Meu Melhor Desejo (Parte II)

Meu Melhor Desejo (Parte II)PT

Lyly  En proceso
goodnovel16goodnovel
0.0
Reseñas insuficientes
18Capítulos
784leídos
Leer
Añadido
Denunciar
Resumen
Índice

!!! Atenção, conteúdo para maiores de 18 anos!!! É necessário ter lido a parte 1, para compreender a parte 2. Após a partida de Alison, Mark se viu obrigado a seguir sua vida sem tê-la ao seu lado como gostaria. Mas o destino trata de colocá-la mais uma vez em seu caminho, dando a ele, uma chance de se redimir, e fazer as coisas do jeito certo. Será que dessa vez, ele vai admitir seus sentimos, e conseguir mantê-la ao seu lado?

Leer más
Comentarios Deje su reseña en la aplicación
No hay comentarios
18 chapters
Consumido
Mark FletcherPassei as últimas duas semanas, tentando provar a mim mesmo, que não estava apaixonado pela Alison. Consegui não procurá-la, mas não pensar nela, foi algo impossível. Achei que se ficasse longe, e evitasse não pensar nela, chegaria a conclusão de que tudo não passava de algo físico, que era apenas uma atração intensa, e que não vê-la, ou pensar nela, isso me daria a resposta. Mas a única reposta que tive, foi a de que preciso mais dela, do que eu imaginava.A falta que sinto agora, não é do seu corpo nú, totalmente entregue a mim. Sinto falta mesmo, é de pelo menos vê-la, poder tocar seu rosto enquanto dorme, de seu olhar doce e inocente, de como ela sorri, de como seu rosto fica gracioso quando ruboriza, e principalmente, em como me sinto feliz quando estou com ela.Agora faz todo sentido pra mim, o porquê eu me senti tão agoniado e, de certa forma, triste quando ela partiu da minha casa. Eu tive medo de perdê-la. Mas
Leer más
O "Miserável"
Mark Fletcher-Como assim você não vai poder ir?- Surgiram alguns imprevistos, compromissos inadiáveis na empresa, e eu não poderei discursar hoje. Então preciso que você vá.- Mas eu não costumo fazer isso. Ficamos combinados que eu faria presença nos eventos, e você faria os discursos nos lugares em que nossa empresa faz colaborações.- Eu sei, mas eu não posso adiar esse compromisso de hoje, e você está disponível.- Droga Daniel, eu detesto essas coisas.- Eu sei disso também, mas você vai se sair bem. Confio em você. - ele põe a mão no meu ombro me encorajando.- Quando eu tenho que ir? - suspiro pesaroso.- Agora!- Agora? - o encaro absorto.- Sim! O helicóptero já está pronto à espera. Você só precisa ir até o heliporto da empresa. Aqui está a pasta com tudo
Leer más
Trégua
                      Mark FletcherDepois de toda a esperança que floresceu dentro de mim, não pude simplesmente voltar para o trabalho, e deixar Alison aqui, sem me resolver primeiramente com ela, então depois de falar com ela, liguei no escritório, pedi pra minha secretária reservar um quarto para mim em um hotel da cidade, pedi que informasse ao John, para que me trouxesse algumas mudas de roupas, e o meu carro. Assim como pedi para que cancelasse meus compromisso de hoje, pois não voltarei para a cidade este fim de semana. Preciso estar aqui, pronto e disponível pra poder resolver essas questões com ela.Já passa das 16h, e até agora, Alison não retomou contato comigo. Estou começando a ficar impaciente, e isso não é bom. Ficar andando para um lado e outro desse quarto, vai acabar me deixando paranóico. Mas eu não posso fazer nada, a não ser, esperar. O que custa muito
Leer más
Conflitos Extintos
No pequeno corredor que leva da porta até a sala, ouço algumas vozes agitadas. Adentro o apartamento, e vejo Jane com outras 3 colegas, jogando uno na mesinha de centro da sala.- Alison! Você chegou. Quer jogar com a gente...- ela percebe o Mark vindo logo atrás de mim. - Oh.- Boa noite, meninas. - digo acanhada.- Boa noite. - elas respondem em uníssono.Dada a quantidade de garrafas espalhas entre a mesa e chão, elas já estão aqui, a algum tempo.- Boa noite. - Mark as cumprimenta.- Nossa! Que voz sexy você tem. - uma das meninas diz em meio a um sorriso.- Ei, você não é aquele cara que entregou os certificados na cerimônia de hoje na faculdade? - uma outra garota, mais rechonchuda pergunta apontando para Mark e semiserrando os olhos. - Você fica bem mais bonito naquele terno. - ri largamente.Aff, essa
