Boa noite Sr. Ares!

Boa noite Sr. Ares!PT

Yan An  Recién actualizado
goodnovel4goodnovel
9.7
Reseñas insuficientes
1108Capítulos
128.9Kleídos
Leer
Añadido
Resumen
Índice

Sinopsis

Romance

Mesmo após duas vidas, Rose ainda não conseguia derreter o coração gelado de Jay Ares. Com o coração partido, ela decidiu viver sob a farça de um idiota, enganando-o e fugindo com os seus dois filhos. Isto enfureceu Sr Ares inimaginavelmente, e todos à sua volta tinham a certeza de que esse seria o fim de Rose. No entanto, mais tarde, o grande Sr Ares é visto a ajoelhar-se no meio da rua, persuadindo um pirralho: "Por favor, sê bom e vem para casa comigo". "Virei, mas só se concordar com os meus termos" "Diga o que pensa" "Não está autorizado a intimidar-me, mentir-me, e especialmente não mostrar o seu rosto desagradável para comigo. Deves sempre considerar-me como a pessoa mais bela, e deves sorrir sempre que eu te cruzo a mente..." "Óptimo!" Os espectadores ficam de rastos ao verem isto! Será este o mito de que extem sempre dois lados da balança? Sir Ares parece estar no seu limite, esta pequena raposinha da sua própria criação enganou-o. Uma vez que não o pode disciplinar, em vez disso, vai estragá-lo até ao fim do seu próprio descrédito!

