A Dama de Cristal

A Dama de CristalPT

Jéssica Cardoso de Oliveira  concluído
goodnovel16goodnovel
0.0
Avaliações insuficientes
28Capítulos
1.0Kleituras
Ler
Adicionado
Denunciar
Resumo
Índice

Criaturinhas comunzinhas como você, nunca devem ter ouvido uma história como esta: “Era uma vez, na Era Medieval, uma jovem princesa que desapareceu do castelo quando o povo sentia medo de monstros terríveis – daqueles de várias cabeças vindos de lendas inimagináveis! – e por isso buscaram na interpretação dos sonhos uma previsão de seu futuro. É então que um cavaleiro e seu escudeiro recebem a missão de encontrá-la, temendo enfrentá-los”. Prepare-se! Eis a convocação para encarar profecias, escutar risadas de bruxas, se divertir nos festins e beber junto com os taberneiros, ouvir conselhos religiosos, cruzar o reino dos mortos, encontrar assombrações, criaturas celestiais, mágicas e espíritos selvagens que bradam em meio à natureza em uma viagem que muda o percurso de uma vida inteira....

Ler mais

Você também vai gostar de

Comentários Deixe sua avaliação no aplicativo
Não há comentários
28 chapters
PRÓLOGO E I - O SOBRENATURAL
Personagens:  PRINCESACIGANAPARCANORMAALQUIMISTAÍNDIOÍNDIO IIMONGEFRA ANGELICOPIRATACAVALEIROESCUDEIROPROSTITUTAANJOBOBOTROVADORPADRETABERNEIROEMMANUELPROFETAJUIZADIVINHOANCIÃODEMÔNIOFAUNONINFAFADA PRÓLOGO NARRADOR: Há muito tempo, havia uma princesa que desapareceu de um castelo após a desaparição de seu cavalo. Sua madrasta era uma rainha muito má que fazia bruxarias. Não a encontravam em nenhum lugar, até que um dia a missão de um nobre cavaleiro se tornou o meio para finalmente achá-la.  I - O SOB
Ler mais
II - AS PROFECIAS
II - AS PROFECIAS CIGANA: Venha, chegue cá, deixe eu ler a sua mão... Você parece tão cansado, deprimido...  Tu podes me dar velas para algum trabalho? PIRATA: Não tenho nada. E não acredito em encostos... Você parece querer bancar uma de sábia com essas, mas não tem problema... CIGANA: Ora, pois eu venho a dizer que essas profecias devem se cumprir nos dias próximos... Sempre é a mesma coisa: temos o que prever. Há uma maldição por trás de outra... Está como os dias dos mortais, tão frio, o seu coração. O deus do trovão quer vir até nós para lembrardes que este povoado não fez coisas certas, e em breve ele pagará pela falta de prudência. PARCA: Eu vejo no Livro das Horas, um banquete para a c
Ler mais
III - ESPÍRITO SELVAGEM
III - ESPÍRITO SELVAGEM ÍNDIO: Através da divisão do universo: um mundo mortal e um imortal. Nós vivemos cobertos pela mãe natureza, a não ser que alguém me prove o contrário. Tem aqueles aquele que derrubam gerações, tem aqueles que sabem que as leis nascem e morrem... Mas eu precisava lembrar do tempo, um ciclo da vida. A dança da chuva é um louvor ao Deus do trovão, que pode vir lembrar das tormentas, mas é a chuva que apazigua nossa morada. Olhe a perfeição de Deus na natureza, os corpos são adoráveis. Ele conta os segredos através da plumagem dos pássaros, do olhar do macaco, da corrida do guepardo e a beleza da lebre. ÍNDIO II: A grandeza do fogo é a minha esperança. Para os meus sonhos eu espero ansiosamente. Óh, quando essa M&at
Ler mais
IV - O IMPOSSÍVEL:
IV - O IMPOSSÍVEL: MONGE: Ad maiorem Dei gloriam[1]. Venho aqui dar-lhes uma boa mensagem. Cuidado ao acreditar no que não vem de Deus Triúno, nosso Senhor Jesus. Deus tenha piedade de ti.  Deus traz a meditação para todos aqueles que a consagram e os faz mais felizes. Quantos monstros sua cabeça já mirabolou que ainda não estão nos céus, mas que sua pele se esconde? Quantas criaturas o homem, mero mortal e néscio está para zelar se não ataca nos céus? Pois bem, a verdade e somente a verdade com esta agora digo, que tudo está no livro sagrado... O resto é arte, magia, invenção, imaginação e até nebulosidade da mente em querer enxergar além. Por isso monstros bizarros não nos afetarão a visão, nem nossos out
Ler mais
V– A SECRETA MELODIA:
V– A SECRETA MELODIA: FRA ANGELICO: Ontem meu sonho foi assim: eu estava a caminhar e parei em frente a minha humilde casa. De repente vejo um grupo de pássaros: uns negros outros brancos voando em direção aos céus que refletiam as águas do mar e as nuvens que pareciam um turbilhão. De repente eu vejo voando um anjo de vermelho com roupas cintilantes como a estrela e ele segurava uma bola de fogo, parecia um sol em menor tamanho. Pois então eu me assustei com tudo isso, sinto até um pouco de vergonha. MONGE: Os sonhos que tem uma secreta melodia são os que mais nos inspiram para se tornarem reais. Eu vejo um céu estrelado com um brilho ofuscadoEles estão ali, nas margens sociais Esperando que um castelo falido relembre que uma vez em nós mesmos Já tivemos
Ler mais
VI – O TROVADOR
VI – O TROVADOR  TABERNEIRO: Eis que hoje trazemos aqui o trovador com seu recital e a partir daí muita festa com cerveja, aproveitem! TROVADOR:A alma que se encontra como inverno é frágilTudo o que lhe resta é apenas uma vulnerabilidade Como folhas secas estarrecidas suplicando pela libertação da doençaQue sucumba o sacrifício mais singelo, de uma opacidade terrenaDaqueles que se servem de submissão a dorPara renascerem em si mesmos e mais uma vez sobrevoarem até o cair no abismoUma vez rompido o silêncio, nasce a inquietudeComo a dos os ventos que destroem e tornam os galhos quebradiçosE assim os pássaros se isolam dentre a escuridãoPorque a alma também
Ler mais
VII - A TEMPESTADE DE INVERNO
VII - A TEMPESTADE DE INVERNO [Forte barulho de tempestade]. PROSTITUTA: Ó céus, que sons são esses? É do devorador de sombras? Ahhhhhhh! Mestre, mestre, venha me acalmar! FRA ANGELICO: Eu vejo que no alto há alguém soprando forte um instrumento, saindo de dentro das nuvens com o céu em azul cobalto, com cabelos longos ondulados lembrando um anjo. Eu vejo alguém imortal e vejo as águas daqui o refletindo. Sua bússola é carregada contendo uma mensagem. De repente me vejo com os olhos vendados por dois anjos e eles me levam um arco e flecha para acertar um coração... Mas o que houve, com medo de quê, é só uma tempestade?! PROSTITUTA: Você não ouviu as barcas falando na multidão que viríamos as criaturas do inferno? Que o fim dos dias estava
Ler mais
VIII – A MISSÃO DA CAVALARIA
VIII – A MISSÃO DA CAVALARIA CAVALEIRO: Monge estou à procura de algo que seja impossível encontrar nas montanhas geladas... MONGE: Tudo o que precisamos é nos render ao que é maior que nós. Matar o eu de dentro e deixarmo-nos perder as batalhas que não podemos vencer e aceitarmos a derrota. Porque o homem já está morto de alma quando deixa ser dominado pelo próprio mal que está em sua mente. O horror da injustiça, o medo da perversidade, da falsidade e da mentira! Nada deveremos temer, aceitemos ser derrotados diante das forças de quem nos veem como inimigo. Ofereçamos a eles a vitória que tanto desejam, pois estes sofrem do mal que os aprisiona: o medo de se sentirem derrotados, como vermes rastejantes suplicando para não apodrecerem pela própria dor pela qual querem viver.CA
Ler mais
IX - OS SONHOS:
IX - OS SONHOS:TROVADOR: Deus tem infinitamente algo maior a você, enquanto você dorme, ele prepara algo grandioso para você. Jesus procura os fracos, esses que mais precisam dele.FRA ANGELICO: Em mim, já senti muito o coração atordoado, já vi em um sonho, um ser no inferno, com parte do corpo rasgada, a mostra, caindo um pouco, e eu via lâminas querendo cortar-me. Oh, deixe eu saber dos céus.TROVADOR: Em meu sonho chegou um mensageiro. Suas vestes rosadas, sua coroa de ouro e próximo a nós e alguns amigos.FRA ANGELICO: O que ele queria dizer?TROVADOR: Só pode ser “Tudo posso naquele que me fortalece” (Filipenses 4:13).FRA ANGELICO: Alguns me atrapalham, fazem ruídos demais. É impossível ler perto peles. Fica mais alto que o barulho dos pássaros. Esses para mim são uns néscios: nã
Ler mais
X – O FESTIM
X – O FESTIM TROVADOR: Hoje temos vinho, liras, harpas, tamborins, flautas e um delicioso banquete. Nada melhor para aproveitar!FRA ANGELICO: Estou iniciando muito bem meu passeio com você meu caro trovador, mas não achei nenhuma mulher para cantar.TROVADOR: Onde tocarem estou junto. E mal começou a festa na já está pensando em mulheres?FRA ANGELICO: Bem, é.... Faz falta lembrar das primeiras carícias, beijos e abraços tão doces. Ou aquela linda garota que eu via para o meu coração se alegrar, mas nunca me olhava de volta, que agora já está nos braços de outro. Esta é uma história da minha vida... E todas as estações principalmente a mais ardente não superava o fogo que eu tinha por ela... Eu sentava perto dela nas festas e ela fazia de conta que eu era um fantasma, por
Ler mais