Fugindo de um visconde

Fugindo de um viscondePT

Cleonara Dantas  En proceso
goodnovel16goodnovel
0.0
Reseñas insuficientes
12Capítulos
165leídos
Leer
Añadido
Denunciar
Resumen
Índice

Vestida como um cavalheiro, em uma viagem quase que clandestina, foi dessa forma inusitada com que Lunna conheceu o visconde de Severn. Em meio a falsas impressões, confusões e contratempos, um forte sentimento surgiu entre os dois, porém, este deveria ser sufocado pela diferença social que os separava, afinal, ele era um visconde e ela uma humilde serva.

Leer más

También te gustarán

Comentarios Deje su reseña en la aplicación
No hay comentarios
12 chapters
Prólogo
– Garota imbecil! Se não é capaz de fazer nada direito, sequer deveria estar nessa casa!– Perdão milady, eu juro que tentei de tudo, a mancha simplesmente não sai.– Sua criadinha burra! Se eu não fosse tão caridosa, sequer olharia pra essa sua cara de criança imunda, deveria lhe deixar sem comida outra vez, mas parece que você precisa de mais força nesses braços inúteis para conseguir lavar uma roupa direito.Os olhos de Lunna estavam rasos d'água, lady Timberland a humilhava frequentemente, sempre prometia a si mesma que manteria a dignidade e não choraria, mas a mulher terrível a sua frente, não parecia ficar realmente satisfeita até lhe causar
Leer más
01
James Phillips, o visconde de Severn, estava finalmente voltando para o seu lar, na Inglaterra, depois de vários anos fora do país, estudando e conhecendo novas culturas e lugares diferentes. A viagem de conhecimento, tão popular entre os cavalheiros nobres, acabou se estendendo um pouco mais para ele e desde então, já havia conhecido diversos países, sem a mínima pressa ou vontade de voltar para casa. Até agora. É claro que vez ou outra precisava estar em Londres para resolver assuntos referentes ao parlamento ou alguma propriedade, mas, na maioria das vezes mandava um substituto e mesmo quando ia pessoalmente, nunca permanecia por muito tempo. Desta vez, no entanto, seria bem diferente, estava indo pra ficar, assumir de uma vez por todas as responsabilidades que o seu título exigia e a sua mãe principalmente. Além disso, estava disposto a finalmente ceder a
Leer más
02
Para os conceitos de Lunna, lady Timberland era uma mulher verdadeiramente rica. Pelo menos isso era o que ela pensava, até pisar na propriedade dos Sackville, no condado de Dorset.Por um momento, teve pena da mãe, que ganharia um pouco mais, porém, o trabalho em uma propriedade tão grande deveria ser no mínimo exaustivo.Quando entraram na mansão, pela porta destinada aos criados, os olhos da garota brilharam ainda mais. Mesmo naquela parte da casa era tudo muito bem cuidado e luxuoso, com carpetes bonitos e papel de parede. A entrada das visitas deveria ser esplendorosa e Lunna imaginou quando poderia ir até lá, tirar a poeira das decorações requintadas, que com certeza fariam parte do local. Se bem que talvez não fosse uma boa ideia, se quebrass
Leer más
03
Ser dama de companhia de Ivy, também rendeu a Lunna muitos outros benefícios, além do que era considerado um bom emprego.Além de aprender a maioria das coisas que a jovem dama aprendia, ela também passou a frequentar lugares onde jamais ousaria estar presente antes. Assim que Ivy teve idade suficiente para frequentar os bailes da sociedade e os eventos sociais da temporada, Lunna também passou a frequentar estes ambientes que exalavam sofisticação. No começo tudo até que era deslumbrante, mas, logo notou, mais uma vez, que por mais que Ivy a tratasse como uma amiga, ou que estivesse tão bem vestida quanto outra dama da sociedade, ou ainda que soubesse se comportar com elegância e delicadeza, jamais seria vista como uma dama, sempre seria apenas a criada da lady Sackville.Mais de uma vez foi separada discretamente pela anfitriã do restante dos convidados, e teve que esperar na cozinha ou na ala dos empregados até que o evento terminasse e ela pudes
Leer más
04
Onde eu estava com a cabeça, para roubar o chapéu de um cavalheiro e fugir?Pensava Lunna, enquanto escondia os últimos fios de cabelo e corria de volta para cabine. Ela Já tinha vivido experiências o suficiente para saber o que um nobre seria capaz de fazer com alguém como ela, e por bem menos que um chapéu. Não sabia, de fato, quem era aquele homem misterioso, mas, tinha toda certeza de que ele era uma pessoa importante. Ao entrar na cabine se deparou com uma Ivy bem diferente daquela que conhecia, e ela estava assim desde que saíram da Itália deixando Andrew para trás. Mas, como ela poderia ter agido diferente, se ela era a filha de um conde e ele apenas um apostador?Existiam diferenças que nem mesmo a paixão poderia superar e Lunna sabia disso muito bem. Já virá a ruína acontecer na vida de algumas primas que ousaram acreditar no amor entre a criada e o patrão.Lunna despejou sobre Ivy toda a sua aflição por tudo o
