Tears that I Cried

Tears that I CriedPT

Artemis Cassana  Em andamento
goodnovel16goodnovel
0.0
Avaliações insuficientes
20Capítulos
405leituras
Ler
Adicionado
Denunciar
Resumo
Índice

7 anos se passaram desde que havia sido deixada sozinha e em uma sarjeta qualquer após contar ao homem que amava, que estava grávida. Seus anos foram mais difícil do que poderia medir, e só pode respirar depois que seu melhor amigo declarou-se á ela e tornou-se pai de sua filha, mais o que Narin não poderia imaginar, era que Stevie voltaria para a cidade e não só balançaria seu coração vicioso como exigiria seus direitos paternos sobre sua filha.

Ler mais

Você também vai gostar de

Comentários Deixe sua avaliação no aplicativo
Não há comentários
20 chapters
Prólogo
  O carro parava na entrada do local, a luz vermelha do grande painel com os dizeres "MOTEL" piscavam incessantemente. Havia mais dois carros na frente deles, até chegarem as suas vezes. O moreno estava no volante, havia feito 18 anos a poucos meses. Usava uma calça jeans preta, uma camisa de botões vinho, com a manga dobrada até o antebraço e alguns botões abertos. Usava uma camiseta regata preta que delineava o tórax forte e musculoso por baixo da camisa. Os cabelos negros estavam mais arrepiados que o normal, o que o deixava com um ar mais jovial. Ao seu lado no banco de passageiro estava uma morena de olhos perolados e rosto angelical. Usava um vestido longo frente única preto. Um leve decote em V, mas que ressaltava as curvas dos seios fartos. Os cabelos negro-azulados estavam soltos e apenas uma leve maquiagem delineava os olhos tornando-os ainda mais brilhantes, nos lábios car
Ler mais
Capítulo 1 - Retorno
 “O som do choque da bola no piso era ouvido por toda a quadra, os gritos e o som alto de pessoas falando ao mesmo tempo espalhavam por todo o ambiente. O moreno de 17 anos corria quicando a bola de basquete no chão, passou pela defesa do time adversário e lançou a bola que caiu certeira na cesta, marcando o ponto da vitória. Ao mesmo tempo em que o relógio marcava o tempo que faltava para o jogo acabar, zerava.   O grito da torcida soou alto na quadra, o time abraçava o capital que havia marcado a cesta que os levaram as finais do campeonato interescolar. Lian puxava o amigo da aglomeração rodeando o braço no pescoço do Cassano.   — É isso aí  . O que acha de irmos comemorar com as garotas? — perg
Ler mais
Capítulo 2 - Encontro com o passado
 "A música alta e o cheiro de bebida inundava toda a mansão Cassano, onde acontecia a festa, já que os pais de Stevie estavam viajando e o irmão fazia faculdade. O moreno corria pelos corredores apressado, lembrava de quando Clarice apareceu no grupinho dos garotos e contou o ocorrido — Vocês têm que me ajudar, a Narin viu o Lian com a Victoria e os dois acabaram brigando feio. Agora a Narin bebeu demais e está lá dançando de uma maneira muito inapropriada na sala. — O Cassano nem terminou de escutar e já saiu correndo até onde estava a morena. O copo de cerveja que bebia não sabia nem onde foi parar. Finalmente chegou a sala, onde os amigos haviam afasta
Ler mais
Capítulo 3 - Confusão da mente
 "Finalmente bateu o sinal para o terminar da aula. Juntou os materiais apressados e se pôs a correr para fora da sala de aula até o estacionamento. Se fosse rápida talvez o encontrasse antes dele ir embora.   Chegou ao estacionamento e finalmente pôde suspirar aliviada ao vê-lo do lado de sua moto preta e com o capacete da mesma cor nas mãos pronto para subir.   - Stevie! - chamou com sua voz melodiosa se aproximando do Cassano a passos lentos.  Viu-o virar para si com uma expressão confusa no rosto. Quando chegou a sua frente continuou com as bochechas um pouco coradas e fitando os próprios p&ea
Ler mais
Capítulo 4 - Perdas
"O apito soou alto pela quadra, marcando o fim do jogo e dando o título do campeonato de basquete para o colégio Unbriedge High School. Stevie, capitão do time, levantava a taça de campeão, enquanto os outros jogadores aglomeravam à sua volta e alguns o suspendia no ar. Os gritos e a comemoração era grande, aqueles mesmos jogadores ganhavam pela segunda vez consecutiva o campeonato de basquete inter-escolar.   Entregou a taça para Lian que comemorava com os outros e avistou Narin cumprimentando o primo Leon Nocfel, que também era do time. Mas dessa vez estava se despedindo do time, já que era seu último ano. Viu quando ela deixou o primo e começou a caminhar até ele com um sorriso grande e doce nos lábio
