Espiões de Páris (1°Temporada)

Espiões de Páris (1°Temporada)PT

This is a 《Miraculous: As Aventuas de Ladybug》 fanfiction

Katy Martins  concluído
goodnovel12goodnovel
0.0
Avaliações insuficientes
37Capítulos
799leituras
Ler
Adicionado
Denunciar
Resumo
Índice

Durante o dia é Marinette uma garota comum de 18 anos que está cursando moda na faculdade onde estuda com sua melhor amiga Alya que estuda jornalismo. Mas, à noite se torna LadyBug, uma espiã secreta altamente treinada, que sempre resolveu todos os casos que receberá ao lado de sua parceira Rena Rouge. Ambas as duas trabalham juntas na maior e melhor agência de agentes secretos e mais bem treinados de toda a Europa: Miraculous. Porém suas vidas na Miraculous podem se separar ao se depararem com o novo integrante da agência, junto de um difícil caso que caíra em suas mãos. Venha ler está minha fanfic de Miraculous As Aventuras de LadyBug.

Ler mais

Você também vai gostar de

Comentários Deixe sua avaliação no aplicativo
Não há comentários
37 chapters
Capítulo 1: A vida de Marinette
Mais uma bela manhã na maravilhosa cidade de Paris, e Marinette ainda esparramada na cama, e como se ainda não bastasse roncando feito uma porca velha, mas isso não dura nem 5 minutos, devido seu despertador que começa a tocar feito um loco, ela se revira na cama e acaba por cair de cara no chão, resmungando de dor ela se levanta, desligando o despertador e vendo estava atrasada (como de costume) para encontrar com Alya.Marinette corre de lá, tropeça de cá e corre pra lá de novo, atrás da sua mochila com os seus materiais de didáticos, logo pegando a roupa que usaria, não fazia nem dois anos que Marinette, junto de Alya tinham começado a frequentar a universidade, Marinette estuda designer de moda, enquanto à Alya estuda sobre jornalismo, elas duas adoram estar na melhor universidade de Paris.Marinette termina de se
Ler mais
Capítulo 2: Novos parceiros
Vestida com seu traje vermelho com bolhinhas pretas, lá estava Marinette ou como era mais conhecida vestida daquela forma: Ladybug.Ladybug pula de prédio em prédio em direção à passagem secreta, dentro de um prédio do antigo departamento de polícia, que agora é usado apenas como depósito, perfeito para que ninguém suspeitasse da passagem.A jovem adentra o velho edifício por uma das janelas abertas, ao parar no chão, ela se encaminha para uma das paredes onde aciona um botão camuflado, logo se afastando alguns passos para trás, ali o chão se abre fazendo com quê uma cabine de elevador suba, em seguida abrindo suas portas, Ladybug entra na cabine, a mesma se fecha, a cabine volta para dentro do chão, mas não desce até o final do seu destino, assim que o chão se fecha a cabine para e assim a voz robótica do elevador com
Ler mais
Capítulo 3: Lady Bug e Chat Noir
Rena Rouge e CarapaceA frase ecoa pelo ouvido da joaninha e da raposa, não acreditando nas fotos no telão.— Ladybug e Chat Noir!— anuncia em alto e bom som o velho senhor asiático.Ladybug e Chat Noir...Ladybug e Chat Noir...Ladybug e Chat Noir...Aquelas palavras ecoavam na mente de Marinete, aquilo era um absurdo, Ladybug é uma agente de elite como ele poderia trabalhar com um novato, que muito provavelmente acabará de sair da academia militar e não deve ter nem 2℅ das suas habilidades, ele não estaria qualificado para participar dos casos que ela recebia nem com dias duros de treinamento,
Ler mais
capítulo 4: novos equipamentos
Chat Noir vai atrás da parceira sem olhar para os outros dois, que logo saem do laboratório, Ladybug procura pelo responsável por cuidar do laboratório, logo é assustada pelo mesmo saltando de trás da bancada. — Pégase! Que susto!— o garoto com roupa de pônei/cavalo ri. — Deveria parar com isso! — Eu sei senhorita Ladybug!— ele ri mais uma vez. — Vieram pegar seus kwamis, imagino! — Exato Mestre Fu disse que os nossos estão prontos, a propósito sou Chat Noir!— ele estende a mão para Pégase. — Seja bem vindo à Miraculous Chat Noir!— eles apertam as mãos. — Você teve muita sorte, parceiro da Ladybug, ou talvez muito
Ler mais
capítulo 5: Tikki e Plagg
Ladybug acabará de sair da agência, havia mostrado exatamente tudo para seu novo parceiro e amigo Chat Noir, eles conversaram muito, tomando muito cuidado para não entrarem em detalhes de suas vidas pessoais.A azulada pula de telhado em telhado, o mais rápido que podia queria chegar logo em casa e tentar saber mais sobre seu kwami, que no momento, se encontra no bolso de seu uniforme vermelho de bolinhas pretas, todo o trajeto ela ficou à pensar em um nome para dar ao mini robô, ela teve a idéia de chamar seu kwami de Tikki, em homenagem à um urso de pelúcia que a garota tinha quando mais nova.Finalmente Ladybug chega à sua casa, ela entra em seu próprio quarto pela escotilha da varanda, fechando— a em seguida, a garota logo relaxa, agora estava em casa, ela logo tirou sua roupa de joaninha, a colocando no fundo de u
Ler mais
capítulo 6: Luka!
Marinette acorda antes de seu despertador tocar (o que é um milagre), ela se senta na cama se alongando, ela levanta e vai ao banheiro, j**a uma água do rosto antes voltar ao quarto e ir se preparar para a faculdade, e dessa vez ela não pretendia se atrasar para encontrar com Alya na cafeteria para tomarem café da manhã juntas.Cinco minutos se passara, e Marinette já estava pronta, porém, entretanto, ela tem o pressentimento de está se esquecendo de algo, algo importante, ela olhou sua mochila, uma, duas, três vezes, mas tudo que ela iria precisa estava ali até ela se lembrar.— Tikki!— exclama se lembrando da kwami, ela procura pela nova amiga mecânica a qual conversou bastante na noite passada descobrindo mais de suas habilidades. — Tikki?— chama Marinette pela kwami.