Leer más
Boa noite Sr. Ares! Novelas Online Descarga gratuita de PDF

Último capítulo

También te gustarán

Libros interesantes del mismo período

Comentarios Deje su reseña en la aplicación
No hay comentarios
1108 chapters
Capitulo 1
“Vamos nos divorciar.”O homem dignificado, porém, arrogante, fitou sem nenhuma emoção à pequena mulher a sua frente.“Eu vou cobrir os custos da pensão,” ele disse indiferentemente. “se precisares de dinheiro, trabalho ou um bom medico para a tua mãe, vou providenciar-te”.Rose desesperadamente conteve as lagrimas nos seus olhos. Quando a noiva de Jay Ares fugiu um dia antes do seu casamento, eles foram temporariamente forçados a encontrar uma noiva substituta para saciar o apetite dos paparazzi e da média.Ele acreditou que ela aceitara o papel para aclamar a título, sendo reconhecida como a Sra. Ares. Todavia, a mulher, Rose, por si só sabia que a razão pela qual ela concordou foi para concretizar duas longas vidas de amor, por ele.Ele nunca soube o quanto que ela o amava.“Eu não me casei contigo pelo dinheiro,” suspirou. A intensidade do seu amor por ele deu origem a um complexo de inferioridade.Os olhos profundos e quietos do homem, repentinamente tornaram-se desconfiados.Se
Leer más
Capítulo 2
Jay Ares recebeu um presente inesperado. Um bebé recém-nascido.Enquanto ele olhava para o bebé a clamar por comida, uma espessa camada de geada parecia cobrir o belo rosto de Jay."Onde está a mãe da criança?" perguntou ele através de dentes rangidos, os seus olhos a piscar perigosamente.Como se atreve aquela mulher a tomar a sua semente e a fugir à responsabilidade de cuidar da criança?"As minhas desculpas, senhor", respondeu o mensageiro. "A mãe da criança morreu no hospital, de distocia".Jay ficou tenso e silencioso. Levou muito tempo a processar o que ouviu, a chama nos seus olhos misturada com uma pitada de dúvida. "Morto?".A pessoa acenou com a cabeça, tirou o seu telefone, e mostrou a Jay o retrato da Rosa falecida."Sr. Ares, este é o retrato memorial de Rose que tirámos dela. Posso enviar-lho se quiser..."Os olhos de Jay revisaram rapidamente o ecrã do telefone. A mulher na foto estava inchada e o seu rosto estava tão pálido como um fantasma. Os seus olhos protuberantes
Leer más
Capítulo 3
Quando Rose começou a saudar um táxi à beira da estrada, Jay caminhou com a jovem encantadora ao seu lado."Afasta-te".Ele falou com a sua voz profunda e suave, semelhante à do violoncelo, que poderia fazer explodir os ovários de uma mulher.Mesmo assim, continha também um traço de superioridade que os ricos possuíam.Rose percebeu subitamente que ela e os seus filhos estavam de facto a bloquear o seu caminho - eles estavam mesmo em frente de um Rolls-Royce com um ornamento de Espírito do Êxtase no seu gorro.Rose arrastou a sua mala com uma mão e os seus filhos com a outra. Ao ver Jay, ela sentiu-se bastante atarantada, e foi lenta a mover-se para o lado...A mulher voluptuosa disse com uma voz sardónica: "Deves estar em alguma m*rda profunda para teres de te embrulhar assim. Muito bem, use os seus óculos de sol se quiser, mas porquê forçar os seus filhos a usá-los enquanto caminha? Isso não é um perigo para a saúde, não estás preocupada que eles tropecem ou algo assim?"A Ros
Leer más
Capítulo 4
Após meia hora.O Rolls-Royce estacionado à entrada do Cemitério do Garfo da Montanha.Através da janela do carro, Josephine leu as três grandes palavras, Cemitério do Garfo da Montanha, e o seu delicado rosto ficou pálido.A razão da sua viagem de regresso a casa foi visitar a sua avó que estava gravemente doente. A menos que a avó tivesse..."A avó está aqui?" Josephine gaseou."Rose está". Jay corrigiu-a."Rose? A Rose está enterrada aqui?"Josephine soltou um suspiro de alívio. Depois, ela perguntou inquisitivamente: "Não é o Festival de Qingming, então porque estamos nós aqui?" (TN: famílias chinesas visitam os túmulos dos seus antepassados durante o Festival de Qingming para limpar os túmulos, rezar aos seus antepassados, e fazer oferendas rituais).Josefina de repente guinchou de excitação, "Ainda tens sentimentos pela Rose, eu sabia! Quero dizer, que mais poderia explicar aquele génio louco do bebé Jenson"?Jay já estava a dar longos passos em direcção aos escadeirões.
Leer más
Capitulo 5
Hospital Grand Asia.Jay foi para a sala de monitorização. Assim que entrou, um jovem cumprimentou-o e deu o seu relatório."Mestre Ares, os dados do paciente entraram no nosso sistema há vinte minutos. Fizemos como mandou e criámos um localizador electrónico para localizar a pessoa que lhe enviou as informações. Mas, esta mulher parece muito diferente da fotografia que nos deu".Os olhos de Jay foram colados intensamente no monitor. O jovem deslocou o rato e uma mulher vestida de punk apareceu no ecrã.Jay franziu o sobrolho e observou cuidadosamente a mulher com rastas, lábios manchados de batom com uma sombra de olhos de gato, tentando suprimir o desconforto que estava a sentir."Amplia!" Jay ladrou.O rosto de Rose foi aumentado no monitor e a imagem de alta definição ofereceu uma visão clara do seu rosto.Ela ainda tinha o mesmo aspecto...Jay afinou os seus olhos.Como é que a Rose escapou da sua rede à prova de fuga nessa altura?Não conseguia perceber como ela tinha co