Leer más
05
No final das contas, tudo havia dado certo no plano insano da senhorita Sackville. Sua tão sonhada viagem de liberdade, antes de se tornar esposa de um nobre qualquer, finalmente tinha acontecido. Mas, justo agora, quando deveria estar mais feliz, pelo seu ousado feito, vivia cabisbaixa e sem ânimo.Lunna não compreendia como um amor interrompido poderia tirar a alegria de viver de alguém, principalmente se esse alguém fosse a lady mais alegre que ela já conheceu, conhecida entre todos na sociedade, por seu comportamento agitado, gargalhadas altas e atitudes ousadas. Mas, Lunna nunca havia se apaixonado por alguém, por isso era difícil para ela imaginar.Após alguns dias tranquilos no condado de Dorset, Lunna acordou mais uma manhã de forma agitada. Não era a primeira vez que tinha aquele sonho, e ele sempre lhe tirava do seu estado natural, agitando o seu corpo com formigamentos estranhos. Era sempre o mesmo sonho. Aquele homem estranho
Leer más
06
Suzan gritava com vivienne, que chorava olhando pra Ivy, enquanto James, pálido como um fantasma, tentava de alguma forma se explicar e  a senhorita Sackville se preocupava apenas em sair dali o mais rápido possível. Tudo isso acontecia a sua volta, mas, Lunna já não tinha tanta certeza do porque o seu coração batia com tanta força.Seria por causa da fuga, iminente?Ou porque por um momento, aquela presença caminhando em sua direção parecia tanto com os seus sonhos secretos?Deixando os pensamentos de lado, Lunna seguiu Ivy e o seu noivo até a carruagem que os aguardava nos fundos do teatro, o momento era muito constrangedor para que qualquer um falasse qualquer coisa. Em silêncio, seguiram até a casa do conde, e Lunna entrou imediatamente, deixando que a senhorita Sackville conversasse a sós com o futuro conde. Se os pais da jovem soubessem que a havia deixado sozinha com um cavalheiro, enquanto sua função era acompanha-la, estaria encr
Leer más
07
Finalmente as coisas estavam se encaixando perfeitamente. O baile que não pôde ir com a senhorita Sackville, foi na verdade o início de uma nova etapa na vida das duas amigas. Justamente neste baile, Ivy contou ao lorde Clifford sobre a sua gravidez, e enquanto fazia isso, se deparou com ninguém menos que o seu amor das terras italianas, Andrew.Andrew  Windsor era na verdade o futuro duque de Gloucester, filho do anfitrião do baile. Claro que ainda houveram alguns contratempos, mas, no final das contas os dois se acertaram novamente e agora iriam se casar com uma licença especial.Vários dias se passaram desde então, e Lunna pôde distrair a sua mente, ajudando nos preparativos para o casamento. Não teve mais nenhum encontro ou notícias do visconde, apenas um sonho mais ousado de vez em quando, mas, ela estava certa de que agora que estavam de volta ao condado, ela finalmente poderia esquecer todo aquele episódio e finalmente parar de sonhar da
Leer más
08
Lunna tentava puxar assunto com vivienne e ignorar o visconde ao seu lado, porém, o Lorde Clifford parecia não querer contribuir com o seu plano e a cada minuto roubava a atenção da jovem atriz somente para si, até que os dois finalmente partiram discretamente para um lugar mais reservado do jardim.Assim que ficou a sós com o visconde, Lunna sentiu uma tensão, já familiar, tomar conta do seu corpo, porque aquele homem permanecia tão irritantemente impassível ao seu lado?- Então, senhorita Lowell, agora que somos apenas nós dois, acho que poderíamos conversar um pouco.- e o que o milorde gostaria de conversar?- tentou falar normalmente, como se uma adrenalina inexplicável não estivesse fazendo o seu coração bater mais rápido agora.- por que não me explica melhor, como foi parar em um navio, vestida como um cavalheiro?- perdão, milorde, essa história não é apenas minha, mas, digamos que eu estava
Leer más
09
Se um encontro nada convencional em um navio ou um teatro lotado, fizeram Lunna ter sonhos no mínimo impróprios com o visconde de Severn,  beija-lo de forma tão ousada e íntima, sob uma árvore, a beira mar, a estavam levando a loucura quando tentava dormir.Acordar com a respiração acelerada e um calor desconcertante, já estava se tornando parte da sua rotina, e a cada vez  que precisava passar por algum constrangimento e inventar para alguém que eram apenas pesadelos, sentia a sua raiva pelo visconde aumentar ainda mais. Até o seu humor estava sendo afetado por aquele homem, a viagem até o ducado, onde passaria a morar como acompanhante de Ivy, já era demasiadamente cansativa, e ter suas noites de descanso incomodadas por aqueles sonhos indecentes com James, eram um inconveniente que lhe tiravam do sério.  Apesar destes contratempos, as esperanças de Lunna estavam focadas justamente nesta mudança. Um novo
Leer más