A Princesa do Fogo.

A Princesa do Fogo.PT

Fênix J  concluído
goodnovel16goodnovel
0.0
Avaliações insuficientes
38Capítulos
1.5Kleituras
Ler
Adicionado
Denunciar
Resumo
Índice

Uma garota que não imaginava o que o destino havia lhe preparado. A única de uma sociedade a muito tempo perdida, terá que descobrir como salvar os amigos e a família, desencadeando uma guerra e junto a ela, segredos que nunca foram revelados ao mundo. Mas o que ela não sabia, é que encontraria pessoas incríveis em sua jornada, que poderiam deixar sua vida de cabeça para baixo.

Ler mais

Você também vai gostar de

Comentários Deixe sua avaliação no aplicativo
Não há comentários
38 chapters
Capitulo 1.
Hoje em dia, muitas pessoas possuem poderes, não somos alienígenas de outro planeta, mas nos intitulamos como Yanxes, apenas para nos diferenciarmos, pois somos humanos, só que com algumas habilidades. Eles nos temem, pois acham que vamos dominar o mundo de alguma forma, por isso, mantemos nossos poderes escondidos de todos, pois a maioria das pessoas já tentou nos ferir, o que não deu muito certo, porém, deixou todos apavorados, de ambos os lados.   Contudo, devo dizer, só nascemos com habilidades, se nossos familiares a tiverem, porém, esse não foi o meu caso, mas tenham calma, vocês terão suas respostas, mas no decorrer da história.   Como eu já havia dito, meus pais ou qualquer outra pessoa da minha família não possuem tais habilidades, por esse motivo, tive que escondê-los de todos e aprender a controlar e usa-los sozinha, já que não havia ninguém para me ensinar e em apenas um dia, minha vida inteira mudou drasticamente. Meu no
Ler mais
Capitulo 2.
Quando acordei, me sentia recuperada, apesar de ainda sentir uma tremenda dor de cabeça, a pancada tinha sido muito forte para ser curada de um dia para o outro. Assim que abri meus olhos, tive que me acostumar com a claridade intensa que iluminava todo o quarto no qual eu me encontrava, que parecia ser muito confortável e natural, cheio de diversas plantas, uma fonte que jorrava água e devo dizer, o som que aquele cômodo transmitia, me fazia querer voltar a dormir, de tão relaxante que era. Quando finalmente levantei, percebi que estava sem minhas roupas, então peguei o lençol, que forrava a cama, e enrolei em todo o meu corpo. Caminhei lentamente até a janela, para tentar entender em que lugar eu estava, mas não reconheci nada do local. Me assustei quando alguém entrou no quarto, quase lançando chamas para todos os lados.   - Me desculpe, achei que ainda estivesse dormindo. – Disse a garota com lindos cabelos loiros e encaracolados, além de seus intens
Ler mais
Capitulo 3.
- O que aconteceu? Porque está tudo escuro? E seja quem for, pode, por favor, sair de cima de mim?  Sem dizer nada, a pessoa se levantou e tudo clareou em um passe de mágica. - Jason, o que você está fazendo? – Perguntou Kyle. Ele não respondeu à pergunta, apenas se voltou ao seu oponente, nem ao menos se desculpou por ter esmagado cada osso do meu corpo. Eu sei, um pouco exagerado, mesmo assim, quem ele pensa que é? Mas ele sentia raiva, isso eu podia perceber com facilidade. O mesmo não queria facilitar para o seu oponente, mas isso não significa que ela possa machucar a outros durante o percurso. Eu nem pensei, apenas me levantei e coloque Jason e seu colega contra a parede, usando minha telecinese. - Qual o problema de vocês dois?- Me coloque no chão. – Reclamou Jason.- Pe&cced
Ler mais
Capitulo 4.
Se vocês imaginavam que proteger a mente de alguém era simples, estavam errados, inclusive eu mesma. Era uma dor insuportável. Vou tentar explicar mais detalhadamente, eram necessários, dois telepatas para esse processo. Henry entrava em minha mente tentando bloquear todas as minhas memórias, para que eu não pudesse ser controlada, já Emy, tentava acessar e fazer com que eu a obedecesse. Eu queria muito dizer que foi rápido, e que apenas o começo foi terrível, mas, para falar a verdade, ficamos 5h dentro de uma sala até finalmente termos o sucesso que desejávamos.   Eu suava frio, estava ofegante, fraca e cansada.   - Não foi tão ruim assim. – Comentou Henry. - Eu gostei muito de você, não faça eu lhe dar um soco depois de tal comentário, pois não foi a sua mente que foi invadida. - Ela tem razão, não diga uma coisa dessas. – Emy o repreendeu. - Eu agradeço muito pela ajuda de vocês. - Imagina. Mas não
Ler mais
Capitulo 5.
