito com o que viveu durante a guerra no Afeganistão, tendo que carregar traumas físicos e psicológicos. O trabalho de Hayden é fazer com que Elijah se lembre do que realmente importa: ele sobreviveu. Eli teve uma segunda chance na vida e Hayden se recusa a deixar com que ele a desperdice, então ela da seu melhor para mostrar que a vida vale a pena ser vivida, mas o processo lhe faz reviver seu próprio passado sombrio.

Leer más

También te gustarán

Comentarios Deje su reseña en la aplicación
No hay comentarios
31 chapters
Capítulo 1 - Olá, Harlley!
Deve haver maneira melhor de viajar do que pegar um voo de mais de oito horas de Chicago até Londres, e ainda vou ter que passar mais duas horas em um carro até chegar em Harlley, uma cidadezinha monótona no interior. Mas, sinceramente, acho que passaria o tempo que fosse preciso dentro de um avião, se isso significasse um recomeço.Esse emprego como cuidadora de um veterano de guerra – ex-fuzileiro naval – apareceu na hora certa. Paga bem e vou receber moradia e alimentação de graça, além de que o trabalho é basicamente ajudar um velho a fazer alguns exercícios e garantir que ele se alimente bem, pelo menos foi isso dois dias atrás. Mas se bem me lembro, o senhor Allen comentou que o que aconteceu com seu filho foi bem tenso e que ele está passando por muita coisa agora, mas não entrou em muitos detalhes sobre o assunto, o que me enche de perguntas. Mas
Leer más
Capítulo 2 - Reconhecimento de Território.
Briana é extrovertida e descontraída, enquanto David parece bem tímido e introvertido, fico pensando em como eles se conheceram e acabo chegando a conclusão de que Briana deve ter colocado o pobre David em alguns problemas no início do relacionamento, eu sorrio o pensamento enquanto observo os dois sorrindo um para o outro.Eu sigo os dois ainda com um sorriso, contagiada pela vibração amigável e familiar que eles transmitem, embora o resto da casa me pareça um pouco fria demais, mesmo sendo elegante ao extremo. Briana aponta para o balcão e, tanto eu quanto o David, nos sentamos. Ela nos serve xícaras de chá fumegantes e coloca um prato branco com biscoitos com gotas enormes de chocolate na nossa frente, minha barriga ronca.— Podem se servir, vou pegar o bolo também, e tem frutas. — Ela tem essa energia todos os dias, ou é só porquê sou novidade
Leer más
Capítulo 3 - Novos começos, pessoas novas.
Seu tom desdenhoso já me irrita levemente, mas eu mantenho a pose, mesmo com uma pontada de medo pelos seus visíveis mais de um metro e noventa.— Você deve ser Elijah. — Levanto a mão para cumprimentá-lo, mas ele apenas cruza os braços.— E você é a tal Delyon, você ao menos sabe o que está fazendo aqui, realmente? Quando meu pai disse que tinha contratado outra babá, não achei que ele estivesse falando de uma adolescente. — Eu recolho minha mão e respiro fundo enquanto reprimo um xingamento.— Primeiramente, sim, eu sei o que estou fazendo aqui. E em segundo lugar, não gosto do seu tom, se você acha que pode me tratar dessa forma, não espere que eu seja gentil. — Mesmo não tendo uma visão clara dos seus olhos, sinto que ele está olhando no fundo dos meus.— Hayden…Briana
Leer más
Capítulo 4 - Testando a paciência.
Acordo com o despertador tocando de um jeito estridente e irritante, eu praticamente pulo da cama e visto a roupa que deixei separada ontem, calço meu tênis, amarro meu cabelo em um rabo de cavalo e me olho no espelho.— Acho que vou tirar essas tranças… — Falo sozinha e brevemente distraída com meu próprio reflexo. — Vamos lá,Hayden. Concentração! — Dou tapinhas leves nas minhas bochechas para forçar meu cérebro a focar. — Eu não sei a rota de caminhada dele…Sento no banco da janela me sentindo frustrada, quando de repente escuto a porta ao lado abrir e então fechar em seguida. Sorrio de um jeito travesso e dou passos cuidadosos até a minha porta, o escuto andar lentamente, uma batida suave me chama atenção, talvez ele use uma muleta ou bengala.Coloco a cabeça para fora do quarto bem a tempo de v&ec
Leer más
Capítulo 5 - Companhia não solicitada.
Quando eu volto a entrar na biblioteca de uma forma totalmente natural, eu evito olhar para o Elijah, tá muito difícil não rir depois das reações da Briana e do David, se eu olhar para Eli e ele estiver tão igualmente confuso, receio não conseguir me segurar.— Não lembro de ter pedido por companhia, Chicago. — Eu reviro os olhos e me sento no chão para ficar numa altura boa de comer na mesa de centro. O ignoro e começo a comer. — Saia daqui.— Não. — Sorrio sem humor e pego mais uma grande mordida do bolo incrível que a Briana fez.— Você não percebeu ainda que não é bem vinda aqui? — Eu olho para ele em desafio.— Ah, claro que sim, você já deixou isso bem claro. Mas isso não importa, eu vou continuar aqui até o prazo do contrato acabar e você vai ter que lidar com isso.— Seus lábios se comprimem de um jeito irritado. — Não precisamos ser demônios um para o outro, senhor Allen. Vamos fazer isso ser pelo menos agradável, pode ser? — O punho cerrado dele rela
