4 - Vampiro Dos Meus Sonhos

4 - Vampiro Dos Meus SonhosPT

Cassandra Branca  concluído
goodnovel16goodnovel
0.0
Avaliações insuficientes
41Capítulos
9.7Kleituras
Ler
Adicionado
Denunciar
Resumo
Índice

Uma mestiça com sangue humano, testemunha de uma traição cruel. Um vampiro obsessivo que não perde uma oportunidade de a assediar. Christine era uma Dhamphir que somente pensava no amor como algo puro sem interesse , até ser usada por Eduardo, um vampiro sem escrúpulos que julgava poder tudo, sobre todos os que o rodeavam. Depois de Christine fugir de suas garras , ela encontra asilo no clã dos Independentes, onde conhece Nicholas um Guerreiro letal que a perturbava intensamente mesmo depois de uma desilusão amorosa. Não entendia como seu coração poderia de novo tentar amar, mas ele a deixava quente como o Inferno. Seria Christine capaz de voltar acreditar no amor, ou a perseguição de Eduardo colocaria fim a tudo aquilo que ela desejava...sua liberdade e seu atraente vampiro... Nicholas!

Ler mais

Você também vai gostar de

Comentários Deixe sua avaliação no aplicativo
Não há comentários
41 chapters
Capitulo 1
 Não podia desistir! Não agora que estava tão perto de conseguir. Faltavam mais uns metros para alcançar a minha desejada liberdade. O sol espreitava no horizonte , altura certa em que Eduardo estaria adormecido assim como os restantes habitantes daquela casa . Os humanos , escravos de sangue começavam a chegar para as suas tarefas diárias, colocando em ordem uma mansão que mais parecia um palácio, onde seu mestre e seus ocupantes restabeleciam suas energias longe da luz do dia. somente nisso prestavam atenção, suas tarefas, nada mais ao seu redor . Uma moça passeando pelos jardins não era algo com que se deviam preocupar, assim como eu esperava, me ignoravam, sem se importarem se entrava em combustão ou simplesmente desaparecia em segundos . Era exatamente o que pretendia fazer, o mais rápido que me
Ler mais
Capitulo 2
 Sem dúvida era a voz de Eduardo elogiando um bom trabalho, tudo estaria bem se o macho em questão não tivesse agradecido, acrescentando que Olson não tinha percebido de onde o golpe tinha surgido, depois do veneno o ter limitado.Oh Meu Deus !!!! Levo a mão a boca quando os soluços começam , junto com as lágrimas correndo em meu rosto, me deixo cair de joelhos em choque , meu corpo paralisa , mesmo quando percebo que o silencio se instala no ar e a porta se abre ainda mais. Queria correr , fugir para longe ,mas meu corpo não obedecia aos meus comandos, uma sombra se aproxima, sabia quem poderia ser e não queria encara-lo, não agora , não tinha forças para isso. Eduardo se ajoelha na minha frente , levantando meu queixo coloca um dedo
Ler mais
Capitulo 3
 Sem perder mais tempo e me livrando de tais pensamentos violentos sigo para o bar noturno indicado pelo humano escravizado por sangue. Proprietário de uma transportadora, suas informações não eram muito detalhadas sobre o clã, mas a informação de que o bar era um dos intermediários em suas entregas mensais era o suficiente.Mestres tinham a lealdade de certos humanos , dispostos em pontos estratégicos , úteis aos seus negócios , os viciavam com seu sangue, assim eles fariam qualquer coisa para ter mais uma dose . Lealdade comprada à força, eu diria , mas resultava, certos assuntos teriam que ser tratados à luz do dia , assim eles eram um meio seguro para se
Ler mais
Capitulo 4
 Eduardo abriu os olhos com um sorriso estampado em seus lábios, depois de uma curta mas eficaz conversa com Christine na noite interior , tinha a certeza que ela o estaria esperando obedientemente em seu quarto. Apesar de sua resistência, finalmente tinha percebido que ele era mais forte, nas suas vontades e seus desejos.Afinal ele era seu Mestre agora , lhe devia total obediência , além de lhe pertencer totalmente e se queria reivindicá-la , somente uma escolha Christine poderia ter , aceitá-lo.Eduardo tinha-a prevenido subtilmente que devia dormir durante o dia em vez de andar a explorar a cidade como habitualmente, a partir de agora ela estaria de novo em sua cama, as vezes que ele desejasse , ela o serviria com seu delicioso corpo,intocado por outro. Sorriu perante aquele pensamento, tudo estava a correr como tinha planeado, demorou algum tempo
Ler mais
Capitulo 5