Quando acordei, fui novamente para a sala do diretor, só que dessa vez, por vontade própria. Além disso, eu nem tinha feito tantas coisas ruins, e o atraso nem foi por minha culpa, aquele lugar era enorme, como eu poderia decorar cada espaço? Mesmo depois de Alyssa ter me apresentado a academia, eu ainda ficava perdida enquanto andava sozinha naqueles corredores. Mas o que posso fazer? Não tenho a memória boa.   Bati na porta, esperando uma resposta.   - Entre. – Disse ele. – Senhorita Anderson, sente-se. - O senhor está ocupado? Eu gostaria de fazer umas perguntas. - Achei que teria.   Me acomodei em uma poltrona.   - Porque apenas eu? – Não precisei dizer mais nada, pois o mesmo pareceu entender. - Os manipuladores do fogo, sempre foram os mais fortes entre todos. Eles sempre acreditaram que ter reis e rainhas os comandando, os faziam poderosos, mas isso subiu à cabeça deles
Ler mais
Capitulo 6.
Na manhã seguinte, voltamos para a floresta, mas estávamos muito constrangidos com o sermão que tínhamos ganhado no dia anterior. Hoje teríamos que conseguir alguma coisa, ou levaríamos um grande e redondo zero. E parece que Jason não gostou de saber que poderia ter uma nota ruim, dentre todas as suas notas dez. (Ele se gabou muito por isso).   - O que vamos fazer para conseguir ampliar nossos escudos? Alguma ideia? – Perguntou ele. - Vamos tentar dar as mãos, talvez acontece algo.   Mas eu estava errada, nada aconteceu da primeiras vinte vezes que tentamos.   “Vocês precisam se conectar” Lembrei do que o diretor havia nos ensinado.   - Me conte algo sobre você, algo que goste de fazer. - Algum motivo em especial? - Apenas uma ideia. Vamos, me diga algo.   Ele hesitou.   - Se contar isso para alguém... - Não vou, prome
Ler mais
Capitulo 7.
- Eu esperava uma rima melhor. – Zombou Alex. - A quantos anos os manipuladores do fogo estão desaparecidos? – Perguntou Nicole. - Em duas semanas completa vinte e um anos que não temos notícias deles.   Nicole pareceu assustada com tal informação, mas resolvi que não era hora de perguntar o que passava por sua cabeça. Vasculhamos a cidade inteira, até perceber que não havia nada ali, além de destroços. Quando a noite chegou, retornamos ao instituto, Alyssa se dirigiu para a sala do diretor, para lhe contar o que encontramos, ou seja, apenas uma frase que para mim, não fazia sentido.   Quando todos já haviam ido para seus quartos, resolvi fazer uma caminhada noturna. O que? Não tenho culpa de ter hábitos estranhos. Mas, isso não vem ao caso, o que eu estava querendo dizer é que quando sai, vi uma silhueta, muito familiar, indo em direção a floresta. Olhava para todos os lados, com medo de ser pega. Usei a minha teleci
Ler mais
Capitulo 8.
- Como? – Perguntou Nicole.- Precisamos de convites e roupas. Allie, pode providenciar?- Com certeza. – Disse, se levantando e voltando para a academia.- Nicole e Jason, vocês dois vão se disfarçar e entrar na festa.- Que tipo de festa? – Perguntei.- Ela faz esses eventos para abençoar casais apaixonados.- COMO É? – Nicole e eu dissemos juntos.- Isso mesmo, mas tentem ser discretos, além de Yanxes, também terá humanos. E para a alegria de vocês, o evento será durante a noite de hoje, estejam preparados. Eu não posso negar que estava um pouco animado em ir a esse evento com Nicole, porém, eu também gostaria de fugir. Eu sei, sou indeciso, mas o que posso fazer? Conheci ela a pouco tempo e não acredito nisso de amor à primeira vista, deixo isso para as histórias em quadrinho.Ler mais
Capitulo 9.
Eu estava dormindo, quando ouvi alguém me chamar. - Jason!- Estou acordado. – Disse, dando um pulo da cadeira. Percebi que era Nicole me chamando, tinha um sorriso estampado em seu rosto. Então caminhei, lentamente, até sua cama e me sentei ao seu lado. Ela parecia bem, como se nada tivesse acontecido no dia anterior, como se tudo o que aconteceu, tivesse desaparecido de sua memória. No entanto, eu não poderia saber, precisaria perguntar para a mesma. - Como está se sentindo?- Bem, o que aconteceu? Estou um pouco confusa.- Você não se lembra? – Perguntei.- Só de termos corrido até a floresta, depois disso, não me lembro de nada, minha memória não está clara. Contei a ela o que havia acontecido na noite anterior, infelizmente, seu sorris
Ler mais
Capitulo 10.
Quando chegamos à residência de Oliver, fiquei impressionada com a mansão, na qual ele morava. Era enorme e perfeitamente, organizada em tons brancos e beges.   Em pouco tempo, Jason foi curado, algo que achei que Oliver não faria por ele, mas o mesmo pediu que seu curandeiro viesse ajuda-lo, e mesmo com todo o poder de cura, Jason permanecia inconsciente.   - Leve os garotos para a cela. - Espera aí, cela? - Claro, não quero nenhum tipo de brincadeira em minha humilde casa.   Humilde seria o soco que eu daria, se ele encostasse um dedo em meus amigos, talvez um pontapé, força do hábito.   - Sente-se e me conte o que sabe sobre a princesa. - Se responder minhas perguntas primeiro. – Eu disse, enquanto me acomodava em uma poltrona. - O que gostaria de saber? - Quem mantém a sociedade do fogo presa em um sono profundo? - Você deveria perguntar porque ela
Ler mais