Um amor de babá

Um amor de babáPT

Carol Moura  Em andamento
goodnovel4goodnovel
0.0
Avaliações insuficientes
3Capítulos
212leituras
Ler
Adicionado
Denunciar
Resumo
Índice

Lisbeth e Beckett se conheceram jovens, durante o ensino médio implicaram um com o outro como se não se gostassem, mas por todo aquele tempo guardaram em segredo o crush mútuo que alimentavam. No baile de formatura eles tiveram uma noite apenas antes de cada um seguir a sua vida. Agora, muitos anos depois eles se reencontram em outra circunstância. Beckett acabou de divorciar e precisa de uma babá para o seu filho. Lis acabou de ser demitida e precisa de um emprego.

Ler mais

Você também vai gostar de

Comentários Deixe sua avaliação no aplicativo
Não há comentários
3 chapters
PRÓLOGO
 LISBETH SULLIVAN — Mae, você pode arrumar a minha gravata? — Ele irrompeu para dentro do quarto, sem nem bater na porta. De costas eu estava e de costas permaneci. Ainda estava me sentindo estranha naquele vestido. Continuava olhando-me no reflexo da janela sem conseguir me reconhecer. Aquele falando era Beckett Stanford. Quarterback do Tigers, garoto de ouro da Mount Pleasant High School, irmão da minha melhor amiga...— Ela ainda está no banho — respondi sem vontade e sem me dar ao trabalho de virar em sua direção. — Ah, é você que está aqui — disse com a voz carregada de reprovação. Esqueci de mencionar, Beckett Stanford era também um pé gigantesco no meu saco. — E quem seria, Beckett? Maenna tem mais amigos e nã
Ler mais
UM
— Eu amo essa música! — Maenna exclamou assim que entramos no salão de festas do Northwoods Inn. Um hotel de classe média localizado no coração de Charleston. — Claro que você ama! É de alguma diva pop chatinha. — Pode crer. — Poppy, namorada de Maenna, uma garota super legal, linda e que amava punk rock como eu, concordou comigo. — Vocês são muito chatas. E algumas divas cantam bem...— Só as músicas são um saco — retruquei novamente e Poppy esticou a mão, em punho fechado, para que eu batesse nela. Enquanto rimos em cumplicidade, nossa pessoa favorita no mundo apenas revirou os olhos. Olhei em volta, percebendo toda aquela gente dançando no salão e logo vi Greg com Debra Foley. Não éramos namorados, mas realmente pensei que depois do convite, e do fato de termos transado al
Ler mais
DOIS
Fiquei lá um longo tempo. Horas, pelo que notei em meu telefone. Mae me enviou inúmeras mensagens, porém, não respondi. Do contrário, ela quereria falar mais e mais, até que eu colocasse tudo para fora e eu só queria esquecer que aquilo havia acontecido. Então a deixei pensando que eu estava ocupada demais para responder. Seria melhor daquela forma e só assim para que eu conseguisse ficar sozinha.Até que Beckett me achou. — Aqui está! — bufou em minha direção. — Mae está louca atrás de você... até me colocou para ajudá-la a procurar... você está chorando?— Por favor, não diga a ela que estou aqui e nem que estou chorando, Becks. Por favor — pedi desesperada, ele já havia me visto daquela forma mesmo. — Vai arruinar a noite dela. — Tudo be
Ler mais