Sempre, Sra. Whitney

Sempre, Sra. Whitney PT

Katherine C. De Almeida  En proceso
goodnovel16goodnovel
0.0
Reseñas insuficientes
66Capítulos
51leídos
Leer
Añadido
Denunciar
Resumen
Índice

Em uma história repleta de clichê, conheceremos a história de Chase Barnes, um aventureiro sexual que ignora suas responsabilidades desde a morte de sua mãe. E Celine Avis Whitney, uma CEO determinada e sagaz, que de repente percebe que seu casamento está indo por água abaixo. Quando Alberto Barnes, dono da empresa onde Celine é a CEO, descobre que está a beira da morte, tudo muda. Agora, ele precisa de duas coisas; a primeira é que seu filho mais velho aprenda o ofício da empresa e se torne o presidente quando ele morrer; e a segunda, é que ele se case com uma mulher poderosa escolhida por ele, antes de sua morte. Nessa mesma época, Celine terá a brilhante ideia de levar seu marido para uma segunda lua de mel em uma ilha paradisíaca, a fim de reatar o romance entre eles. O problema, é que ele levará sua amante na bagagem. Enquanto isso, Chase tentará sua última oportunidade de ganhar uma aposta e conquistar a mulher mais cobiçada do mundo empresarial, Celine Whitney, durante seu curto período de despedida de solteiro, mas uma paixão avassaladora surgirá, pondo em risco todos os planos do matriarca. Será que Chase Barnes e Celine Whitney estão fadados a infelicidade eterna ou finalmente encontrarão seu final feliz?

