Conflitos

ConflitosPT

ABDENAL CARVALHO  concluído
goodnovel16goodnovel
0.0
Avaliações insuficientes
8Capítulos
512leituras
Ler
Adicionado
Denunciar
Resumo
Índice

Depois de escrever várias histórias e encantado muitas pessoas seus romances e contos, Eduardo resolve falar si mesmo, suas frustrações, dores e da vida cheia perversidade, orgias e drogas, numa trama onde há apenas dois personagens: Ele, seus pensamentos cheios conflitos e a solidão sempre em silêncio, zombando sua infelicidades, até surgir uma nova paixão.

Ler mais

Você também vai gostar de

Comentários Deixe sua avaliação no aplicativo
Não há comentários
8 chapters
Parte 1 -Amores Fracassados
Minha primeira grande paixão aconteceu aos dez anos de idade, quando ainda nem tinha pelo no corpo ou noção do que seria levar um "par de chifres" numa relação amorosa. Foi nessa época que conheci Betina e Tadeu, ela uma garota dois anos mais velha e ele que, mesmo com a estatura de um anão, possuía completos dezoito anos. Eu, entretanto, não passava de um tremendo idiota que acreditou quando o falso amigo falou mal da menina e a destratei. Daí, todos já devem ter imaginado no que rendeu essa minha idiotice, levei um pé na bunda e o baixinho ficou com minha namorada, se bem que não entendo o que ela viu naquilo.Através dessa experiência decepcionante pude aprender que é um enorme erro depositar nossa confiança em determinadas pessoas sem antes avaliarmos seu caráter. Quando a paixão surge de repente ficamos cegos e desapercebidos quanto aos risc
Ler mais
Parte 2 – Orgias
Moramos debaixo do mesmo teto durante dois anos e nesse tempo curtimos nosso filho, um moleque lindo como a mãe e cheio de energia. Porém, uma de minhas cunhadas passou a morar conosco e, safado como sempre fui, cai matando em cima da safada que já andava se insinuando para mim a algum tempo. Acontece que as mulheres daquela família eram todas deliciosas. E não foi fácil suportar o desejo que sentia pela irmã de minha esposa sempre que ela desfilava na minha frente. A pilantra era bem safadinha e escondia aquele rabo empinado dentro de uma bermuda imensamente curta, deixando as beiradas da buceta à mostra. E fazia questão de ficar em posições escandalosas na minha frente, sempre que eu estava em casa e quando ficávamos a sós se esfregava em mim, permitindo beijá-la e amassar seu corpo inteiro. Uma bela tarde, quando Carmem Lúcia havia levado meu filho ao médic
Ler mais
Parte 3 - Escravos do Desejo
Às vezes fico assustado comigo mesmo, com essa tara louca que arde dentro de mim como se fosse uma fogueira constantemente acesa, onde é jogado madeira seca para que nunca se apague. Que diabos de vontade incontrolável de fazer sexo que nunca passa, jamais é completamente satisfeita nem permite me sentir realizado?O pior de tudo é que não sou o único nessa triste situação, há uma multidão de outras pessoas, vivendo na mesma situação. Homens e mulheres que parecem já ter nascido dotados dessa total dependência sexual, escravizados pelo desejo e acorrentados pela luxúria.Por mais que tente não consigo me libertar dessa vontade insana de enfiar o pau num buraquinho quente. Não importa de quem seja, o importante é que me dê prazer. Me realizo nesse particular quando conheço uma parceira disposta a curtir esse tipo de sacanagem.
Ler mais
Parte 4 – Conflitos
Te vejo à minha frente, por trás e ao meu lado como se quisesse me impedir de viver, existir, respirar...Ouço teus passos macios, silenciosos, traiçoeiros quando vem me atormentar com velhas lembranças do passado, onde marcado, ferido, quase não sobrevivi às decepções que passei.Foram tantas histórias felizes que escrevi, centenas de pessoas que às leram, enquanto permaneci aqui detrás dessa mesa. Esmiuçando os dedos nas teclas desse computador sem nada ganhar em troca, nem mesmo uma porção dessa alegria que consigo fazer os outros a sentir. Bela profissão escolhi, cassete de dom recebi de Deus ou do Destino, sei lá!De quem decidiu me transformar nesse contador de histórias insignificante que fala de amor e paixão através de suas obras, porém sequer já foi amado. assim, irritado comigo mesmo ao perceber o vazio. em
