EU ODEIO A HEATHER - LIVRO I

EU ODEIO A HEATHER - LIVRO IPT

sLunny  concluído
goodnovel16goodnovel
0.0
Avaliações insuficientes
21Capítulos
838leituras
Ler
Adicionado
Denunciar
Resumo
Índice

Henrique Alves vê sua vida mudar da água para o vinho com a chegada da Aluna nova em seu último ano do ensino médio. Assumidamente gay em um colégio de elite em São Paulo, considerado o mais inteligente e com um incrível potencial, Sem falar que conta com o total apoio dos pais, Henrique verá tudo a sua volta mudar, Inclusive o seu namorado Capitão do time de basquete e bissexual Eduardo Albuquerque. Com a aproximação da aluna nova e o seu namorado, Henrique se sentirá ameaçado, será que essa aproximação afetará a sua relação?, considerada a Heather, Henrique fará qualquer coisa para permanecer ao lado de seu namorado.

Ler mais

Você também vai gostar de

Comentários Deixe sua avaliação no aplicativo
Não há comentários
21 chapters
Prólogo
 03 DE OUTUBRO DE 2014.Querido diário, hoje o dia tá sendo estranho, observei de relance e pude perceber o quão feliz eles estavam, como eu poderia odiá-la se ela parece um anjo, ela era realmente bonita, é claro que ele escolheria ela e nem todo o dinheiro do mundo fará ele mudar, e pelo o que conheço ele, será ela.Foram dois anos jogados fora por causa de uma única novata, mas claro, até eu escolheria ela. Fiz uma promessa aos meus amigos e sei que irei cumprir, eu esquecerei ele e serei feliz, deixarei de lado toda a dependência emocional que desenvolvi nesses últimos dois anos do ensino médio por ele.Com amor, Henry.Eu não via a hora do
Ler mais
Capítulo Um: Festa de comemoração
06 de Fevereiro de 2014, 18:25 da noite. Hoje é a festa de comemoração do início das aulas do nosso último ano do ensino médio e amanhã finalmente começará as aulas, eu esperava ansioso para o começo das aulas, mas precisamente para o início dos treinos de basquete, queria ver meu namorado jogando novamente. Eu estava quase pronto para a festa, quando uma batida na porta me fez olhar para o relógio ver que se eu demorasse um pouco mais, eu iria atrasar.— Entra. — Eu disse terminando de arrumar o meu cabelo, dando uma última enrolada.No começo pensei que era a minha mãe até o meu namorado passar pela porta me fazendo da
Ler mais
Capítulo Dois: Primeiro dia de aula
Hoje eu acordei mais cedo do que esperava, ainda eram 04:50 da manhã e o despertador estava programado para às 05:50, e as aulas começavam apenas às 07:00, maldita ansiedade. Eu estava bastante ansioso, mesmo sabendo que nada mudaria naquela escola, apenas os nossos professores e talvez alunos novos, ou a aluna nova na minha turma esse ano.Fiquei sentado na cama esperando a preguiça passar para começar a minha higiene e a me arrumar adequadamente para a escola, o tempo foi passando e quando olhei já era 05:15, rapidamente me levantei e fui em direção ao banheiro e ao parar em frente do espelho pude observar minhas olheiras que estavam um pouco fundas, consequências de uma noite de sono mal dormida. Ao entrar no box e finalmente tomar coragem para ligar o chuveiro, a água gelada caía em meu corpo me fazendo relaxar, depois d
Ler mais
Capítulo Três: Tóxico
EDUARDODaqui a algumas horas será a festa para a comemoração do primeiro dia de aula que começará amanhã. Como combinado, eu irei buscar o Henry em algumas horas. Ainda faltam duas horas para o início da festa, então vou começar a me preparar logo. Ao entrar no banheiro tirei as minhas roupas e logo em seguida liguei o chuveiro, a água estava quente, na medida em que eu havia colocado no regulador, não demorei muito para sair do banho mas demorei na escolha da roupa, acabei escolhendo uma bermuda preta e uma blusa branca com flores bordadas, havia sido presente do Henry no nosso quinto mês de namoro.O celular que se encontrava em cima da minha cama tocou e ao desbloquear, pude ver que o João havia deixado uma mensagem, que me interessou bast
Ler mais
Capítulo Quatro: Desmaio
