O magnata da minha vida (Livro 1)

O magnata da minha vida (Livro 1)PT

Maíny Cesar  Completo
goodnovel16goodnovel
0.0
Reseñas insuficientes
93Capítulos
18.8Kleídos
Leer
Añadido
Denunciar
Resumen
Índice

Megan Park Avallon sempre foi uma doce e sonhadora mulher que apreciava sua vida da melhor forma possível e apesar do passado não ter sido gentil com ela, procurou apagar de sua memória toda a dor e pânico que ele lhe causara. O que ela não esperava era acordar de véu e grinalda em um quarto de hotel com um homem totalmente desconhecido, do qual descobriu ser o seu marido.Airon Markcross sempre foi um homem inteligente, bem sucedido e rico, mas dinheiro nunca pôde comprar o silêncio de seu tio que vivia lhe perseguindo. Ainda assim, sempre concentrou toda a sua raiva nos negócios o levando a patamares desejados por muitos, mas seu tio parecia não se cansar das insistentes investidas em lhe destruir.Cansado de carregar o seu pesado passado sobre os ombros, estava disposto a dar um fim em tudo aquilo, mas o destino as vezes gosta de brincar com as pessoas e o que ele nunca imaginou foi se ver casado, do dia para noite, sem ao menos se lembrar de nada.

