Lições De Amor Com Meu Professor

Lições De Amor Com Meu Professor PT

S.S Collins  Em andamento
goodnovel16goodnovel
0.0
Avaliações insuficientes
41Capítulos
2.0Kleituras
Ler
Adicionado
Denunciar
Resumo
Índice

Harper está indo mal em cálculo na faculdade. Suas amigas indicam Sebastian, um professor que dá aulas particulares de matemática. Elas avisam que ele é meio estranho, mas muito profissional. Ela só não esperava se deparar com um cara lindo e sexy, que no mesmo instante não vai com a cara dela, tornando essas aulas um verdadeiro inferno nas tardes de Harper. No último dia de aula, porém ele a convida para um jantar, onde ele faz uma proposta um tanto inusitada.

Ler mais

Você também vai gostar de

Comentários Deixe sua avaliação no aplicativo
Não há comentários
41 chapters
Capítulo 1
__Eu sinto muito senhorita Simmons. Não há muito o que eu possa fazer.Velho, covarde!Ainda bem que o professor Rhodes não pode ler pensamentos, enquanto eu tento manter meu falso sorriso de compreensão ao que ele disse.Ou talvez ele possa, porque ele começa a me olhar tão desconfiado, que me faz tentar não pensar mais em palavrões, que ficariam bem sendo usados contra ele.Enquanto coloca de volta todos os seus livros em sua bolsa, ele então me sugere:__Como esse é o segundo semestre em que você não vai muito bem nessa disciplina, eu sugiro que você procure um reforço.Olho para ele não acreditando que ele tenha sugerido isso, porque deveria ser fácil compreender ele, não precisar procurar ajuda, mas acho que ele entende minha reação de outra forma e diz:__Aulas particulares.Tenho novamente aq
Ler mais
Capítulo 2
Eu toco a campainha enquanto tento, em vão, limpar a lama da minha calça na altura da coxa.A porta se abre e...Nossa!Até engulo em seco quando ergo meus olhos vejo aquele cabelo liso caindo sobre os lados do seu rosto e aqueles olhos claros olhando fixamente nos meus. Fico assim uns segundos e só então percebo que eu tenho que dizer alguma coisa.__Professor, Sebastian?Ele apenas me encara, desce os olhos pelo meu corpo, em seguida diz:__Senhorita, Simmons.Balanço a cabeça afirmativamente enquanto sorrio.Ele estende a mão, que eu aperto sem muita força. Ele desce seus olhos mais uma vez pelo meu corpo, enquanto me ouve explicar o que um garoto acaba de fazer quando eu desci do meu carro no momento que  cheguei aqui. Ele então apenas diz com rispidez:__Eu não gosto de atrasos.Engulo em seco, ele parece nem ter ou
Ler mais
Capítulo 3
Ele me segue até a porta e quando eu me viro, ele diz ainda sério:__Até amanhã.Eu sorriria e diria o mesmo, mas não acho que ele se importe com isso. Então apenas saio e ouço ele fechar a porta com um pouco  mais de força do que deveria, atrás de mim, até fecho os olhos por uns segundos.Eu não entendo, eu não fui grossa em momento algum ou disse algo para deixá-lo irritado. E eu não me vesti vulgarmente para que ele me olhasse com tanta desaprovação. Estou com a mente cansada demais para tentar traçar um mapa de probabilidades das possíveis variações de personalidade e humor dele.Amanhã eu chego na hora certa e ele não vai estar tão mal humorado assim.Bem, eu espero que não....Abro a porta do meu apartamento.__George! Meu ga
Ler mais
Capítulo 4
Até sinto uma pontada por dentro. Eu nunca me senti tão desprezada assim na vida. Mas ele ainda me olha com um sorriso que eu sei que ele tem escondido no canto dos lábios. Se ele acha que vai me fazer desistir, ele está muito enganado. Eu digo:__Acho que já estamos atrasados, por que não começamos logo?Eu gosto que ele tenha um olhar surpreso ao me ouvir dizer isso. Eu passo por ele que fica fechando a porta e sigo direto para a mesa onde costumamos ficar....Ele não fez nenhum daqueles comentários que eu pedi que ele não fizesse, mas ao invés disso ele abusou das respirações pesadas a cada dúvida que eu tinha e revirou os olhos algumas vezes em que me olhava responder uma questão.Eu respirei fundo cada vez que isso acontecia e me mostrei forte, mas por dentro ainda estou me sentindo mal em estar aqui....__Bem, por hoje &eac
Ler mais
Capítulo 5
