Caminhantes • ABO

Caminhantes • ABOPT

ArcadeBurrito  concluído
goodnovel16goodnovel
0.0
Avaliações insuficientes
28Capítulos
2.1Kleituras
Ler
Adicionado
Denunciar
Resumo
Índice

Rafael era o único ômega de uma família inteiramente de alfas, fazendo ser o único de seu reino, mas a pior coisa de ser um ômega e com qualidades em questão de beleza e aroma, era o fato de todos os lobos o cortejarem incansavelmente. Sua matilha tinha rivalidade mortal com outra na mesma região, havia muitas brigas feias e mortais entre elas, até que decidiram fazer um acordo de paz para terminar com tanto sofrimento e tristeza, e esse acordo seria: Um casamento arranjado. Rafael fora escolhido para que o acordo fosse feito e se viu sem saída e sendo obrigado a se casar com o filho único do alfa líder e herdeiro do trono da matilha inimiga, Leonardo.Copyright © @ArcadeBurrito

Ler mais

Você também vai gostar de

Comentários Deixe sua avaliação no aplicativo
Não há comentários
28 chapters
Casamento Arranjado
⚠️ Contém: → Palavras de baixo calão.→ Violência física.→ Violência Sexual.   🌺   Rafael, o irmão mais novo de dois alfas e diferente de seus irmãos ele era frágil e delicado, era lindo, baixo e de cabelos castanhos desarrumados, suas orelhas e cauda eram também castanhas e de tamanho mediano e fofinhas, pareciam algodão igual das ovelhas, sua pele era branca com umas sardas clarinhas em sua bochecha e passando um pouco no nariz, tinha olhos verdes escuros com detalhes amarelados, um corpo esbelto, difícil de se encontrar em ômegas, principalmente em machos. Era muito querido pelos seus pais e irmãos, mesmo
Ler mais
Explicar
No reino, deixaram Cesar cuidando de tudo por ser o mais velho, e mesmo assim o irmão do meio se perguntava por que de deixar ele no comando, era sempre ele e nunca revezava. —Ei Ce.—disse Elias se aproximando de seu irmão que estava numa biblioteca. —Hm?— estava lendo um livro. —Ainda não entendo por que papai só deixa você no comando de tudo... —É porque eu sou o mais velho e você é muito imaturo mentalmente. —AH? Já tenho 22 anos maninho. —Mas mentalidade de 10. —Tá bom, isso já me ofendeu. Me deixa ficar um pouco no comando vaaaaai! Por favor deixa.— dizia implorando qua
Ler mais
Matilha Leste
Os quatro estavam tristes por ter que entregar seu filho, irmãozinho nas mãos daqueles assassinos a sangue frio, ele não combinava com aquele tipo de lobo, era muito delicado. Mas por incrível que pareça, Rafa era o único que não estava triste, estava até meio feliz, por ele seria a paz e pouparia muitas vidas. —É por uma boa causa— pensava o castanho sem parar, tentando ver pontos bons e ser otimista em relação a este arranjo. Os cinco aproveitaram o máximo que puderam, até chegar o esperado dia, o mais novo terá que viajar para o leste, pela primeira vez sairá tão longe de sua matilha. Rafael estava no portão dando um forte abraço nos quatro, e por incrível que pareça, Cesar deixou uma lágrima de tristeza rolar pela sua bochecha, era uma tortura ver seu irmãozinho que amava tanto e protegeu a vida toda indo pra um l
Ler mais
Flor
—Sou... Rafael.—Oh, que nome lindo.— elogiava mas mesmo assim estava com feições serias.—Obrigado.— Não sabia como reagir ao elogio.—Não tem motivo para ter medo, ainda não.— dito isso, se afastou do menor o deixando desesperado, como assim 'Ainda'? Leonardo foi em direção das janelas e ficou por uns segundos olhando a escuridão da noite até que mencionou:—Muito bem Rafael, quero te dizer que aqui não é igual a sua casa, seus pais não estão aqui, o ambiente não é o mesmo, e também você terá de seguir regras.— Sorriu mostrando deus dentes pontiagudos e olh
Ler mais
O que é isto?
Estavam mais que assustando o ômega que se encolhia e não sabia para qual dos dois olhar, seu coração já saia da boca, não deveria ter saído do quarto como Leo 'mandou'. Até que o de orelha cortada segurou forte a cintura o forçando a colar em seu corpo cheio de cicatrizes enquanto o outro começou a abraça-lo por trás e foi apertando mais.—O- O QUE?!— Rafa queria gritar e sair correndo, mas seu pavor era muito grande, suas orelhas estavam abaixadas e cauda entre as pernas. —NÃO P-POR FAVOR!—Ohh, que foi? Está com medo? Hã?— o de cauda ferida falou em seu ouvido e deu uma lambida igual Tuna tinha feito, isso despertou alguma coisa dentro de Rafa que o fez reagir, 'acordou para a realidade' e mordeu o bra
Ler mais
Casamento
Rafael estava deitado na cama olhando para a flor e esperou anoitecer, até finalmente Leonardo chegar, ele estava com uns dois livros, como o castanho tinha pedido gentilmente. —Eu trouxe dois livros para você.— e pôs na cama. —Oh! Obrigado!— finalmente Rafa deu um sorriso naquele lugar, era muito radiante. Sua cauda castanha e bem fofa começou a abanar de felicidade. Pegou um dos livros e se sentiu um pouco melhor. —Trouxe somente dois para você ver se gosta do conteúdo do livro.— Disse Leonardo ainda de pé no final da cama observando o menor que folheava os livros com um leve sorriso no rosto. Suas bochechas sempre estivaram lindamente rosadas. Se perdeu novamente em seus pensamentos até que Rafa o 'acordou'. "Parecem bem fantas
Ler mais
Ainda não
Rafael estava assustado com "tal coisa", nunca tinha visto ou feito algo do tipo, estava apavorado e estático com tudo aquilo que acontecia. O maior ficou o observando por uns segundos, até chegar a uma conclusão.—Hmm... não sei se vale a pena fazer isso agora.— saiu de cima do castanho ficando sentado na cama. —Mas... acho que da pra provar um pouquinho não?— depois de dizer isso ficou por cima de Rafa novamente e se aproximou lhe deu um beijo. O menor se assustou com tal gesto e se encolheu todo e fichando sua boca não permitindo que Leo 'entrasse'. Vendo a teimosia, tampou o nariz, deixando aos poucos Rafael sem ar até ser obrigado a abrir a boca, aproveitou o segundo e deu novamente um beijo, mas desta vez de língua. O beijo era meio "neutro" devido a inexperiência do menor.