Não demorou muito para sentir inúmeras energias, olhando ao redor as auras surgiam no meio dos humanos que começavam a dançar com suas bebidas exóticas, se divertindo com gargalhadas altas e sorrisos ingénuos , não sabendo que vários predadores os rodeavam e observavam. Um arrepio na nuca me deixou alerta, energias que eu conhecia estavam por perto, perto demais para meu gosto. Rapidamente me levanto, sob os olhares perplexos de meus novos amigos, não dou qualquer explicação, simplesmente corro para a saída do bar , contornando o maior numero de humanos na pista de dança, tento atrasar quem me seguia . Maldição, tinham me descoberto . Acelerando o passo, não dou a mínima a quem entra no lugar , somente me interessava sentir a brisa fresca da noite no meu rosto. Logo que a sinto, a esperança de ter co
Ler mais
Capitulo 6
  Caminhando pelas ruas escuras da cidade , Nicholas tinha um pressentimento que a noite não seria tão tranquila como parecia , o arrepio em sua nuca o colocava em alerta olhando subtilmente para todos os cantos escuros . Renegados estavam á espreita e desejava bastante que se chegassem à frente para lhes proporcionar uma noite cheia de ação somente com a lua como testemunha. Esboçando um meio sorriso se recosta no enorme candeeiro de rua que iluminava a pequena calçada deserta. Cruzando os braços sobre o peito observa atento todos os movimentos do outro lado . Um pequeno morcego andava em círculos atraído pela lâmpada do poste que pouco iluminava a entrada do novo bar inaugurado nessa noite . Humanos em fila tentando ansiosos entrar no evento do momento,o chamado ponto alto da semana, não tinha
Ler mais
Capitulo 7
 Rodopiando o punhal na mão direita, o silêncio é interrompido pelo som o celular. Sem desviar o olhar do vampiro que se prepara para atacar , Nicholas atende a ligação resmungando.__ Não é uma boa hora !!!!__ Bom, me desculpe mas temos uma situação aqui e parece urgente .Alleandro soava um pouco eufórico , mais do que o habitual, não era um guerreiro da elite , mas um hacker excepcional que pertencia ao clã perto de uns 30 anos . Longe de ser um nerd , mas um dos melhores na sua área. Raramente ligava , sabia que seria alvo de seu mau humor se não fosse importante .__ Começa a falar ... e sem rodeios!Sua visão não se desvia do renegado que olha ao redor vendo seu companheiro de emboscada com o pescoço torcido, seu ódio é visível no olhar
Ler mais
Capitulo 8
 A minha consciência retornou aos poucos, o sabor metálico persistia na minha boca, mas o mais estranho eram as dores. Não sentia nenhuma! "Como podia isso ser possivel? "O pensamento rapidamente bate como um soco no estomago. "Oh droga...não... não pode !!! "Algum vampiro tinha compartilhado seu sangue , por isso estava curada. Agora estaria dentro da cabeça de alguém, que sentiria todas as minhas emoções alem de que teria um gps incorporado , ele me encontraria em qualquer lugar." Inferno !!!"Investigando cada detalhe do quarto estranho, reparo que estou deitada numa cama King Size, na minha opinião , grande demais, uma pessoa podia se perder debaixo dos lenções numa cama dessas. Acendendo o pequeno candeeiro na mesinha ao lado da cama, analiso a decoração, chego à conclus
Ler mais
Capitulo 9
 __ Bem vinda. - O homem dominante estendeu um braço acenando para que entrasse, até esse momento não tinha percebido que estava estancada firmemente na entrada . __ Sou Mateus! O Mestre do clã dos Independentes.. Clareando a garganta , dou dois passos para dentro, com uma pequena reverencia , me apresento.__ Sou Christine, venho pedir asilo urgente, penso que minhas razões... justificam o pedido.O Mestre volta a acenar, mas desta vez para uma poltrona situada mesmo em frente à secretária.__ Penso que já conhece Nicholas! Ele foi testemunha das suas razões , esta reunião é somente para saber de que clã está
Ler mais
Capitulo 10
 Nicholas voltou a lembrar do rosto da jovem fêmea, mesmo depois  de ter seus ferimentos curados após de lhe dar seu sangue , parecia cansada. Era uma mulher simples mas com uma beleza pura. Cabelo castanho comprido ondulado, os olhos, ele tinha reparado que eram cor chocolate, mas Nicholas parou na boca dela. Uma boca pequena mas com lábios cheios com cor vermelho sangue, suavizado. Os lábios dela o atraiam, como se fossem desenhados com muito cuidado só para serem beijados.Não usava nenhuma maquilhagem carregada o que lhe devolvia um ar inocente. O rosto dela era pálido, mas conseguia perceber o batimento cardíaco e o sangue quente que lhe corria nas veias. Quando a resgatou, o rosto estava encostado ao seu ombro, a suave respiração dela no pescoço o fez sentir calafrios. Há muito tempo que uma mulher não o fazia estrem
Ler mais