Índice
35 chapters
Capítulo 10
A vista da janela poderia ser encantadora, se ao menos ele estivesse prestando atenção nela. Não saberia dizer se havia estrelas no céu, se a lua despontava no meio do firmamento ou se a noite parecia mais amaldiçoada do que de costume.                    Dentro daquele quarto havia apenas um coisa que merecia ser admirada: a mulher adormecida a seu lado.            Como aquele relacionamento que parecera tão sublime e puro poderia ser capaz de lhes proporcionar sofrimento? Como algo tão belo, tão próximo da perfeição, poderia resultar em dor?            Não... Sebastian jamais compreenderia...            E, de mais a
Leer más
Capítulo 11
Um pesadelo...            Um maldito e aterrorizante pesadelo.            Seu corpo estava encharcado de suor, embora um vento fresco balançasse as cortinas, proporcionando um clima agradável ao cômodo. Além do calor que sentia, estava ofegante. E ficou ainda mais ao olhar para Tatianna e perceber que ela estava deitada na mesma posição de seu sonho, de bruços, com o mesmo edredom lilás a cobrir seu corpo.            Não... não podia ser verdade. Não podia conviver com a culpa de sua morte... Não poderia sustentar a lembrança daquela noite maravilhosa, sabendo que o preço a pagar por momentos de prazer fora a vida dela.            Temendo o
Leer más
Capítulo 12
Cailey nunca tivera nenhum problema em ficar sozinha. Costumava até mesmo a gostar da solidão. Por isso, quando Faith avisou que teria que ir na floricultura resolver um problema, apesar de ser domingo, e que Rowan passaria boa parte da tarde no escritório da casa preenchendo algumas planilhas, ela aceitou de bom grado ficar no sótão, que mais parecia um cômodo de bonecas, escrevendo algumas poesias e apreciando o momento sereno. O que era uma grande novidade, vinda da mulher que costumava não gostar nem um pouco de calmarias.                         Ela sabia que a gravidez tinha lhe ensinado muita coisa. Aquele pequeno serzinho que crescia dentro dela já a estava amadurecendo, tornando-a uma pessoa melhor, mais paciente, mais sensata e mais cuidadosa consigo mesma. A menininha que gerava em seu ven
Leer más
Capítulo 13
Abriu a porta tentando não fazer barulho e, pé ante pé, seguiu o som da voz de Sebastian, que soava baixa e gentil. O que fazia com que se lembrasse da noite que passaram juntos.            Sim, era uma tremenda idiota. O que Jayce pensaria dela naquele momento, tentando bancar a detetive e pensando em romance? Precisava focar em sua missão.            Colocando-se em um cômodo adjacente, que mais parecia um quarto de hóspedes, conseguia visualizar Sebastian, parado em um pequeno quarto. Conseguia ouvir que ele travava uma estranha conversa que não poderia ser considerada um diálogo, afinal, ele fazia perguntas, mas ninguém lhe respondia. E o assunto era igualmente perturbador.            ― Eu sei que você sabe de alguma coisa. Se
Leer más
Capítulo 14
Não havia paz nos pensamentos de Tatianna. Já tinha andado a casa toda, de um lado para o outro, bebido mais copos d'água do que seus rins poderiam suportar e perdido a conta de quantas vezes coçara a cabeça buscando uma explicação.            Estava sentada no sofá de sua casa emprestada, segurando o desenho que tinha praticamente roubado de Sebastian ― tentando não pensar o quanto ele deveria ter ficado irritado ―, buscando entender o que era. Porque ela tinha certeza que já o tinha visto em algum lugar.            Tratava-se de uma rosa envolta por um pentagrama. Um símbolo... ironicamente familiar para Tatianna, embora ela não lembrasse de onde o conhecia. Ao lado dele havia a letra T. O que poderia significar um milhão de coisas, mas não conseguia parar de p
Leer más
Capítulo 15
***             A notícia da morte de Henry poderia ter abalado Steve, mas Jayce não sentia nem um pouquinho de pena. Tinha um coração enorme, quase proporcional ao seu tamanho, mas quando se tratava de filhos da puta como aquele cara, ele simplesmente dava de ombros e pensava que era menos um criminoso no mundo. Lamentava apenas por Faith, pois sabia que, de alguma forma, aquilo iria mexer com ela.            Mas seu trabalho precisava continuar. Henry fora o melhor amigo de Steve, por isso, o comandante lhe dera o resto do dia de folga, para que pudesse ir ao enterro com Emily. Isso, portanto, significava que Jayce teria algumas horas para investigar sozinho. Não que não gostasse da companhia do melhor amigo, mas trabalhar sozinho era sempre mais produtivo.      &nb
Leer más
Capítulo 16
             Respirou fundo e bateu à porta.            Sentia-se como uma menininha que tinha acabado de fazer uma travessura e estava prestes a encontrar a mãe para levar uma bronca.            Tudo estava errado naquela história, e parecia não ter a menor tendência para melhorar. Estava presa em um círculo. Quanto mais caminhava, mais parecia voltar para o mesmo lugar. Quando estava prestes a encontrar a solução para um problema aparentemente grande, outro surgia, fazendo o primeiro parecer uma coisinha de nada.            A voz de Taylor foi ouvida, pedindo que ela entrasse. Com isso, abriu a porta com cautela, entrando na despensa bem devagar.   &nb
Leer más
Capítulo 17
Já eram quase duas da tarde quando Tatianna chegou em Moreau. Mas antes de ir para o The Hannigan's, tinha um assunto muito sério para resolver. Precisava de uma resposta que poderia ser a tênue linha entre a possibilidade de colocar-se em perigo ou se manter segura, sem deixar de continuar sua pequena e amadora investigação.            Se bem que o que estava prestes a fazer já poderia ser uma escolha muito, muito errada.            Estava batendo à porta da casa dele. Mesmo depois de tudo que tinha acontecido, de ter jurado para si mesma que nunca mais teria coragem de encará-lo. Mas aquele homem a incitava a fazer coisas completamente erradas, a agir de uma forma que nem ela mesma compreendia. Ele despertava tudo que havia de mais sombrio nela; até mesmo o desejo que sentia, a urgência em
Leer más
Capítulo 18
Por um momento ela achou que ele iria beijá-la novamente, pois seus olhos fixaram-se nos dela, de forma profunda e intensa, como se fosse impossível se afastar. Mas finalmente ele conseguiu, libertando-a da prisão de seu corpo, permitindo que se levantasse e se afastasse, tentando manter o máximo de distância.            ― Qual a sua primeira pergunta? ― ele se sentou na cama e esperou.            ― O que aconteceu com Ivy, de verdade?            A pergunta era boa, é claro. Responderia muitos de seus questionamentos interiores, principalmente sobre a índole de Sebastian, mas ela a proferira de forma impulsiva, sem nem pensar. E ele pareceu achar a mesma coisa.            ― Jura? É
Leer más
Capítulo 19
Atordoado, Sebastian segurou Tatianna antes que ela caísse. Ele não fazia ideia do que estava acontecendo, mas também sentia algo estranho no ambiente. Uma presença... e não lhe era desconhecida.            Mas fosse lá o que fosse, não era algo que merecia sua atenção naquele momento. Tatianna, sim. Por isso, levou-a até a cama. Mesmo desacordada ela parecia inquieta, balbuciando palavras que ele não compreendia e respirando de forma incerta.            Sem saber o que fazer, ele apenas segurou sua mão gelada, tentando lhe transmitir um pouco de força. Imediatamente sentiu aquela sensação que os acometia sempre que se tocavam, e Sebastian viu que ela lentamente começava a voltar a si.         &nb
Leer más