A VINGANÇA

A VINGANÇA PT

PalomaKemm  Em andamento
goodnovel16goodnovel
0.0
Avaliações insuficientes
114Capítulos
47.6Kleituras
Ler
Adicionado
Denunciar
Resumo
Índice

- LIVRO VOLUME 1." Em uma guerra de máfias, Henrique Huner viu à sua noiva grávida ser morta e torturada durante uma semana através de vídeos e fotos pelo seu maior inimigo Lucas Bater. Um ano após a morte da sua noiva ele ainda queria vingança e resolveu se vingar de Lucas através de sua filha adotiva Camila Barter , jurando para si mesmo que ele faria ela passar por tudo que à sua noiva passou. Henrique estava movido pelo ódio, pela raiva , pelo luto e pelo sentimento de vingança, tudo que ele queria era se vingar de Lucas e para ele não importava a forma e nem se iria usar pessoas inocentes para isso.Só oque ele não imaginava é que o passado de Camila era misterioso e que ligava ela é sua noiva Maria. Ele também não esperava que Camila iria fazer ele se encantar por ela, fazendo ele se arrepender de tudo que ele fez contra ela.E depois por mais que Henrique baixasse a guarda sobre à sua vingança, existia muita gente que queria se vingar se Lucas através de Camila. Só que nada é fácil, traumas e perguntas sem respostas atormentava Camila. Será que Camila vai ser capaz de ficar com o Henrique depois de tudo que ele fizer contra ela ? "- Volume 2 : Por amor e por vocês - Aviso importante :* Essa história contém: ( Cenas fortes)- Agressão - Estupro- Discursos de ódio - Mortes - Violência