Leer más
Capítulo 6 - Uma moeda por suas mentiras.
Eu penso um pouco sobre como deveria respondê-lo, mas ao invés de fazer isso, eu engulo em seco e desvio o olhar me sentindo muito pressionada por seus lindos olhos cor de avelã, meio esverdeados com essa luz. — Não sei o que você quer que eu diga, não tenho nenhum outro motivo. — Ele solta uma risada, pela primeira vez o ouço rir. — Mentindo de novo. — Ele segue até às anilhas e pega algumas bem pesadas. Eu o encaro descaradamente. — Você vai treinar também ou vai só ficar olhando? — Só ficar olhando, eu sou gostosa por natureza, querido. — Os olhos dele me alcançam do outro lado da sala e eu sorrio enquanto ele me fita. — Percebi. — Mordo o lábio inferior. — Está tentando me seduzir? — Está funcionando? — Sinto muito, Chicago, mas não. — Cruzo os braços e os tornozelos após sentar em uma das máquinas. — Hayden! — Falo o repreendendo. Ele está me provocando, mas dois podem jogar esse jogo… Meu queixo cai quando
Leer más
Capítulo 7 - As mentiras e as metades delas.
Chego na cozinha determinada, Briana tira os olhos do celular e sorri para mim.— Você está muito bonita, Hayden. — Dou de ombros sorrindo inocentemente.— Obrigada, quis me arrumar um pouco para aliviar o interrogatório. — Ela ri, mas ainda parece preocupada. — Eu não vou pegar muito pesado com ele, prometo.— Estou preocupada com você, querida. Eli pode ser… amarescente as vezes.— Eu ficarei bem, afinal, a melhor maneira de tirar a amargura de alguém é um pouquinho de açúcar. — Esfrego as pontas dos meus dedos indicador e polegar como se jogasse uma pitada de pó mágico.— Acho que sim. — Fala rindo e me oferece uma colher com um molho muito apetitoso. — Experimente.Coloco a colher na boca e saboreio aquele delicioso molho de tomate, acho que vou levar Briana comigo quando meu contrato aqui acabar.— Briana… eu preciso de mais disso imediatamente! —Ela ri.— Em quinze minutos estará tudo pronto. — Minha barriga ronca com a af
Leer más
Capítulo 8 - Persistência.
Meu alarme toca às cinco mais uma vez e eu me levanto me sentindo determinada. Ouço a porta de Eli abrir e fechar, assim como ontem, mas dessa vez não espero que ele saia da casa para fingir um encontro.— Bom dia! — Falo animada e ele olha para mim sem uma expressão certa, mal parece que ele está me vendo.Ele não responde, só volta a andar dolorosamente lento, mas eu o sigo até o tal elevador de carga que o David tinha comentado.— Não preciso de companhia. — Arqueio uma sobrancelha.— De acordo com seu pai, você precisa. Mas, de acordo com você, o que você precisa é de vigilância suicida. De qualquer forma, como eu estou aqui para realizar qualquer uma das dessas funções, então acostume-se com a minha presença. — Entro com ele no elevador e ignoro o palavrão que ele sussurrou. — Eu n&
Leer más
Capítulo 9 - Uma parte da verdade.
Depois do clima que ficou entre mim e Eli essa manhã, decidi por almoçar com a Briana e o David para dar um tempo para ele pensar, para nós dois pensarmos, na verdade. Mas meu plano vai por água abaixo quando estamos nós três na mesa de jantar, comendo em silêncio, enquanto o casal troca olhares e leves sussurros o tempo todo, como se estivessem tendo uma discussão telepática. É engraçado, mas também me deixa um pouco sem graça.— Okay, okay. — Digo e abaixo meu garfo de volta ao prato. — O que está havendo com vocês? — Ambos olham para mim desconfortáveis, trocam olhares mais uma vez e então David limpa a garganta para falar.— Er… bem, é que meio…— Você ainda não falou nada sobre ontem, como foi?Briana fala por cima do David e ele a repreende com um olhar, acho que ela
Leer más
Capítulo 10 - Um beijo e uma desculpa.
Passo as próximas duas horas tirando todas as caqueiras de argila e os vasos de dentro da estufa, que são praticamente caixões ambulantes para plantas mortas há alguns anos, no mínimo. Limpo tudo, tiro a poeira, junto os galhos secos e murchos em uma sacola de lixo preta e a amarro quando ela já está totalmente cheia.— Não esperava todo esse trabalho! — Resmungo e alongo o pescoço, depois a coluna.— Talvez se tivesse aceitado ajuda… — A voz de Eli vem de trás de mim, me dando um baita susto.— Você quer me matar do coração?! — Falo com uma mão no peito e outra na cabeça.— Oh, pare. Não seja dramática. — Reviro os olhos para ele, que olha em volta parecendo impressionado.— E então, tem esperança?Falo me referindo a estufa, mas ele apenas concorda com a cabeça, uma expressão totalmente nostálgica está estampada em seu rosto.Ele manca até uma parede que é metade de vidro e metade tijolos marrons avermelhados, puxa uma alavanca de metal no
Leer más