A garota dos meus sonhos

A garota dos meus sonhosPT

Ivã Arruda  En proceso
goodnovel16goodnovel
0.0
Reseñas insuficientes
12Capítulos
2.6Kleídos
Leer
Añadido
Denunciar
Resumen
Índice

Depois de sofrer um acidente e ficar três meses em coma, Bia acorda, mas as coisas estão diferentes, agora ela pré-vê a morte das pessoas. Em uma noite ela sonha com a morte de uma garota misteriosa. Não muito tempo depois essa garota se muda para a cidade de Bia e as duas começam a estudar juntas. Agora Bia está disposta a tudo para salvar a vida da garota.

Leer más
Comentarios Deje su reseña en la aplicación
No hay comentarios
12 chapters
PARTE UM: Meu nome é Bia
O que aconteceu era algo difícil de prever, amar nunca estava em meus planos.Eu sei que você pode achar isso precipitado e imaturo, mas não é o meu caso. A minha vida mudou depois daquele acidente, foram três meses em coma e quando voltei, tudo estava diferente, não só minha família, mas eu também.Toda vez que fechava meus olhos eu sonhava com alguém, uma pessoa aleatória, as vezes eu a conhecia, as vezes não, mas não importava quem era a pessoa ela sempre morria, não só nos meus sonhos, mas na vida também.A primeira vez foi com meu avô, caiu das escadas e bateu a cabeça. Depois foi o irmão do meu melhor amigo, sonhei que ele batia o carro, tentei salva-lo, mas foi inútil, meu amigo perdeu o irmão naquela noite e eu prometi que nunca mais iria fazer ninguém sofrer. Meu único problema eram aqueles sonhos que invadiam minha mente e atrapalhavam minhas noites de sono como se fosse um filme de terror que eu não podia parar de ver.Minha vida estava de cabeça p
Leer más
A garota dos meus sonhos
Abri meus olhos e encarei o teto branco do meu quarto, minha respiração estava ofegante, meu coração batia rápido e meu corpo estava todo suado, era sempre assim depois dos sonhos. Reuni forças e me levantei da cama. Como de costume abri a porta do meu guarda-roupa e peguei o uniforme branco da escola. Andei, ainda sonolenta, pelo estreito corredor iluminado pelas lâmpadas leds e entrei no banheiro social.Tranquei a porta e encarei meu reflexo no espelho de corpo inteiro que ficava parafusado atrás da porta branca do banheiro. Meu cabelo castanho estava uma bagunça, assim como todas as manhãs, meus olhos castanhos estavam lacrimejados, encarei meu semblante confuso, o que estava acontecendo? Eu havia tomado o remédio, por que tinha tido aquele sonho?Tirei meu pijama soado e coloquei junto com as outras roupas no sexto de roupa suja que ficava do lado da pequena pia de mármore, abri a porta de correr do boxe de vidro, liguei o chuveiro na água
Leer más
Oi, você vai morrer
A garota veio andando em minha direção e eu tentava não transparecer a minha surpresa com a presença dela.— Oi - ela disse parando ao lado da carteira vazia que ficava na minha frente, ela parecia estar desconfortável com aquela situação. - tem alguém sentado aqui? - ela apontou para a carteira vazia na minha frente, eu apenas fiz um sinal de negativo com a cabeça, não era capaz de falar nenhuma palavra, estava em total estado de choque.Depois de duas aulas de inglês veio o recreio, um momento que trazia a alegria de vários alunos, mas era indiferente no meu ponto de vista. Esperei a professora trancar a porta da sala e me sentei no chão do lado de fora, escorando minhas costas na parede descascada. Eu sempre ficava ali na hora do recreio, observando os pequenos grupos de adolescentes sentados nas mesas de madeira que tinham espalhadas pelo pátio, ficava vendo eles conversarem, as vezes rindo, as vezes chorando, ficava me perguntando como minha vi
Leer más
Não se apaixone por mim
Olhei novamente a hora no canto da tela do meu celular, já havia visto todas as atualizações no feed do meu Instagram e Alice ainda não havia chegado. Havíamos marcado de fazer nosso trabalho de artes e Alice estava atrasada.— Desculpa a demora - A garota falou e logo se sentou em uma cadeira ficando de frente para mim. - minha vida está uma bagunça.— Tudo bem. - Respondi enquanto via ela colocar sua mochila branca atrás da cadeira estofada. Ela sorriu para mim e eu sorri também como resposta. Reparei que seus olhos fechavam de um jeito muito fofo quando ela sorria.A biblioteca da escola não era muito grande, havia algumas prateleiras com livros de diversos gêneros, algumas mesas para os alunos se acomodarem e alguns computadores para estudo. Atrás de Alice era possível ver uma folha sulfite escrito "Silêncio" na horizontal em Arial 36.Peguei meu caderno de matéria na mochila e minha canet
Leer más
Mais uma visão
Alice era sem dúvida uma menina bem legal, ficamos mais algumas horas na praia conversando e rindo de como ela detestava fanfics clichês e eu amava. Depois de acompanhá-la até a sua casa fui em direção da minha, contente com a conversa que tivemos. Passei o trajeto inteiro pensando em tudo que eu havia dito sobre o Roberto. Uma ponta de culpa surgiu no meu peito, aquilo ainda era um assunto muito difícil para mim. "Os sonhos podem matar" foi o que eu disse para ela, talvez não fizesse muito sentido agora, mas um dia ela vai entender. Parei na frente da minha casa e respirei fundo. Sabia que minha mãe me encheria de perguntas por conta do horário que eu estava chegando em casa, pra ser sincera, eu não sei que horas são, mas o fato de todas as luzes da rua estarem ligadas me faz pensar que já deve passar das sete da noite. Abri a port
