Suck It And See, Blake

Suck It And See, BlakePT

Moonleu  Em andamento
goodnovel16goodnovel
0.0
Avaliações insuficientes
15Capítulos
561leituras
Ler
Adicionado
Denunciar
Resumo
Índice

Leah Masen considera Blake Evans o próprio diabo. O garoto é a personificação de tudo que ela odeia: bonito, popular, rico e capitão do time de lacrosse da United Lion, além do que é um conquistador barato em sua opinião, a tornando a única que consegue enxergar a verdadeira face sobre Blake embaixo de toda lábia do rapaz. Blake Evans considera Leah Masen a própria megera. Integrante de um site de fofoca sobre os alunos intitulado "Chic and News". Leah escreve sobre os assuntos mais quentes e sórdidos envolvendo cada estudante da Sharky School, porém seu foco é nada mais e nada menos que Blake. Trazendo átona o seu único objetivo: transformar a reputação de Blake em uma má reputação. Será que Leah conseguirá atingir seu objetivo ou cairá na rede do garoto? Copyright2020byLetíciaSantos

Ler mais

Você também vai gostar de

Comentários Deixe sua avaliação no aplicativo
Não há comentários
15 chapters
Começo
"Amá-lo é um pecado; de que estou plenamente consciente. Mas sou uma pecadora"                       -   Bella JewelInício.Uma palavra tão curta, mas com tantos sentimento escondidos em suas letras e tão forte que é capaz de devastar a humanidade.Tanto para o bem quanto para o mau.Antes, eu acreditava fielmente que todos nós sabíamos quando algo se iniciava, como por exemplo, o exato momento em que se olha para aquela pessoa e bem ali você sabe.É ele. É aquele que derrubará seu prédio de tijolos.É aquele que fará suas pernas se transformarem em água apenas com um olhar.É aquele que adivinha o que está passando na sua cabeça sem pronunciar uma palavra sequer.É aquele que com apenas um olhar, tem o poder de ser su
Ler mais
O diabo
A primeira coisa que vejo quando cruzo o corredor são um belo par de olhos verdes.Tão verdes que me lembram a grama recém cortada e eu quase consigo sentir o cheiro de terra fresca penetrar em minhas narinas como se eu estivesse rolando por um campo cercado de verde, num pequeno planeta alienígena lindo e ofuscante, repleto de verde.Mas o olhar não é lindo e muito menos ofuscante.Seu olhar derrama desprezo enquanto vem em minha direção sem vacilar, o queixo projetado para frente em uma expressão de triunfo e sarcasmo. Os cabelos louros quase brancos estão jogados em seus ombros como uma cortina tampando seu busto pouco avantajado.Posso ouvir sua voz em meu ouvido repetindo o apelido carinhoso da qual usa para se referir a mim, em contrapartida, já consigo sentir meus lábios se lambuzando com o seu delicioso ódio enquanto me fuzila com o olhar.Ela paira em minha frente erguendo um sorriso de zom
Ler mais
A megera
— Por que eu tenho que escrever justamente sobre ele? — Guincho irritada, batendo as palmas das mãos contra a mesa, para dar ênfase em minhas palavras.Ela me encara com uma expressão entediada por trás dos óculos redondos e grandes demais para o seu rosto fino, escorregando em seu nariz fino salpicado de oleosidade, as espinhas parecem enormes vulcões prestes a entrar em erupção na testa rala e pequena. Ela veste um suéter azul que com certeza a minha avó deve ter uns vintes parecidos jogados em seu armário, sua cabeleireira negra e sedosa está amarrado firmemente em um coque no alto da cabeça.Por que eu tinha que receber ordens de uma pessoa tão desleixada assim? Talvez seja porque ela seja a editora chefe. responde meu subconsciente.Se Angie Barnes trocasse de roupas e usasse um pouco de maquiagem, ela seria a garota mais bonita da escola, até mais que Sunny Scot
Ler mais
O vídeo
Minha cabeça zumbia como se tivesse um pica-pau fazendo  a droga de uma moradia dentro do meu crânio, meus olhos doem quando a luz do sol vindo do lado de fora atinge meu rosto fazendo um gemido frustrado escapar entre as frestas dos meus lábios. Tento levantar, mas meu corpo se recusa me fazendo voltar a deitar de novo, rolo para o lado dando de cara com uma cabeleireira castanha esparramada sobre o travesseiro. Mas que porcaria é essa? Com o dedo indicador, ergo os fios finos revelando a face adormecida de Sunny Scott, sua boca está entreaberta e sua respiração é lenta e contínua, um suspiro baixo sai pelos seus lábios rosados e suas pálpebras levemente tremem, como se estivesse tendo um bom sonho. Me afasto como se meu corpo tivesse levado uma descarga elétrica de noventa volts. O que estou fazendo na cama com
Ler mais
Acerto de contas
