O Aviso do Demônio _ Parte Dois.

O Aviso do Demônio _ Parte Dois.PT

Gabbhiel  Em andamento
goodnovel16goodnovel
0.0
Avaliações insuficientes
19Capítulos
457leituras
Ler
Adicionado
Denunciar
Resumo
Índice

Depois de acordar de um coma, Michelle percebe que se passou uma década desde o incidente na fazenda. Seu irmão já não era mais pequeninho como lembrava. Nada era como lembrava. A vida deu um jeito de traçar novos caminhos, colocando-a num estado de confusão. Até que tudo esteja explicado, ela terá que lidar com suas próprias dúvidas e com o fim do mundo. Lembranças serão trazidas a tona, cortando os mais fracos ao meio. A fazenda ainda reserva muitas surpresas para a garota iluminada. O sangue terá que ser derramado para que o sacrifício esteja completo. O apocalipse está mais próximo do que todos imaginam.

Ler mais

Você também vai gostar de

Comentários Deixe sua avaliação no aplicativo
Não há comentários
19 chapters
Anteriormente.
    Desaparecimento.   A campainha toca na casa da senhora Santos, a mãe de Brenda. A mulher que estava tomando banho sai em disparada atender a porta, enrolada em uma toalha azul-marinho. Ela estava preocupada em ir na delegacia e acabar denunciando a própria filha, que tinha um lado obscuro. Mas, ela queria acreditar que Brenda não tinha nada haver com a história.   — Oi, Karina — complementa a senhora Santos com um sorriso forçado no rosto.   — Oi, Alice, está pronta? — pergunta a mulher que estava na porta.   Alice convida a visita a entrar enquanto ela terminava de se arrumar. Ela sobe e se
Ler mais
Capítulo Um.
 Sobrenatural.   O mundo escureceu e as estrelas foram varridas do céu por uma enorme cauda de serpente. Grilos e gafanhotos preenchiam as ruas, mordendo e importunando tudo o que estava no caminho deles. Pessoas desesperadas corriam para dentro de suas casas enquanto começava a chover faíscas de fogo sobre suas cabeças.   A garota suspira amedrontada, presa numa bolha atemporal, ela observa tudo aquilo desesperada para ajudar aquelas pessoas desconhecidas. Não queria presenciar o fim dos tempos. O fim da espécie humana.   Uma mulher chora e grita para que ajudem sua pequena filha presa abaixo de um poste ligado à rede elétrica. O peito de Michelle dói&
Ler mais
Capítulo Dois.
Antes de dormir.   — Quem é ela? — questiona Michelle, curiosa.   — Sou Sabrina. — Ela se apresenta antes que Matheus a apresenta-se. — Sabrina Animabus.   Michelle sorri para ela. Um sorriso forçado e nada simpático. Algo naquela garota não cheira bem. Há algo estranho nela. Michelle pode sentir, mas não sabe explicar.   — Sabrina é uma grande amiga minha — diz Matheus — A conheci depois que a mamãe matou o papai.  Michelle teria ouvido mesmo o que jurou ouvir. Seria uma brincadeirinha de mal gosto? Ou seus ouvidos
Ler mais
Capítulo Três.
  A Maldição.   O cheiro do queijo gratinando na sanduicheira se espalha pelos pequenos cômodos da república. Michelle levanta ainda um pouco sonolenta, afinal são apenas sete horas da manhã. A garota não dormiu nada, teve pesadelos a noite toda. Além, é claro, de ter ido para cama depois das duas.   Ao terminar de lavar o rosto e escovar os dentes, a jovem se coloca preguiçosamente a caminhar em direção ao bom e agradável cheiro de comida. Sabrina preparava saborosos sanduíches, talvez uma receita que aprendeu com os espíritos, aquilo parecia bom de mais para ser uma criação humana.    — Que bom que
Ler mais
Capítulo Quatro.
 Carta para a morte.   A lua aponta cheia no horizonte do céu. Enorme e mística, iluminando a face de Michelle. Sua luz é tão forte que acaba dando a impressão de ainda estar de dia. Dourada como ouro, uma joia gigante que atraí olhares mais inquietos, como o da garota sentada à janela.   — O que foi? — pergunta Letícia.   Michelle desvia o olhar para ela. Um olhar baixo e profundo.   — Nada de mais — responde — Gosto de olhar a luz da lua.   Letícia se senta junto dela, cuidando para não amarrotar o vestido q
Ler mais
Capítulo Cinco.
O Portal.   O pessoal chega aos poucos, aproximando-se de Sabrina, acompanhados pela curiosidade. O medo, o amargo e suculento medo, estampa o rosto de cada um deles. Michelle é a mais preocupada entre eles, provavelmente, por temer que Sabrina revele algo sobre a mensagem das primogênitas.   — O que exatamente é isso? — pergunta Alicia.   — Esse símbolo não me é estranho. — Matheus pensa um pouco. — A cruz do leviatã.   Michelle se aproxima do espelho e o esconde atrás de si.   — Alguém está querendo brincar
Ler mais
Capítulo Seis.
A morte do Demônio.   As portas se abrem, rangendo em contato com o piso, enquanto são empurradas por Sabrina. As gotas de água pingam das pontas de seus cabelos e escorrem pelo corpo da garota, suas roupas coladas ao corpo por conta da chuva marcam a silhueta magra da menina. Todos estão no mesmo estado.   Matheus até pior. Não era possível dizer se ele chorava ou eram apenas gotas de chuva. Se sente culpado, temendo que algo aconteça a Letícia. Foi por causa dele que ela estava na fazenda. Nunca devia ter contado a verdade para ela. Nunca deveria ter a tirado da normalidade que a pertencia. Foi egoísta demais por querer tudo para si. Está amaldiçoado a não ter ninguém. Não é mais, e nunc
Ler mais
Capítulo Sete.
 Falando com os Mortos.     — Como você fez aquilo? — questiona Sabrina — Eu nunca vi algo desse tipo.   Michelle encara a garota vidente. Isso não fazia o menor sentido para a garota. Para ela, todo aquele poder e coragem surgiu por conta do cântico mágico de Sabrina.    — Pensei que fosse você com suas bruxarias que me deram força.   — Que bruxarias? — estranha Sabrina — Eu não sei fazer... Magias tão fortes como a que vi você reger.   Michelle olha ao redor toda a destruição que causou. De onde teria vindo tudo isso?
Ler mais
Capítulo Oito.
O Chamado.   — Acorda. — A jovem chacoalha o irmão. — Anda, seu preguiçoso, acorda.   A luz do sol já entrava pelas frestas da madeira do galpão. Sabrina,  já acordada, ria de Michelle. A garota parecia bem, para uma pessoa que serviu de oráculo. Em suas mãos, a menina segura um smartphone, provavelmente o dela, e o cartão de memória de Michelle.   — O que você quer? — diz o rapaz, acordando.   — Você tem razão — diz Michelle — Eu sou fraca, mas se eu encontrar as respostas certas posso aprender a ser útil. Pelo menos uma
Ler mais
Capítulo Nove.
Imagens do Além.   — Não! — Michelle acorda assustada.   A garota olha ao redor. Sabrina dorme tranquilamente, enquanto Matheus está acordado pensando sozinho num canto. O que aconteceu? Michelle procura por sua câmera, onde raios está o objeto? Tudo o que precisa está dentro de um pequeno cartão de memória.   Matheus desvia o olhar para a irmã desesperada. A observa por alguns instantes, pensativo, sentindo que algo podre envolvia esse desespero aleatório.   — O que você está procurando? — questiona ele.   &
Ler mais