Demônio Domado

Demônio DomadoPT

Luna Shanti  Em andamento
goodnovel16goodnovel
0.0
Avaliações insuficientes
22Capítulos
441leituras
Ler
Adicionado
Denunciar
Resumo
Índice

A forte e destemida Manuela, de vinte e um anos, conhece em pleno carnaval Veneziano o Luigi. Ela vê nele um homem atraente e excitante. Embora seja sexualmente experiente, Manu logo de primeira sente a pegada do belo homem, o que nem imagina é que ele guarda grandes segredos que podem prejudicar o mundo. Além de todo o mistério que envolve o Luigi, Manu percebe também um excesso de vaidade e presunção que ela odeia de imediato pois não é do tipo que se submete. Nem Luigi. Demônio Domado é um enemies to lovers de um casal forte e independente que se vê obrigado a conviver junto. Você vai odiá-los e também amá-los, mas não espere por mocinho e mocinha porque isso é a última coisa que esses dois são. Atenção! 1. Obra indicada para +18 mas se você está em busca apenas da parte erótica da literatura, sugiro que nem comece. 2. Obra completa devidamente registrada. *Não copie, acredite no seu potencial criativo você pode muito mais do que imagina.

Ler mais

Você também vai gostar de

Comentários Deixe sua avaliação no aplicativo
Não há comentários
22 chapters
1. Lilith?
— Dio mio! Ragazza sei fantastica!...— Shhh... Cala boquinha.Pressionou o corpo com mais força e em resposta braços fortes envolveram sua cintura.Com um preciso rebolado arrancava dele sons selvagens de intenso prazer.— Acho que eu vou...— Tu não precisa avisar. — falou irritada.— Ahhh!...  Dio mio... Dio mio...Fechando os olhos e ignorando os sons advindos do homem, ela também se permitiu ao orgasmo.Apoiou a cabeça sobre o ombro de seu parceiro pa
Ler mais
2. Diavolo
— Amore mio! — disse Manu ao telefone. — Até que enfim tu ligou, Manuela! — Desculpa Ferrugem! Mas tu sabe como a minha vida de estudante de medicina é doida e quando cheguei na Itália fiquei tão apaixonada que esqueci de tudo, até de tu. — respondeu rindo. — Vou perdoar porque é a Itália, né? Aí é tão mágico que a lua deve brilhar mais forte. — Tu e a tua fascinação pela lua. — Então!... E hoje é noite de lua nova. Abertura de novos ciclos. Ler mais
3. Águas de Março
— Então… de onde vem esse português tão bom? — Perguntou Manu. — Já estive em seu país, há um tempo atrás. — Tivesse ou morasse? Porque tu fala muito bem pra alguém que teve só de passagem. — Morei. — respondeu rindo de sua observação — De qual parte do Brasil você é? — Sou de Recife, região nordeste do país. — No nordeste tem pessoas brancas como você? — Claro que sim. Na verdade, por muito tempo o nordeste foi dominado por
Ler mais
4. Caixa de Mensagens
— Quem é ela? — perguntou o recém chegado em um perfeito italiano, penteando com os dedos os cabelos molhados da chuva. — Por que quer saber? — Atraente demais — respondeu, olhando Luigi de cima a baixo vendo-o usar apenas a capa e as calças. — Parece que você se divertiu!... Acho que vou lá me apresentar. — Deixa a garota em paz, Ethan. — O prazer é melhor do que a paz.  — Como você me encontrou? — O chefe me mandou. Precisamos ir para Portugal imediatamente, nosso alvo está indo
Ler mais
5. Baboseira
Inicialmente o plano era encontrar um homem interessante e ter uma noite de sexo quente e despretensioso. Mas Manu se deixou atrair por um anúncio na frente da Livraria Bertrand. Sessão de Lançamento do Livro:Uma “Baboseira” Chamada DepressãoHoje, 18h às 20hAqui, na Livraria Bertrand. Arregalou os olhos diante do título do livro no cartaz em frente a livraria mais antiga do mundo e se encheu de curiosidade. Baboseira? Abriu a port
Ler mais
6. Anfitrião
Seria apenas uma roda de conversa em uma pequena livraria, a princípio, mas devido a grande procura pela compra de ingressos o evento foi transferido para o Teatro Nacional Dona Maria II. Manu admirava a estrutura arquitetônica construída no século XIX a partir de um dos camarotes. Observar tudo de cima dava-lhe uma sensação de poder e só conseguia imaginar uma apresentação de ópera naquele magnífico lugar. No camarote à frente do seu a uma boa distância podia ver Diego acenando-lhe animado. Com um largo sorriso para o colega de faculdade, Manu retribuiu o aceno. Diego era um dos quase cinquenta estudantes de medicina que ela convidou para o evento daquela noite. &nbs
Ler mais
7. Carioca da Gema
Manu não sabia explicar muito bem o que havia visto, mas a conclusão a que pôde chegar - dentro de suas limitações - é que estava imaginando coisas. Correndo e esbaforida alcançou a frente do teatro e Ethan que lhe roubara um beijo tomando um soco de Luigi.  Manu engoliu o grito… Quando viu o homem ser arremessado aos ares com um único soco. Como uma cena de desenho animado! Com as sobrancelhas franzidas, ela sacudiu a cabeça tentando afastar aquela imagem sem sentido. — Dê o fora daqui, garota! — ordenou a
Ler mais
8. Suco de Laranja
Além de inteligente e educado, Diego era um homem divertido. A conversa entre eles fluiu facilmente.  Em alguns momentos durante aquela noite tão agradável, Manu desejou ser uma garota como a maioria, que sonhava em constituir família. Mas ela sabia que esse era um desejo passageiro, resultado da boa companhia. Passava da meia-noite quando Diego pediu a conta e Manu pediu licença para ir ao banheiro. No corredor dos banheiros ele estava encostado na parede de cerâmica com os braços cruzados sobre o peito. — Tu parece um espírito ruim, sabia? Ler mais
9. Mudar o Mundo
Cem mil visualizações com apenas dois dias de publicação. Mais de dez mil curtidas. Trinta mil vendas de cópias em território europeu. Expansão era a próxima meta. Expectativa de tradução para mais línguas. Convites e mais convites para palestras e entrevistas. Emissoras inglesas entravam em contato. Todos queriam Pierre Chateaubriand. Graças a Manuela Gomes. Ler mais
10. Cidade Luz
— Queria muito que você conhecesse minha esposa, mas infelizmente ela está viajando a trabalho. — Ela é escritora igual a tu? — Não. Ela tem seu próprio negócio. É pequeno, mas ela ama, talvez ame mais o negócio do que a mim. — Ele riu e fez um sinal pedindo a conta — Manuela eu preciso ir, tenho uma entrevista hoje em uma emissora. Muito obrigado por tudo, conhecê-la foi uma dádiva. —  Tu que tá sendo um presente na minha vida. Mas… eu queria te pedir uma coisa. — Pode falar. — Pra tu ter cuidado… — ela franziu
Ler mais