Sempre Sua - Livro 2 - Série Contos de Fadas

Sempre Sua - Livro 2 - Série Contos de FadasPT

Clara Silva  concluído
goodnovel16goodnovel
0.0
Avaliações insuficientes
15Capítulos
3.1Kleituras
Ler
Adicionado
Denunciar
Resumo
Índice

Ariel como suas irmãs sonham em encontrar o seu amor, seu par, é um sonho compartilhado pela família. Ela sempre desejou os que seus pais tinham. Mas sabe que no momento certo vai acontecer. Só que não imaginava que seu coração ficasse em conflito com sua loba. Ela conheceu Romeo Prince quando tinha quatro anos de idade, e passaram a ser amigos, melhores amigos, mas enquanto eles vão crescendo, a Ariel começa a sentir mais que amizade por ele, e ao mesmo tempo sua loba não tem nada a dizer, afinal ela não tem dezoito anos. Mas ela não tem tempo de descobrir se ele é seu companheiro, pois ele muda de cidade e anos depois ele se alista em seu país. Seu coração dói, pois ela o ama, mas a incerteza dele não ser o certo a comer viva, e tudo que ela pode fazer é esperar suas cartas, a única coisa que a mantém inteira. E só deseja que o destino não seja traiçoeiro. Romeo vai voltar para casa atrás da única pessoa que ele já amou, mas leva um segredo que pode mudar tudo. Será que Ariel vai aceitá-lo, acima de tudo, o passado vai deixá-lo fugir?

