123

123PT

cristina  Em andamento
goodnovel18goodnovel
0.0
Avaliações insuficientes
6Capítulos
124leituras
Ler
Adicionado
Denunciar
Resumo
Índice

Sinopse

Doce

Quando você tiver carregado 15000 palavras, você verá a opção 【Request contract】. Clique neste ícone e informe o código de registro ao seu editor.

Ler mais

Você também vai gostar de

Comentários Deixe sua avaliação no aplicativo
Não há comentários
6 chapters
1
Então tive medo; atribuí o fenômeno à excitação nervosa em que andava; receei ficar maistempo, e enlouquecer. - Vou-me embora, disse comigo. E levantei o braço com gesto demau humor, e ao mesmo tempo de decisão, olhando para o vidro; o gesto lá estava, masdisperso, esgaçado, mutilado... Entrei a vestir-me, murmurando comigo, tossindo semtosse, sacudindo a roupa com estrépito, afligindo-me a frio com os botões, para dizeralguma coisa. De quando em quando, olhava furtivamente para o espelho; a imagem era amesma difusão de linhas, a mesma decomposição de contornos... Continuei a vestir-me.Subitamente por uma inspiração inexplicável, por um impulso sem cálculo, lembrou-me...Se forem capazes de adivinhar qual foi a minha idéia...- Diga.- Estava a olhar para o vidro, com uma persistência de desesperado, contemplando aspróprias feições derramadas e inacabadas, uma nuvem de linhas soltas, informes, quandotive o pensamento... Não, não são capazes de adivinhar.- Mas, diga, diga.-
Ler mais
5
Estava a olhar para o vidro, com uma persistência de desesperado, contemplando aspróprias feições derramadas e inacabadas, uma nuvem de linhas soltas, informes, quandotive o pensamento... Não, não são capazes de adivinhar.- Mas, diga, diga. - Estava a olhar para o vidro, com uma persistência de desesperado, contemplando aspróprias feições derramadas e inacabadas, uma nuvem de linhas soltas, informes, quandotive o pensamento... Não, não são capazes de adivinhar.- Mas, diga, diga.- Estava a olhar para o vidro, com uma persistência de desesperado, contemplando aspróprias feições derramadas e inacabadas, uma nuvem de linhas soltas, informes, quandotive o pensamento... Não, não são capazes de adivinhar.- Mas, diga, diga.- Estava a olhar para o vidro, com uma persistência de desesperado, contemplando aspróprias feições derramadas e inacabadas, uma nuvem de linhas soltas, informes, quandotive o pensamento... Não, não são capazes de adivinhar.- Mas, diga, diga.- Estava a olhar p
Ler mais