Leer más
Problemas com o banco
As ruas da cidade ainda estavam vazias, mas já era possível ver algumas casas com suas luzes ligadas. Ainda não estava acreditando que estava levando aquele homem desconhecido para a minha casa, mas o que eu poderia fazer? Ele tinha acabado de tentar suicídio, não poderia deixar ele sozinho. Aquilo era a coisa certa a se fazer.Parei na frente do portão de casa e respirei fundo, atravessei o jardim torcendo para que minha mãe já tivesse saído. Abri a porta e tudo estava em silêncio, havia apenas um bilhete na porta da geladeira "Fui visitar sua tia, volto só a noite. Te amo - mãe." respirei aliviada depois de ler aquilo.Olhei para o homem parado na porta da sala, ele tremia de frio. Fui até o meu quarto e peguei um cobertor que usava para dormir e o entreguei.— Obrigado. - Ele falou em um tom baixo. Sua respiração parecia estar irregular.— Quer um café? - Ofereci e ele concordou com a cabeça. Fui até a cozinha e
Leer más
Nada vai voltar a ser como antes
Acordei com o despertador do celular tocando. Demorei em levantar da cama e fui me arrastando para o banheiro onde tomei um rápido banho e desci para tomar meu café da manhã.A cozinha estava novamente com cheiro de café fresco e minha mãe estava andando de um lado para o outro. As vezes eu observava a minha mãe e me perguntava se ela realmente gostava de cuidar da casa. Desde que eu nasci essa sempre foi a sua ocupação, ser dona de casa, por isso todas as manhãs ela levantava cedo e fazia o café da manhã independente da estação do ano. Eu não sabia da onde ela tirava dinheiro para pagar nossas contas, mas aquele não era um bom assunto para se por em discussão logo de manhã.— Bom dia querida. - Ela falou sorrindo assim que me viu parada no fim do corredor.— Bom dia. - Falei e puxei uma cadeira. Queria perguntar para minha mãe sobre Anderson, mas não podia, como que eu ia falar sobre ele sem contar sobre o sonho e sobre ter deixado
Leer más
Cápsulas vazias
Observava a paisagem da cidade pequena pela janela do ônibus, eu conhecia aquelas ruas muito bem, estava indo encontrar Alice no parque da cidade, havia mandado uma mensagem para ela me encontrar lá, fiz isso antes de fugir de casa, eu sei que não era uma boa ideia e que isso só ia piorar a situação entre mim e minha mãe, mas eu precisava contar a verdade para Alice.Quando desci do ônibus logo avistei a novata sentada em um banco da praça, ela olhou para mim com seu sorriso perfeito estampado no rosto.O parque era o meu segundo lugar favorito na cidade, tinha uma trilha que cruzava quase toda a reserva florestal, os professores de biologia sempre levavam os alunos lá para observar a fauna e a flora local.Fui até Alice e não disse nada, apenas fiz sinal para ela me seguir, fui caminhando até a entrada da trilha, um grande arco de ferro envolvido de flores naturais, o chão da trilha era formado apenas por pedras britas. Andamos um
Leer más
Apaixonada por ela
Não consegui tirar o beijo da cabeça e passei a noite inteira relembrando aquela cena. A cama parecia pequena de tantas vezes que eu me virei tentando achar uma posição confortável para dormir.Quando abri os olhos na manhã seguinte, não pensei duas vezes e fui conferir o meu pote de remédios, as cápsulas ainda estavam lá, vazias. Então não era um sonho. Não conseguia entender porque as cápsulas dos meus remédios estavam vazias, será que elas sempre foram assim? Mas como? Por quê?Várias perguntas que eu teria que achar as respostas sozinha, minha mãe não poderia nem sonhar com aquilo e com certeza meu médico não seria a melhor pessoa naquele momento, bem que aquele homem nunca me pareceu ser muito confiável.Pedi para ficar em casa naquela manhã e minha mãe concordou, nós duas sabíamos que eu não estava na melhor forma para ir a escola e depois de tudo o que passou eu precisava de tempo para organizar meus pensamentos, me encontrar
Leer más
Quem é Vitor Torres?
Cheguei no colégio e logo o sinal bateu, notei que Alice estava sentada em um banco não muito distante do refeitório mexendo no seu celular. Mas a ignorei, fui até a sala de aula e me sentei no meu lugar de costume. Alice sentou na minha frente, mas não olhou para mim.Os dois primeiros períodos de matemática foram torturantes. Eu nunca consegui gostar ou entender qualquer coisa referente à matemática. Números certamente não eram meu forte.Antes do sinal bater indicando a hora do recreio, a professora, uma ruiva com cara de matadora de aluguel, passou alguns exercícios para casa, quais eu sabia que não iria nem tentar resolver.Aproveitei a hora do recreio para ir até a biblioteca. Sentei em uma das mesas idênticas a que havia sentado com Alice há alguns dias atrás e fiquei olhando para as janelas que me dava visão para os alunos conversando no pátio. Estava tão distraída que não percebi uma cadeira ser afastada na minha frente.Leer más