Meu Melhor Desejo (Parte I)

Meu Melhor Desejo (Parte I)PT

Lyly  Em andamento
goodnovel16goodnovel
0.0
Avaliações insuficientes
27Capítulos
1.3Kleituras
Ler
Adicionado
Denunciar
Resumo
Índice

!!!Antenção, conteúdo para maiores de 18 anos !!! Quem imaginaria, que um erro poderia se tornar uma obsessão? Mark Fletcher vai descobrir, que após conhecer, acidentalmete, a delicada Alison, seus dias nunca mais serão os mesmos. Quando seu desejo de toca-la, se torna um vício, ele se vê obcecado por seus momentos com ela. Como poderia tamanha luxúria, se tornar algo tão puro, e tomar de vez seu coração?

Ler mais

Você também vai gostar de

Comentários Deixe sua avaliação no aplicativo
Não há comentários
27 chapters
A Caça
Alison Pines- Como assim, você já está indo embora? Você nem sequer dançou uma música com a gente.- É Ali, você não pode ir ainda. Era pra estarmos comemorando juntas, afinal não é todo dia que se forma no ensino médio.Minhas amigas Amber e Julie, insistiram tanto para que eu viesse com elas a essa balada, dando a desculpa mais esfarrapada que poderiam, para poder me arrastar pra cá.-Ai meninas, eu não tô numa vibe legal pra curtir com vocês. - explico o que já era bem óbvio.-Aposto que você está assim por causa daquele babaca do Nate. - Julie replica. - Nunca fui com a cara dele, e sempre te disse isso.- Eu sei Julie, mas eu acabei me apaixonando por ele, e isso acabou tirando todo o meu senso de julgamento.Eu namorei o Nate durante todo o ensino médio, mas a Julie sempre me dizia que ele não er
Ler mais
O Encontro
Após alguns minutos dirigindo, o motorista para, e desce do carro. Depois de dar a volta no carro, ele abre a minha porta.Não consigo evitar minha surpresa. Ele estava dirigindo a quantos quilômetros por hora para que chegassemos tão rápido?- Me acompanhe por favor, Sta! - ele diz.Que tipo de Uber eu pedi? Nunca havia pego um que me tratasse com tamanha formalidade.Quando desço do carro, olho para um lado e para o outro, e percebo que não estamos no meu endereço.Puta merda, será que coloquei o endereço errado?- Moço, acho que acabei colocando o endereço errado. - tento me explicar.- O endereço é esse mesmo Sta! - responde sério.Quando olho mais atentamente para onde estamos, percebo que realmente estamos em um bairro totalmente diferente do meu. Aqui, provavelmente, não seria um bairro que meus pais poderiam comprar uma casa.Ler mais
O Caçador Perfeito
Mark FletcherEsses eventos beneficentes, são até interessantes no início, mas depois  que as pessoas começam a beber, e ficar me rondando, só esperando uma chance para me bajular, acaba se tornando insuportável. Então pra não perder o costume, eu já estou tirando meu time de campo.- Sr, o seu carro já está pronto. - um dos valet's susurra no meu ouvido.- Obrigado!Discretamente, vou passando pelos convidados do evento, cumprimentando um ou outro, mas sem perder o foco, que é a saída. Quando consigo passar pela porta, sinto como se pudesse respirar de novo.Eu não consigo entender o porquê das pessoas precisarem estar, constantemente, me cercando e tentando puxar o meu saco. Se eles soubessem o quanto isso me irrita, acho que não se aproximariam de mim de novo.Descendo os últimos degraus da curta escada, encontro John já com a porta do carro aberta para que e
Ler mais
Loucura Prazerosa
Alison Pines O jeito que ele anda, parece até que está desfilando para exibir toda a sua elegância.Quando voltou a se afastar de mim, ele vai em direção a um dos sofás que tem seu recosto virado para a porta. Quando por fim se encosta nele, ele mantém as mãos nos bolsos, e cruza uma perna na frente da outra, e com os olhos me avaliando novamente, sua voz volta a se manifestar, mas dessa vez tem um tom sexy.- Acho que minha noite vai terminar melhor do que eu imaginava!Ouvir ele dizer essas palavras, me trás involuntariamente um frio na barriga. Então ouso a me pronunciar.- Olha só Sr - levo mão a boca para pigarrear. - acho que houve um mal entendido.Ele me olha curioso, e levanta uma das sombrancelhas.- Sr? - ele pergunta, voltando a dar aquele sorrisinho de lado.- Bom, desculpe, mas não sei como devo chamá-lo.Ler mais
Desejo Incessante
 Mark Fletcher Após vê-la de forma tão entregue ao prazer, e sua respiração ficar irregular, eu só consigo observá-la. Quando ela nota que eu a observo, o rubor em rosto fica visível, e minha excitação fica ainda mais intensa.Geralmente as garotas que me servem, são mais atiradas e ousadas. Mas essa é diferente, o seu jeito retraído, delicado e inocente, só me deixam com ainda mais tesão.Quando ela não consegue mais olhar pra mim, devida a sua vergonha, eu volto a beijar o seu pescoço. Ela pode até estar bem satisfeita, mas eu ainda não estou. Preciso de mais do que apenas o rostinho dela corado pelo prazer. Preciso estar dentro dela, e saciar minha excitação, que ela só fez aumentar.Voltando a correr minha mão pelo seu corpo, suas mãos vão direto para minhas costas. E com os deslizes carinhosos que ela faz, sinto como
Ler mais
Garota Exemplar
Alison Pines Depois de me sentir totalmente sem condições de mover qualquer parte do meu corpo, minha respiração irregular, deixa bem claro o porquê.Quando o estranho misterioso se levanta e segue em direção ao banheiro, eu crio coragem para me levantar. Pegando um dos lençóis da cama, o enrolo em volta do corpo e corro até a sala.Pegando minha bolsa que ele havia deixado em cima do sofá, procuro avidamente pelo meu celular. Meu comportamento parece até estranho, me sinto nervosa, é como se tivesse fazendo algo errado ao procurar o celular na minha própria bolsa.Acabo deixando a bolsa cair no chão, mas para minha sorte, há um belo tapete para abafar qualquer que fosse o barulho. Apesar desse infortúnio ter feito as coisas da minha bolsa caírem espalhadas pelo chão, ficou bem mais fácil pegar de uma vez o celular. Mas ainda me resta ter que recolher as coisas
Ler mais
Completos Desconhecidos
Mark Fletcher - Tudo bem então Daniel, amanhã não tenho nenhum compromisso, então podemos resolver isso com bastante calma. Agora espero que você possa resolver seu problema com calma.- Obrigado Mark, Te vejo amanhã no escritório.- Ok! - desligo o telefoneCom meu compromisso da tarde com o Daniel, cancelado, eu não tenho motivos para ficar no escritório. Mas ainda assim, não tenho nada para fazer em casa também.Me sentindo frustado, descanso minha cabeça na cadeira.Quando paro pra pensar no que poderia ser do meu agrado para passar meu tempo, me vem a mente flashs da noite anterior. Isso realmente seria muito agradável.Levanto da cadeira pegando meu paletó, e logo saio da minha sala, avisando para minha secretária informar ao meu motorista que estou de saída.

