A MENINA E O ANJO

A MENINA E O ANJOPT

Rita Marilda Paulino  Em andamento
goodnovel16goodnovel
0.0
Avaliações insuficientes
33Capítulos
1.7Kleituras
Ler
Adicionado
Denunciar
Resumo
Índice

A pequena Maria com uma folha de papel e um pouco de tinta retrata a vida da menina do barro. Que fugiu de casa e carregada pela enxurrada, foi levada pelo anjo ate a casa dela. O pai e professora tentam matar ela e toda sua família, que são levados e amarrados a beira de um abismo para morrer. Pietra mãe de Maria socorre Larissa ajudando-a com a mãe e os irmãos, tudo graças aos desenhos de Maria que cada vez mais nítidos mostram tudo que acontecem com eles. E esta sempre dizendo que o anjo dela é presente, mesmo em situações muito complicadas. E quando o destino fatídico de Larissa acontece, os pingos de tinta mostram onde ela esta jogada quase morta. O PAI com a consciência pesada morre num enfarto fulminante, a professora sofre um acidente e fica paraplégica para sempre. E o anjo de Larissa desenha o futuro da garota numa folha de papel para Maria que se assusta ao ver o que aparece. Mais, a proíbe de falar, porque como diz o anjo tudo tem hora certa. E a hora certa de Larissa ela precisa se curar dos ferimentos e do trauma que lhe foi imposto, para enfrentar a missão a qual veio a este mundo. A regeneração do seu pai. Carregando em seu ventre o filho do próprio pai, numa condição de que agora seria tudo diferente. E com a aprovação do anjo, Larissa vive um novo começo, onde tudo é como deveria ser.

