Boa noite, Atlanta

Boa noite, AtlantaPT

Lorenna Liwz  Em andamento
goodnovel16goodnovel
0.0
Avaliações insuficientes
55Capítulos
470leituras
Ler
Adicionado
Denunciar
Resumo
Índice

Atlanta Delano é uma escritora de sucesso nos Estados Unidos. Um pouco egocêntrica e um tanto imodesta, ela lidera o ranking de celebridades mais populares do momento em Hollywood. E é em uma de suas turnês para o lançamento de seu ultimo livro que ela conhece Zara , uma jovem do suburbio de Los Angeles que irá mostrar a escritora que a vida não é assim tão fácil como ela pensa que é. Cheio de reviravoltas e suspense; Boa Noite, Atlanta vai mostrar que nem toda história de amor termina no felizes para sempre.

Ler mais

Você também vai gostar de

Comentários Deixe sua avaliação no aplicativo
Não há comentários
55 chapters
The Rolling Stones
Página 1 :Os Delanos eram uma família não muito normal. O pai tinha sido um grande cantor dos anos 80 e a mãe ainda era uma jornalista muito bem paga do canal 7, capa de várias revistas como a mulher do ano ou a mulher mais sexy do Estados Unidos.Juntos os dois tiveram três filhos muito especiais: Kyle, Bianca, e a mais nova celebridade e solicitada escritora com mais de quinze Best-Sellers publicados, Atlanta, que na opinião de seus queridos pais era a filha perfeita, o orgulho da família Delano.Um metro e setenta, olhos azuis, corpo escultural, dentes completamente brancos e bochechas rosadas. Uma simetria de dar inveja a qualquer garota.Mas na opinião de Dexter, ela era uma pedra em seu sapato: "Muito mimada e ex
Ler mais
Pagina dois
Os corredores pareciam muito maiores quando Atlanta estava andando por eles após a coletiva desastrosa, Dexter e Ruby estavam bem atrás para garantir que nenhum fotógrafo viria dar uma de engraçadinho.Ao entrarem no elevador, Dexter fez o favor de começar a tirar satisfação sobre o que ele acabara de ouvir - Você é louca? Como você afirma uma coisa dessas? -ele disse,com raiva- Lançar um livro em menos de três meses com o mesmo nível do A Deusa? Você demorou 5 meses pra escrever metade...Enquanto as palavras de Dexter ecoavam dentro do elevador, Atlanta não dizia nada, apenas concordava com a cabeça e revirava os olhos de raiva. Ela sempre fazia isso quando alguém dizia algo pra ela que estivesse enchendo o seu saco... - Você não vai conseguir! E isso vai fuder com todos nós - concluiu o asses
Ler mais
Pagina três
A família Benson descendia de uma linhagem de escritores e professores , mas nenhum deles chegou a ser tão famoso quanto uma "Atlanta da vida". A família era da classe média baixa, não possuíam nenhum bem comercial e muito menos alguma herança familiar. Eram todos simples.Denise Benson, mãe de Zara, trabalhava em uma escola no subúrbio de Los Angeles, já Austin Benson, o pai, era um renomado bombeiro da cidade . O que garantia um pouco mais de estabilidade em casa.Naquela noite, Zara tentou ao máximo em não pensar na garota que ela havia conhecido à pouco, mas os seus esforços foram em vão, obviamente.Após o jantar com seus pais e sua irmã mais nova, ela se pois em sua cama. Deitou a cabeça no travesseiro
Ler mais
Pagina quatro
A ida para a emissora que iria gravar a entrevista foi um tanto chata. A ansiedade de Atlanta estava quase à deixando louca, parecia até que as horas estavam demorando uma eternidade. Os segundos eram horas, e as horas... Bom, eram quase décadas.Ao chegarem, para a insatisfação de Atlanta, Dexter avisou que a emissora tinha feito questão que a entrevista fosse com o casal do ano. O que queria dizer que a namorada egocêntrica da jovem estrela estaria lá.Isso a remeteu uma dor de cabeça instantânea, pois ela mesma não suportava o egocentrismo da super modelo da Victoria's Secret : Rakyza De Cadore.- Você poderia ter me avisado antes que ela estaria aqui, Dexter. - Disse Atlanta, se sentando na cadeira de seu camarim.- Você teria desistido na mesma hora se eu te contasse. - Respondeu ele, enquanto roubava uma uva da pilha de frutas que estava em cima da mesa.-
Ler mais
Página cinco