HenriqueNão tenho notícias do Eduardo desde que chegamos do colégio, já estava escurecendo, mesmo sendo apenas 16:40 e até agora eu não havia recebido nenhuma mensagem. Talvez ele tenha dormido ou tenha saído com a mãe, de todo modo, deixarei uma mensagem.Meu amor.Offline.— Espero que você esteja bem, espero que a gente esteja bem.A nossa relação estava boa, não tínhamos motivos para brigar, aliás, era difícil acontecer uma briga e geralmente era por alguma questão e até mesmo comida.Eu estava chateado e não negaria, ele estava me escondendo
Ler mais
Capítulo Cinco: Mentiroso
EduardoDepois de responder a Camila, desci para almoçar ou tomar café pela hora que era. Assim que cheguei na sala, pude ver minha mãe e minha avó na cozinha conversando e quando perceberam minha presença, minha mãe me chamou para sentar e assim eu fiz.— Você dormiu? Nem desceu pra almoçar com a gente, já é quase 21:00 da noite. — Assim que minha mãe falou eu me espantei, eu havia dormido bastante e nem percebi.— Eu acabei dormindo e achei que dei apenas um cochilo, e você vai passar a noite aqui vovó? E vocês não acham que já tá tarde para tomar café não?.— Sim querido, dormirei aqui hoje. Tem lasanha no forno para você e nã
Ler mais
Capítulo Seis: Não foi por Maldade
HENRIQUE Sai da escola apressado, eu precisava ir andando para pensar bem na minha vida, pensar bem nas coisas que aconteceram nesses últimos três dias, as coisas haviam mudado em um passo de mágica, como uma maldita novata conseguiu acabar algo que construir em dois anos, quando ela só levou um dia. Eu estava tentando chegar em casa o mais rápido possível, eu precisava novamente escrever em meu diário. Ao olhar para trás, pude ver um carro preto de placa IKP-758, eu conhecia bem aquela placa, até porque melhor do que ninguém, eu conhecia bem o dono do carro. Idiota, estupido e babaca. Eram as únicas palavras que eu conseguia pensar no momento em que vi o Eduardo levando a camila em seu carro. Talvez isso estivesse acontecendo desde o dia daquela maldita fes
Ler mais
Capítulo Sete: Festa de Sábado.
EduardoO sábado finalmente havia chegado e com ele a festa, o que era para ser um descanso para mim, eu iria aproveitar para ir a festa. Eu havia combinado de passar na casa da Camila para buscar ela e o João para irmos para essa festa. Eram ainda 8:30 da manhã quando chegou uma mensagem do João avisando o horário da festa.一 Fala irmão,  o horário da festa vai ser de 20:00 horas da noite até 5:00 horas da manhã do domingo. 一 João falou enviando um emoji de animado.一 Eu não sei se irei ficar até esse horário, pois no domingo irei buscar a minha avó na sua casa.一 Então significa que você não vai beber?一  eu vou, mas co
Ler mais
Capítulo Oito: Dor de Cabeça
Dor de cabeça. Era tudo o que eu estava sentindo às 06:37 da manhã do domingo, talvez eu tenha exagerado um pouco na bebida, ou talvez seja porque eu passei o restante da madrugada pensando no meu recente término de namoro. Me levantei da cama, ainda com as roupas da noite anterior e no mesmo instante tive que sentar novamente, uma tontura absurda tinha aparecido do nada, respirei fundo e novamente tentei me levantar da cama, e dessa vez com sucesso, minha cabeça ainda girava, mas precisava ir urgentemente ao banheiro.Depois de muito sacrifício, finalmente consegui urinar, lavei minhas mãos e em seguida o rosto, ao olhar no espelho, percebi o quanto minhas olheiras tinham aumentado, e o quão escuras estavam, nem um pó cobririam. Eu ainda estava com sono, talvez um banho me despertasse e era isso que eu iria fazer já que estava no banhei
Ler mais
Capítulo Nove: Que ela seja Legal
Idiota. Como ele podia vim na minha casa e fazer uma coisa dessa comigo sabendo dos meus sentimentos por ele?, meu coração doía, doía por pensar que poderíamos voltar de uma hora pra outra, mas novamente eu me enganei.Visto uma calça moletom e um suéter, eu precisava sair para pensar e esvaziar minha cabeça, eu estava ficando triste e essa dor estava me machucando, talvez eu devesse ir na praça perto de casa, já que por essas horas era muito movimentada. Sim, era pra lá que eu ia. Mas também chamaria os meus amigos, já que eles também moravam perto da praça.‘’Estou indo para a praça, encontro vocês lá? Preciso conversar.’’ Eu havia perguntado, pelo horário talvez eles não pudessem, mas o Lucas podia
Ler mais