Ler mais

Você também vai gostar de

Comentários Deixe sua avaliação no aplicativo
Não há comentários
15 chapters
Prólogo
Sou Ariel, a terceira princesa a nascer.Não tenho nada parecido com a princesa que tenho o nome, na verdade sou loira de olhos castanhos claros. E não sei cantar, meu canto em vez de encantar, ele espanta.Meu nome foi simplesmente escolhido, por nascer quando minha mãe estava na banheira em um banho relaxante, e quando ela menos pensou, eu já estava no fundo dela. E ali nasceu sua princesa Ariel.Mas como a princesa que tenho o nome, eu amo nadar, mas patinar é meu vício quando estou com os pensamentos tempestuoso ou triste, acalma-me e trás paz. E me lembra de Romeo.Sim. Ele é meu par, mesmo não tendo certeza ainda, mas isso vai mudar, já que ele está vindo por mim.Ler mais
Capítulo 1
ArielO vento bateu contra o meu rosto, enquanto eu rodopiava sobre o gelo, e com a mesma intensidade que começou, eu parei, e deslizei contra o gelo, entre saltos, e saltos curtos.Foco. Giro. Giro.Amo fazer isso, estar na minha alma, dançar e desliza sobre o gelo, faço isso desde que aprendi andar, é algo que me conecta com minha loba e a natureza.Eu paro quando sinto que estou sendo observada, e quando olho em volta vejo meu irmão na sua forma loba, ele sempre corre essa hora da manhã.– É cedo. – Ele diz voltando para ser humano.– Precisava me acalmar. – Eu admito, se aproxima
Ler mais
Capítulo 2
ArielAs pessoas estão sorrindo e felizes, e com um bom motivo, hoje Derek está se casando, ele encontrou sua companheira e isso é motivo de festa.É um sonho de muitos lobos e lobas que esse momento aconteça, muitos realizam outros poucos não. Tudo está nas mãos do destino.Eu estou feliz por ele, por minha irmã mais velha e Isis, todos estão encontrando seu feliz para sempre e seu par, e como vovó Marina diz isso é um sinal. O sinal que todos nós dessa geração, vai encontrar o amor.A pergunta que assola a minha mente, é quem será o próximo. E eu tinha um pequeno desejo que a escolhida fosse eu, mas não sei, só depende do destino. Ele sabe o melhor temp
Ler mais
Capítulo 3
Ariel  Tudo que sinto é medo que algo possa acontecer com ele, então uso minha raiva e deixo minha loba me guiar, e a me leva ao topo e eu uso minha força e quebrar gelo sem nenhuma dificuldade, não queria fazer isso na sua frente, e ele achar estranho, não é o momento de conta à verdade a ele. Respiro antes de sair de dentro do lago, tenho que falar algo para explicar tudo, mas só fica nos meus pensamentos, já que sinto duas mãos segurarem minha cintura, e meu corpo se aquece de imediato.– Romeo – Comecei a falar mais, não consigo falar continua, me sinto tímida, e nunca fui tímida com ele, e isso é estranho.– Temos que sair daqui, você
Ler mais
Capítulo 4
RomeoDeus! Estou tão confuso.Minhas mãos estão trêmulas e o sangue da loba está contra elas, sinto o seu gosto viciante contra a minha boca, tenho desejo por mais, mas a loba já perdeu muito sangue, não sou um monstro e não posso matá-la, isso vai contra tudo que acredito.Não devia ter voltado, sou um perigo para Ariel, mesmo que sentindo que meu mundo fez sentido quando a vi, mas logo em seguida desejei seu sangue, e isso só me lembrou de que sou um ser horrível, que não deveria existir.Olho para a loba em uma última vez, e decidi sumir, minha Ariel vai está à salva comigo longe, não posso está ao seu lado, instável assim, e ela não merece viver com e
Ler mais
Capítulo 5
Romeo É difícil acreditar no que estou vendo, mesmo vendo, ainda estou achando que é uma loucura, mas quanto mais tempo encaro seu corpo, sei que não pode ser uma ilusão. Com as mãos na cabeça viro desviando meus olhos, do seu corpo nu, não posso me aproveitar dela dessa maneira.Com minha mente ainda cheia de ideias e coisas malucas, volto para o andar de cima, e tiro alguns cobertores de um armário no corredor, e voltei para sala, e cobro o seu corpo. Mas ainda estou inquieto, então a puxei do chão, e a coloco no sofá, e sento na poltrona e a observo dormir.Deus, eu podia tê-la matado se não tivesse parado. Com isso em mente não consigo ficar parado, indo de um lado para o outro em frente ao seu sofá. Não sei qua
Ler mais
Capítulo 6
ArielAbro meus olhos, e procuro o Romeo no quarto, quando não o encontro ao meu redor, tomo a iniciativa para levantar, não quero ficar longe, não consigo mais, não posso tentar, e nem quero.– Deita. – escuto sua voz ordenar, não o vejo, mas sei que ele está em algum lugar dentro da casa, e isso me faz relaxar e seguir sua ordem, e deito e aproveito a maciez do colchão. Com um sorriso no rosto observo o quarto, e lembro como mudei tudo nessa casa para ficar no meu agrado. Convenci quem ficou com o projeto da casa com a reforma com ajuda de Jasmine me deixa no comando, tudo, de cada cor das paredes e dos móveis, queria trazer algo meu, a esse lugar, novas memórias, ao mesmo tempo não queria deixar outra pessoa mexer aqui.– Não estou doente, e
Ler mais
Capítulo 7
ArielEu rosno ao sentir ele se afastando de mim, ele saber que odeio, quando me deixa falando sozinha, e ele vai ter uma represália em resposta. Volto para cama, e me sento não antes de pegar a faca na bandeja. Sei que ele foi transformado recentemente, e não vai conseguir negar o sangue, não quando sei que o meu é tão viciante.Sem ter medo algum levo a faca ao meu pescoço e cortei, e impeço que minha loba comece com o processo de cura, dói, mas nada como a imagem dele se afastando de mim. Sorriu quando escuto seu rosnado, em um piscar de olhos ele está na porta olhando para mim, como se fosse sua presa, mas ele está errado quem é a presa aqui, é ele.Seus olhos estão vermelhos, vidrados no meu pescoço, mas ele está se contro
Ler mais
Capítulo 8
ArielAcho que viverei com esse sorriso por muito tempo, não consigo imaginar um momento mais feliz que esse na minha vida. Olho para Romeo ainda sem acreditar que ele está aqui, e só para saber se é real e para provocá-lo, o belisco, e ele abre um sorriso. E eu continuo passando minha mão em sua barriga por cima da sua camiseta e estou começando a ficar irritada por não sentir sua pele, e sem esperar mais nada, a rasgo e olho para seu peito definido.Mas meu queixo caiu, não literalmente, mas fico chocada quando vejo a tatuagem no seu peito bem em cima do seu coração, é um desenho de um coração, ele está sangrando, e os pingos, formam uma poça, em cima de um túmulo, e tem seu nome nele, de outras algumas pessoas. Ler mais
Capítulo 9
ArielOlho para minhas alunas irem rumo à recepção onde seus pais estão esperando para levá-las para casa, e com suspiro alegre viro para olhar o Romeo dando aula, os seus alunos gostaram dele, e isso é bom. Deslizo pelo o gelo até a parede de vidro que separa as duas pistas, e me encosto-me a ela e observo meu companheiro, ensinar algumas jogadas.– Você está dissecando o novo professor. –  Aurora fala ao meu lado, e sorri quando sinto o cheiro das minhas irmãs.– Eu posso. – eu digo e ela concorda.– Então está tudo bem? –  Jasmine pergunta ao desliza na pista dando um giro duplo.– Sim. &nd
Ler mais