Eu estou me sentindo adorável para cacete.Como se eu tivesse ganhado na loteria, só que invés de dinheiro meu prêmio tinha sido bem maior e mais valioso. Por anos, a sensação de impotência se apoderava de mim por nunca conseguir algo polêmico contra Blake Evans, parecia que ele sabia que eu estaria à espreita esperando a oportunidade de derruba-ló com apenas um golpe e nunca dava bandeira até aquele dia na festa.E para o azar dele e para minha sorte, lá estava eu à espreita como sempre.E, embora tivesse razões suficiente para desistir de acabar com ele e sua reputação de merda, meu orgulho ainda persistia como um touro selvagem atrás da presa.Eu era bastante teimosa e rancorosa quando queria e por mais que se tenha passado anos desde o vexame que ele me fez passar, meu rosto ainda ardia de vergonha toda vez que esbarrava com Gabbie Lucca pelos corredores da Sharky.Quando eu estava na sétima sér
Ler mais
Montanha a russa
Oh, I've been dazed and confusedFrom the day I met youYeah, I lost my headAnd I'd do it againRuellPego um cigarro de dentro do bolso da jaqueta e coloco no lábio inferior, prendendo contra os dentes e tateio meus bolsos atrás do meu isqueiro vermelho, mas não o encontro.Uma mão longa e branca aparece com um isqueiro rosa entre os dedos ossudos em minha frente.Olho para cima dando de cara com as madeixas ruivas que escorre pelo rosto salpicado de estrelas de Mackenzie.Dou um sorriso e agarro o isqueiro de sua mão.— Valeu — Devolvo depois de acender o cigarro.— Deveria parar com isso, vai acabar com seus pulmões — Aconselha ela, se sentando ao meu lado.Solto uma baforada branca que flutua no ar frio da tarde.Estávamos sentados na arquibancada de frente ao campo de Lacrosse que está vazio devido ao tempo ruim com
Ler mais
Acordo
What I like about you estoura no meu toca fita player enquanto Eliott Masen de dez anos passa uma sombra azul turquesa sobre minhas pálpebras que estremecem com a pressão do pincel sobre minha pele, são exatamente cinco da tarde de uma sexta e isso já me deixaria plenamente satisfeita, pois as sextas posso fazer maratonas de CSI até minhas olheiras se fundir completamente com o meu resto. Mas, para o meu horror, minha maratona teria que esperar mais algumas horas.— Para de se mexer — Berra Elliot, pela milionésima vez.Comprimo os lábios em um bico e libero o ar preso em minha boca.— Vai demorar? — Pergunto, impaciente.— Eu já te disse — Enfatiza ele — Não se apressa um artista a terminar a obra.Dou um suspiro cansado e longo.— Já estamos a uma hora aqui, vou acabar chegando atrasada — Reclamo.— Abra os olhos — Manda ele e o faço, te
Ler mais
Cartas e borboletas
                           4 anos antes A pele do meu joelho arde quando raspa contra a parede de tijolos do qual tento me agarrar as pequenas lascas quebradas e danificadas pelo tempo, impulsionando meu corpo para cima, percebo que o topo não está muito distante para a minha satisfação e para alegria de minha melhor amiga. Sadie arfa abaixo de mim tentando se equilibrar com meu peso sobre suas pequenas mãozinhas enquanto segura meus pês firmemente rente ao peito.— Não ouse me soltar de novo – Ralho, em uma voz cheia de ressentimento.Já era a terceira vez no mês que Sadie desmoronava e me carregava junto com ela, mamãe ficava furiosa quando eu chegava em casa com a blusa branca de manga longa toda cheio de terra e restos de gram
Ler mais
Desavenças
Eu tinha uma terrível intuição de sentir cheiro de problemas a quilômetros de distância.Talvez seja porque uma parte minha – que corresponde a mais da metade de mim – tinha uma tendência assustadora de se meter em todo tipo de furada que poderia acontecer. Eu era amaldiçoado e essa é a única explicação plausível para me meter em tanto problema, sempre que houvesse algo que pudesse de uma maneira me afetar negativamente, cá estava eu, sendo puxado mais uma vez para aquele espiral.E eu sabia que algo estava por vir.Mas não imaginava que isso aconteceria uma semana antes do amistoso contra os Bears, nossos maiores rivais numa segunda-feira gelada na terceira semana de agosto e, muito menos dentro de um vestiário minúsculo que parecia uma lata de sardinha com dez caras nus suados feito porcos
Ler mais
Namorada fake
 Sinto como se tivesse abelhas assassinas dentro do meu estômago corroendo minha carne por dentro a cada instante em que o ponteiro gira indicando que a hora andou mais uns minutinhos. O medo fazendo com que o meu sistema nervoso se descontrole e eu tenha um surto a cada centésimo. Está tudo bem, Leah, é só um jantar na casa do seu arqui-rival como sua namorada postiça. E lá se vem uma nova crise de pânico. Onde eu estava com a cabeça de ter aceitado isso? Eu só poderia estar louca, doente ou na pior das hipóteses, desesperada. Exatamente essa opção. Poderia ligar para Sadie e pedir para ela me ajudar a criar alguma história maluca e furar com o Blake, entretanto essa história está fora de cogitação. N&atil
Ler mais