DUOLOGIA - O caso da minha vida

DUOLOGIA - O caso da minha vidaPT

Gabi Verran  Em andamento
goodnovel16goodnovel
0.0
Avaliações insuficientes
17Capítulos
402leituras
Ler
Adicionado
Denunciar
Resumo
Índice

A Duologia O caso da minha vida contém os dois livros: Volume I: O amor pode vencer qualquer julgamento. Emily é uma garota que desde pequena tem um objetivo: ser a melhor advogada dos Estados Unidos. Ela nunca perdeu tempo pensando em romances e relacionamentos. James não queria assumir o escritório da família, se achava muito novo e vivia dizendo que este era o sonho do seu irmão, não o dele. Seu objetivo era rodar o mundo com uma mochila nas costas e mulheres ao seu lado. Cada um tinha um objetivo, mas depois de um simples encontro tudo mudou. O amor não escolhe o momento ou a pessoa, e agora Emily e James teriam que aprender a lidar com suas emoções, mas seria fácil, afinal, o amor sempre vence. Será? Volume II: O amor pode mesmo vencer qualquer julgamento? Três anos após sua maior perda, Emily finalmente se formou na faculdade e está prestes a abrir seu próprio escritório de advocacia junto com sua amiga Mari. James se manteve afastado e recluso durante esse tempo, mas nem um dia sequer esqueceu Emily. Agora ele estava de volta a Nova Iorque e disposto a ficar novamente com ela. Três anos é bastante tempo, Emily não é mais a mesma que James conheceu, será que depois de tanto tempo ele conseguiria reconquistá-la? Nesta continuação você encontrará, um casal em busca de uma segunda chance, que enfrentarão não só inimigos reais, como também a escuridão de suas próprias almas.