Eu não faço ideia de por que ele está me beijando. Mas não dá para não corresponder quando as mãos dele passeiam pelas minhas costas e me puxa contra o corpo dele.Ele tem um beijo quente e preciso, do tipo que me faz ter  várias sensações diferentes ao mesmo tempo e uma delas é querer que ele não pare de me beijar.Minha cabeça está girando quando ele afasta sua boca da minha e fica bem próximo do meu rosto, olhando sério para minha expressão ainda confusa. Ele se afasta devagar e eu fico olhando em sua direção uns segundos. Em seguida minha única reação é abrir a porta sair de sua casa....Eu fico de frente a porta do carro por uns segundos olhando para o nada e pensando no que aconteceu. Mas eu acabo desistindo, abrindo a porta do meu carro e saindo daqui o mais rápido
Ler mais
Capítulo 6
Paro instantaneamente o que estou fazendo, olho para ele incrédula e apenas sorrio, fingindo que ele não disse realmente isso.Então recomeço a guardar minhas coisas.Mas segundos depois ele continua:__Então? Você vai aceitar ou não?Eu termino de guardar minhas coisas e digo:__Você não precisa fazer isso para se redimir. Não vai mudar o que penso a seu respeito e te indicar para outra pessoa como o melhor professor do mundo.Ele sabe que estou sendo irônica, vejo isso em seu rosto e gosto de deixar ele assim.Me viro para sair, mas ele diz antes que eu avance até a porta:__Se você aceitar, te explico por que te beijei.Eu paro imediatamente. Achei que ele nem estivesse mais pensando nisso.Mas depois de olhar para ele ali parado no mesmo lugar me olhando e esperando uma resposta, eu digo:__Acho que eu não quer
Ler mais
Capítulo 7
Eu me viro para ele ao ouvir isso e digo:__Você tem ideia do quão bipolar você é?Ele apenas me olha sério e diz:__Eu sei.Que ótimo, ele sabe.Eu apenas digo:__Ótimo! Então procure ajuda.Mas quando vou me virar para sair, ele segura meu braço me fazendo virar e ficar cara a cara com ele e com nossos corpos muito próximos um do outro.Seus olhos estão olhando dentro dos meus agora e minha respiração só vai ficando cada vez mais pesada, por causa da proximidade em que nos encontramos.Ele então diz bem devagar:__Eu sei que você também está atraída por mim.Eu engulo em seco, um segundo e então digo soando pouco confiante:__Acho que eu posso superar isso.Ele se aproxima ainda mais e fica a centímetros do meu rosto, sua boca está roça
Ler mais
Capítulo 8
Eu fico olhando meio sem graça para ele e pergunto: __ Como achou meu endereço? Ele responde:__Eu tenho meus contatos. Não digo nada mais pela surpresa mesmo.Ele parece meio impaciente, mas mesmo assim sorri e pergunta:__Por que está ignorando as minhas ligações?Eu fico ainda mais sem graça e sei que estou vermelha agora.Apenas digo:__Me desculpa, eu...Mas ele me interrompe perguntando:__Eu posso entrar?É melhor resolvermos isso logo, então apenas digo:__Claro.Ele entra e eu fecho a porta pedindo para que ele se sente, mas ele não faz isso, apenas ainda está me olhando quando eu me viro e ele diz:__Eu realmente preciso de uma resposta sua. Então por favor me diga que pensou sobre o que eu te propus?Respiro fundo e digo:__Okay. Acho que pensei e minha r
Ler mais
Capítulo 9
Ele demora mais alguns minutos, enquanto diz:__Eu moro sozinho, mas confesso que meu cardápio é bem restrito. Eu sorrio e digo:__Pelo menos você sabe preparar alguma coisa. Na verdade eu compro todas as minhas refeições.Ele ri e diz:__Sério?Balanço minha cabeça afirmativamente, enquanto observo ele sorrindo e trabalhando na sua cozinha. Ele realente não lembra nem um pouco aquele cara rabugento que eu conheci no primeiro dia em que nos falamos. Jamais imaginei naquela tarde que algo como isso que está acontecendo agora, aconteceria entre nós. Ele vem até a mesa com uma macarronada com almondegas que parece muito apetitosa e também com uma salada pra acompanhar. Ele se senta e diz meio envergonhado:__Eu não sabia se você gostava de macarronada, então fiz salada. Um dos dois você deve gostar.<
Ler mais
Capítulo 10
Entro no meu carro e vejo ele fechar a porta. Pelo menos agora eu posso pensar direito, porque ele realmente me deixa toda eufórica. E é pensando nisso que estou muito irritada comigo agora. O que foi que eu fiz? Será mesmo que foi a melhor escolha do mundo não aceitar isso? Eu fico lembrando dele, daquele sorriso, do cabelo, das coisas que ele faz com o meu corpo só por estar tão perto de mim e...Eu passo as mãos em meu rosto e digo pra mim mesma:__Burra, burra, burra!Eu devia ter aceitado a proposta dele, porque afinal de contas ainda estou aqui pensando nisso e nas várias maneiras de realizar o que ele me propôs. Bato minhas mãos algumas vezes de frustração no volante do carro, até que uma delas acerta a buzina fazendo um barulho enorme.Ergo minhas mãos no ar e digo:__Droga!Já vou tentar sair daqui o mais
Ler mais