A Garota do CEO - Uma história de entrega

A Garota do CEO - Uma história de entregaPT

Ninha Cardoso  Completo
goodnovel16goodnovel
9.9
Reseñas insuficientes
26Capítulos
53.6Kleídos
Leer
Añadido
Denunciar
Resumen
Índice

Adriano era arrogante e nunca imaginou que precisaria de alguém, ainda mais de Bianca, que ele achava feia e sem charme, uma coitada que nada mais era do que uma secretária capacho. Mas foi justamente ela quem lhe estendeu a mão na hora que ele mais precisou. / Bianca trabalhava para Adriano pelo salário que lhe permitia viver de uma forma melhor do que o que estava destinada, mas o tinha como um homem rude e sem respeito. Só que foi ele quem mudou sua vida de forma radical e lhe permitiu realizar o que mais sonhava. / Duas pessoas diferentes, uma mesma necessidade. Ser amado!

Leer más
Comentarios Deje su reseña en la aplicación
No hay comentarios
26 chapters
1. A Descoberta
Adriano... Raiva era pouco para dizer o que eu estava sentindo. Minha vontade era xingar bem alto, ali mesmo no meio de toda aquela gente no restaurante lotado. Eu não ligo mesmo. Nunca liguei para a opinião dos outros.  E eu nem estava me importando se alguém acharia feio, caso eu fizesse uma cena. Só não fazia isso por causa de Alexandre. _ Não aceito isso. Deve ter algum engano. Reveja isso com calma. _ Não há engano nenhum, Adriano. Nenhum mesmo – Alexandre acendeu um cigarro _ O seu avó foi bem claro quando fez o testamento dele. Cada detalhe.

Leer más

2. A Ideia
Quando entrei no escritório eu parecia um furacão. Estava com muita raiva da última novidade que meu avô me aprontou. Não dei a mínima para minha secretária, Bianca Santana. Ela se assustou e derrubou alguns papéis no chão. Me deu até vontade de gritar com ela. “Criatura desastrada, vive derrubando tudo”. _ Senhor Mendez – ela disse em tom baixo _ Não o esperava aqui no escritório. _ E eu estaria onde? – fui ríspido, cruzei os braços _ Se o escritório é meu, posso vir aqui quando me der vontade. Ou eu tenho que lhe pedir permissão agora? _ S-Sim... Eu quis dizer a
Leer más
3. O Plano
Adriano... Eu estava tão maluco com a ideia de ter de me casar que quase não dormi e agora estava ainda mais aborrecido do que ontem. Isso era ótimo, para ser bem irônico. Se Hank não fosse tão irritante com essas regras familiares eu poderia já ser o dono legal do castelo á essa hora. O tempo corria e eu precisava me organizar para não deixar Diogo passar na minha frente. Isso eu não iria admitir. Diogo nem mesmo gostava desse tipo de coisa. Ele achava que propriedades assim antigas, deveriam ser reformuladas e modernizadas. Dizia que o passado deveria ficar para trás. Se ele ganhasse o castelo, eu poderia dizer adeus de vez á propriedade.
Leer más
4. Bianca
Bianca... Eu ainda não entendi o que o Sr. Mendez quis fazer com essa chamada e nem porque queria que parecêssemos íntimos. Foi estranho. Ele era estranho. Sempre fazia o que lhe pedia e ainda assim me tratava mal. O homem parece que me detesta e eu nem sei o motivo. Acho que só de chegar perto ele se irrita, por isso mesmo eu até evito e só falo com ele o necessário. O celular vibrou. Era a atendente da clínica. Precisava falar comigo. _ Eu não recebi nenhum aviso. _ Deve ter sido algum problem
Leer más
5. A Proposta
Bianca... Acho que paralisei. Não consigo entender o que ele disse. Meus ouvidos estão com um zumbido estranho, parece aquela música de filme de terror. Talvez eu fosse mesmo um pouco lenta como ele sempre me dizia. Acho que abri e fechei a boca várias vezes sem emitir som porque ele me olhava impaciente. _ Entende o que digo? – arqueou a sobrancelha. _ Não – balancei a cabeça. Desci da cadeira o encarando _ Acho que o senhor está brincando comigo e não gostei da brincadeira. _ Não sou homem de brincadeiras. Não desse tipo.Leer más
6. Adriano
Adriano... Quando ela saiu me deu uma vontade enorme de beber. Sentia meu corpo inteiro formigar. Eu nunca fiz uma coisa assim, pedir ajuda para conseguir algo para mim. Enchi um copo de uísque e liguei para Alexandre. Tinha que contar sobre a ideia dele começando a nascer. _ Parabéns! Eu não achava que isso daria certo – ele disse rindo. _ Como não? A ideia foi sua – me sentei na cadeira da varanda. _ Eu sei, mas pensei que seria tão cabeça dura que não baixaria a bola para se casar com uma secretária. Ela é mesmo uma santa. Se f
Leer más
7. O Contrato
Adriano... Cheguei ao escritório bem cedo e a chamei. Agimos como se estivesse tudo normal para não chamar a atenção dos outros funcionários. Para todos os efeitos já estávamos namorando escondido, assim se não desse certo terminávamos e tudo seguia como sempre. Essa seria a versão que iríamos contar a todos que perguntassem. _ Daqui a pouco você tem compromisso com a Bete. _ Quem é Bete? – ela ficou confusa. _ É a dona do salão que vai dar uma geral em você. Ela é de confiança e muito séria, não vai te fazer perguntas pessoais. Ouça as d
Leer más
8. A Mudança
Adriano... *Durante o trajeto até a casa dela, Adriano ficou calado, pensando no que estava para fazer, mas assim que viu onde ela morava desandou a falar, reclamando de tudo. _ Esse lugar é péssimo. Como pode viver aqui? _ É o que posso pagar – ela tremeu _ E você não tem que reclamar, não mora aqui, mora? _ E onde diabos gasta o seu dinheiro? Com roupas é que não é – olhou de cara fechada o lugar feio e pequeno _ Não tem nada aqui. É tudo pequeno e apertado. Sem cor, sem graça.
Leer más
9. Bianca
Bianca... Não consigo mais dormir e a culpa é de Adriano. Como sempre ele conseguia me tirar a paciência e tranquilidade. Antes esse assunto de sexo não estava nos planos e agora me assombra. Claro, mais uma mudança repentina dele. “Como faço agora”? Eu nunca pensei que teria um amante, menos ainda que fosse meu ex-chefe e que ele fosse meu marido. Bom, eu nem pensava em ter um marido um dia. “Que coisa bizarra”! Minha mente está tão cheia que até me sinto cansada. Tanta cois
Leer más
10. Emília
Bianca... Eu nunca soube como agir com empregados particulares, também nunca tive um. O máximo que cheguei a ter foi uma diarista que trabalhou na casa de Emília durante um tempo antes de ela adoecer. Quando tive que escolher entre comprar os remédios e pagar alguém para limpar a casa, decidi eu mesma fazer a limpeza, até porque nunca tive drama com relação a isso. Era feliz só de ter um teto sobre minha cabeça, um prato de comida quente e uma cama para descansar. E eu mesma fazendo a faxina economizava muito mais. Até aprendi alguns truques de limpeza que me ajudaram a economizar material, assim não precisava ficar comprando direto. A educada senhora que trabalha para ele, na verdade se ch
Leer más