Ler mais
Parte 5 – Um Vazio Imenso
Depois que percebi a necessidade de mudança e abdiquei da busca incontrolável pelo sexo, fiquei definitivamente livre dos desejos malignos que permeavam minha mente e não me deixavam ver nada além da imoralidade na qual vivia escravizado. Porém, como resultado disso perdi, também, a vontade de dividir minha vida com outras pessoas e optei pela solidão, me acostumei a viver sozinho, sem ninguém por perto. Aprendi a gostar do silencio e meus ouvidos se inflamaram ao ponto de não mais suportar o melhor ruído, qualquer barulho incomoda demais ao ponto de causar dores de cabeça. Até mesmo o zumbido mais leve de um inseto que voa próximo de mim é como se fosse o estrondo de um trovão em tempos de inverno. Sou, hoje, como a toupeira à procura da escuridão nas mais profundas camadas da terra. Um jabuti ou o caracol dentro de seu casulo. Me
Ler mais
Parte 6 – Pesadelo
Parece ser uma cidade bem antiga, casas e prédios completamente destruídos, ruas desertas e ninguém a quem perguntar alguma informação sobre que lugar é este, tão devastado. Não sei como vim parar aqui, apareci de repente como se por uma mágica inexplicável. Fortes ventos passam por mim, vindos do Norte e do Sul.Sacodem meus cabelos que nesta realidade são bastante crescidos. Aparento ser bem jovem, uns vinte anos, talvez. Continuo seguindo a passos largos na direção de um imóvel que fica localizado a uma pequena distância de onde estou e ao me aproximar percebo que suas paredes estão todas cobertas por plantas trepadeiras.Quase é impossível identificar a alvenaria. Suas portas largas, feitas bum estilo antigo me reporta aos tempos dos antigos reis e imperadores da Idade Média, tudo indica que voltei séculos atrás na hist&o
Ler mais
Parte 7 Um Confuso Despertar
Ufa, não passou de um sonho! Era apenas a droga de um terrível pesadelo que tive ao dormir depois de um dia puxado, onde passei horas em frente ao computador, escrevendo tantas bobagens. Mal abro os olhos e salto da rede de embiras onde costumo tirar minhas sonecas, agora terei em mente algo a mais para pensar e tentar entender. Afinal de contas que negócio foi aquele de visitar os mortos noutra vida? Talvez devesse considerar a doutrina espírita, quando esta afirma que existe a reencarnação do espírito humano, que após algum tempo a alma volta a nascer para viver uma nova história na terra. Será que o criador dessa teoria estava sendo verdadeiro? É mesmo possível que as gerações futuras serão de fato as mesmas que durante vários séculos veem existindo no mundo? Bem, não sou a pessoa mais capacitada par afirmar ou não essa questão. Porém, fui eu quem estive do outro lado, mesmo que por algumas horas e através de um sonho ou pesadelo, então posso pelo menos dizer que
Ler mais
Parte Final – Desilusão
Por um tempo decidi sair do meu esconderijo e mostrar mais a cara nos demais compartimentos da casa, meus filhos e até a vizinhança estão estranhando que eu tenha aparecido com mais frequência aqui fora, preciso ter cuidado com esses vacilos, ninguém pode saber que estou indo à caça de mais um rabo de saia. A morena não apareceu mais e fiquei impaciente, desconcertei-me a tal ponto de não conseguir escrever uma só linha a mais no capítulo da nova obra. E eu que pensei ter sido curado da minha imensa inclinação por mulheres com ar de safadeza, que nada, elas ainda mexem bastante comigo e me arrastam a seus pés como acontece entre um ímã e o ferro.Enviei uma mensagem para ela e estou aguardando inquieto pela resposta, perguntei se seria possível a gente levar uma ideia, marcar um encontro, seja onde for. Sei não, mas alguma coisa me diz que
Ler mais