O "Show De Morgan" era um fenômeno por toda a América, e todo mundo adorava assistir o programa ao vivo no canal 10. Era quase um ritual.Atingindo a maior audiência da TV, por levar as celebridades mais conhecidas de todos os tempos, o Show De Morgan era conhecido por ser extremamente polêmico.Era quase impossível um adolescente não querer acompanhar diariamente o programa. E isso não era diferente na casa de Luna.- Zara, aumenta a TV, por favor! - Dizia Luna à sua irmã mais velha. - Rakyza e Atlanta Delano vão estar no programa hoje!- Não entendo como as pessoas conseguem gostar dessa tal de Atlanta. - Respondeu Zara, após ter aumentado a TV como a irmã havia pedido.- Eu não sei em qual mundo você vive, mas ela é o ícone da moda e da literatura! - Exclamou Luna, após dar um salto quando viu Atlanta e Rakyza no palco.
Ler mais
Pagina seis
.. - Então quer dizer que você tem um encontro? - Não é bem um encontro, Mika. É só uma forma de ser gentil. Eu quase quebrei o celular da garota. - Sei.. E essa garota é bonita? - Perguntou Mika, se encostando no banco. - Não.. Tá.. É um pouco. - Respondeu Zara, olhando para a amiga. Mikaela à encarou com as sobrancelhas arqueadas, como se soubesse que aquilo não passava de um bela modéstia. - Ok.. Ok.. Ela é bonita pra caramba. Olhos azuis, penetrantes (suspiro). Tem uma voz linda, também. - E a julgar por esse longo suspiro, você ta louquinha por ela. - Eu nem à conheço direito. - Respondeu Zara. - Isso não quer dizer nada!! Você não assistiu Crepúsculo, não?<
Ler mais
Capitulo 2 - Na capa de sua revista
Página sete:Página sete : A noite parecia interminável, e o vento quetrazia uma brisa congelante invadia a sacada do hotel cinco estrelas. Atlanta estava debruçada olhando as estrelas, enquanto pensava no beijo que tinha rolado algumas horas antes. Atlanta sorria ao lembrar daquela cena tão instigante. Estar apaixonada tão rápido por alguém, era algo inimaginável até mesmo para uma escritora tão criativa. Nem mesmo a mente aberta de uma artista romântica conseguiria fazer a jovem estrela entender o que estava acontecendo naquele momento. Era algo sufocante, só de pensar em Zara parecia que tudo ficava diferente. O coração disparava, as mãos ficavam tremulas, a boca secava.. Nada mais importava, nem mesmo a tão cobiçada vida que Atlanta Delano vivia : Ler mais
Pagina oito
Casa simples, sem nenhum luxo. Móveis semi novos, tudo organizado, pais fora de casa, irmã dando cobertura. No momento, a única preocupação de Zara era que Maddie prestasse atenção em suas fotos constrangedoras espalhadas pela sala de estar. A fotógrafa se apressou em colocar uma roupa apresentável . Não queria correr o risco de deixar Maddie perto de sua irmã mais nova e sem "papas na língua". Zara sabia que ao contrário dela, Luna era extremamente desinibida. Não tinha medo de dizer o que pensava, bem sincerona mesmo. E sabendo disso, a fotógrafa tinha bastante medo daquilo que Luna poderia dizer para a garota a qual ela tinha algum tipo de sentimento se aflorando. Imaginou que não podia dar outro fora, depois do que fez na cafeteria. Ao chegar na sala, percebeu que Maddie e sua irmã estavam sentadas c
Ler mais
Pagina nove
No caminho de volta, tudo parecia um pouco estranho. Apesar do pouco tempo, as duas garotas já tinham um apego uma pela outra. E era isso que tornava a despedida um tanto mais complicada. Ao chegar na casa de Zara, as duas desceram da limosine com um aperto horrível no coração. Até porque tinha algo entre as duas que fazia com que elas esperassem algo uma da outra. Como se esperassem que aquilo ali não fosse um adeus, e sim um "Até logo". - O dia foi ótimo! Eu me diverti muito. - Eu vou te ver de novo? -Perguntou Zara, ao abraçar Maddie. - Sempre que você quiser. É só me chamar que eu venho. - Para isso, vou precisar do número do seu celular. O que você não me deu até agora. - Disse Zara, sorrindo. - Claro! - Disse Maddie, ao pegar o celular de Zara e
Ler mais
Pagina Dez
Ruby batia na porta da estrela frequentemente e talvez estivesse sendo até um pouco insistente com aquilo. Mas esse era o seu papel desde que aceitou o emprego. Ela literalmente cuidava de Atlanta com o maior zelo possível e isso significava aguentar alguma coisas. Tipo essa que estava acontecendo. Ruby conhecia muito bem a estrela, sabia que algo a tinha aborrecido. Depois de alguns minutos já estava começando a achar que Atlanta havia morrido dentro daquele quarto. Já havia se passado horas e horas que ela estava lá dentro e Ruby tinha que garantir que ela come-se alguma coisa, pelo menos : - Atlanta, abre a porta, por favor. Você precisa comer. - Vê se me deixa em paz, Ruby! - Respondeu Atlanta, com a voz baixa e um pouco rouca. A secretaria ao ouvir aquela voz, suspirou de alívio. Pois, quando se tratava da jovem estrela, tudo poderia ser possível. A
Ler mais