Mulheres Assassinas

Mulheres AssassinasPT

Vanessa Matos  En proceso
goodnovel16goodnovel
0.0
Reseñas insuficientes
22Capítulos
273leídos
Leer
Añadido
Denunciar
Resumen
Índice

Mary Anne, Ana Bel e Joana são três amigas inseparáveis que não só dividem o aluguel de uma casa, mas por apreciarem a companhia uma da outra, decidem se divertirem juntas nas férias, alugando uma casa isolada em uma cidade pequena chamada Pierce, a fim de passar algumas semanas e respirarem um pouco do ar fresco. Mas nem tudo ocorre conforme o planejado, visto que logo quando elas chegam a uma bifurcação próxima à entrada da cidade, elas se deparam com um grupo de rapazes um tanto encrenqueiros. Mary Anne, então, passa a viver um pesadelo após aquele momento. E por ficarem muito preocupadas com o desaparecimento da amiga, Ana Bel e Joana saem em sua defesa, cometendo crimes tão bárbaros que a cidade de Pierce nunca viu.

Leer más
Comentarios Deje su reseña en la aplicación
No hay comentarios
22 chapters
Agradecimentos e Prefácio
AgradecimentosAgradeço, primeiramente, ao Senhor Jesus: meu único e suficiente Salvador, que me proporcionou uma história de vida transformada pelo Seu amor. E sou muito grata ao Senhor por tornar possível o sonho da escrita.Aos meus pais Dirlene e Fernando, e demais familiares, que sempre me incentivaram na carreira como escritora, apreciando e apoiando tudo o que eu faço.Dedico este livro ao meu único Senhor e Salvador Jesus Cristo. PrefácioA alegria tomou conta do meu coração no dia em que recebi o convite da minha filha Vanessa para ler o seu livro, a fim de escrever o seu prefácio.O livro “Mulheres Assassinas” é composto por uma narrativa que pode deixar o leitor apreensivo algumas vezes e de muitas formas, pois a imaginação se mistura com o sentimento de aflição em alg
Leer más
Prólogo
Pierce é uma cidade pequena que se localiza em meio a muitas montanhas, com algumas cabanas e chalés em meio às árvores densas e frondosas o suficiente para não deixar que a luz do sol penetre por entre as folhas, conferindo um visual muito bonito e aconchegante, principalmente nos dias frios, que devido à elevada altitude torna possível que os moradores, e visitantes que frequentam o local, vejam o nevoeiro que se apresenta e, às vezes, impede a visão dos lindos pinheiros que se encontram em algumas partes das imediações e ao horizonte.A cidade de Pierce é muito tranquila e silenciosa, possuindo apenas cerca de cinco mil habitantes. E de acordo com o costume de muitas cidades pequenas e que se localizam no interior, os moradores se conhecem e interagem entre si, principalmente quando a cidade recebe algum visitante. Portanto, há cerca de dois anos um grupo composto por quatro rapazes
Leer más
Capítulo 1
Mary Anne é uma mulher que possui cabelos longos e lisos, na cor castanho escuro, com alguns fios dourados. Seu cabelo a deixou com um visual de morena iluminada, cujo comprimento se estende até a altura da cintura. Possui olhos castanhos e pele clara. Por ela passar a maior parte do dia em um escritório de contabilidade, ela precisa usar saia e sapatos de salto, mostrando uma elegância que se renova todos os dias.Ana Bel, por sua vez, também possui olhos castanhos, cabelos longos e castanhos escuros, entretanto, ela costuma dar preferência a penteados que precisem reunir todos os fios de seu volume capilar em um elegante coque, mantendo-o preso devido ao seu trabalho de exploração geológica.Por fim, Joana é uma mulher loira, de pele clara e de cabelos lisos. Com os olhos verdes, ela acaba sendo mais atraente do que as demais, ainda que todas sejam lindas. Devido ao seu trabalho de estilista, ela pre
Leer más
Capítulo 2
No único quarto que a casa que elas moravam tinha disponível, o espaço era dividido pelas três, tendo cada uma a sua cama de solteiro e um único closet, onde elas guardavam as suas roupas, as quais não podiam ser em grande quantidade. De frente para a porta do quarto, tinha uma grande janela, a qual permitia uma visão para as paredes elevadas de uma escola. De modo que a paisagem não fique completamente cinza, na época em que essa escola foi construída, a prefeitura ordenou que fosse plantada uma árvore em suas proximidades. E essa árvore desde então foi crescendo e proporcionando uma vista que tranquiliza cada uma das meninas nos primeiros minutos do seu dia. A cama mais próxima a janela é a de Joana. A do meio é a de Mary Anne e a cama que fica mais perto da porta é onde Ana Bel descansa.Quando finalmente chegou o dia de viajarem e começarem a curtir
Leer más
Capítulo 3
Depois que Ana Bel verificou a distância desde a casa delas até a cidade de Pierce, ela teve a ideia de fazerem a viagem de carro, pois as duas cidades não eram tão distantes entre si. Ao planejar como seria feita essa viagem, ela comunicou as demais meninas os seus prós e contras e depois que elas entraram em consenso, elas combinaram entre si que o carro mais econômico e mais adequado para fazer esse trajeto seria o de Mary Anne, o qual era o único que tinha a possibilidade de se locomover utilizando o gás como combustível veicular. Mary Anne era uma mulher muito simpática e solícita, entretanto, tinha um pouco de ciúme das suas coisas, principalmente do seu carro. Contudo, ela aceitou que Ana Bel assumisse a direção de seu carro, pois como ela já tinha feito todo o planejamento, incluindo as rotas que elas deveriam seguir, Ana Bel era a única das mulheres que estava se se