Leer más
Emoções Profundas
Mark Fletcher Já faz um mês que eu e a Alison estamos juntos, e no último fim de semana eu não pude vê-la, precisei viajar a trabalho, e agora ainda tenho um evento beneficente pra ir esse fim de semana. Confesso que me sinto angustiado de ter que ficar mais um fim de semana sem a minha Alison.  - Daniel, eu preciso que você vá a esse evento por mim, não tenho paciência para enfrentar isso. Sem falar que já tenho outro compromisso.  - Eu sinto muito, Mark, mas não poderei te substituir. Estou há semanas, devendo essa viagem para a minha esposa. E como tenho trabalhado todos os sábados, inclusive nos domingos, agora não posso deixar essa oportunidade escapar. - ele se explica.  - Caramba! O que vou fazer agora? Eu tinha que viajar pra ver a Alison.  - Por que você não a leva no evento? Aposto que ela adoraria ir. <
Leer más
Revelações
   Mark Fletcher O caminho até o evento, pareceu ser mais longo do que eu imaginei. Como se não bastasse ter a Alison vestida daquele jeito ao meu lado, a safada ainda me provocou o tempo todo, alisando seus dedos por minha coxa, e como não dava pra ficar aos beijos por causa do seu batom que, por sinal deixava sua boca totalmente irresistível, ela insistia em mordiscar o meu lábio. Foi um caminho torturante.  Mas quando estavamos próximos a chegar, tive que encará-la, e ser franco com ela. Haveria muitos jornalistas e paparazzos, então a foto dela estaria circulando nas mídias amanhã. Mas ela pareceu não se importar muito com isso dessa vez, o que me fez relaxar um pouco. Confesso que estav
Leer más
Palavras Malditas
Alison PinesDepois que Mark assumiu nosso relacionamento, pensei que minha vida viraria um inferno, porém, depois de uma semana, eu já não tinha mais nenhum jornalista, ou paparazzo na minha cola. E apesar de ainda ter sido incomodada, nada se comparou a época das especulações. Acho que uma fofoca vende bem mais, do que uma declaração oficial de um dos envolvidos nas especulações.Agora, completando três meses de namoro, creio que as colunas de fofocas, voltarão a ficar bem interessantes.                       
Leer más
Desespero
         Mark Fletcher                      Ao chegar até o portão, vejo que o carro já está muito longe para que eu possa alcança-lo. Volto uma pequena parte do caminho até a casa, e logo corro por entre as árvores. A ansiedade que percorre meu corpo, faz minhas pernas me moverem em um ritmo desenfreado, e apesar da escuridão em torno de todas aquelas árvore, nada conseguirá me parar até eu conseguir chegar na estrada, e alcançar aquele carro. Quando minha visão se adapta aos pequenos pontos iluminados pela lua, me sinto a
Leer más
Despedaçado
Daniel  ThompsonAcordo com o celular tocando, mas estranho o fato de ainda estar escuro.Quando pego meu celular, vejo o número do Mark na tela.- Alô? - pergunto ainda sonolento.A voz dele está claramente desesperada, e ele fala numa rapidez, que fica difícil a compreensão.- Calma, Mark. Fala mais devagar que eu não consigo acompanhar nada do que está dizendo. Eu acabei de acordar, então seja paciente. - brinco.Leer más
Esperanças
  Daniel ThompsonAo acordar pela manhã, percebi que o Mark já não estava mais em casa, e quando liguei no hospital, fui informado que ele já estava por lá. Eu decidi não falar com ele, e deixar que ele ficasse por lá hoje. Tenho total ciência, de que foi bem difícil pra ele, passar a noite longe dela, então resolvi não incomoda-lo.Na segunda semana que a Alison permanecia no hospital, o quadro dela não mudou muito. A diferença mesmo foi na retirada dos pontos da cirurgia que ela havia feito.Como não houve mudanças no quandro dela, então tentei convencer o Mark, a pelo menos dormir em casa. E consegui. Eu tentava cuidar d
Leer más