Ler mais

Você também vai gostar de

Comentários Deixe sua avaliação no aplicativo
Não há comentários
33 chapters
A MENINA E O ANJO
                                                       PRIMEIRO CAPITÚLO Sentada sob a relva embaixo do guarda sol, Larissa olha ao longe o belíssimo por do sol, que desce vagarosamente escondendo-se atrás da montanha que declina suavemente sobre o misterioso entardecer.Ela soluça silenciosamente, pois esta só e seu coração esta muito triste, ela acaba de fugir de casa e não tem a menor noção de que caminho seguir.Abraça seu pequeno urso de pelúcia e olha extasiada a fascinante beleza da natureza.O por do sol avermelhado que como uma sublime mágica vai desaparecendo dando lugar à noite que aproxima de mansinho, surgindo de vez enquanto uma pequenina estrela no céu.Larissa deita ent&
Ler mais
A PROFESSORA
                                                                                                                     SEGUNDO CAPITÚLO O Pai grita com os meninos, calma garotos temos visitas e precisam mostrar que são bem educados.Os meninos se calam e aproximam da mesa onde a mãe pede a elas que lavem as mãos e voltem para tomar o café.Larissa esta toda animada e começa a contar a mãe que hoje lera um texto completo na escola, e que todos a elogiaram.A professora não perde tempo e aproveita para acrescentar, Larissa é uma excelente garota e sei que em breve será a melhor a
Ler mais
A VISITA DO ANJO
                                                       TERCEIRO CAPITÚLO Ao entrar no quarto Pietra segura entre as mãos o rosto de Larissa que esta todo avermelhado com pequenas manchas escuras.Ela grita seu João corra buscar o Dr. Mario, pois eu acho que a menina esta morrendo.Seu João sai apressado apanha o cavalo na cocheira e segue a todo galope para o povoado que fica a uns dez quilômetros dali.Mas ele sabe que será inútil, pois nunca virá nada parecido com aquilo.Pietra, no entanto reza baixinho pedindo ajuda de DEUS e dos anjos para que não deixe nada acontecer a Larissa.Maria volta sorrateiramente e entra no quarto sem que a mãe perceba e atrás da cortina presencia toda a cena que sua mãe mesmo
Ler mais
OS DESENHOS DE MARIA
                                                     QUARTO CAPITÚLO Maria, Jane e Chico seguem a mãe que leva Larissa pela mão ate a cozinha a fim de preparar algo para ela comer.Puxa uma cadeira coloca a menina sentada e volta-se para o fogão atarantado em fazer o lanche para a garota.Prepara rapidamente um lanche um suco e quando se vira fica surpresa, pois cadê a garota.Caminha ate a porta e ao olhar para fora vê a cena, mais incrível de sua vida, sentada embaixo de uma enorme arvore esta Larissa brincando alegremente com algumas borboletas que voam sob sua cabeça.Ela vai ate a menina e entrega a comida virando-se em seguida para retornar para dentro de casa simplesmente extasiada, pois o que acabara de ver estava lá no desenh
Ler mais
O DESESPERO DE LARISSA
                                                     QUINTO CAPITÚLO Os três saíram correndo em meio as jardim rindo das borboletas que flutuam livremente por entre as flores, Jane e Chico disfarçam a tensão do momento, pois sabiam que aquilo nada, mas era do uma lição de vida. E sabiam que Maria na sua inocência não iria entender que certos fatos que acontece na vida, já trazemos conosco ao nascerE que o tempo aqui no chão nada mais é do um aprendizado e muitas das vezes podemos amenizar, mas jamais mudar o que já veio de outra vida.Assim nascemos e assim morremos como seres vivos que trazem o seu caminho na bagagem quando aqui chegam.E este era o destino de Larissa uma linda menina que nasceu numa casa feliz
Ler mais
O VELHO SENHOR SALVA OS GAROTOS
                                                      SEXTO CAPITÚLO E bem ai que começa o martírio de Larissa e sua mãe que passam a ser tratadas como escravas de Vera e do próprio pai.Sorrindo os dois sentam-se perto de Diva desmaiada no chão e aguardam pacientemente que ela desperte.Larissa encolhida num canto da cozinha soluça copiosamente seu medo, seu pavor, todo o horror daquela cena que fere tudo de bom que havia vivido todos os primeiros anos de sua vida.Os dois sorriem felizes e cientes das maldades que certamente iram fazer contra as duas.Larissa tenta se aproximar da mãe, mas é impedida pelo pai que a ameaça dizendo:Nem tente se aproximar desta ai ou será pior para as duas.Depois de algum tempo
Ler mais
MÃE E FILHA FEITAS DE ESCRAVAS
                                                  SETÍMO CAPITÚLO As duas se apressam, enquanto uma cuida de limpar as sujeiras feitas pelos seus carrascos, à outra vai para cozinha cuidar da comida.A ansiedade as faz trabalhar sem reclamar sem sequer sentir canseira, Larissa lembra-se dos dias que passará na casa de Pietra e sorri ao se lembrar do rostinho de Maria que dizia que seu anjo estava sempre presente cuidando dela.Lembra-se também do papagaio e de Jane que nunca fala nada, mas que Maria dizia que ela sabia de tudo.Então der repente sua mente começa a analisar tudo que aconteceu nos últimos tempos, de tudo que tem vivido e uma imagem surge do nada em sua cabeça.Em meio aos gritos do pai que entra neste momento e a vê parada aparec
Ler mais
A NUVEM NA CABANA
                                                      OITAVO CAPITÚLO Maria, Maria acorde, vamos Maria acorda, anda, rápido veja o que esta havendo!Hã... Hã... O que foi, deixe-me dormir!Maria acorda, vamos deixa de ser preguiçosa e acorda, vamos menina temos uma missão para cumprir.Maria abre os olhos vagarosamente, espreguiçando toda sobre a cama, mas novamente ouve a vozinha de Jane que grita.Vamos Maria, não temos muito tempo, venha depressa, tem que ser agora. Vamos Maria antes que seja tarde demais.Maria senta na cama esfregando os olhos e olha para a boneca do seu lado que continua falando na sua linguagem, venha Maria eu sei que você me ouve, e me entende, portanto não se faça de boba e venha comigo agora.Ler mais
MARIA E OS GAROTOS
                                                       NONO CAPITÚLO Chico voara algum tempo em busca de um lugar seguro para passarem a noite e acabara na cabana, ou melhor, no que sobrara da cabana e dá de cara com Maria dormindo suavemente, feito um anjo com a pequena Jane nos braços.  Acomoda-se ao lado da garota mansamente procurando não acordá-la, pois percebe que ela esta muito cansada e precisa descansar.Logo depois nota que tem mais alguém ali, além deles  surpreso vê os garotos deitados logo adiante enrolados num cobertor, bem no meio da cabana.Chico vai ate lá e fica emocionado ao lembrar-se da cena desenhada por Maria do fogo que consumia a cabana e da nuvem que cobriu todo o lugar com a neblina branca, salvando a vida
Ler mais
ACIDENTE DO ALFREDO
                                                 DÉCIMO CAPITÚLO O vento começa a soprar balançando os galhos das arvores ao redor da casa, pela janela entreaberta percebe-se as folhas secas que flutuam pelo ar levadas não se sabe para onde, pois o vento derruba ate mesmos os galhos mais frágeis jogando os ao chão.Os garotos se encolhem num canto apavorados, Maria pula para o colo da mãe que afaga a garota carinhosamente.Mamãe... Mamãe estou com medo e preocupada com a Larissa, pois a gente não sabe como ela esta, nem onde esta.Neste momento o papagaio Chico aproxima-se e pegando o pincel põe diante de Maria insinuando a ela o que deve fazer.Maria amedrontada devido ao barulho da chuva que cai fortemente lá fora, mesmo
Ler mais