O Elemento Perfeito

O Elemento PerfeitoPT

Pierre Wallace Thompson  Em andamento
goodnovel16goodnovel
0.0
Avaliações insuficientes
63Capítulos
577leituras
Ler
Adicionado
Denunciar
Resumo
Índice

Aqueles que são da Zona Sul, jamais podem se misturar com aqueles que são da Zona Norte, mas, no Colégio Saferat isso pode mudar. Lucy Valverde, uma líder de torcida popular, é obrigada a trabalhar com o delinquente Mattias Belmonte no laboratório na aula de química. Em busca de boas notas, eles não estavam prontos para conhecerem o elemento perfeito para a reação química ideal: o amor. Será que só assim, eles vão deixar de lado suas zonas diferentes?

Ler mais

Você também vai gostar de

Comentários Deixe sua avaliação no aplicativo
Não há comentários
63 chapters
Cap 01
Lucy Todos sabem que sou perfeita. Tenho uma vida perfeita. Roupas perfeitas. Até minha família é sinônimo de perfeição. E embora tudo seja uma completa mentira, me esforcei muito para manter as aparências, para ser perfeita em todos os sentidos. Se soubessem da real, minha imagem iria por água abaixo. Parada em frente ao espelho do banheiro, com o som ligado no último volume, corrijo, pela terceira vez, mais uma linha torta que tracei, sob o olho.Droga! Minhas mãos estão tremendo. Começar o último ano do segundo grau e reencontrar meu namorado, depois de ficarmos longe um do outro nas férias de verão, não deveria ser tão estressante assim... Mas hoje o dia começou mal.Primeiro, o meu modelador de cachos começou a soltar fumaça e logo parou de funcionar. Depois, o botão da minha
Ler mais
Cap 02
MattAcorde, Matt.Faço uma careta para o meu mano caçula e cubro a cabeça com o travesseiro. Tendo que dividir um quarto com dois irmãos, um de onze e outro de quinze anos, não me resta outro jeito... Só mesmo o travesseiro pode me dar um pouco de privacidade.— Ah, me deixe em paz, Leon — eu digo. — Não enche.— Não estou enchendo... A mãe me mandou acordar você. Se não, você vai chegar atrasado.Último ano do colégio. Eu deveria estar orgulhoso, já que serei o primeiro membro da família Belmonte a ter um diploma do curso secundário. Mas, depois da formatura, a vida real vai começar... Faculdade, só em sonhos. Para mim, este último ano será como uma festa para um cara que vai se aposentar aos sessenta e cinco anos de idade. Ou seja: você sabe que poderia co
Ler mais
Cap 03
#Lucy Dirigindo meu novo conversível prateado pela Vine Street, rumo ao Colégio Saferat, comento com Nala, minha melhor amiga:— Sempre que desço a capota deste carro, meu cabelo fica todo arrepiado... Como se eu tivesse passado pelo centro de um ciclone!Aparência é tudo meus pais me ensinaram esse lema, que rege minha vida. Foi só por isso que não comentei nada sobre o BMW, este extravagante presente de aniversário que meu pai me deu, duas semanas atrás.— Moramos a meia hora de distância de Windy City — diz Nala, mantendo a mão contra o vento, enquanto nos deslocamos. — Chicago não é exatamente famosa por seu clima ameno. Além do mais, Lu, você parece uma deusa grega, loura, de cabelos rebeldes... Só está um pouco nervosa, porque vai rever Samuel.Meu olhar passeia pelo painel do carro
Ler mais
Cap 04
#Mattias Eu sabia que seria chamado à sala do novo diretor, em algum momento, durante o ano letivo. Mas não esperava que isso acontecesse logo no primeiro dia de aula.Ouvi dizer que o Dr. Grey foi contratado graças à mão-de-ferro que demonstrou, na direção de uma escola em Milwaukee. Alguém deve ter dito a ele que fui eu quem começou tudo...E, agora, aqui estou, depois de ter sido praticamente arrancado do ginásio de esportes, para que Grey possa estufar o peito e recitar todas as regras sobre a minha condição de estudante. Sinto que ele está me sondando, tentando prever minhas reações, enquanto me ameaça:— Contratei dois seguranças armados para trabalhar neste colégio, em tempo integral, Mattias.Seus olhos me focam, tentando me intimidar. Sim, tudo bem. Percebo de imediato que Grey, mesmo se
Ler mais
Cap 05
