Benito: Marcados

Benito: MarcadosPT

QiShuang  concluído
goodnovel16goodnovel
0.0
Avaliações insuficientes
25Capítulos
1.1Kleituras
Ler
Adicionado
Denunciar
Resumo
Índice

Essa é a continuação de Benito: Arruinados. Depois de identificar o paradeiro de sua alma gêmea, Benito terá uma segunda chance. Será que dessa vez ele conseguirá viver esse amor?

Ler mais

Você também vai gostar de

Comentários Deixe sua avaliação no aplicativo
Não há comentários
25 chapters
• • •「 Prólogo」• • •
A solidão pode ser a companhia perfeita para um homem de coração amargurado e eu não me importava. A garrafa de Jack Daniels estava pela metade na mão esquerda. Puxei o gargalo e levei até a boca, deixando o líquido amargo escorrer.A lápide estava na minha frente, fechada, cimentada, contendo roupas sujas, um drone e um maldito rifle que custava uma fortuna.— Droga, Daniel. — A língua enrolou, mas eu não me importei que estava bêbado e me deitei sobre o túmulo retangular de cimento simples. Era o mais perto que eu conseguia chegar daquelas memórias. — Se você estivesse aqui, seria tão mais fácil.— Decadência, hein, Benito. — Ouvi uma voz conhecida. — Bêbado, se esfregando numa lápide... Acho que essa história é pior que a das meias vermelhas!— Liam, me deixe.&md
Ler mais
• • •「Capítulo 01」• • •
Naquela sala não havia um homem que não estivesse impressionado com a pesquisa que havia sido desenvolvida. Eu olhava para aqueles papéis espalhados na mesa de centro do pequeno apartamento de Perugia com aflição corroendo a alma.Nero, o homem dos olhos de gelo, se adiantou, pegando um documento em cima daquilo tudo.— James Blackwell. — Camilo Hunter, o ex-marido do homem que eu amo incondicionalmente, deixou o nome escapar, reconhecendo aquela busca. Nero olhou para ele lançando uma careta de dúvida, uma emoção forte para um homem tão controlado... Mas todos n&oac
Ler mais
• • •「Capítulo 02」• • •
Decidimos que, por pior que fossem as notícias, Matthieu deveria ficar em Siena com sua suposta irmã gêmea, Cassidy; a garota era um clone e ainda não compreendíamos que tipo de projeto ela fazia parte, mas certamente Matt estava disposto a descobrir. Ele, Camilo e Dylan ficaram responsáveis por localizar a AEES.Eu só tinha um objetivo: reencontrar o “homem sem identidade” e descobrir sobre ele, mas Nero, por sua vez, estava disposto a localizar outros clones e eu sabia muito bem os motivos: ele queria programar Kyle.exe em qualquer outro com quem pudesse viver um romance, algo doentio na minha opinião.Acho que somos todos doentes.— A Confraria Vass-Dragovich é uma das entidades mais antigas e inimigas da Giostra, não é irônico que seja ela por trás da AEES? — Nero mexeu o café, a colher prateada tilintou contra a cerâmica de baixa qua
Ler mais
• • •「Capítulo 03」• • •
Era cedo. Nas escadarias da grandiosa Mansão Mantovani avistei Liam, meu primo, com um espalhafatoso casaco de pele sintética imitando leopardo por cima de uma camiseta que nem era dele, e calça jeans.Desci do carro, contornei e abri a porta. Ele desceu a escada, saltitante, e o perfume doce e feminino invadiu minhas narinas. Oh, Liam!— Que parte de seja discreto você não compreendeu?Ler mais
• • •「Capítulo 04」• • •
— Como vamos entrar em Sarajevo se é domínio da Kosava? — Liam empurrou sua bolsa vermelha para o bagageiro e sentou-se ao meu lado, tomando o assento do corredor na primeira classe. — Diga-me que você tem um contato.— Tenho, claro. — Dei um sorriso e fechei o visor do celular, cansado de olhar para aquela imagem de Daniel e ficar sonhando com seus lábios macios. — Vamos chamá-lo de Donovan.— Foi alguém que você conheceu no Navio? — Liam coçou o queixo e ficou me analisando.— Exatamente. Fazia parte de nossa equipe, teve um colapso emocional e pediu dispensa, é claro que nunca completou o treinamento, mas ele também me deu uma rota de fuga de volta para a Itália, quando as coisas deram errado — suspirei com chateação, guardando o celular desligado no bolso.— Você nunca me contou sobre o Navio,