Leer más
Capítulo 4
Quando eles se aproximaram e pararam bem ao lado de Ana Bel, elas puderam perceber que o motorista era alto, de pele clara, de cabelo curto na cor castanha. E quando ele se apresentou, ele estendeu a mão para que ele pudesse cumprimentara todas e devido a esse gesto, elas puderam observar que ele tinha uma tatuagem, a qual era equivalente ao desenho de uma faca na mão esquerda. Depois de se cumprimentarem, elas tomaram conhecimento de que o seu nome era Thiago. O rapaz que estava sentado no banco do carona, ao lado de Thiago também era muito bonito, mas tinha o cabelo liso, loiro e um pouco longo, até a altura dos ombros. Seus olhos eram grandes, permitindo que elas vissem que a cor era verde, parecendo com a nuance de uma relva fresca. Quando os olhos de Ana Bel encontraram esse homem, ela reparou que ele tinha uma tatuagem com o desenho de um diamante no ombro. Em seguida, elas ouviram Thiago apresentar esse amigo, cujo nome era Daniel.Segundos
Leer más
Capítulo 5
Quando elas começaram a identificar a paisagem, a qual era repleta de montanhas, com alguns pinheiros ao longe, elas se lembraram das fotos que viram enquanto pesquisavam a melhor acomodação na internet. E por isso passaram a se sentir ainda mais tranquilas, tanto que o seu semblante que antes era de medo, foi substituído por um semblante de paz.Seguindo confiante com o carro, elas se lembraram de que deveriam se dirigir até o endereço indicado no site de hotéis para que elas pudessem pegar a chave com o proprietário. Ao seguir por mais um tempo naquela estrada de chão, elas avistaram novamente aquele grupo de rapazes, mas eles estavam ao longe, no meio do mato, e parecia que eles estavam brigando com alguém, pois elas conseguiram escutar alguns gritos. Pensando que seria melhor que elas não fossem vistas por eles, resolveram acelerar o veículo, a fim de passar mais rápido por aquela &
Leer más
Capítulo 6
Mary Anne estava muito cansada e necessitava de um banho mais do que nunca, por isso ela mesma se intitulou como a primeira a conferir o funcionamento daquele chuveiro. Sob as preces das demais mulheres devido a vontade de que aquele chuveiro estivesse funcionando perfeitamente de modo a liberar água morna, elas ficaram na sala com os ouvidos atentos ao que Mary Anne teria para falar do seu primeiro banho na casa nova.Como elas escutaram a amiga cantarolando embaixo do chuveiro, Ana Bel e Joana imaginaram que o chuveiro estivesse funcionando perfeitamente devido à alegria e à demora em sair do banho. Enquanto isso no banheiro, estava acontecendo tudo completamente diferente do que as meninas estavam imaginando, pois Mary Anne estava tentando driblar a torneira do chuveiro que não funcionava muito bem. Ou ela abria, esguichando água através de um forte jato, cuja direção era para todos os lados, molhando o banheiro todo.
Leer más
Capítulo 7
Conforme os quilômetros da estrada avançavam, ela ficava ainda mais longe da casa que ela tinha alugado junto com as suas amigas. Com o tempo, ela foi percebendo que a estrada estava muito esburacada, fazendo-a se sentir confusa, pois mais cedo ela não tinha percebido tantos incômodos ao passar por ali, pois a estrada não estava daquele jeito. E devido à dificuldade na obtenção da claridade, pois os seus faróis não estavam clareando de forma tão satisfatória por eles já estarem com as lâmpadas enfraquecidas, ela começou a ficar nervosa. Pensando em parar o carro para ligar para Ana Bel ou para a Joana, a lembrança de que aquela era uma região que não tinha qualquer sinal de aparelho de celular, voltou como um monstro em sua mente, fazendo com que ela ficasse ainda mais trêmula, pois ela percebeu que poderia estar perdida e sem conseguir falar com as suas a
Leer más
Capítulo 8
Thiago já estava muito nervoso, assim como os outros rapazes, que por sua vez, estavam sedentos para se vingar de Mary Anne, devido ao soco que ela tinha dado em seu rosto há algumas horas antes. Ele tocou a maçaneta da porta do carro, envolvendo-a com os seus dedos, enquanto batia com a outra mão no vidro, pressionando Mary Anne para que ela abrisse a porta e descesse do carro. Mas devido ao terror que ela estava sentindo, ela não conseguia fazer nada a não ser chorar e gritar:– Por favor, me deixem em paz!Como resposta a esse grito de Mary Anne, Thiago soltou a maçaneta e se virou de costas para o carro, deixando a sua vítima ainda mais apreensiva com o que ele poderia fazer em seguida.Mary Anne parou de gritar por alguns segundos, mas de repente Thiago se virou novamente e com um golpe quebrou o vidro da porta do motorista, de forma que os estilhaços pontiagudos voaram para todos os lados
Leer más