Leer más
Capítulo 6
"Morder-te? Eu não poria minha boca perto de algo tão sujo como tu". Jay levantou as sobrancelhas friamente.Ele levantou-se da cadeira giratória de couro preto e aproximou-se de Rose passo a passo. Ele espreitou arrogantemente a Rose da sua imponente altura de 185cm."Então, Rose. Como é que vais me pagar pelo que fizeste em todos estes cinco anos"? Jay perguntou sinistramente.  A memória de Rose daquela noite era cristalina. Há cinco anos atrás, com um pouco mais de coragem do álcool, que ela teve...Ela drogou aquele homem, e depois..."Eu-eu já o compensei!" Rose tentou raciocinar freneticamente com o magnata.Uma cintilação de aborrecimento apareceu no rosto sombrio de Jay. "E se eu te pagasse dez vezes mais e te fizesse dormir com um homem?" Jay estendeu a mão e agarrou o seu queixo minúsculo. A sua raiva era como um leão sonolento, pronto para atacar a qualquer momento.  Rose viu o clarão de escarlate nos seus olhos. Ele parecia um predador e ela ficou imobilizada pe
Leer más
Capítulo 7
Jay pegou na Rose e atirou-a grosseiramente para debaixo da secretária. Arrancou a sua gravata azul e amarrou as mãos dela à perna da mesa.Depois arrancou um trapo da mesa e enfiou-o na boca da Rose.Tudo o que Rose podia fazer era chicotear continuamente ao Jay com as suas duas pernas livres.Infelizmente, as suas lutas foram fúteis face à enorme diferença entre as suas forças.Com a presa imobilizada na sua rede, Jay sorriu. "Rose, podes ser honesta comigo". Apontou impiedosamente um pontapé nas pernas curtas de Rose.Temporariamente satisfeito, tirou casualmente o seu telemóvel e telefonou ao seu filhote.Rose ficou com o cabelo desembaraçado, a roupa rasgada, e as pernas antes brancas como neve, cobertas de nódoas negras.Ela olhou para Jay indignada e deu-lhe lamentos abafados da sua boca amordaçada. No entanto, nem tão pouco chorava.Os seus gritos inaudíveis eram, de facto, uma série de obscenidades dirigidas a Jay, amaldiçoando que ele seria atropelado por um carro se
Leer más
Capítulo 8
A enfermeira de recepção reparou no rapazinho. Ele tinha uma cabeça cheia de um rico cabelo preto e estava vestido com uma T-shirt branca com uma armadura estampada no peito, um par de calças pretas de rasto, e uma máscara preta. O aspecto monocromático da sua roupa fazia-o parecer elegante, como algo saído de uma pintura artística. A enfermeira imaginava que ele se parecia com um pequeno príncipe de uma banda desenhada. "Ele é tão giro! "De quem estás à procura, pequeno?" A enfermeira aproximou-se e cumprimentou-o com um sorriso caloroso, a sua voz suave. "Estou à procura do meu- meu papá!" disse o rapazinho instintivamente."A mamã disse que eu devia ter sempre cuidado quando estou cá fora. 'Não diga a verdade a estranhos, excepto aos polícias, claro'.O rapazinho olhou inocentemente para a enfermeira: "A senhora sabe onde está o meu pai?"Quando a pequena enfermeira observou o rosto do rapaz, com os seus grandes olhos redondos a espreitar debaixo da sua máscara, ela
Leer más
Capítulo 9
Foi só então que Jay percebeu que o robô era a imagem de uma bela jovem mulher.Será que este rapazinho está outra vez com saudades da sua mamã?', pensou ele, exasperado."Jenson, queres mesmo ver a tua mamã..." Jay desfocou-se sem pensar.Jenson ficou morosamente de pé nas escadas, o seu corpo minúsculo parecendo particularmente solitário e teimoso. Ele virou-se para olhar directamente para Jay e acenou solenemente com a cabeça.Jay fez um biquinho com os seus lábios. Ele supunha ter tido a sorte de ainda não ter atirado a Rosa para um bordel. Caso contrário, a natureza egoísta de Jenson nunca o perdoaria se descobrisse que o seu pai tinha andado a intimidar a sua mãe.No entanto -Jenson só sentiu tanto a falta da sua mamã como resultado de uma má decisão tomada por Jay.Há alguns anos atrás, Jay acreditava que Rose estava morta, mas não queria que Jenson vivesse num mundo cheio de rancor. Por isso cozinhou uma mentira de que a sua mamã ainda o amava todos os dias.Claro que
Leer más
Capítulo 10
Depois de fazer a sua longa e incisiva análise anedótica, Grayson olhou para o Sr. Ares com um olhar orgulhoso e expectante.Quando ele pensava que Jay estava prestes a elogiá-lo pela sua sagacidade, Jay deu-lhe um olhar mortal cheio de punhais."TOC? Autismo?". Jay parecia calmo, mas havia definitivamente uma raiva subjacente no seu tom.A testa de Grayson começou a pingar grânulos de suor.Grayson mordeu a sua própria língua. Apesar de Mestre Jenson ser um chato e uma criança problemática, ele ainda era o filho amado do Sr. Ares. A única pessoa a quem foi permitido criticar o Mestre Jenson foi o Sr. Ares.Se alguém se atrevesse a dizer mal do Mestre Jenson, estaria essencialmente a cavar as suas próprias sepulturas.Com certeza, Jay disse com uma voz perigosa: "Grayson, parece que conhece Jenson muito bem. Porque não lhe passo a responsabilidade de tomar conta de Jenson"?Assim que Jay disse isso, o rosto de Grayson caiu e ele implorou por misericórdia,"Sr. Ares, tenho de cu
Leer más