Ler mais

Você também vai gostar de

Comentários Deixe sua avaliação no aplicativo
Não há comentários
114 chapters
01
Henrique NarrandoEu estava com sangue nos olhos, Lucas não iria se safar dessa. Ele matou a minha noiva da pior forma que ele poderia ter feito.- Marina, quero que você siga a filha de Lucas para todo o lugar que ela for, descubra as suas amizades, o que ela frequenta, tudo eu quero saber tudo.- Pode deixar maninho. Vou preparar isso agora mesmo.  - Marina diz saindo da sala.Se Lucas acha que ele ia matar a minha noiva e ia ficar por isso mesmo, ele está muito enganado. Não é porque passou um ano da morte dela que eu ia deixar de me vingar, só estava esperando a hora certa.Durante uma semana ele torturou a minha noiva, me mandou fotos, vídeos e matou sem dó e piedade.Maria estava grávida.Tudo isso por causa de malditas terras, ações da empresa e briga de máfias . Se ele acha que ele é um monstro, eu sou pior ainda, e a filha dele vai
Ler mais
02
Camila Narrando:Sabe quando você acorda com um pressentimento ruim? Bom, eu acordei assim hoje.- Bom dia mamãe e papai. -Digo assim que me sento na mesa. - Eu preciso pedir uma coisa para você papai.- Oque seria minha princesa? -  Eu tinha dez anos quando comecei a andar com no minimo 2 seguranças para tudo que é lugar que eu vou, só que isso acaba afastando as minhas amizades, os garotos. E eu precisava pedir para ir à uma festa  e sem os seguranças.-Hoje tem uma festa na casa da Mah e os pais delas colocaram segurança para controlar a entrada, será que eu posso ir sem o Tato e o Tuio junto?Mah é a minha melhor amiga, a única que sobrou, o pai dela também é paranoico e coloca segurança junto dela. E Tuio e Tato são os meus melhores amigos homens e únicos, os meus seguranças. Eu confio bem mais em Tuio que está comigo desde sempre, tenho ele como se fosse um pai.
Ler mais
03
Camila narrandoJá é quase meia noite e a festa está bombando, tem muita gente e eu estou aqui no meu decimo copo de catuaba, sendo que ja bebi vodka, energetico, tudo misturado e mais um pouco. E a propósitos o barmen é muito gato.Estou na pista improvisada no meio do deck da piscina dançando com a Marisa.Não parava de chegar gente, e isso só ia ficar mais lotado.- Eu te conheço, não conheço? - Um menino moreno me perguntou.- O que importa se você me conhece agora? - Respondo já o beijando. Eu vim para essa festa para beijar e me divertir e não para ficar de papo. Já que hoje eu sou uma simples menina , eu sou apenas a Camila, e não a filha do Lucas, a futura advogada, a menina estranha que anda com dois seguranças para cima e para baixo.Há essas horas eu já estava doida, bêbada e já tinha beijado uns 4 caras.Estou indo para o banheiro que fica dentro
Ler mais
04
CAMILA narrando :Abro meus olhos, minha cabeça está latejando. Eu não estou reconhecendo o lugar que eu estou, um quarto pequeno e sem janela, com duas portas uma que eu acredito que seja a saída e a outra o banheiro, o quarto ele é escuro, com mesa e uma banqueta em um canto, e um colchão no chão aonde eu estou sentada nesse momento.Aos poucos vou me lembrando da noite anterior, da Mah com o Erick, do moço que eu esbarrei, das bebidas que eu tomei de mais, e das mãos agarrando o meu pescoço, do pano no rosto, e depois disso eu adormeci e acordei agora.Meu Deus eu fui sequestrada. A onde eu estou? O que querem comigo? Sinto passos no outro lado da porta e vozes, a porta se abre e uma mulher entra, uma mulher dos cabelos ruivos , entra com uma bandeja com um sanduíche, uma água e uma cartela que acredito que seja de remédio.- Camila, certo? - Assustada apenas assinto com a cabeça. - Você be
Ler mais
05
Henrique Narrando :- Boa noite Marina. Boa noite pessoal.- Digo assim que eu entro pela porta do apartamento . Todos eles me cumprimentam  de volta . Olho para Diogo que também é meu braço direito. - Mostra pelas câmeras ela. - Ele coloca na TV as imagens do quarto, a onde mostra ela encolhida em cima de um colchão dormindo.- Tem umas imagens de alguns minutos antes que você vai gostar de ver. -Ele me diz, colocando um vídeo a onde ela estava desesperada gritando pedindo comida, água e batendo na porta.  Abro um sorriso vendo a cena.- Passa para um cd e manda entregar na casa do pai dela. - Vamos começar a brincar Lucas.- Você vai ir lá agora Henrique ? - Até pensei nessa possibilidade,  mas vou deixar para amanhã.- Não,  amanhã de manhã, hoje estou cansado, preciso de um banho. - Digo saindo da sala. - Boa noite. Ler mais
06
Cah NarrandoAcredito que eu já estou aqui à 3 dias, já estou ficando louca nesse lugar, pelo menos agora tenho uma toalha para me secar depois do banho e roupas para  trocar e uma coberta, pelo menos frio eu não passo mais. Mas já cheguei a conclusão que eles querem me matar de fome e sede , estou faz um dia sem comer. E o único jeito que estou tendo noção se é dia ou noite e de uma pequeno buraco na parede redondo que acredito que seja algo de ventilação que ilumina o quarto quando é dia e quando é noite só ajuda ele a escurecer mais.Henrique narrando- Diogo mandou as fotos dela machucada para o papai dela? - Digo imaginando como Lucas deve estar com raiva.- Agora ele deve estar te caçando por todo o canto.- Ela está dormindo? - Diogo liga a Tv que dá nas câmeras e conseguimos ver ela sentada com a cabeça nos joelhos dela e chorando. - Chama a Marina
Ler mais
07
Henrique Narrando :Ja estavamos quase chegando na casa do Diogo quando a Camila começou a passar mal no carro e desmaiou.- Deve ser fome e sede. - Marina fala , examinando os pulsos dela. - Os batimentos tão normal, ela deve estar cansada. - Eu fico pensando no que ela disse e no fundo me bateu uma preocupação com ela.Chegamos na casa e Diogo levou a Camila para o quarto.- Coloquei a bela adormecida na cama. -Diogo diz sentando na mesa. - Você já sabe oque vai fazer com ela?- Amanhã irei fazer um video dela e mandar para o pai dela antes de  pegar a estrada de novo.  Preciso que arrumem o porão. - Digo pensando em várias coisas que vou poder fazer amanhã com ela.Levanto da mesa e vou até o quarto a onde ela está , levando uma bandeja com sanduiche e suco.-Vamos acorda Camila. - Balanço ela, e ela nem sinal. -Anda porra acorda ant
Ler mais
08
Camila narrandoEstou me sentindo um lixo, sinto dor em tudo,por dentro e por fora , eu mal consigo me mexer ,minha boca está cortada e  saindo sangue de tantos socos que ele me deu. Tento me levantar e me sinto tonta, não consigo me mexer  ou muito menos andar direito.Sinto quando entram duas vezes no quarto andam em volta da cama e depois vão embora  , me encolhi na cama e fingi que estava dormindo.-Camila? - Sinto a voz de Marina entrando no quarto. - Eu vim te ajudar, ele te machucou muito. -Ela fala se aproximando da cama, apenos levanto a cabeça e subo meu olhar até o dela. - Toma esse remédio para dor. - Ela diz me estendendo o remedio e um copo de água. -Vou te ajudar a levantar para tomar um banho e depois cuidar dos seus machucados. Marina me ajudou a ir até o banheiro, com muita dor e dificuldade para andar eu consegui chegar até lá, a dor em baixo da minha cintura estava insup
Ler mais
09
Camila narrando Ja estava dentro de um carro na estrada novamente, só que dessa vez eu não estava amarrada e nem amordaçada, apenas com o cinto que tranca com uma chave.O Henrique eu só vi quando entrei no carro , com a ajuda da Marina e do Diogo, a dor ainda estava grande , mas eu estava tentando fazer de tudo para não demonstrar.Lá fora parecia está bem quente já que dentro do carro o ar esta ligado , na minha frente estava Marina e no meu lado o Diogo, Henrique dessa vez estava ao lado de Marina e ao lado dele os seguranças, e tinha carros na frente e atrás fazendo a segurança, até tentei fazer um plano para fugir, mas seria suicidio na certa. Eles pareciam entretidos com alguns papeis e discutiam algumas finanças, e faziam de conta que eu nem estava ali, dessa vez não quiz nem prestar atenção se os olhares dele estava encima de mim, me virei meio de lado para janela, e ali fiquei até agora, o relógio q
Ler mais
10
Camila narrandoAssim que o carro parou, Henrique, Diogo e Marina desceram e eu fiquei ali, esperando alguém me tirar de dentro desse carro. Henrique entrou para dentro da casa sem nem olhar para trás. Diogo falou alguma coisa para algum segurança que estava ao seu lado, e o segurança entrou dentro do carro e o  carro começou a andar. E aí que o meu nervosismo aumentou mais ainda, para onde será que eles estão me levando?O carro deu a volta pela casa e parou na parte de trás, uma volta que demorou uns 5 minutos, porque a casa era imensa, pude notar que era uma fazenda mesmo, e que tinha muitos animais e muitos empregados, e que os acessos laterais dava direto para a floresta que tinha ao redor.Quando o carro parou, o segurança desceu, e abriu a porta a onde eu estava, tirou a chave e abriu o cinto.- Vamos. - Ele disse rápido e grosso, e dando licença para sair do carro. - Por aqui. - Ele diz aponta
Ler mais