Leer más

Você também vai gostar de

Comentarios Deje su reseña en la aplicación
No hay comentarios
93 chapters
Prólogo
Este foi um ano corrido e abarrotado de casualidades, mas o meu lindo chefe aderiu a minha aquisição de férias para o mês de janeiro. Não, eu não disse que ele é lindo porque estou apaixonada por ele, não mesmo.Ronald é um senhor de sessenta e nove anos que possui cabelos grisalhos. Rio ao pensar em seus cabelos grisalhos. Digamos que 50% são grisalhos e os outros 50% se perderam deixando uma falha enorme em sua cabeça carequinha.Tenho vinte e quatro anos e trabalho em uma empresa pequena do ramo de medicamentos. Me graduei em Administração, pois sou apaixonada pela área, moro em um apartamento no Sul de Londres em um bairro de classe média chamado Brixton. Todos me conhecem como Megan Park, mas meu nome completo é Megan Park Avallon.Particularmente, odeio o sobrenome Avallon, então evito ao máximo usá-lo, já que, para mim
Leer más
Capítulo 1
Ao decorrer da viagem, passamos por algumas turbulências que fizeram meu coração disparar, mas graças a Deus chegamos bem e sem mais complicações ao longo do caminho. Não gosto muito de aviões, tenho a estranha sensação de que a qualquer momento podem cair.Pegamos um táxi e nos dirigimos ao hotel escolhido por Katy, o caminho passou depressa já que minha atenção estava voltada para cidade bem iluminada e colorida que passava pela janela.Ao chegarmos, ficamos boquiabertas admirando a beleza daquele hotel magnifico. Lê-se no alto do grande prédio em letras bem iluminadas "Treasure Island", coqueiros e palmeiras enormes estão distribuídos ao redor da entrada em um canteiro milimetricamente planejado com lindas flores exóticas.Estamos tão hipnotizadas pela magnificência do local que só nos demos conta que ainda n&a
Leer más
Capítulo 2
Sonolenta, me remexo em uma cama macia e confortável. Não me lembro como cheguei ao hotel, mas tenho que agradecer Katy por escolher um lugar tão maravilhoso.Me espreguiço calmamente e abro meus olhos analisando o local à minha volta, não reconhecendo o quarto de hotel. Sento rapidamente na cama com uma dor de cabeça horrível e inexplicável, a visão turva não colabora. Não me lembro de praticamente nada que aconteceu ontem à noite após todos aqueles drinks. Apoio as mãos na cabeça e respiro fundo na tentativa de me concentrar, mas de nada adianta. Sinto que minha cabeça pode explodir a qualquer momento devido a resseca.Quando minha visão volta ao normal e se foca em um ponto qualquer, procuro prestar mais atenção no ambiente ao redor e me deparo com um quarto de hotel diferente.O papel de parede é decorado com tons
Leer más
Capítulo 3
As portas do elevador se abrem à minha frente e fico paralisada. Ele rapidamente laça minha cintura com um de seus braços fortes e me puxa próximo ao seu corpo em um gesto protetor. Poderia ficar irritada e me recusar a segui-lo, mas estou tão atônita que mal consigo controlar minhas pernas que parecem feitas de gelatina, então por um momento, agradeço estar envolvida em seus braços fortes e acolhedores.Caminhamos em direção a porta e avistamos um aglomerado de repórteres à nossa espera, ele me segura firmemente fazendo com que eu sinta o cheiro amadeirado de seu perfume sensual, as batidas frenéticas do meu coração parece não querer colaborar com minha sanidade mental.Os repórteres se juntam ao nosso redor como animais famintos quando atravessamos as portas de entrada do hotel, agradeço pelos seguranças à nossa espera, que
Leer más
Capítulo 4
Acordo, assustada e perdida, com Katy me chacoalhando sem parar, abro os olhos ainda sonolenta, sem saber o que está acontecendo.  — Acorda, Megan, acorda logo. — Recebo um tapa forte em minha testa, me fazendo levantar irritada. — O que foi, Katy? Que saco. Por que me bateu? — pronuncio nervosa com uma das mãos na testa. — Qual é a daquele guarda-roupa ambulante na porta do nosso quarto? — pergunta irritada. — Como assim? Que guarda-roupa? Não estou entendo nada. — Olho perdida para ela. — Tem um homem de plantão na porta do nosso quarto, moreno alto, cabelos raspados, terno e óculos escuros. — Ela põe as mãos na cintura como se fosse óbvio. Depois de alguns minutos me lembro que estou casada com Airon Markcross e é óbvio seus seguranças estão atrás de mim. — Oh merda! Você está brincando, né? — pergunto indignada. — Não, vá ver com seus próprios olhos. — Ela me empurra da cama, quase me fazendo cair. Leva
Leer más
Capítulo 4.1
Ele fica quieto novamente, mas não para de me observar. Seus olhos são curiosos e me deixam sem jeito e inquieta. Não sei qual o motivo da sua decepção ao saber que queria o fim de toda essa maluquice. Sinto que ele esconde algo. Algo muito grande. Mas como posso ficar contra um homem de influência? Sei que o dinheiro não compra a felicidade, mas pode comprar a justiça e minhas experiências com isso não são muito boas. Olho novamente para a janela, tentando disfarçar meu desconforto, e agradeço a Deus quando ele estaciona em frente a um belíssimo restaurante. O manobrista abre a porta do carro para mim e, ao descer, agradeço com um sorriso. O lugar é sofisticado e luxuoso, me deixando desconfortável por vir com um vestido tão simples. Airon me oferece o braço e acabo deslizando minha mão por seu bíceps, segurando-o. A elegância do local me deixa constrangida, mas procuro focar meus pensamentos em outros assuntos. Ele poderia avisar que viríamos a um r
Leer más
Capítulo 4.2
AironObservo seu corpo esguio rebolar em direção a minha lamborghini, sorrio largamente ao imaginar aquela mulher maravilhosa em minha cama. Obviamente não darei o divórcio como ela quer, mas ela não precisa saber disso... agora.— Se você quer assim, que assim seja. — Sigo para o carro dando uma boa gorjeta para o manobrista.Ao entrar, observo o vestido justo marcar as curvas de seu corpo, o tom vermelho ressalta a cor de sua pele clara e acabo me perdendo em pensamentos ao dirigir. Não notei que essa mulher mexia mais com os meus sentimentos do que imaginava. Quando estou ao seu lado, me sinto desafiado.Pensando bem, uma das coisas que ela mais gosta de fazer é desafiar. Não posso me dar ao luxo de cair em seus encantos e me apaixonar, mas tenho que confessar que não a quero longe de mim desde o momento em que a vi. Quando ela negou o meu pedido
Leer más
Capítulo 5
Megan Fico frustrada quando ele sai de repente quebrando nosso contato íntimo, meu corpo anseia por mais, anseia por tê-lo, tocá-lo e senti-lo, mas ele apanha o celular do bolso e encara seriamente o número na tela. —Tenho que atender — seu tom ríspido me deixa atordoada. Sai do quarto batendo a porta com força, mas posso ouvi-lo pronunciar o nome de uma mulher. Lilian. Um forte e estranho frio se instala na minha barriga. Ter a sensação de ser uma amante me deixa agoniada. Fico enojada por imaginar uma mulher sincera e de puro coração do outro lado da linha que provavelmente não sabe o que está acontecendo aqui, e agora está sendo traída. Sinto todo o meu corpo estremecer com a ideia de estar por trás de tudo e ser cumplice desse absurdo. Em nenhum momento cogitei a possibilidade de Airon ter uma família ou até mesmo uma namorada, pelos noticiários, é anunciado apenas que Airon Markcross é um dos solteirões mais cobiçados do
Leer más
Capítulo 5.1
Na escola, meus primos me perseguiam e não me deixavam ter amizade com ninguém. Todos que se aproximavam apanhavam ou eram pagos para me deixarem sozinha. Foi assim na maior parte da mina vida, até os meus 13 anos. A única pessoa que enfrentava Dylan, Noah e Ethan era Katy, com sua personalidade explosiva. Ela foi a única que conseguiu se aproximar de mim e me dar forças para continuar tentando e seguindo em frente. Balanço a cabeça afastando os pensamentos ruins, mas eles insistem em voltar a todo momento para me fazer lembrar de quem verdadeiramente sou. Eu fugi de Philipe, fugi com os pais de Katy para a Inglaterra, mas a qualquer momento eles podem me encontrar, tentar me vender ou me matar como planejavam. Suspiro pesadamente e vejo o olhar de James sobre mim, enxugo minhas lágrimas com as costas das mãos e finjo não estar vendo seus olhos castanhos me fitarem preocupados. Um forte calafrio percorre meu corpo, meu coração dispara em meu peito ao
Leer más
Capítulo 6
Acordo com um baque que não sei de onde vem, me levanto perdida e vejo Katy segurando um travesseiro nas mãos. Fico muito irritada com sua atitude infantil. Será que não vou conseguir acordar com dignidade uma única vez nessa viagem? — O que você está fazendo Katy? — Olho irritada para ela. — Eu estava num maravilhoso e profundo sono, fugindo da minha drástica realidade, e você me acorda dessa maneira? Todos os dias têm algo novo, e amanhã será o que? Água? — pergunto incrédula. — Ótima ideia, Meg — ri me atacando com o travesseiro —, assim, talvez, você tire essas rodelas pretas de panda em volta dos olhos. Katy pula em cima da cama como uma criança preparada para uma guerra de travesseiros, na intenção de me defender, fico em pé sobre a cama observando-a. — Então é assim mesmo? — pergunto me armando com dois travesseiros, pronta para o ataque. — Sim, panda. — Ri do meu rosto borrado, escorrido de maquiagem e rímel preto. Pulo em sua
Leer más