As duas faces do meu chefe

As duas faces do meu chefePT

Maíny Cesar  Completo
goodnovel16goodnovel
9.7
Reseñas insuficientes
79Capítulos
54.0Kleídos
Leer
Añadido
Denunciar
Resumen
Índice

Hana Ravallo sempre foi uma mulher exemplar, uma mãe maravilhosa que dedicou toda a sua vida a Daisy, sua filha. O que Hana nunca imaginou foi presenciar seu marido a traído. Mergulhada na dor da traição e do abandono se viu obrigada a buscar novos meios para criar sua filha, mas o que ela nunca imaginou foi ser aceita em uma das maiores produtoras e exportadoras de vinho do Rio de Janeiro, a empresa Drevitch. Layonel Lincoln Drevitch é CEO da maior indústria de vinho do Rio de Janeiro e apesar de amar o cargo que exercer, oculta do mundo segredos que o abalam diariamente. Com um passado conturbado e uma imagem a zelar, finge ser um homem que não é, escondendo-se atrás de ternos feito sobre medida e uma vida de luxo que ele nem mesmo se importo, mas isso muda quando uma linda mulher de olhos cor de mel balança seu mundo construído de aparências.

Leer más

También te gustarán

Comentarios Deje su reseña en la aplicación
No hay comentarios
79 chapters
Prólogo
Frase Saboreiem do amor tudo o que um homem sóbrio saboreia do vinho, mas não se embebedem. - Alfred de Musset PrólogoSete meses antes. A vésperas de Natal combinei com Jana de irmos ao shopping, o Rio estava movimentado, as ruas cheias de pedestres em busca dos preparativos para ceia, mas esse ano tive a brilhante ideia de comprar uma árvore de natal maior, pois queria proporcionar a Daisy uma nova experiência, enfeitar nossa casa com mais luzes e colocar os presentes embaixo da árvore. Ivan não gostou muito da ideia, disse que são coisas desnecessárias, gasto de dinheiro atoa para um dia que passará tão rápido, mas tenho certeza que nossa filha irá amar a surpresa. Claro que não discordo com o fato de ser um gasto a m
Leer más
Capítulo 1
-Preparada para entrevista com o chefe Hana? –Daiana se apoia em minha bancada com um grande sorriso no rosto.-Um pouco ansiosa eu diria. –Confesso encolhendo os ombros.-No seu lugar eu também estaria, todos dizem que ele é ainda mais lindo pessoalmente, porém ainda mais exigente. –Ela faz uma careta e acabo a seguindo.-Não quero ficar pensando nesses especulações e falatórios Ane. –Solto o ar com força usando o apelido que todos usavam para ela.-Pare de ser boba, você vai tirar de letra e além do mais você merece. Acho que de todas nesse andar, você é a que realmente merece essa nova oportunidade.-Obrigada. –Sorrio agradecida, pois realmente me esforçava de verdade para mostrar minhas qualidades, pois bem sei como a procura de um emprego não é fácil.Apesar de ainda ser jovem, minha falta de
Leer más
Capítulo 1.1
Ó céus não posso cometer nenhum erro perante esses olhos críticos que me encaram sedentos e desafiadores.-Sente-se. –Sua voz autoritária não deixa brechas para discussões ou apresentações desnecessárias.Rapidamente faço o que foi ordenado para aquela situação não ficar ainda mais constrangedora do que já estava. Ele me observa sem dizer uma única palavra e aquilo só me deixa ainda mais constrangida e inquieta, encarar aqueles olhos selvagens é a mesma coisa de se jogar dentro de uma fornalha ardente e em chamas.Automaticamente desvio o olhar encarando a réplica de uma Harley Davidson que fica praticamente escondida atrás dos diversos livros de sua prateleira.A decoração da sala é impecável e masculina, no canto esquerdo uma grande estante com seus diversos livros e ao lado direto
Leer más
Capitulo 2
Ao chegar em casa a primeira coisa que faço é gritar o nome de Ellen alegremente e rapidamente vejo uma figura assustada surgir na porta da cozinha. O lenço colorido marrado em seu cabelo sempre deixa seus cachos no alto da cabeça ainda mais charmoso. Ellen é uma negra linda, de olhos castanhos claros e mais de um metro e setenta de altura, sendo sincera eu serei eternamente grata pela ajuda que ela tem me dado nesses últimos meses. -O que está acontecendo? –Pergunta assustada.-Fui promovida a secretaria pessoal do senhor Drevitch. –Jogo meus braços para cima pulando de alegria.O choque da notícia fica estampado nos olhos castanhos de Ellen, mas logo a felicidade vem átona e quando vemos estamos nos abraçando empolgadas.-Eu não acredito. Como você conseguiu esse cargo tão almejado? –Pergunta surpresa e ansiosa. -Agora n&
Leer más
Capítulo 3
