Na Contramão

Na ContramãoPT

Shay Nuran  Completo
goodnovel16goodnovel
0.0
Reseñas insuficientes
53Capítulos
1.1Kleídos
Leer
Añadido
Denunciar
Resumen
Índice

Suas escolhas fazem seu caminho, ditam suas regras e definem quem você é.Para toda causa um efeito.Para toda redenção uma culpa.Para toda afirmação uma negação.Para toda escolha uma consequência.Para todo ódio... O amor!Independente das escolhas que fizer, para alguns, Owen Hughes, sempre estará errado. A ciência o explica, a religião o rotula, mas ele sabe quem é, e lida muito bem com todas as suas decisões. O que o aguarda no futuro é o que importa, e lá só consegue ver uma pessoa, Ellis Hill. A doçura daquela mulher o fez ansiar por algo que nunca teve, amor, e temer o que nunca temeu, a verdade.

Leer más

También te gustarán

Comentarios Deje su reseña en la aplicación
No hay comentarios
53 chapters
Capítulo 1
Owen seguia pela rodovia principal em direção a chácara onde passaria o fim de semana. Abriu o vidro do carro querendo sentir o cheiro do verde das plantações ao longo da rodovia. A primeira semana da primavera já podia ser sentida na pele, o Canadá era conhecido por seu clima frio durante quase todo o ano, mas aquele início de estação estava especialmente quente. Depois de passar semanas viajando, voltou ao seu país e essa manhã seguiu direto para a cidade de Vitoria, na parte Sul da Ilha de Vancouver. Virou em uma estrada de pedras e seguiu mais alguns metros até parar o carro. Desceu observando ao redor. A sua direita uma vegetação exuberante que exalava um odor agradável. A sua esquerda, um muro de pedras semi coberta com ervas daninhas e flores silvestres. Leu mais uma vez o nome do lugar no bloco de notas do celular. Seu amigo o havia convidado para um fim de semana que eles costumavam chamar de “sem lei”, regado a bebidas, música, comida e algumas outras cois
Leer más
Capítulo 2
Owen tinha que admitir que Douglas estava certo, já se sentia melhor e a festa nem havia começado. Andava pela propriedade enquanto Douglas e os amigos organizavam um palco improvisado para o som, um dos convidados seria o DJ da noite e estava curioso para saber o que o amigo havia preparado. As garotas se dividiram para fazer a decoração e os petiscos que seriam servidos naquela noite. Para algo dito “improvisado” eles estavam bem organizados. — Ai, droga! Owen ouviu o xingamento vindo de uma das árvores a sua esquerda. Viu uma pequena escada e um corpo se equilibrando entre o objeto e a copa. Aproximou-se devagar já imaginando de quem se tratava. Ellis tentava alcançar alguns limões, mas sem sucesso. A escada usada não era muito longa e a estatura dela também não ajudava muito. — Precisa de ajuda? — perguntou ao se aproximar. Surpresa com a presença, ela se desequilibrou mais, pendendo para um dos lados e quase caindo se não fosse a rapidez
Leer más
Capítulo 3
Owen acordou sentindo a maciez do corpo feminino ao lado do seu. Já havia se esquecido como era bom ter uma mulher em sua cama, o cheiro suave, a pele aveludada, lábios doces e aquela sensibilidade que só uma mulher tinha, em gestos, palavras, olhar...  Abraçou Ellis beijando as costas nuas e admirando a respiração tranquila. Ela era linda e muito sexy. Maravilhosa. Depois de um banho rápido foi a cozinha da casa principal, algumas pessoas já preparavam o desjejum enquanto outras apenas conversavam.  — Pensei que você fosse ficar na cama da minha prima pelo menos até o meio dia — falou Douglas. — Não é uma má ideia, mas vim preparar o café da manhã dela primeiro.  — Que homem romântico — comentou uma das garotas que estava com eles na cozinha. — Preciso encontrar um desses, já que o meu me acordou para fazer o café dele. — revelou olhando para Douglas acusadoramente. El
Leer más
Capítulo 4
— Já se passou um mês e você continua falando daquele fim de semana. Por que não procura essa Ellis? Owen suspirou do outro lado da linha ouvindo o conselho do irmão mais velho.— Nem percebi que estava falando sobre ela outra vez.— Owen, não se sinta constrangido, isso é um ótimo sinal. Você conseguiu superar seu antigo relacionamento e está seguindo em frente. Tenho certeza que nossos pais ficarão muito felizes se você apresentar essa garota para eles. Se ela for mesmo do jeito que você diz, com todas essas virtudes, vai ficar difícil não gostar. Até eu, já gosto dela.Ele sorriu.— Eu gostaria de reencontrá-la, mas não sei se estou preparado para algo mais sério.— Eu acho que você está, gosta dela e isso já é preparaç&
Leer más
Capítulo 5
  Owen apressou-se assim que ouviu o nome de Ellis, a passos largos encaminhou-se para a sala onde alguns hóspedes se reuniam. Curiosos, o observavam se aproximar rapidamente. Passou pela poltrona e parou bruscamente ao vê-la dormindo. Seu coração bateu tão forte que pensou que rasgaria o seu peito. — Acho que ela estava muito cansada, sentou-se e dormiu rapidinho. Pobrezinha! — falou uma senhora que estava na poltrona ao lado com um sorriso que fez Owen lembrar-se de sua avó. Dixon que o seguiu, olhou para a jovem adormecida na poltrona com sincero interesse. — Quem é ela, Owen? — perguntou. Ele sorriu de canto enquanto baixava-se cuidadosamente ao lado da poltrona. — Uma amiga! — limitou-se a dizer ajeitando uma mecha loura que caia ao lado do rosto lindo que povoava seus sonhos. A cena chamava atenção dos hóspedes ali presente, mas Owen não se incomodou. Continuou admirando toda beleza da mulher adormecida como se pudes