Ler mais

Você também vai gostar de

Comentários Deixe sua avaliação no aplicativo
Não há comentários
17 chapters
VOLUME I - SINOPSE
O amor pode vencer qualquer julgamento.Emily é uma garota que desde pequena tem um objetivo: ser a melhor advogada dos Estados Unidos. Ela nunca perdeu tempo pensando em romances e relacionamentos.James não queria assumir o escritório da família, se achava muito novo e vivia dizendo que este era o sonho do seu irmão, não o dele. Seu objetivo era rodar o mundo com uma mochila nas costas e mulheres ao seu lado.Cada um tinha um objetivo, mas depois de um simples encontro tudo mudou.O amor não escolhe o momento ou a pessoa, e agora Emily e James teriam que aprender a lidar com suas emoções, mas seria fácil, afinal, o amor sempre vence. Será?
Ler mais
CAPÍTULO I
EMILY  Acordei com um barulho chato. Que barulho é esse? Pensei. Parecia um telefone tocando. Foi então que me dei conta que era o meu despertador. Nesse instante, dei um pulo da cama.MEU DEUS, PERDI A HORA. MERDA, MERDA, MERDA.É meu primeiro dia no escritório mais importante dos Estados Unidos da América e eu vou me atrasar. Não deveria ter ficado até às duas da manhã assistindo a Suits1, minha série preferida no momento, mas não conseguia desligar a televisão, e a cada novo episódio jurava que seria o último, até que acabei adormecendo com a televisão ligada. Meu pai deve ter desligado no meio da madrugada.Saltei da cama e corri para o banheiro com o celular na mão, a função soneca já havia apitado três vezes. Por que raios que tenho tanta dif
Ler mais
CAPÍTULO II
EMILY Entrei pelas portas giratórias de vidro e logo avistei um balcão de informações, com uma recepcionista que parecia estar gravando um comercial de creme dental, era como se o sorriso dela estivesse congelado no rosto. Ela estava impecavelmente bem-vestida, com um vestido social preto que destacava ainda mais sua pela branca e seus cabelos loiros claros, na altura dos ombros.Fui aproximando-me dela, ouvindo meus saltos fazendo “tec-tec” pelo piso de porcelanato preto. Ela me acompanhou com o olhar.—Bom dia, me chamo Emily Watson, e estou procurando pelo RH do escritório Williams & Simpson.—Olá, Srta. Watson, seja bem-vinda ao One World Trade Center. O RH do escritório Williams & Simpson fica localizado no 102º Logo à esquerda, estão os elevadores. E aqui está o seu crachá de visitante para passar pelas catracas. Provavelme
Ler mais
CAPÍTULO III
JAMES— Sério, pai, além de ter que vir trabalhar obrigado, ainda vai me empurrar uma estagiária? Meu pai havia passado de todos os Desde a morte do Patrick, meu irmão mais velho, que ocorreu há 4 anos, dia após dia, meu pai fala que estava na hora de assumir meu lugar no escritório.Formei-me com honras no curso de Direito de Harvard, mas não queria advogar. Bem, na verdade, até queria, mas não ainda. Sabia que, a partir do momento que colocasse os pés no escritório, meu pai iria me deixar ali sozinho e com meus 27 anos, ainda me considero novo para ficar trancado dentro de um escritório e viajando por todo o país em audiências intermináveis. Claro que a parte de viajar não era ruim. Adorava jogar-me na estrada. Conhecer lugares e pessoas, principalmente mulheres. Meu pai, que estava sentando em sua mesa, respondeu-me, me fazendo voltar a convers
Ler mais
CAPÍTULO IV
EMILY Liandra Robin foi muito atenciosa comigo e me mostrou todos os andares e cada setor do escritório W&S. Era muito maior do que eu achava, além do andar onde ficava o RH e o setor jurídico trabalhista, ainda havia 9 andares do mesmo tamanho que aquele, cada um para um ramo do direito, e, no último, o 104º, além do setor jurídico criminalista, havia a sala da presidência.— Chegamos a nossa última parada, é neste andar que você irá trabalhar.— Aqui? — perguntei espantada, mas me lembrei que ela falou que seria assistente do Dr. Williams, e era lógico que a sala dele era na presidência, aff, Emily, sua burra. Fiquei levemente corada por pensar que Liandra me acharia desatenta.—Sim, Wattson, esse é o setor da presidência, logo a sala do Sr. Williams está neste andar.Tentei parecer fi
Ler mais
CAPÍTULO V
JAMES O tempo passou voando, quando percebi, já passava das 13h e eu ainda estava contando as histórias dos maiores casos do nosso escritório para a Srta. Wattson. Desde que comecei a falar, ela não me interrompeu por nenhum segundo, mas escutava com muita atenção e a julgar por seus olhos brilhantes, estava realmente encantada com meu relato. Seu entusiasmo recordou-me meus primeiros dias de aula na faculdade, pois, apesar de ter crescido em um ambiente que respirava Direito, ao pisar em Harvard, fiquei fascinado. Eu sempre amei estudar e sempre sonhei em advogar. Mesmo que ainda me achasse novo para isso. E ver o entusiasmo da minha nova estagiária me fez feliz.A Srta. Wattson era uma beleza, não me recordava de ter visto uma mulher tão linda quanto ela. Alta, com a pele negra, corpo curvilíneo, os cabelos, não sabia dizer se eram compridos, pois estavam muito bem presos em um
Ler mais
CAPÍTULO VI
EMILY James era realmente um homem lindo, mas, pior, era incrivelmente inteligente. Não percebi que as horas passaram tão rápido desde que ele começou a falar sobre as histórias de sucesso do escritório. Eu fiquei completamente fascinada com sua postura. Ele falava com uma voz firme e seus olhos brilhavam ao me contar acerca de todos os grandes julgamentos. Ele sentia muito orgulho do pai e do Dr. Simpson, sócio do escritório, também o melhor advogado em sua área, que era Direito do Trabalho.Eu não emiti nenhum comentário, simplesmente fiquei ouvindo e guardando mentalmente todos os seus movimentos e gestos. Seus traços eram perfeitos, ele parecia uma pintura. Nossa, Emily, se segura garota, ele é o seu chefe. Eu nunca fiquei fascinada assim antes, eram emoções totalmente estranhas para mim, o que está acontecendo comigo?Ler mais
CAPÍTULO VII
JAMES O primeiro dia passou muito rápido, após o almoço e a excelente companhia da Srta. Wattson, retornamos para o escritório e ambos mergulhamos nos documentos, processos e agenda para as próximas semanas. Apesar de muito nova e de ser apenas seu primeiro dia, Emily demonstrou um excelente profissionalismo. Acabamos ficando no escritório até às 19h, e como já era tarde e não sabia se Emily tinha carona, resolvi me oferecer para levá-la em casa, mas ela disse que não precisava, pois seu pai já havia chegado para lhe buscar.Dessa forma, nos despedimos no lado de fora do prédio, a avistei entrando em um Dodge Durango antigo e vi de relance um senhor no banco do motorista, após entrar e fechar a porta, ela se inclinou, beijou a bochecha do senhor, que abriu um largo sorriso. Ali vi que existia um grande amor entre pai e filha. Ela deveria mesmo ser uma
Ler mais
CAPÍTULO VIII
EMILY Os dias estavam passando rápido, e eu estava cada vez mais encantada com meu estágio, mas principalmente com o meu chefe.James era simplesmente brilhante e não conseguia entender por que demorou tanto para começar a trabalhar no escritório. Diferentemente do que pensei a seu respeito no primeiro dia, ele não era festeiro, pelo contrário, era super comprometido e dedicado. Era o primeiro a chegar e o último a sair. Às vezes, ficava até com vergonha, pois duas vezes nessa semana eu havia atrasado por conta de provas na faculdade e, como ia trabalhar de ônibus, era pior ainda.Amanhã iria com meu pai comprar o meu primeiro carro, afinal, com o meu novo salário, poderia me dar esse “luxo”, e isso iria facilitar e muito meus dias. Eu fiz algumas pesquisas e decidi comprar um Fiat, pois o custo de manutenção era baixo. E, por sorte,
Ler mais
CAPÍTULO IX
JAMES Aquela sexta-feira estava agitada, depois de passar horas ao telefone para conseguir confirmar se o julgamento do caso “Connor” seria ou não na segunda-feira seguinte, ainda tive que organizar as últimas questões para a viagem de última hora.Não tinha ainda certeza se fiz bem em chamar a Srta. Wattson para me acompanhar, ela era ainda muito nova e totalmente inexperiente no mundo dos tribunais, contudo, queria que ela fosse. Queria lhe mostrar a “magia” que envolve um julgamento dessa magnitude e, claro, queria que ela me visse em ação. Afinal, não havia me esquecido de sua cara de decepção ao saber que iria trabalhar comigo e não com meu pai.Mas não poderia me dar ao luxo de levar apenas ela como minha assistente, precisava de alguém com experiência, por isso chamei o Dr. Taylor, ele era o advogado criminalista mais anti
Ler mais