Índice
71 chapters
Prólogo
Jack Voyaller-Você acha correto Eva, casar sem amor? -Observo a ruiva a minha frente com pesar.Seus intensos olhos verdes se voltam para mim e seus lábios marcados de um gloss suave se retorcem.- Não posso julgar ninguém Jack, olha para mim, meu casamento com seu irmão foi arranjado mesmo antes de eu nascer. -Eva balança os ombros com um olhar preocupado.- Eu não acho correto. -Murmuro olhando-me no espelho com desdém.O terno cinza chumbo fazia conjunto com o colete e a calça. A pequena flor milimetricamente posicionada sobre a lapela do terno faz-me mais parecido com um noivo e o sentimento de decepção preenchia meu peito ao observar minha imagem refletida no espelho.- Às vezes o incorreto é a opção mais correta Jack. -Eva para em minha frente arrumando a gravata que estava perfeitamente alinhada.- Eu espero
Leer más
Capítulo 1
Jessye SquaredA imagem refletida no espelho é no mínimo deprimente e somada ao olhar brilhante e radiante da minha mãe só causa-me ainda mais repulsa e nojo.Aquele vestido perfeitamente alinhado marcava cada uma das curvas que eu não tinha. Era pesado e as pérolas enroscadas no pano machucavam minha pele me causando uma leve coceira. A maquiagem suave deixava meu rosto mais fino, mas a realidade era que o meu rosto sempre foi oval.Verena, minha irmã mais velha, sentada no sofá ao meu lado, olhava-me com inveja. Tamanha inveja que seus olhos castanhos idênticos aos meus fuzilam-me com ódio. Como se eu quisesse estar naquela posição. Eu daria tudo, trocaria tudo ou qualquer coisa para não ser obrigada a me casar hoje, tentei negociar com meu pai, prometi que iria para um convento, mas a resposta sempre foi a mesma, um grande não.Eu seria obr
Leer más
Capítulo 2
Jessye SquaredAcordei com o chamado de Jack ao chegarmos em seu apartamento, a noite estava tão bela que dormi ao sentir o vento bater contra meu rosto e diferente do que pensei o apartamento de Jack é lindo.  A decoração é clara, com móveis planejados e bem organizados, um lugar aconchegante que ao meu ver era pequeno, mas para duas pessoas seria o suficiente. A cozinha moderna com moveis planejados, fica bem à frente da sala em um conceito aberto e uma grande ilha de centro separa os dois locais, ao lado as portas de vidro dava a vista de uma bela sacada com vista para cidade e na parte superior provavelmente seriam os quartos. O apartamento, na verdade, é um Loft pequeno e bem aconchegante e eu gosto disso. -Fique à vontade. –O Voyaller limita-se em dizer passando por mim enquanto desabotoa o terno. Meu coração s
Leer más
Capítulo 3
Jack Voyaller Acordo com um solavanco no meio da noite completamente perdido, automaticamente apalpo minha cintura em busca da minha Glock 9mm, mas não a encontro acoplada no cós da minha calça. Em alerta sento-me analisando todo o local e ao ver que estava tudo bem passo as mãos pelos cabelos soltando um pesado suspiro.As luzes estavam acesas e demorou mais do que o necessário para me situar e compreender o que estava acontecendo.Observo minhas roupas e respiro profundamente ao lembrar da noite anterior. Volto minha atenção para o relógio sobre a cômoda e vejo que são mais de cinco da manhã.Estava cansado, a dias não vinha dormindo com a preocupação desse casamento, sem contar que a garota demorou mais do que eu previa no banheiro.Cogitei até a possibilidade de ir ver se ela estava bem, mas havia dado minha palavra que
Leer más
Capítulo 4
Jessye SquaredAcordo com o sol batendo em minha cara e demoro a me localizar, quando finalmente lembro onde estou quase tenho um ataque cardíaco por ver que havia dormido mais do que o necessário. Levanto correndo e fuço na única bolsa que não havia sido mexida por sabe Deus quem, buscando minha escova de dente, pentes e acessórios para os meus cabelos. Minhas demais roupas estavam no closet e confesso que fiquei surpresa ao ver que nenhuma delas de fato eram minhas, afinal estavam todas novas. Se isso foi obra da minha mãe, tenho certeza que sim, ela resolveu repaginar meu guarda roupa com uma coleção mais adulta, não que eu estivesse reclamando já que amo moda e amo me vestir bem, mas tinha algumas peças íntimas realmente interessantes e assustadoras, sem contar meus pijamas que um pouco mais sensuais me obrigariam a dormir de calça j
Leer más