Layonel Lincoln Drevitch.Me acomodo atrás da mesa de carvalho tomando uma boa taça de vinho seco tinto para acalmar meus ânimos e meu estado de espírito para essa tarde.Eu amo essa empresa e dou minha vida por ela, é por isso que não tolero erros, mas sou eternamente grato aos meus funcionários que se dedicam ao máximo para manter tudo em perfeito funcionamento.Infelizmente tive que dispensar minha secretaria pessoal, pois ela estava passando dos limites com suas provocações e insinuações explicitas.É tolerável algumas insinuações, mas chegar em minha sala e encontra-la nua sobre minha mesa foi um certo choque. Obviamente amaria seguir meus instintos e dar a ela o que queria, mas por re
Leer más
Capitulo 4
Chego no serviço cansada, as olheiras de baixo dos meus olhos são evidentes mesmo passando corretivo, base e pó as marcas arroxeadas embaixo deles são notáveis.Uma noite sem dormir para mim é o mesmo que levar um soco nos olhos, suspiro atordoada olhando para o mar de papéis que eu teria que arrumar enquanto Drevitch terminava uma teleconferência com alguns franceses. Pelo menos era o que estava escrito na agenda sobre a mesa que eu resolvi analisar por curiosidade. Tirando aqueles pensamentos da cabe&
Leer más
Capítulo 5
Layonel  Dispensei à Srta. Ravallo para que ela pudesse arrumar suas malas e parando para pensar por um momento fiz certo em contrata-la como minha secretaria. Ela é uma mulher centrada e muito boa no que faz, as vezes um pouco insegura, mas sempre me surpreende com seus serviços bem feitos.O que mais me surpreende é sua organização, nunca consegui organizar as pastas como deveriam e as vezes perco partes de contratos importantes tendo que refaze-los, mas ela conseguiu arrumar anos de trabalho acumulado em apenas um dia. Isso me surpreendeu de tal maneira que não consigo descrever em palavras, não consegui acreditar no que meus olhos presen
Leer más
Capítulo 6
Hana Ravallo Acomodo-me em uma das poltronas encantada com tudo que ele reservava por dentro. O seu interior mais parecia uma casa do que um avião. Claro que não esperaria menos de algo que vem da família Drevitch, mas mesmo assim me surpreendeu.Layonel conversa com um homem que acredito ser o piloto e não consigo entender como ele pode ficar vinte e quatro horas do seu dia com aqueles ternos desconfortáveis. Sinceramente estou começando a achar que ele esconde algo por trás daqueles panos caro e elegante. Na verdade, ele é um homem charmoso e sensual, exala luxuria e poder, mas ainda a algo nele que me confunde e intriga.Mexo no celular na tentativa de aliviar a tensão do meu corpo por ser primeira vez dentro de um avião, mas o medo não colabora muito com o meu psicológico e depois de alguns minutos Layonel se acomoda na poltrona a minha frente m
Leer más
Capítulo 6.1
-Está atrasada Srta. Ravallo.-Me chame de Hana por favor. –Pegando minha bolsa que estava jogada sobre a poltrona do quarto para acompanha-lo.-Você está vinte minutos atrasada. –Ele insiste no meu atraso.-Desculpa senhor. –Tento encurtar o assunto.-Vamos a festa amanhã não se atrase novamente. –Ele ajeita os óculos de grau com o dedo indicador indo em direção ao elevador.-Sim Senhor. –Suspiro e vejo ele me observar.-Pode me chamar de Layonel. –Me surpreendo com seu pedido, mas fico feliz por poder chama-lo informalmente pelo menos aqui.Ao sair do elevador me surpreendo por estarmos no telhado do prédio e não no térreo. Havia um helicóptero a nossa espera e aquilo não reconforta meu coração.-Você não disse que teríamos que voar uma segunda vez. –Digo desanim
Leer más
Capítulo 7
Douglas me apresenta toda a casa e conta um pouco da história explicando que aquela era a residência dos Drevitch antigamente. Pelo que percebi Layonel viveu sua infância junto com seus avôs e pais nesta casa, mas Douglas não entrou em detalhes sobre o que ouve depois disso.Apesar de estar curiosa para saber mais sobre essa família incrível contenho minhas inúmeras perguntas apenas para mim.Seguimos pela casa até chegar em um imenso quintal onde levava as indústrias, uma cerca baixa separa a casa do local de produção, provavelmente para não deixar que os turistas invadam o espaço privado da família.-A muito tempo todos viviam feliz aqui e os turistas enchiam esse lugar, hoje a procura por esse lugar ainda é grande, mas não encontram mais os moradores da casa presente. –Douglas sorri entristecido.Tento o máximo que posso cont
Leer más