Leer más
Comentarios Deje su reseña en la aplicación
No hay comentarios
66 chapters
Capítulo 1: Inabalável
— Não acredito que tenha feito isso!- Eu acho que...A desesperada jovem voz e seu quase amole de a princípio, quase amoleceu seu coração, ele fez o que fez, desobe de suas previsões ortodoxas, e aquilo que fez a seu olhar irritado.Leer más
Capítulo 2: Promessa
— O quê? A voz de Chase saiu por um fio. Ele pensou de primeira que ainda tinha água em seu ouvido e não havia escutado direito. Com a testa franzida, ele esperou por uma resposta. — Devo ter alguns meses, talvez um ano. É um tumor no cérebro. Não tem cura. — Pai, não se brinca com essas coisas. Disse, manso, com um nó na garganta.— Infelizmente não estou brincando.Chase ficou em silêncio, mas uma lágrima escorreu por sua bochecha. Ele não conseguiu dizer nada durante algum tempo. Tanto que sua voz ficou embargada quando ele indagou:— Meus... meus irmãos, sabem? — Queria contar pra você primeiro. — Por que? — Porque chega de irresponsabilidades, Chase. Eu permiti que vocês fizessem o que quisessem depois da morte da m&atild
Leer más
Capítulo 3: Estagiário
Era uma manhã cruel e fria, para Celine. Mais uma vez, ela abriu os olhos e o chuveiro já estava ligado. Ela podia ter ido se juntar a seu marido, mas estava irritada naquela manhã e não tinha qualquer força para levantar e correr atrás de uma rapidinha no banheiro.Então, ela fez bastante esforço para levantar e ir até a cozinha. Depois do café da manhã, ela tomou seu banho no banheiro do andar de baixo e saiu. Ali, ela e Victor nem mesmo se encontraram para um beijo de bom dia.Leer más
Capítulo 4: Casamento
Alberto saiu da sala de Celine e ligou para Chase. Ele estava sentado na sacada do quarto, olhando para além do que a paisagem transparecia, com um copo de Gin na mão, quando o telefone tocou. — Oi pai. A princípio, Alberto ignorou a voz melancólica e mais grossa do que o normal do filho. — Tem uma entrevista marcada com Celine Whitney essa tarde. Não se atrase. — É claro. A-algo mais? Alberto conhecia aquela voz lenta e desconcertada, como se estivesse em outro mundo. — Chase, você está bêbado a essa hora da manhã? — Quem está sã uma hora dessas? — Ah, puta merda. Você vai estragar tudo, como sempre. Onde está agora? — Em...Ele soluçou, deixando Chase ainda mais irritado do outro lado da linha. — ..
Leer más
Capítulo 5: Vazio
— O quê?Enquanto o filho estava no banheiro, Alberto começou a pensar nas coisas que lhe trouxeram mais responsabilidades quando era jovem.Na época em que conheceu Winnie, ele também era descuidado e irresponsável, mas quando se apaixonou perdidamente por ela, precisou mudar para provar que era digno dela. Isso tinha sido outra época, é claro, 40 anos antes, mas se tinha algo que podia trazer algum nível de responsabilidade, era um casamento.Chase tinha tido suas decepções amorosas e por isso não tinha qualquer planejamento de se casar, ele sabia disso, mas como deixaria a empresa nas mãos dele? Ele achava que uma pessoa que não conseguia nem mesmo ter um compromisso de casamento não podia ter responsabilidade suficiente para administrar uma empresa. Um pouco antiquado, ele tinha plena consciência disso, mas não se importava. Para Alberto, ambas
Leer más
Capítulo 6: Senhora
A essa altura, Celine nem mesmo fazia ideia das horas, já que não tinha parado pra fazer absolutamente nada além de beber água e café com leite.Alguém bateu na porta e ela deu permissão para entrar. Mia colocou a cabeça para dentro da sala e comunicou. — Diretora Whitney? O senhor Raymond está aqui para vê-la. Alberto tinha providenciado absolutamente tudo sobre o Chase, inclusive seu nome falso, Raymond Neil Barnes, um homem de 37 anos, saudável, solteiro, morando com os parentes e sofrendo de uma terrível morte na família, assim como da sua própria vida que não tinha qualquer autonomia. — Quem? — O cara da vaga do estágio. — Ah, claro. Mande entrar.Mia saiu. Celine tentou organizar sua mesa, mas ela estava tão bagunçada quanto sua mente. 
Leer más
Capítulo 7: Café
Chase realmente sentia algo dentro dele renascer. Seu peito ainda estava afogado em dor e ele não gostava da ideia de trabalhar, pelo menos, não até conhecer a mulher que lhe ensinaria tudo o que era necessário naquele ramo. Era estranho pensar aquilo, pensar em Celine de qualquer outra forma. Eles tinham tido uma convivência muito breve anos atrás e ela não parecia estar tão atraente quanto naquele instante. Era como se tivesse atingido o auge da sua beleza, ainda que fosse capaz de trazer mais sensualidade e experiência para qualquer homem que a tivesse nos anos seguintes. Seu pai sempre lhe mencionava com muito carinho e Grace também tinha apreço por ela, mas ninguém tinha mencionado as maçãs altas de seu rosto e sua pele bronzeada e sem rugas aparentes, e também o rosto oval que tinha uma beleza singular, ou mesmo seus olhos marrons escuro que carregav
Leer más
Capítulo 8: A Aposta
Celine entrou em sua sala e um homem de cabelo grande e sorriso encantador estava sentado no sofá, logo ao lado da porta. — Bom dia, diretora. Espero ter... — Não entre na minha sala sem minha permissão. Chase ficou calado, sem saber o que dizer de primeira. Costumava sempre saber o que dizer ou fazer para agradar uma mulher, mas Celine Avis Whitney não era uma mulher fácil de agradar e ele já devia saber disso. No dia anterior quando chegou em casa, sua mente se projetou o tempo todo no olhar e no toque dela. Durante o jantar, sua mente estava divagando naquela entrevista e ele quase não tocou em nada. Seus irmãos estavam cabisbaixos, mas certamente era pela notícia que o pai tinha lhe revelado. Horas mais tarde, Aiden apareceu em seu quarto. — Ei, tá legal? O rapaz parou na porta, de braços cruzados. Ele tinha herdado vários traços da mãe, principalmente a beleza natural e o olhar calmo e profundo, de quem sabia mais de você do que v
Leer más
Capítulo 9: Confidencial
Chase não tinha uma resposta adequada. Não sabia mais como se portar mediante as ordens que precisava obedecer. Regras que deveria seguir. E até questões morais as quais deveria saber, como por exemplo, não entrar na sala da sua chefe sem a permissão.— Me desculpe, diretora, não foi minha intenção invadir sua privacidade ou algo do tipo. Eu sou um pouco novo nisso, espero que possa me desculpar. — Tem um pequeno manual no contrato que foi enviado por e-mail, sugiro que leia.Ela caminhou até sua cadeira. Chase não conseguiu desviar os olhos do seu corpo escultural nem mesmo quando ela sentou e ficou encarando-o.— Senhor Neil? Fui clara?— Ah, sim, claro. Eu vou ler sim.— Eu sei que pode parecer um pouco de rigidez excessiva, mas acredite, você vai entender que regras são importantes e mantém isso em ordem. C
Leer más
Capítulo 10: Sermão
Muitos locais como aqueles tinham essa confidencialidade, claro, mas vez ou outra rolava algum vazamento. E apesar de não ser muito antenado no mundo dos famosos, não se recordava de nenhuma notícia sobre vazamento que tenha envolvido a empresa. Certamente seu pai teria arrancado os cabelos se algo do tipo fosse noticiado. — Cacete, vocês pensaram em tudo mesmo. Mas assim, sua assistência...?— A Mia? Ela está sob contrato. Além do mais, confio bastante nela. Trabalha há bastante tempo aqui. Quase tanto quanto eu e se dedicou muito. Um dia espero poder promovê-la, mas até lá, sou dependente daquela mulher.— Diretora, preciso dizer, estou impressionado com seu trabalho. Sua mente é brilhante. Nunca tinha visto um sistema tão único e seguro como este...Chase usou uma voz um pouco mais lenta, dando sensualidade em cada palavra que sa&iacut
Leer más