Ler mais

capítulo 7: Trabalho
Alya e Marinette se despediram de Luka, o mesmo tinha que ir trabalhar, e as duas amigas tinham que se apressar para irem à faculdade, não que estivessem atrasadas, muito pelo contrário, estavam até adiantadas, o edifício não era longe ali, então estavam tranqüilas por em quanto.Elas rapidamente chegam ao portão da faculdade, que acabara de ser abertas pelo inspetor de pátio, elas logo entraram e como tinham bastante tempo antes de irem para suas salas, se sentaram em um banco ficaram conversando sobre algumas coisas, vezes ou outra sobre seus novos equipamentos, tomando bastante cuidado quando alguém se aproximava.O sinal toca então as amigas se despedem uma da outra, e seguem para suas salas de aulas, até o momento, nem Nino e nem Adrien haviam chegado.Marin
Ler mais
Capítulo 8: Missão
As portas se abrem, permitindo a saída de Ladybug do elevador, ao seu lado, Tikki, voa em pleno silêncio, e segundo a mesma, a azulada teria que ir até a sala de Mestre Fu.Será que Chat Noir também foi chamado?— pensa a azulada.Ela anda rapidamente pelos longos corredores da agência secreta, se encaminhando para a sala de seu chefe: Mestre Fu, e por onde a garota passava ela cumprimentava alguém que estava em seu caminho ou que passava por ela, rapidamente ela chega a porta do escritório do velho asiático que grande parte das vezes vestia uma típica camisa havaiana vermelha e branca, a joaninha b**e na porta, ouvindo um — "Entre"— vindo de dentro da sala.Ela entra na sala, fechando a porta atrás de si, ela se vira vendo Mestre Fu tomando uma xícara de chá, ele
Ler mais
Capítulo 9: Carregamento no Porto
Noite adentro, a equipe BugChat, saltam sobre os edifícios de Paris numa esperança de chegaram adiantados ao porto, que fica exatamente do outro lado de Paris, felizmente, eles conseguem se locomover rapidamente com a ajuda do ioiô da Ladybug e do bastão do Chat Noir.Chegaram ao porto em minutos, se escondendo em cima de um dos galpões dali, ficaram agachados, olhando por todo o perímetro, a procura de alguém.— Parece que não tem ninguém!— disse Chat em tom de voz normal.— Fale baixo Chat! Temos que ser extremamente discretos, e não podemos ser vistos!— repreende Ladybug em um sussurro.Foi mal!— responde ele igual a ela.Ladybug pega seu ioiô prin
Ler mais
Capítulo 10: É tudo ou nada
Ladybug e Chat Noir estavam logo atrás do caminhão em movimento, mas a azulada estava com um mau pressentimento, e isso à deixada preocupada, dizendo repetidas vezes para seu parceiro ficar em alerta, e para ter atenção à sua volta, os cidadãos de Paris podem está dormindo, mas ratos nunca dormem, pelo contrário, eles ficam à espreita, esperando a hora certa para saírem de seus esconderijos.Alguns minutos se passam, tudo estava calmo, calmo de mais para a azulada, os dois parceiros param no terraço de um prédio, aguardando o caminhão que parou no semáforo, estavam quase chegando, o laboratório fica fora da cidade, dentro de uma mata, é extremamente vigiado, segurança de alto nível.Caminhão voltou a andar, mas Ladybug percebera algo estranho, ali na frente, onde dois becos ficam de frente um para o outro, uma névoa de
Ler mais