#LucyLigo meu celular e telefono para casa, antes da aula de Química, para saber como vai minha irmã. Amora não está nada feliz, porque Karla teve um ataque depois de provar o almoço. Pelo que entendi, Karla jogou sua tigela de iogurte no chão, em sinal de protesto.Seria demais esperar que minha mãe tirasse um dia de folga no country club, para cuidar da adaptação de Amora em nossa casa?O verão começou oficialmente. E não posso estar em casa para cobrir as falhas da nova enfermeira de Karla.Eu bem que deveria me concentrar mais nos meus objetivos. Entrar na mesma universidade que meu pai cursou, a Northwestern, é minha meta principal. Assim, poderei estudar perto de casa e ter mais tempo para ficar com minha irmã.Depois de fazer algumas sugestõ
Ler mais
Cap 06
#Mattias Ok, eu não deveria ter detonado a garota, na tal apresentação.Sábado à noite... Você e eu... Aulas de direção e sexo ardente...Escrever isso no caderno dela provavelmente não foi uma manobra inteligente. Mas eu estava louco para fazer a Pequena Miss Perfeição vacilar, quando me apresentasse à classe... E ela está vacilando!— Srta. Valverde?A Pequena Miss Perfeição olha para Benson e eu observo tudo, me divertindo muito. Oh, ela é ótima... Essa minha parceira sabe como esconder suas verdadeiras emoções, coisa que reconheço muito bem, porque faço isso o tempo inteiro.— Sim? — diz Lucy, inclinando a cabeça e sorrindo como
Ler mais
Cap 07
#Lucy Estou mexendo no meu armário, depois da aula, quando minhas amigas Morgan, Madison e Megan se aproximam. Nala costuma chamá-las de As M de Saferat. Morgan me abraça.— Oh, meu Deus, você está bem? — ela pergunta, se afastando um pouco para me observar.— Vi quando Samuel defendeu você. Ele é incrível. Você tem muita sorte, Lu — diz Madison. E seus cachos balançam, como se acompanhassem o ritmo das palavras.— Não foi tão grave assim — digo, cogitando sobre o tipo de boato que a essa altura deve estar correndo... Em contraste com o que realmente aconteceu.— O que, exatamente, Mattias disse? — Megan pergunta. — Jasmín fotografou, com o celular, o momento em que ele e Samuel se encontraram no corredor...— Ei, garotas, não vão se atrasar para o ensaio &mda
Ler mais
Cap 08
#Lucy Ela não consegue pronunciar bem as palavras, mas em geral consegue um som bastante aproximado.Luwiee significa Lucy. E eu sorrio de volta, enquanto tento colocá-la numa posição melhor, na cama.— Ei, menina... Como está seu apetite, para o jantar? — pergunto, pegando alguns lenços umedecidos e tentando não pensar no que estou fazendo.Enquanto ponho uma nova calcinha e um moletom em Karla, Amora me observa. Tento explicar tudo em detalhes, enquanto executo a tarefa, mas basta-me um olhar para Amora, para concluir que ela não está me ouvindo.— Sua mãe falou que eu poderia ir embora, assim que você chegasse — diz Amora.— Tudo bem — respondo, enquanto lavo as mãos. E Amora desaparece, como num passe de mágica, bem no estilo de Houdini...Levo Karla, na cadeira de rodas, até a
Ler mais
Cap 09
#Mattias Empurro o cara contra um belo e reluzente Camaro preto, que provavelmente custou mais do que minha mãe consegue ganhar em um ano.— Escute aqui, Benício... — eu digo — se você não pagar agora, vou quebrar alguma coisa sua... Não um objeto, ou o seu carro danado de bonito... Mas algo que seja permanentemente ligado a você, entende?Benício, mais magro do que um poste telefônico e pálido como um fantasma, me olha como se eu acabasse de condená-lo à morte. Bem, ele deveria ter pensado melhor, antes de assumir dívidas que não pode pagar.Quando Bernie me manda cobrar, eu cobro. Posso não gostar disso, mas faço. Ele sabe que não trafico drogas, nem participo de assaltos. Mas sou bom em cobranças. Às vezes as coisas se complicam: as pessoas não cumprem o que prometeram e tudo vira um
Ler mais
Cap 10
#Matt...Fácil como uma luta entre gangues rivais, num sábado à noite. Tudo o que preciso, para atrair Lucy, é um pouco de esperteza e flerte... Sabe como é... aquele intercâmbio que desperta a consciência sobre o sexo oposto. E, assim, posso matar dois coelhos com uma cajadada: dar o troco ao Cara de Burro, roubando sua garota... E dar o troco a Lucy Valverde, por ter me dedurado ao diretor e também por ter falado mal de mim para seus amigos.Pode até ser divertido.Posso imaginar a escola inteira assistindo a pura e imaculada garotinha branca babando de paixão pelo mexicano por quem ela jurou ódio eterno... Fico pensando em quanto tempo Lucy levará para cair sentada em cima do próprio rabo, quando eu partir pra cima dela.Estendo minha mão para Pedro:— Feito!— Você vai ter que provar...Dou mais uma tragada no
Ler mais