Leer más
Capítulo 6
— Como podem ver é um imóvel completo, dinâmico e bem centralizado. Tem escolas, supermercados e farmácias por perto. Sem falar que é um dos mais luxuosos e seguros residenciais de Vancouver. Tenho certeza que não terão do que reclamar — dizia o corretor enquanto Owen e Ellis analisavam o apartamento que decidiram alugar por enquanto. Owen preferia uma casa, mas não teria tempo nos meses que seguiriam para procurar algum bom imóvel, fazer ajustes ou decoração. Também não queria deixar Ellis com todas essas cargas nas costas. Decidiram então procurar um apartamento e depois que a criança estivesse maior poderiam então escolher uma casa com um amplo jardim como queria. Posicionou-se atrás dela beijando os cabelos loiros enquanto Ellis admirava o largo vão que já imaginava como o quarto do bebê. — Podemos por um berço ali e uma prateleira com ursinhos do outro lado. — Apontou para os locais esperando que ele pudesse visualizar o que ela dizia. Owen sorri
Leer más
Capítulo 7
— Finalmente, Burbaby! — falou Owen como se tivessem feito uma viagem longa. Burbaby, uma charmosa cidade da Columbia Britânica onde os pais de Owen viviam e que ficava a apenas vinte minutos do centro de Vancouver. Mesmo depois de alegar cansaço e querer descansar Owen foi convencido a seguir para Burbaby aquela manhã, seus pais fariam um almoço especial para comemorar a vinda do terceiro neto deles e primeiro filho de Owen. Chegaram a casa e foram recebidos com entusiasmo e surpresa. A sogra a abraçou com uma alegria e emoção que nunca vira antes em uma mãe recebendo uma nora. Muito diferente das suas últimas sogras. O pai de Owen, o senhor Herbert Hughes, também a recebeu calorosamente. — Pensei que fossemos conhecer você na maternidade — brincou ele. — Não estou tão longe de casa, pai. Claro que em nove meses eu conseguiria vir aqui ou vocês poderiam ir nos visitar. — A nossa casa está aberta para vocês — afirmou
Leer más
Capítulo 8
— Como entrou aqui? — perguntou sobressaltada. — O que quer?— Calma, moça! Não precisa ter medo. Não sou um ladrão ou coisa do tipo. Vi seu ateliê mais cedo e pensei em passar aqui quando estivesse aberto. Chamei na porta, mas acho que você estava concentrada demais no seu desenho e não me ouviu.Ellis levou a mão ao coração.— Está passando mal? Eu sou médico.Ela olhou para o homem com desconfiança. Ele não parecia ameaçador, mesmo assim, não o conhecia.— É que você me assustou — justificou ela.— Me perdoe, não foi minha intenção. Sente-se! — Puxou o banco onde a pouco ela estava e saiu rapidamente.Por um instante Ellis achou que ele tivesse ido embora, mas se enganou, o estranho voltou com uma garrafa de água mineral.&
Leer más
Capítulo 9
Dixon entrou em uma sala vazia do hospital em que trabalhava, sentou-se em uma cadeira apoiando a cabeça entre as mãos. Havia acabado de perder um paciente e ele não costumava perder ninguém, era um excelente neurocirurgião e não admitia falhas, nem em si mesmo e nem em sua equipe. Como pôde se distrair em um momento tão importante? Sempre foi focado e exigente consigo mesmo, erros não podiam acontecer em seu trabalho.Não foi o primeiro a morrer em suas mãos, mas os outros pacientes estavam em estado muito grave, diferente deste, onde as chances de sobrevivência eram altas.Arrancou a touca e jogou-a no chão.Tudo isso era culpa de Owen, ele estava afetando sua vida profissional com aquela vingança. Sim, era uma vingança, o que mais poderia ser? Owen nunca entendeu o quanto ele o amava e como tentava ajudá-lo a ser alguém melhor, a ter sucesso em
Leer más
Capítulo 10
Ellis olhava o retrato de Owen enquanto desenhava os traços na tela. Esperava que seu bebê se parecesse com ele, pensou enquanto sorria. Os olhos acinzentados, lábios grossos e delineados, rosto quadrado e com cachos nos cabelos negros. A barriga de quatro meses já começara a crescer, faria sua ultrassonografia na semana seguinte e finalmente descobriria se teriam um menino ou uma menina. Olhou para o lado de fora ao ouvir uma ambulância passar. Aquela avenida era bem movimentada de dia, carros e pessoas iam e vinham. Lanchonetes, lojas e restaurantes garantiam o movimento durante todo o dia, mas a noite o lugar ficava bem esquisito. Prometeu a Owen que não sairia tarde do ateliê. Suspirou ao se lembrar de como ele estava chateado com a repercussão sobre o tiroteio contra o hotel. Depois disso vários hóspedes se transferiram para outros hotéis alegando que o Shangri-La não era seguro. Os planos para os restaurantes e cassino do hotel também foram por água abaixo, ass
Leer más