Ler mais
• • •「 Capítulo 05 」• • •
— Ai, acho que estou apaixonado. — Liam saltou do carro com um grande suspiro, ajeitando suas roupas no corpo.— Cristo. — Revirei os olhos, joguei o cigarro no chão e amassei com o pé, por entre as folhas úmidas. — Não vou conseguir dormir nunca mais depois de ouvir os urros que vocês deram e como o carro se balançou.— Não fizemos nada que você nunca tenha feito com o gracinha do Pierluigi, meu bem. — Liam sorriu, as bochechas avermelhadas do sexo com Donovan. Não acredito que ele teve Ler mais
• • •「 Capítulo 06 」• • •
— Sou o Mainframe.— Nero destruiu o mainframe. — Franzi a testa, deslizei as mãos pelas roupas que estava vestindo e apaguei o cigarro em cima da mesa de reuniões. — A AEES pegou fogo e Matthieu fugiu, ele mesmo contou sobre isso.— Ele destruiu um computador de controle, repetidor de sinal, mas eu sou o Mainframe, Benito. — Ele me encarou sério, eu pude ver a verdade em seus olhos azuis. Deu a volta na sala e sentou-se na cadeira que antes estava Trevor. Ao redor, as câmeras monitoravam o exterior da instalação do hangar, olhei rapidamente, não vi nada e me concentrei no que ele estava me falando. — Não tenho um nome e, se tenho, nunca ninguém se esforçou em dizer. Usava o nome que me davam e foram muitos, tantos… Até que não podiam mais me controlar e fiquei preso em uma mesa cirúrgica, com o soro do esquecimento pingand
Ler mais
• • •「 Capítulo 07 」• • •
Acordei com aquele homem perfeito ao meu lado. Foi como se eu ainda estivesse sonhando, de alguma forma, vivendo a vida a que fui destinado. Exceto que eu ainda não tinha conquistado nada, a não ser o homem que me completava. Por dentro do lençol puxei Daniel para perto de mim, colocando-o embaixo do meu corpo e esfregando minha ereção já rígida. Ele ficava uma gracinha debaixo de mim e acordou devagar, por entre meus beijos em seu rosto, piscando os olhos com sono.— Essa hora e você já com esse humor?— Hm, Dani, não tenho como resistir, você é mais doce que açúcar. — Acertei sua boca, lambendo seus lábios sonolentos e Daniel sorriu, meio dormindo. Espreguiçou-se, suspirando, enquanto abracei seu corpo macio beijando seu pescoço, moendo devagar. — Não quero me desgrudar de você nunca mais.— Isso seria
Ler mais
• • •「 Capítulo 08 」• • •
Pousar um avião daquele porte de forma camuflada era uma missão impossível, além disso, pela falta de registros de tal aeronave, seríamos bombardeados ao entrar no espaço aéreo italiano. Demos a volta pelo mar jônico e pousamos em um aeroporto particular de um contato na ilha de Malta.Apertei a mão grande de Maxence Dre’vontae em um cumprimento cordial. Era a primeira vez que eu ficava cara a cara com o herdeiro da Ordem dos Sete Selos. O homem tinha os olhos verdes e os cabelos bem escuros, penteados para trás com rigidez única.— Obrigado por ceder o espaço para nossa lata velha, Sr. Dre’vontae.— Eu que agradeço a oportunidade de fazer o seu primo me dever um favor. — O sorriso em seu rosto era sacana e senti pena de envolver um dos meus primos mais novos, por parte dos Palazzo, nessa questão. Porém, vi que estava sem
Ler mais
• • •「 Capítulo 09 」• • •
Minhas mãos estavam suando quando encarei a entrada da mansão em Turim que pertencia aos meus pais. A casa que eu cresci e que tive que deixar quando entrei para o exército e nunca mais me senti bem-vindo. Agora eu tinha diversos motivos para retornar para aquele quadrado de paredes alaranjadas, e muitas perguntas cujas respostas se escondiam nos segredos da família.Deixei o carro respirando o doce aroma dos pinhais e das fazendas de uva. O vento começava a ficar mais gelado naquela época do ano. Fechei a porta e caminhei devagar, quase arrastando os pés para a entrada e Marino já estava lá, me aguardando.— Ler mais