Capítulo 5
JessyeFaz exatamente duas semanas que não vejo o Voyaller e isso está começando a me irritar. Sei que ele vem para o apartamento, pois encontro as roupas dele no cesto ao lado do armário do banheiro, ou seja, em algum momento da madrugada ele aparece e da mesma maneira desaparece.E o pior de tudo é que não ouço seus movimentos, ele é silencioso, sei que foi treinado para isso, mas podia pelo menos tentar criar uma mísera amizade entre a gente.Cansei de ficar trancada dentro desse apartamento mofando e vendo séries, acredito que nunca consegui maratonar como venho fazendo, são horas e horas frente a uma televisão, descobri também que a empregada vem todas as quartas e sexta, uma senhora gentil que fez meu dia mais alegre.Ela limpa a casa e recolhe a roupa suja da qual leva para lavanderia e traz novamente na sexta-feira. Aproveitei Dona Mar&iacut
Leer más
Capítulo 6
- Quer que eu fique? - Pergunto surpreso e ela maneia a cabeça afirmando.-Por favor. -Vejo seus olhos me encararem em súplica. - Não vou conseguir dormir se estiver sozinha, confio em você.Depois de ouvir aquelas palavras jamais negaria deitar ao seu lado.- Só vou tirar o terno e os sapatos. -Afirmo começando a tirar o terno e o colete, desabotoando alguns botões da camisa social e jogo meus sapatos ao lado da cama junto com minhas meias.Jessye observa todos os meus movimentos atentamente e de certa forma sinto-me constrangido e incomodado, mas jamais conseguiria deixá-la depois de ver tamanho desespero.Sabendo que ela estava nua opto por deitar na parte de cima do edredom deixando que ela fique embaixo. Ela continua deitada de barriga para cima encarando o teto mais do que deveria.Me deito de lado para observá-la melhor e acabo rindo ao ver suas bochechas vermelhas.
Leer más
Capítulo 7
Acordo perdido ao ouvir meu celular tocar em um canto do quarto, passo as mãos nos olhos e minha vista demora a focar no teto do quarto.Depois de longos minutos olhando para o nada percebo que Jessye dorme agarrada ao meu corpo como se eu fosse um travesseiro.Seu braço está estendido sobre o meu peito e sua perna jogada sobre as minhas sem contar o fato de que ela está nua.Completamente nua agarrada a mim.Esfrego os olhos com uma mão e apoio à outra em sua cintura tentando me desvencilhar de seus braços, mas ela geme baixinho esfregando o rosto em meu peito.Foco Jack, foco.Repito aquelas palavras para mim mesmo e queria saber como ela podia ser tão descarada e maluca a ponto de dormir nua agarrada a mim dessa maneira se mal nos conhecemos.Ou é muita confiança e inocência ou isso faz parte do seu jogo junto com seus pais para me enlouquecer, afinal isso
Leer más
Capítulo 8
Chegamos à Alemanha há pouco menos de duas horas e faz exatamente quarenta muitos que aguardo Jessye terminar de se arrumar para descermos a festa que seu pai organizou exclusivamente para nós.Não que isso me agrade muito, na verdade, não agrada nem um pouco, mas não sou acostumado a me atrasar para qualquer tipo de evento que envolva a máfia, porém Jessye parece não se importar muito quanto a isso. Cogitei a possibilidade de descer sem ela e cheguei a conclusão que seria deselegante da minha parte deixar minha mais nova e irritante esposa para trás. -Está pronta garota? - Pergunto pela terceira vez.- Não. -Recebo a mesma resposta e desisto de permanecer em pé deitando-me na cama de casal à minha frente.- Já perdemos o voo e tivemos que vir com Dante, agora faz mais de quarenta minutos que você está nesse banhe
Leer más
Capítulo 8.1
-Talvez eu queira ficar. -Sussurra voltando sua atenção para mim. Cadê a inocência agora Deus?  -Porra Jessye, não me faça odiar ainda mais seu pai. -Fecho os olhos soltando o ar com força.Ela suspira fechando os olhos e recompõe a postura passando suavemente as mãos sobre o vestido.-Temos que ir. -Sussurra extremante envergonhada. -Vista uma calcinha por favor. -Peço sabendo que essa seria uma longa noite, mas ela nega com a cabeça.-Ficaria marcada no pano do vestido. -Sussurra tão baixo e constrangida que quase não a escuto.Eu não acredito que estou tendo que passar por isso nessa pequena altura da minha vida.Fecho os punhos com força e concordo totalmente a contragosto.-Quando essa festa acabar eu juro que farei você gozar muito garota. -Afirmo com convicção e sua
Leer más