Ler mais

Finalmente
Rafa acordou e como de acostume, sozinho na cama. Mesmo Leo ter dado aquela terrível aparição e parecer super exausto conseguia acordar mais cedo que Rafa. Logo ouviu umas batidas na porta e entrou Olivia com sua animação de costume.—Bom dia Rafa! Vim te acordar, já é quase meio dia.—Nossa! Dormi tanto assim!?— Oli concordou com a cabeça e caminhou até a janela e abriu as cortinas, realmente era quase hora, estava muito quente.—Já vou levantar, obrigado por me acordar Oli.— A moça chegou perto da cama e o encarou.—Claro.— sorriu docemente e saiu do quarto.Rafa e
Ler mais
Momento
Leonardo ficou somente uns segundos admirando a bela imagem que estava a sua frente, uma coisa que estava esperando para ver, mas não ficou assim por muito tempo, aproveitou a camisa de Rafa que estava um pouco levantada e desarrumada, passou sua mão por suas costas até sua nuca, dando calafrios no castanho. A mente de Rafa estava meio confusa e embaçada pelo prazer sem motivos que sentia, agora tinha Leo bem na sua frente. Sentiu estranha essa sensação, nunca tinha sentido com tanta intensidade antes, sempre sentia uma dorzinha ali, uma sensação ali, mas nunca tão forte que essa, era a primeira vez que sentia desejo por alguém. O castanho ficou de joelhos na frente do maior, o mesmo empurrou ele para traz, ficando de barriga pra cima e pernas abertas. Ficou assustado e tentou fechar suas pernas, mas Leo foi mais rápido e se encaixou
Ler mais
Saiu tudo errado
Rafael P.OVEu acordei com uma dor insuportável no corpo inteiro, aquele idiota, infeliz, mal amado... não sabia do que xingar ele, estava morrendo de ódio. Estava começando a passar mal pelo calor que eu sentia, ainda estava embolado no meio de cobertas e travesseiros, começava a me faltar o ar, tentei tirar todo esse excesso de cima de mim e foi muito dolorido. Eu queria só ficar ali vegetando naquela cama quentinha, não me mexer um centímetro para não sentir dor, mas infelizmente veio um maldito barulho de batidas vindas da porta e nem esperou eu dizer se podia entrar ou não e já foi abrindo a mesma.Eu ia dizer não claro, estava nu e enrolado em todos aqueles travesseiros e cobertores, ela Olivia, por um momento não chamei sua aten&cc
Ler mais