Ler mais

À Procura
Mark FletcherApós dias de procura, eu ainda não a consigo encontar. Como pode ser, que em uma cidade grande como essa, não se consiga encontrar uma garota de programa? Todos os "responsáveis" por essas garotas, já foram contatados por John, e até visitas foram feitas por ele, afim de encontrá-la, mas nada disso ajudou a chegar ao resultado que eu gostaria.Será que pode ser possível uma garota de programa trabalhar por conta própria, numa cidade disputada como essa? Não creio, pois todas as possíveis garotas com chances de estarem trabalhando sozinhas, foram contatadas também, e todas tinham a quem prestar contas.Agora não sei se fico aliviado dela não ter que lidar com esses filhos da puta, ou se fico absorto de não conseguir encontrá-la em lugar algum.Não há chances de ela ser de outra cidade, e estar só de passagem por aqui, isso seria muito arriscado para uma garota desse ramo.<
Ler mais
Reencontro
Alison PinesCom a proximidade da ida para a faculdade, Amber, Julie e eu, estamos aproveitando o tempo que podemos para ficar juntas. Sempre que nosso tempo livre coincide, dedicamos a nos encontrar.Hoje, por ser fim de semana, resolvemos ir ao parque, fazer um piquenique, e curtir a nossa amizade ao ar livre.Apesar de  termos escolhido cursos totalmente diferentes, sabemos que nossas vidas não serão muito diferentes na faculdade. Haverá muito pouco tempo livre para podermos nos ver. Não estaremos no mesmo campus, mas o tempo de distância entre ambos, não seria algo que poderia nos desanimar caso quisessemos nos ver, mas nossos afazeres na faculdade, serão de muita dedicação e de dividir bem nosso tempo. Então já que temos esse tempo livre antes de irmos, estamos tentando aproveitar bem.Eu escolhi fazer letras, já que minha paixão sempre foram a
Ler mais
Mark Fletcher
Alison Pines- Muito prazer, Alison - ele estende a mão me cumprimentando - Eu sou Mark Fletcher!Quando pego sua mão, que é firme, porém de certa delicadeza para um cumprimento, meu corpo se arrepia de uma forma já conhecida. E quando minha mente processa a informação de seu nome, meu corpo se arrepia ainda mais.Mark, Mark, Mark...  "Isso linda, goza sabendo que quem lhe proporcionou isso foi o Mark!"Quando minha mente trás de volta essa lembrança, sinto meu rosto queimar, e o rosto que minha memória não se lembrava, agora toma forma.Lembrar das cenas que ocorreram naquela noite, se tornam inevitáveis, e não encará-lo, é impossível.O sorriso que ele transmite ao me olhar atentamente, deixam minhas pernas trêmulas, e minha respiração começa a ficar irregular.- Eu sou a Julie. - minha amiga quebra nossa conexão.
Ler mais