Ler mais
Capítulo 5 - O Desejo de AMARA
"A lua cheia e brilhante jazia alta no céu negro e estrelado. No centro de Tokyo acontecia o famoso e tão conhecido Festival de comemoração da chegada do Ano Novo. Muitas pessoas passavam pelas ruas, e crianças corriam de um lado para o outro sorridentes. As barracas tanto de jogos, como de comidas estavam lotadas. Casais aproveitavam a noite com seus amados para um novo ano que se segue. Todos que estavam ali se divertiam e isso não era diferente para a garota de 17 anos, de profundos olhos perolados, que estava maravilhada com a beleza do local.   A morena usava um vestidinho leve tomara que caia branco, onde no busto era preso por uma fita lilás e o laço caia displicente pela lateral do busto, nos pés uma sandália de salto fino mediano
Ler mais
Capítulo 6 - Desavenças
"Faltavam poucos segundos para fecharem o portão do colégio quando Narin adentrou a escola correndo. Era seu primeiro dia de aula letivo no último ano e já estava atrasada. Corria pelos corredores com o fichário na mão, o uniforme impecavelmente limpo e passado se movimentava com os movimentos de seu corpo. Havia olhado rapidamente seu nome na lista para saber em que sala ela ficou e já saiu correndo rapidamente pelo colégio, não teve nem tempo de olhar se outras pessoas conhecidas também ficaram na sua classe. Finalmente chegou em frente a sala com a respiração um pouco ofegante. Passou as mãos de leve pelos cabelos, endireitou-se e finalmente pode bater na porta que foi rapidamente aberta pelo professor que a olhava com uma expressão
Ler mais
Capítulo 7 - O Noivado de Clarice
 "O mês passou rapidamente para os alunos do colégio Unbriedge School, onde os novatos já haviam feito amizades com bastantes alunos e os grupinhos de sempre já estavam formados e cada um em seus cantos. Stevie continuava como capitão do time de basquete, Lian também continuava no time e Ian havia entrado no time no lugar de Leon que já havia se formado. Narin havia deixado seu cargo como uma das líderes de torcida e agora fazia parte do grupo de jornalismo, onde ela era a encarregada por tirar as melhores fotos para o jornal do colégio. A morena sempre teve um aperfeiçoamento por fotografia e agora que estava no último ano queria investir mais no seu sonho. Clarice continuava como líder das líderes de torcida e agora brigava ainda mais com Victoria que fazia de tudo para tirá-la do cargo e tomar o seu lugar. 
Ler mais
Capítulo 8 - Verdades
""O som alto e o jogo de luzes tomavam conta do interior da mais nova boate de Tokyo, Space Dance. Várias pessoas dançavam pela pista e outras estavam sentadas nas diversas mesas espalhadas pelo local. Stevie com muito custo e depois de ter conseguido se livrar de Clarice, Lian e Ian que haviam ido de intrometidos junto com ele e Narin, conseguiu levar a Nocfel para um outro canto da boate onde pudessem ficar alguns minutos sozinhos.   Andavam esbarrando em várias pessoas, às mãos da Nocfel eram puxadas por Stevie que tentava sair daquela aglomeração. Quando finalmente chegaram num local onde tinham poucas pessoas, o Cassano puxou-a para frente e a prensou na parede, logo tomando seus lábios num beijo fervoroso e quente.   - Stevie... por favor... - tentou dizer Narin envergonhada
Ler mais
Capítulo 9 - Família
 "Todos os alunos do 3º ano já estavam sentados em seus respectivos lugares dentro do ônibus. Os alunos iriam fazer uma excursão para o museu de história natural da cidade vizinha junto com o professor de literatura Stewart Olson, pois com a visita iriam fazer um trabalho valendo nota para o bimestre.   A viagem mesmo não sendo muito longa não teve muitas controvérsias, todos os alunos se comportaram perfeitamente, tirando algumas gritarias que já eram comuns que aconteciam. Todos desceram do ônibus e se aglomeraram em volta do Olson e da guia que iria guiá-los por todo o museu. Assim logo todos já estavam adentrando o museu, uns ansiosos, outros aborrecidos por estarem num lugar daqueles e outros apáticos a
Ler mais